Publicidade
Segunda, 15 Agosto 2016 11:34

Recadinho de S. Joana D’Arc aos hereges hussitas: “ME AGUARDEM”

Postado por

Em 1430, um grupo de católicos liderados pelo padre John Huss estava tocando o rebú na Boêmia (atual República Tcheca). Os chamados hussitas pregavam a rebelião contra a hierarquia da Igreja, atacavam mosteiros, destruíam igrejas e estátuas de santos – sim, os protestantes se inspirariam nessa cambada, no século seguinte.

Santa Joana D’Arc ficou sabendo da arruaça, e ditou a um escriba (pois era analfabeta) uma cartinha aos hereges, buscando fazê-los voltar ao caminho reto. Note que, diferente do muitos católicos-jujuba de hoje, os santos sempre trataram heresia como coisa séria e perigosíssima! E qual era o conteúdo e o tom da tal carta?

Pense numa mulé braba...

mule_braba

A santa não usou palavras gentis e conciliatórias, evitando ofender os hussitas. Ela simplesmente os xingou de cegos, os acusou de crime e sacrilégio e ameaçou passar o rodo neles com uma ação militar, caso não se emendassem. Sim, era um ultimato, não uma tentativa de diálogo!

corta_garganta

As testemunhas oculares afirmam que Santa Joana tinha uma natureza doce. O tom violento da carta aos hussitas se distancia desse perfil, mas o motivo era grave: eles haviam acabado de devastar aldeias na Silesia, Lusatia, Meissen e Saxônia, causando grande sofrimento a civis inocentes.

Dois meses após o envio da carta aos hussitas, a Virgem de Orléans foi capturada pelos ingleses e Borguinhões. Isso a impediu de cumprir sua ameaça contra os hereges. Mas suas palavras não foram em vão, certamente. Que possam nos inspirar a ter a mesma indignação frente à heresia, bem como a disposição firme de combatê-la (o que pode ser feito no campo intelectual).

*****

CARTA DE SANTA JOANA D'ARC AOS HEREGES DA BOHEMIA

Sully, 23 de março de 1430

Jesus, Maria Há muito o rumor e a voz do povo tem informado a mim, Joana A Virgem, que de verdadeiros cristãos vocês se transformaram em hereges, e semelhante aos Sarracenos vocês destruíram a verdadeira Fé e culto, e abraçaram uma superstição deplorável e ilegítima; e o desejo de sustentá-la e difundi-la aí não seriam um ato desgraçado nem uma crença tola a que vocês se atreveriam.

Vocês estão corrompendo os sacramentos da Igreja, extirpando as bases da Fé, destruindo as igrejas, quebrando e queimando as estátuas que foram levantadas como memoriais, vocês estão massacrando os cristãos porque eles preservam a verdadeira Fé.

Que fúria é essa? Ou que raiva ou loucura consomem vocês?

Essa Fé que o Deus Todo-Poderoso, o Filho e o Espírito Santo revelaram, estabeleceram, elevaram ao poder e glorificaram de mil maneiras através de milagres – vocês perseguem essa Fé, vocês desejam derrubá-la e destruí-la.

Vocês estão cegos, mas não porque lhes faltam olhos ou compreensão. Vocês acreditam que ficarão sem punição por isto? Ou vocês não estão conscientes de que Deus se opõe aos seus esforços ilegais e não permitirá que permaneçam na escuridão e no erro? De forma que, quanto mais vocês se afundarem em crimes e sacrilégios, tanto mais Ele preparará grandes punições e angústias para vocês.

Até onde me toca, para ser franca, se eu não estivesse ocupada com as guerras inglesas, eu já teria vindo vê-los há muito tempo atrás; mas, se eu souber que vocês não se consertaram, eu posso deixar de lado [a luta com] os ingleses e ir contra vocês, de forma que pela espada, se eu não puder fazê-lo de nenhuma outra forma, eu vou eliminar a sua louca e obscena superstição e remover a sua heresia ou a sua vida.

Mas, se vocês preferirem retornar à Fé católica e à Luz original, então enviem os seus embaixadores a mim e eu os direi o que vocês precisam fazer.

Se vocês não quiserem e resistirem obstinadamente ao estímulo, lembrem-se dos danos e das ofensas que vocês têm cometido e me aguardem, aquela que irá infligir similarmente sobre vocês com forças humanas e divinas.

joana_arc_hereges

 

4540 Quarta, 31 Maio 2017 16:46

Comentários   

+2 # IRLEI GERALDO DA SIL 05-03-2017 13:47
Isso que é mulher cristã guerreira, sangue quente nas veias, jujubice é coisa de frescos!!!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alice CriffA 25-01-2017 13:51
Olá catequistas, parabéns pelo site. Vim aqui para reler esse post sobre S. Joana D'arc e surgiu uma dúvida: houve na história da igreja algum santo portador de deficiência? É que me fizeram essa pergunta outro dia e não soube responder.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 25-01-2017 14:25
Não conheço a história de todos os santos da Igreja, então, no momento, só lembro de Santo Inácio de Loyola, que era manco. Ele teve a perna estraçalhada em uma batalha, antes de se converter.
Responder | Responder com citação | Citar
+2 # Alice Criff 24-08-2016 01:09
Bruno Ma. Rodrigues, não conheço a posição da Igreja Católica sobre a restauração da monarquia, mas conhecendo-a como a conheço, acho que é possível encontrar padres monarquistas e presidencialistas, direitistas e esquerdistas, e mais rígidos e mais liberais, que vão apresentar uma variedade de posicionamentos. Mas, a meu ver, mais importante que uma monarquia católica, é consolidar as bases da democracia, trabalho esse que a CNBB vem desenvolvendo, desde que o seu fundador, Dom Helder Câmara, se opôs veementemente à ditadura, sendo perseguido por isso. E quanto à intercessão de Santa Joana D'ARC, rogo para que ela interceda para que a religião e os símbolos sagrados sejam respeitados no Brasil, uma vez que o movimento gay, que se queixa de sofrer perseguições, vem profanando nossos símbolos em suas paradas, de uma forma muito grave, chegando mesmo ao extremo de usar crucifixos em senas profanas exibidas pela mídia. Jamais seria homofóbica, mas as vezes, sinto falta de uma postura mais firme da Igreja Católica em relação a isso, a final, o respeito deve ser mútuo. ~É interessante ver, que uma grande mobilização cristã ecumênica, foi capaz de tirar a novela Babilônia da Globo do ar, quando vários de nós nos recusamos a assistí-la, preferindo a novela bíblica Os Dez Mandamentos, da Record. Isso é a prova de que, no Brasil, o cristianismo é muito forte, e de que é sim possível nos mobilizarmos em prol de uma sociedade melhor. Paz e Bem
Responder | Responder com citação | Citar
+3 # Lucas Barbosa 23-08-2016 17:46
Atualmente o que mas é falado nas escolas é que Sata Joana D'ark era uma mulher que fingiu ser um homem para entrar no exército e que por isso foi julgada como herege e jogada na fogueira pela igreja e que depois, a igreja fingiu-se arrependida en para justificar a morte dela tornou-a santa. Sei que isso não é verdade e que a verdadeira história esta encoberta pelo protestantismo, e por isso gostaria que vcs mostrassem onde poderia encontrar a verdade sobre esta santa, por que foi queimada e qual arelação dela com o protestantismo? Ah e amei a carta e o texto, vcs tratam de assuntos sérios com um humor sem igual, isso me atraiu bastante, continuem assim!! Deus abençoe a toda a equipe
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # A Catequista 24-08-2016 01:48
Lucas, recomendo o livro "Joana Darc - a Mulher Forte", da conceituada historiadora Regine Pernoud. Não há nenhuma relação dessa santa com o protestantismo. Temos aqui u post que resume a história: http://ocatequista.com.br/archives/2953
Responder | Responder com citação | Citar
-1 # Bruno Ma. Rodrigues 18-08-2016 22:59
Eu gostaria de propor um tema a ser abordado no site, sobre a restauração da Monarquia constitucional e parlamentarista no Brasil. A visão dos santos e dos papas sobre. A visão da Santa Madre Igreja e está possivel restauração atualmente em nosso pais, e a posição de nós Catolicos. Numa mornaquia que proclamaria a igreja Catolica como religiao oficial, desmentindo mitos sobre a monarquia e a igreja passados.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Priscila De Souza 18-08-2016 19:44
Pois é, Catequistas. Quando havia sebos eu percorria alguns. Sempre via certas biografias e livros sobre grandes temas como a vida desta santa e nunca comprei pela falta de IMPRIMATUR. Poderia ter adquirido certos livros por R$2,00. Alguma dica de biografia dela e de bons livros sobre os começos do Protestantismo? Certos autores não é preciso ler muito para notar que quase choraram de peninha de Lutero, etc.
Responder | Responder com citação | Citar
+4 # Geraldo 16-08-2016 16:32
É importante, contudo, fazer algumas distinções: 1) Esses hereges contra quem Joana D'arc se insurgiu eram também criminosos e assassinos, uma gravíssima ameaça à paz social. 2) Uma coisa é o herege pai, fonte da heresia. Outra coisa são os membros das comunidades eclesiais herdeiras desse heresiarca (os batistas, os presbiterianos, assembleianos, etc.) que nasceram e cresceram nessa cultura sem nunca conhecer outra coisa. E que, com aquilo que receberam (e que em grande parte é algo herdado do catolicismo de onde um dia se desmembraram e por isso Bento 16 dizia que os protestantes são nossos filhos) fazem o que podem, por vezes dando muito mais frutos que nós próprios que comemos à mesa do Pai. Faço uma comparação: alguém herda uma terra fértil e boa, sementes, suplementos, enfim faca e queijo na mão, e muitas vezes desperdiça todos esses dons, sem nada fazer florescer e frutificar. E pode acontecer que outra pessoa, receba muito menos, apenas uns 10% da herança. E com esse pouco, se esforce e renda bem mais que aquele que recebeu tudo. "Elementos da verdadeira igreja de Cristo", é aquilo que o Concílio Vaticano II diz ser possível encontrar nas religiões protestantes. E como para Deus, importa a posição do coração (honesto, disponível) não raro encontramos protestantes piedosos, amigos de Cristo, e que dão mais frutos que muitos ditos católicos. São tecnicamente hereges, sem dúvida. Partilham de interpretações deturpadas e falsas da Divina Revelação. Mas há alguns que nos edificam com o muito que conseguiram construir a partir do pouco que receberam (o batismo válido e reconhecido por nós como tal, a Sagrada Escritura, etc.). Conseguem render frutos como, uma vida comunitária às vezes bem mais coesa e acolhedora se comparada à frieza afetiva existente em muitas de nossas paróquias insossas, etc), apreço pela castidade, defesa corajosa da vida e da família, inclusive no âmbito legislativo e outros frutos. A objetividade que nos leva a reconhecer a falsa doutrina, a deturpação da Revelação Divina em curso nessas religiões todas, não deve nos cegar para ver que ainda assim, a sinceridade e abertura em fazer o melhor que se pode com o pouco recebido (herdado, aliás, do tesouro que o Senhor deu à sua igreja) tem produzido não poucos frutos. Talvez o Pe.Paulo Ricardo expresse melhor o que eu quis dizer, neste vídeo (dos 41 minutos em diante): https://www.youtube.com/watch?v=VbhYT-jRYK0 É claro que o fato de reconhecer tudo isso, não nos impede de evangelizar os protestantes e de desejar e nos esforçar para que alcancem a plena comunhão conosco em Cristo "cum e sub Petrum". Mas saber que eles já pertencem a Cristo e de que de algum modo (mesmo incompleto e equivocado) o servem, faz toda diferença no tom e no teor do nosso diálogo evangelizador. Qual de nós pode dizer que não aprende muito e não fica edificado em sua fé cristã, ao ler os escritos do protestante C.S.Lewis? Neste vídeo abaixo, por exemplo, o Padre Paulo se refere à obra de um protestante (C.S.Lewis) como algo que ajuda a tornar Jesus mais conhecido. https://www.youtube.com/watch?v=5tF0a351j0A De modo que a evangelização do protestante não é contraditória com a atitude de - com prudente discernimento - se deixar evangelizar por aqueles protestantes que tem algo com que nos enriquecer. É o que faz este mesmo site (O Catequista) por exemplo, quando nos traz um post como este: http://ocatequista.com.br/archives/3940 Reconhecer a sabedoria e o acerto com que certos protestantes elucidam certos aspectos do Mistério Cristão, não significa renunciar ao anúncio da verdade completa (que se acha no Credo Católico) mas significa ser justo com a realidade, com os fatos , e valorizar aquilo que o próprio Deus tem feito, pois Ele age quando, como e onde quer, sobretudo na vida daqueles que a Ele se abrem com sinceridade. Agora, uma coisa muito mais grave e preocupante para nós hoje em dia - nos alerta o Pe.Paulo no primeiro vídeo que cito e linko acima - é o protestantismo existente dentro da Igreja Católica.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # A Catequista 16-08-2016 16:45
Obrigada, ótimas considerações!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sidnei 16-08-2016 09:25
É por isto que Jan Hus foi parar na fogueira, não era porque ele foi um pobre inocente perseguido pela terrível Igreja Católica, mas porque ele e seus seguidores bancavam o terror, pregavam a rebelião contra a hierarquia da Igreja, atacavam mosteiros, destruíam igrejas e estátuas de santos. Diante de tudo isto tem gente que ainda diz que Jan Hus e seus seguidores os hussitas eram heróis?!. Se for assim, então o Coringa é tão herói quanto ao Batman. E como o Alex Hoffmann relembrou do artigo do Catequista a respeito do Chico Xavier lá no Aleteia, infelizmente uma matéria como esta que foi colocada aqui, não dá mais para os dias de hoje, pois nos nossos dias, segundo muitos que dizem influenciados pelo Papa Francisco, hoje não é mais para se defender de nenhum ataque de quem quer que seja, nos dias de hoje temos apenas que: dialogar, dialogar, dialogar ..., e enquanto vamos dialogando os inimigos da Igreja vão nos arrancando nosso coro aos poucos, e vamos nós: dialogar, dialogar, dialogar..., e mais um pouco estremos degolados, mas vamos continuar mesmo assim: dialogar, dialogar, dialogar...
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alex Hoffmann 15-08-2016 23:16
Lá na Aleteia com o artigo sobre Chico Xavier, feito pelos Catequistas daqui, apareceu um monte de jujubete abestado. Mas posso garantir uma coisa, não é a Santa Joana, mas o Catequista está com as mesmas características. E vocês fazem as vezes, tanto o é que receberam ataques no site.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sara Cristina di Maria 15-08-2016 21:27
Como eu gosto dessa santa *--* <3 Santa Joana D'arc rogai por nós \o/
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sillas Silva 15-08-2016 18:10
"se eu não estivesse ocupada com as guerras inglesas, eu já teria vindo vê-los há muito tempo atrás..." S. Joana D'arc poderia vir e "ver" a crentaiada, os sarracenos e uns bodes e bés por aqui. Ficaríamos super felizes. Muitos não iriam gostar porque de fofinha esta santa não tem nada, é verdadeiramente uma varoa de Deus!
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Vinicius 15-08-2016 17:26
Alguns católicos de hoje mereciam uma Santa Joana d'Arc por aqui...
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Kleverlande 15-08-2016 14:47
Joana metia bronca mesmo!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Matheus Lopes 15-08-2016 14:15
Saudades desses tempos... jujubada tomou conta mesmo :/
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Victor Viana 15-08-2016 13:59
Santa Joana D'Arc, Interceda por mim a Deus, Amém!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Julio Cesar Dias Chaves 15-08-2016 12:08
Uau! Muito maneiro. Adorei! Por gentileza, coloquem a referência da fonte. Onde a carta está publicada e quem a traduziu. Obrigado.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 15-08-2016 12:55
Que bom que gostou, Julio! A tradução do latim para o inglês eu tenho a fonte: é de Allen Williamson, fundador do Historical Association for Joan of Arc Studies. Está neste site: http://archive.joan-of-arc.org/joanofarc_letter_march_23_1430.html ...e também está publicada neste livro: "The Czech Reader - History, Culture, Politics". Jan Bazant, Nina Bazantova and France Starn, eds. Duke University Press, 2010 Já a tradução em português, que publicamos aqui, eu não sei de quem é.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Julio Cesar Dias Chaves 15-08-2016 15:25
Obrigado, Viviane.
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade