Publicidade
Sexta, 19 Janeiro 2018 18:14

Bolívia: site do Vaticano denuncia problemas do novo Código Penal

Postado por

O site Vatican News, que reúne as mídias oficiais da Santa Sé, publicou um artigo que divulga os problemas do novo Código Penal que o presidente Evo Morales deseja implantar na Bolívia.

O artigo cita os artigos que os bispos bolivianos denunciaram como sendo contrários à vontade popular. Eis alguns deles (grifos nossos):

Os Artigos 209, 293 e 294 que criminalizam o direito dos protestos.

O Artigo 10 que despenaliza o micro-tráfico de drogas. (...)

Os Artigos 245 e 246 que introduzem um controle inaceitável das redes sociais.

Ademais, os bispos protestam contra a criação da lei que considera como delito o recrutamento com fins religiosos realizado por instituições religiosas. Lei esta que oferece uma interpretação ambígua, o que atenta claramente contra a liberdade religiosa garantida no Artigo 88.I.11.

Também consideram que o novo Código deixa sem proteção a família, visto que a bigamia e o abandono da mulher grávida deixam de ser considerados delitos. (...)

...o conhecido Artigo 157 que coloca a exclusão do delito do aborto em causas tão genéricas que sua punição desaparece...

Tal proposta de Código Penal só pode mesmo ter brotado de um governo demoníaco!

Como já havíamos dito no post que publicamos ontem, não há nada de surpreendente: mais uma vez, são comunistas fazendo comunistice. Buscam instalar o caos, favorecer o crime, prejudicar as famílias, difundir aborto, acabar com a liberdade de expressão e reprimir o cristianismo.

Para ler a matéria do Vatican News na íntegra, clique aqui.

1401 Sexta, 19 Janeiro 2018 20:28

Comentários   

# Helenna 28-03-2018 02:58
Em tempos onde as pessoas preferem se calar diante de situações absurdas como cruzes e martelos, eu fico com o Papa João Paulo II repreendendo publicamente Ernesto Cardenal na Nicarágua.
Responder | Responder com citação | Citar
# luis fernando 28-01-2018 00:50
O Evo Morales, o Maduro o Raul Castro, e tantos outros tem que ser criticado urgentemente, e não existe essa papo de ele se ele falar algo ele pode piorar a situação(falar isso é querer defender o que não tem defesa) o Papa não pode ser omisso isso é inaceitável , João Paulo II em todos os locais que ele ia, ele denunciava independentemente da situação tanto que ele foi um dos principais atores para o termino do comunismo na Polônia e em toda a Europa, o Papa ele tem a obrigação de se manifestar a favor do povo e de parar de apoio aos ditadores/presidentes latino-americanos aos movimentos sócias, ao Leonardo Boff, etc.
A Igreja até o momento não está usando nenhuma instancia e não nesta fazendo nenhuma crítica e sim mostrando apoio a tudo o que está acontecendo, só não vê quem não quer.
Responder | Responder com citação | Citar
# luis fernando 28-01-2018 00:44
Eu não compreendo como o Papa (não tem motivo algum para se pegar no pé do presidente norte-americano) e muitos cristãos pegam no pé do Trump, que não é perfeito, mas está acertando mais do que errando, e passam pano para o péssimo comunista e muçulmano do Obama. O presidente Tump defende os cristãos, defende a vida, apoia a luta contra o Estado islâmico, cortou o financiamento da ONU, do aborto, das empresas de armas, etc., tudo que coisa que o Obama fazia ao contrário e não se vê nenhuma crítica em relação ao ex-presidente. O Trump faz muito menos coisa que prejudica a fé católica do que o Obama.
Responder | Responder com citação | Citar
# Pe. Dirceu 23-01-2018 00:24
Vejo a cada dia alguns criticarem o Papa por se posicionar em algumas questões e até de acusá-lo de comunista. O que, a meu ver é um erro. A leitura sobre as posições do Papa Francisco deve ser vista a partir da Doutrina Social da Igreja e da Doutrina em geral.

Dito isto, é preciso saber que, atualmente, ao menos que se conheça, nenhum líder adere a todas as proposições da Igreja. Por exemplo, Trump, condena o aborto. Ótimo! Mas precisa ser alertado sobre outras questões que são contrárias a Fé Católica. Evo precisa ser crítica, também. Mas a situação envolvendo Evo é bem mais delicada. Trump não perseguirá cristãos por um puxão de orelha do Papa. Talvez até esteja aberto a refletir. Evo Morales, por sua vez, pode iniciar uma perseguição ainda maior.

Enquanto for possível, a Igreja usará outras instâncias ao invés de uma crítica direta. Temos que estar atentos para que as ideologias nos ceguem. Comunismo não é a única ideologia contrária a fé Crista. Todavia, é a mais ostensiva.
Responder | Responder com citação | Citar
# luis fernando 21-01-2018 21:17
Mas vejam que ironia do destino, há pouco tempo o tão idolatrado Francisco estava dizendo que os cristãos e os comunistas pensam igual e que eles teriam roubado a pauta dos cristãos.
O Evo Morales já foi recebido varias vezes no Vaticano inclusive ele esteve lá há algumas semanas (essa nova constituição já estava terminada a sua confecção), tanto que o Papa prometeu ajudar o boliviano em ralação ao caso das Terras chilenas.

É publico e notório que eles tem vários pensamentos iguais, o Francisco ate o momento não falou nada contra esse individuo , contra o Maduro, contra o Raul Castro , etc, por isso não adianta alguns membros da Igreja reclamarem se o seu representante não esta nem aí.
Responder | Responder com citação | Citar
# Geraldo 20-01-2018 23:36
Quando pouquíssimas pessoas ( começando por Olavo de Carvalho) denunciavam que uma ampla coalizão de partidos esquerdistas pretendia reavivar na América Latina o comunismo "fracassado" em boa parte do mundo, quase todos consideravam que isso fosse teoria conspiratória. O amplo apoio petista aos tiranos Chaves, Maduro e E.Morales, vem mostrando quem tinha razão e quão profunda e poderosa é a articulação comunista nesta "pátria grande".

Vendo - em grande desespero -como o povo (de quem se arvoram serem representantes, sem qualquer legitimidade para tanto) - vem descobrindo seus planos ditatoriais e crimes imensos, esses comunistas vão tirando as máscaras e mostrando sua sanha sanguinária, fanática e totalitária. Queira Deus que não seja tarde demais para esse despertar do povo e que aqueles que ainda não acreditam na monstruosidade que cresce sob nossos olhos, acordem de vez e se unam na luta contra ela.
Responder | Responder com citação | Citar
-1 # Daniel 19-01-2018 21:30
Este presente da foto, vi em um vídeo que o papa recusou de Evo Morales, inclusive fazendo uma cara de poucos amigos.
Responder | Responder com citação | Citar
# Geraldo 20-01-2018 23:53
Parece, Daniel, que a praxe diplomática exige que se avise previamente quais são os presentes que serão dados de ambas as partes. E Evo, malandramente, não avisou de sua intenção. Mas segundo o que li, o papa teria recebido sim, mesmo com visível desapontamento. Não posso julgar alguém em delicada posição diplomática e política com mil responsabilidades, ciente do peso de suas palavras e gestos, sendo pego de improviso. Mas creio que o papa poderia ter feito o seguinte:

De modo bem sereno, ele poderia reinterpretar o presente recebido:

"Obrigado por me trazer este símbolo, Sr.presidente, que nos lembra o quanto Jesus tem sido massacrado pelo totalitarismo comunista, na pessoa de tantos cristãos perseguidos e mortos por esse regime que tem sido o maior inimigo dos pobres, desde o começo dos tempos!" Mas é fácil para mim, avaliar as coisas de fora, sem estar na pele do papa...
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade