Publicidade
Sábado, 08 Abril 2017 15:36

Noivado eterno: não caia nessa furada!

Postado por

Quase toda família tem seus personagens e histórias estranhas. Na minha família, um dos casos mais bisonhos era o de uma tia que ficou noiva por 21 anos! Depois, acabou não se casando, e está sozinha até hoje.

Talvez você nunca tenha visto um caso assim tão extremo, mas é bem possível conheça alguma moça que perdeu boa parte de sua juventude em um noivado que se arrastou por muitos anos (cinco, seis, sete anos...), para, no fim, não dar em nada. É algo muito comum, infelizmente.

A grande prejudicada nessas situações é a mulher. É ela que tem o tal “relógio biológico”, que não espera, não volta atrás e não perdoa a passagem do tempo. Muitas meninas entram jovens em um noivado, e saem dele não tão jovens assim – e cheias de cicatrizes na alma.

Há dois problemas nisso:

1) quanto maior a idade da mulher, menor o número de possíveis pretendentes – sempre se pode arrumar alguém, mas certamente fica mais difícil;

2) enquanto a fertilidade dos homens começa a cair somente perto dos 40 anos, a das mulheres começa a reduzir antes dos 30.

E como é que esse rolo começa? Quanto um casal de namorados resolve trocar alianças de noivado sem nem mesmo ter estabelecido uma data próxima e provável para o casamento. A mulher, romântica e iludida, se sente mais segura, mais valorizada. E não percebe o atoleiro em que pode, muito possivelmente, estar se enfiando.

Miga, abre teu olho! Aliança no dedo sem data de casamento em vista não necessariamente é compromisso: pode ser uma algema. Uma algema que vai te acorrentar por um longo tempo a um homem com quem você não terá futuro nenhum.

É bom lembrar que o noivado de verdade envolve uma celebração católica na qual as alianças são abençoadas e os noivos selam uma PROMESSA diante do Senhor. Mas, como de costume, o noivado se transformou apenas em convenção social, sem nenhuma necessidade de se comprometer diante de Deus.

Assim, muitos homens, de forma consciente ou não, colocam uma aliança de noivado no dedo da namorada só para ampliar a sua posse sobre ela e tê-la sob controle. Iludida com o ovo no fiofó da galinha, a mulher sente que já está com o casamento garantido, e se apega ainda mais ao homem. Não raro, mesmo sendo católica, cede aos apelos sexuais do noivo, afinal, “vamos nos casar mesmo!”.

Tenha sempre em mente aquela música da Beyoncé: se o tempo tá passando e o cara tá te enrolando, mostre a ele que a fila anda!

If you liked it then you should have put a ring on it! [COM DATA MARCADA!] Oh, oh, oh! Oh, oh, oh! Oh, oh, oh...

*****

QUER LER AGORA O 1º CAPÍTULO DO NOSSO LIVRO As Grandes Mentiras Sobre a Igreja Católica? A Amazon colocou esse conteúdo acessível online, para "degustação". Aproveite! Entre no link abaixo e clique sobre a imagem da capa do livro:

Site da AMAZON (clique aqui)

O livro está à venda em quase todas as livrarias, e também no site da Saraiva (clique aqui) da Cultura (clique aqui), da Travessa (clique aqui) e da Folha (clique aqui).

9267 Domingo, 28 Maio 2017 18:42

Comentários   

0 # stéphanie 17-04-2017 22:34
Entre namoro e noivado, uma tia minha ficou comprometida por 10 anos com um cara, q segundo meus pais, tinha muitas regalias com minha avó.

Depois disso, só me recordo da tristeza sem fim da minha tia e da luta para reconstruir a vida. Futuramente, conheceu outro cara, 10 anos mais novo do que ela. O relacionamento deu muito certo por uns tempos, depois desandou da pior forma e hoje essa tia vive da "ajuda" dos irmãos.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Ana 15-04-2017 16:13
Por favor, façam um post sobre a Igreja, juros e lucro!! Tenho colegas que não param de dizer que a Igreja condenava lucros... de fato, parece q países protestantes sao mais bem desenvolvidos economicamente... mas tem algo a ver com a Igreja? Como posso refutar isso? Sao amigos de boa-fé, acho que vale a pena explica-los a verdade
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Haroldo 17-04-2017 18:31
Ana ! Se não for meu engano no site: O fiel Católico tem uma matéria sobre isso.
Responder | Responder com citação | Citar
+2 # A Catequista 17-04-2017 13:28
Oi, Ana! Esse tema é muito interessante, mas também muito trabalhoso de desenvolver. Já tenho o conteúdo de pesquisa separado, mas preciso colocar a mão na massa... Vou colocar na nossa lista de temas pendentes.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # André 10-04-2017 19:26
O Catequista, por favor me respondam. No site de vocês, depois dessa mudança que ocorreu a um tempo atrás no design, eu não estou conseguindo acessar as postagens antigas pois não sei onde está o link para as matérias anteriores ;)
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 10-04-2017 21:04
André, no processo de migração dos posts do site anterior para este novo site, alguns posts não "subiram" corretamente, e por isso estão fora do ar. Precisamos ajustar isso.

Mas vc já tentou a usar a ferramenta de busca do nosso site?
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Mendez 10-04-2017 16:03
Olá, Catequistas!

Apesar de nunca ter passado por essa situação, conheço vários casos e, pior, as meninas acreditam piamente que "noivar" já é a maior prova de amor do mundo do rapaz e ficam nessa enrolação quase eterna. Aí ao final de váaaarios anos, o cara termina o relacionamento e dentro de 1 ano ou menos está casadíssimo com outra!

Infelizmente, continuo solteira (por opção dos outros kkkkkk) e me senti chacoalhada por essas constatações brutais mas reais. Ora, fico pensando.... eu bem que poderia já ter casado inclusive se algum rapaz não estivesse preso num relacionamento desse tipo ou então enrolando sua pretendente. Ao final, saem mais prejudicadas a moça que está submetida a essa situação e outras solteiras por aí, já que o rapaz fica nesse eterno "ata nem desata", nem solteiro nem casado. Aí é complicado pra todo mundo, né! Já não sou tão nova, tenho 30 anos e sinto os efeitos da idade. Só me resta confiar em Deus agora.

Deus os abençoe!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Ízabel 11-04-2017 13:49
Me identifiquei muito com a segunda parte de seu comentário.
Nunca vivi a situação do post.
Abraços
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Paulo Eduardo 10-04-2017 13:40
Salvo engano, li em algum Artigo que a fertilidade do homem não "cai" já que os espermatozoides permanecem ativos e jovens mesmo em homens mais velhos; o mesmo não ocorre com as mulheres, já que os óvulos tem a idade da mulher. Por isso, é mais difícil às mulheres engravidarem a partir dos 40 anos, pois seus óvulos terão está mesma idade.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Joao 11-04-2017 15:22
A fertilidade do homem também diminui com o tempo, apesar do ritmo ser mais lento que o da mulher.

http://www.webmd.com/infertility-and-reproduction/features/age-raises-infertility-risk-in-men-too
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Ízabel 11-04-2017 13:38
Nos homens a fertilidade também cai embora mais tarde. A quantidade de espermatozoides cai de modo constante, porém ainda existem, daí se torna menor a probabilidade de gerar filhos porém não impossível. A mulher nasce com um estoque de óvulos que serão usados ou descartados ao longo da vida, já o homem produz pelo resto da vida espermatozoides (ele não nasce com uma quantidade estabelecida) nisto você tem razão, porém com o passar dos anos ele vai produzindo quantidades cada vez menores o que torna matematicamente menores suas chances de gerar filhos. Espero ter ajudado. Claro que isto varia de homem para homem, inclusive ha casos de homens jovens inférteis (incapazes de produzir espermatozoides).
Responder | Responder com citação | Citar
+2 # Jéssica 10-04-2017 13:13
Também conheço um caso de um noivado longuíssimo. Uma conhecida minha da igreja. Ninguém acha que esse casamento ainda sai...
Responder | Responder com citação | Citar
+31 # Rodrigo Leite 10-04-2017 12:32
Bom dia! Esse post me lembrou uma modinha famosa dos anos 90: A aliança de compromisso. Uma "aliança" de prata com intensões parecidas com a aliança de noivado, só que sem envolver a família da namorada. Uma técnica "ninja" de "engambelamento" de namoradas. Em meu círculo de amizades, quantidade de meninas sexualmente ativas ou grávidas após colocar aquela "aliança" era alta.

Eu mesmo, era pagão e cara de pau o suficiente para tentar, mas esbarrei em uma moça com tanta fé católica que me ajudou na conversão, nos casamos 5 anos depois e ela permaneceu virgem até as núpcias. Já são 11 anos de casados e 2 filhos. Pedro e Laura.
Responder | Responder com citação | Citar
+15 # A Catequista 10-04-2017 12:48
Que bom ver esse comentário, Rodrigo! Deus seja louvado pelo testemunho de vocês.
Responder | Responder com citação | Citar
+3 # Rodrigo Leite 10-04-2017 13:41
Amém!
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade