Publicidade
Sábado, 02 Julho 2016 12:19

Deforma Protestante: Lutero reconheceu a besteira que fez

Postado por

O próprio Pai da Reforma Protestante – ou melhor, Deforma Protestante – reconheceu as mazelas geradas pela heresia que espalhou. Inebriado pela sua grande eloquência e carisma, Martinho Lutero imaginava que seria seguido pelos “reformados” como um verdadeiro Papa. Tanto, que escreveu:

“Quem não crê como eu é destinado ao inferno. Minha doutrina e a doutrina de Deus são a mesma coisa. Meu juízo é o juízo de Deus”.

(Weimar, X, 2 Abt., 107)

Mas Lutero ficou com cara de paspalho quando viu que o seu poder de controlar as massas não era absoluto. Graças a uma das ideias fundamentais da Deforma - o livre exame - qualquer zé ruela se achava capaz de interpretar a Bíblia, e até mesmo ousavam discordar de Lutero. Ele ficou tão transtornado que fez desabafos atônitos e hilários como este:

"Este não escuta sobre o Batismo, aquele nega o sacramento (...); alguns ensinam que Cristo não é Deus, alguns dizem isto e alguns dizem aquilo; há tantas seitas e credos quanto o número de cabeças. Nenhum caipira é tão rude quanto aquele que tem sonhos e fantasias, e pensa por si mesmo que foi inspirado pelo Espírito Santo, devendo ser um profeta."

(De Wette 3,61, Citado em O'Hare, "Os Fatos sobre Lutero")

Ao se ver contrariado, Lulu das Candongas perdia as estribeiras! Não é à toa que o pastor anabatista Mutzer (já falamos dele aqui) dizia: “há dois papas: o de Roma e Lutero, e este mais duro”. Lutero mandou os príncipes alemães reunirem as tropas e passarem o rodo no pastor Mutzer e nos seus milhares de seguidores. Foi uma verdadeira carnificina.

É Lulu... “Reforma” no fiofó dos outros é refresco!

A BOA INTENÇÃO DE LUTERO

Mesmo tendo reconhecido a besteira que fez, Lutero não se arrependeu e não renunciou aos seus erros. Perseverou até o fim na mentira, na heresia e na rebelião contra o legítimo sucessor de Pedro e contra a única Igreja de Cristo. Como se isso não bastasse, manchou as mãos de sangue, incitando a violência contra os cristãos reformados que não se alinharam à sua doutrina.

O movimento que ele iniciou pode até ter começado com uma boa intenção – como bem pontuou o Papa Francisco durante o voo Armênia-Roma –, mas o orgulho e a soberba emporcalharam tudo, levando o pretenso reformador a ser um instrumento do demônio para a divisão da cristandade e para a relativização do Evangelho.

Dividir para governar – todos conhecem esta máxima. Por meio de Lutero, o diabo dividiu a cristandade, que se tornou mais fraca, menos capaz de resistir aos duros ataques que se seguiram por parte dos iluministas, dos maçons e dos comunistas. E hoje, o Islã bate à porta de um Ocidente em franca decadência.

“Mas ele proporcionou um remédio para a Igreja”, disse o Papa Francisco. É verdade! Lutero surgiu do caos armado pelos Papas insensatos da Renascença e funcionou como um bom LAXANTE: foi o remédio amargo que os católicos tiveram que tomar para pagar por seus pecados e para purgar os muitos abusos cometidos por eles. Já publicamos diversos posts sobre essa questão: Sisto IV, Inocêncio VIII, Alexandre VI (parte 1)Alexandre VI (parte 2)Alexandre VI (parte 3)Júlio II (parte 1), Júlio II (parte 2), Leão X (parte 1), Papa Leão X (parte 2), Papa Leão X (parte 3) e Clemente VII.

Mas estamos doentes novamente. Não temos mais Papas insensatos (muito pelo contrário, graças a Deus), mas temos cristãos frouxos que não defendem sua fé. E, justamente por isso, Papa Francisco se lança na tentativa de um diálogo maior e mais urgente entre toda a cristandade. Se o Ocidente, em especial a Europa, não assumir suas raízes cristãs, em pouco tempo seremos tragados pela velocidade com que os Islâmicos se espalham e impõem sua cultura.

14875 Quarta, 17 Maio 2017 15:54

Comentários   

-2 # Benedito Amaro 27-09-2017 14:19
Sou Cristão Protestante Reformado Com orgulho. Só Cristo- Só a fé - Só a graça - Só a Escritura verdades que doem
Responder | Responder com citação | Citar
+5 # A Catequista 01-10-2017 19:45
Nosso único Salvador é Jesus Cristo - isso é um ensinamento católico;

A graça do Senhor não passa pela mediação de nenhum ser humano - essa doutrina é diabólica e antibíblica (provamos isso no nosso livro "As Grandes Mentiras sobre a Igreja Católica");

Só a fé - a fé sem obras é morta, diz São Tiago, cuja carta Lutero ajudante do diabo quis arrancar da Bíblia;

Há anos peço para um protestante me mostrar onde está escrito na Bíblia que somente a Escritura é autoridade de fé - Sola Scriptura. Estou esprando até hoje, e pelo visto vou esperar até o fim do mundo.

VERDADES QUE DOEM
Responder | Responder com citação | Citar
-1 # Jose Claudio 10-10-2017 19:47
Minha Cara Catequista!,...primeiro me responda: como você pode me provar que a bíblia não é a única regra de fé do Cristão?
Responder | Responder com citação | Citar
-4 # stefane gomes 16-08-2017 05:09
Sou da congregação cristã do Brasil com orgulho. E não é a placa da igreja que vai salvar não viu?
Responder | Responder com citação | Citar
+3 # Sidnei 17-08-2017 10:58
Ótimo, então não preciso pertencer a igreja alguma, e portanto, não preciso pagar dízimo nenhuma, para uma palhaço ir a um púlpito dizer o que eu devo ou o que eu não devo fazer em minha vida. Eu com minha própria Bíblia e com a luz do ESPIRITO SANTO, chegarei de modo infalível à plena Verdade sem precisar escutar pastor algum, sem precisar pertencer a igreja nenhuma. Obrigado pela dica.
Responder | Responder com citação | Citar
-4 # Alexandre 17-05-2017 20:16
Em resumo, ele quis se erguer como um antipapa e acabou só fazendo caca.
Responder | Responder com citação | Citar
+5 # Augusto Paiva 07-07-2016 05:17
Legítima Interpretação da Bíblia - Lúcio Navarro http://www.obrascatolicas.com/livros/Apologetica/legitimainterpreatacaodabiblia.pdf A Igreja, a Reforma e a Civilização - Pe. Leonel Franca SJ http://portalconservador.com/livros/Pe-Leonel-Franca-A-Igreja-a-Reforma-e-a-Civilizacao.pdf O DIABO, LUTERO E O PROTESTANTISMO - Pe. Júlio Maria, S.D.N http://www.portalconservador.com/livros/Pe-Julio-Maria-O-Diabo-Lutero-e-o-Protestantismo.pdf Luz nas Trevas - Respostas Irrefutáveis às Objeções Protestantes, Pe. Júlio Maria http://portalconservador.com/livros/Pe-Julio-Maria-Luz-nas-Trevas.pdf Catolicismo e Protestantismo - Pe. Leonel Franca http://portalconservador.com/livros/Pe-Leonel-Franca-Catolicismo-e-Protestantismo.pdf
Responder | Responder com citação | Citar
0 # adriano 08-07-2016 16:57
Olá meu amigo, obrigado pelas indicações!! O Lúcio Navarro e o Pe. Leonel Franca eu já conhecia, agora o Pe. Julio Maria não! Dei uma olhada nos seus escritos, é um homem para os nossos tempos, intransigente com a heresia, de escrita clara e direta. O Pe. Leonel é um grande erudito, conhecedor exímio de filosofia, teologia e história, no meu entender um gênio da nossa terra, contudo escreve de forma relativamente refinada e complexa (o que não é uma crítica, mas pode dificultar um pouco a divulgação das suas obras em certos ambientes, de pessoas com menor instrução literária). Por outro lado, gostei de ver nos livros do Pe. Julio Maria um texto direto e simples, composto por períodos curtos, de mais fácil leitura. Digamos que o Pe. Leonel rende e vence a heresia usando da espada, enquanto que o Pe. Julio a despedaça com enxadadas. São dois estilos, ambos belos, grandiosos e úteis. Um abraço!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # José Jésus Gomes de 15-05-2017 13:21
Sem dúvida, Lutero, inicialmente, tinha boas intenções (as 95 teses o demonstram, estava, ainda, na fase católica); muitas cristãos daquele tempo ansiavam por uma reforma na Igreja (não da Igreja).

Lutero tinha carisma, era eloquente. Perdeu-se por seu orgulho, destempero e vaidade. Padre Júlio Maria (O Diabo, Lutero e o Protestantismo) o acusa de agir por inveja de seu superior na Ordem Agostiniana, Staupits, nomeado pelo Papa para pregar as indulgências na Alemanha, quando ele - Lutero - se considerava o mais competente para essa missão. Assim, fez a reforma da Igreja (não na Igreja).

Desde que comecei a estudar Lutero, tive-o como bipolar, um psicopata. Sua arrogância nos debates ("Tem de ser assim, porque Dr. Martinho Lutero o quer" - J. Maria, O Diabo...). Acho que os especialistas devem dedicar-se a estudá-a-lo sobre o aspecto psicológico/patopsicológico, para definir seu perfil. Não se investiu, ainda, neste campo como investigação dos especialistas.
Responder | Responder com citação | Citar
+4 # Augusto Paiva 06-07-2016 02:13
“Nem toda a água do rio Elba daria lágrimas bastante para chorar a desgraça da Reforma.” (Melanchton, amigo de Lutero)” Esse heresiarca demoníaco, que disse: ''Dormi mais vezes com o diabo do que com minha mulher Catarina.'' Eu disse e repito que comemorar o protestantismo é o mesmo que comemorar os revoltosos de Números 16. O Sacrossanto Concílio de Trento condenou o protestantismo, definitivamente. A Irmã Serafina Micheli, beatificada por João Paulo II (que ironicamente foi o primeiro a visitar um templo protestante luterano em 11 de dezembro de 1983, por ocasião dos 500 anos de nascimento do ''reformador''), viu Lutero no inferno; São Thomas More afirmou que Lutero era um ''monge louco e cafajeste de mente imunda''; São Francisco de Sales criticou Lutero e Calvino por retirarem os livros deuterocanônicos; além do Santo Papa Pio X (e de todos os Papas anteriores ao CVII) e São Padre Pio de Pietrelcina. O próprio Lutero disse que mentia em prol de sua seita: "Que mal pode causar se um homem diz uma boa e grossa mentira por uma causa meritória e para o bem da Igreja (luterana)?" Denifle, ajuíza a respeito de Lutero: “Em Lutero não encontramos um homem que de modo algum mereça o nome de reformador, mas um agitador, um revolucionário para o qual não havia sofisma por mais ousado, malícia por mais astuta, mentira por mais grave, calúnia por mais atrevida, de que se não servisse para justificar a sua apostasia da Igreja e dos princípios que, no passado, haviam sido seus.” Lutero era um homem perturbado e confuso. É notória a sua bipolaridade. Ele representa, em suma, o que é o protestantismo: a confusão e a desordem, uma verdadeira torre de babel. Enquanto o monge apóstata dizia: “Eu possuo a inspiração do Espírito Santo”, os seus seguidores respondiam: “Nós também a possuímos”. E se acusavam mutuamente de interpretações errôneas e falsas da Sagrada Escritura. Como, pois, uma papa vem dizer que o herege Lutero foi bem intencionado? Credo in Unam, Sanctam, Catholicam et Apostolicam Ecclesiam. Ecclesia Dei Vivi, Columna et Firmamentum Veritatis.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Jefferson Teixeira 05-07-2016 22:17
Ótimo texto de "O Catequista", eu ando "apavorado" a cada nova fala espontânea do Papa, não sei as intenções, creio que sejam as melhores, mas quem sempre sai festejando é o pessoal que sempre procurou derrubar a Igreja, sei que a mídia é (em geral) anti-católica, mas o Papa deveria mandar os seus textos para o Bento XVI revisar (brincadeira), só sei que anda complicado.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Simone 04-07-2016 14:32
Parabéns a equipe de O Catequista pela abordagem de mais uma declaração polêmica. O fato é que com o Papa Francisco no comando não precisa nem tempestade. Ele mesmo agita o barco.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Silvana 03-07-2016 13:39
Já está tão fácil de evangelizar e ainda temos que escutar que Lutero tinha boas intenções, rsrs
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alexandre 25-05-2017 11:00
E por acaso evangelizamos dizendo que os protestantes não são nossos irmãos? Evangelizar é o que afinal?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Moacir Shepper 03-07-2016 16:28
Tô dizendo o CVII "acabou" com a Igreja, na verdade, foi até hoje, a coisa mais próxima de ter acabado com a Igreja no meu ponto de vista! Pois o ataque vem de DENTRO!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Daniel 03-07-2016 12:01
Texto primoroso!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sidnei 03-07-2016 11:54
Meu medo, é que o Papa Francisco venha levantar a ex-comunhão de Lutero, pela ocasião dos 500 anos da reforma protestante que será comemorada ano que vem. Aí vai ser o fim da picada.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Alex Hoffmann 03-07-2016 13:20
O meu temor maior não chega a ser o Papa Francisco, meu temor maior, e é o que vai acontecer: terá muito padre querendo fazer festinha na paróquia em comemoração pelos 500 anos da reforma protestante querendo dar os parabéns para Lutero. Contudo, só assim para que o espírito da iniquidade e da apostasia se estabeleça e apareça para distinguir quem é de quem não é.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sidnei 03-07-2016 20:32
Alex, seu temor não está muito longe, pois eu li no jornal da Arquidiocese de Florianópolis um padre dizendo que ano a que vem vamos comemorar os 500 anos da Reforma Protestante, e eu perguntei a mim mesmo: O QUE!!!. Nós católicos não temos que comemorar nada, temos é que nos lamentar e nos penitenciar isto sim, pois se não tivesse sido os Papas, bispos e padres na época, sem noção, que alimentaram a revolta de todo mundo, não teria havido Lutero que saísse por aí batendo os pés e dando piti, e alimentando a cobiça de príncipes e reis que estavam doidos para botar a mão nos bens da Igreja. E quanto ao Papa levantar a excomunhão de Lutero, temo por isto também, já que devemos até pedir desculpas aos gays, não vou me surpreender se o Papa disser que devemos pedir desculpas também aos protestantes, por nós católicos existirmos e de discordarmos deles, em suas doutrinas da sola escriptura, sola gratia e sola fide.
Responder | Responder com citação | Citar
-1 # Alex Hoffmann 04-07-2016 22:36
Nossa Senhora, mais uma vez, mostre Seu Filho ao Mundo.
Responder | Responder com citação | Citar
-1 # Moacir Shepper 03-07-2016 16:26
Deveria ter o "botão curtir"! O pior que não duvido, existem padres assim aos montes.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alex Hoffmann 03-07-2016 12:35
Sidnei, você acha mesmo?
Responder | Responder com citação | Citar
-1 # Alex Hoffmann 03-07-2016 11:44
O negócio é o seguinte, Lutero tá no inferno por causa disso junto com todos os grandes heresiarcas e ponto final, não duvido que tais papas insensatos também não tenham sido enquadrados por São Pedro; temos divergências profundas entre protestantes e católicos; quem estiver fora da Igreja Católica está condenado e ponto apesar de que justamente o inferno está sempre mais para quem muito foi dado, ou seja, primeiro para os anjos (satanás e seus asseclas), em segundo é para nós católicos (a quem muito foi dado muito será cobrado). Mas, pela situação atual ou deixemos de lado nossa guerrinha interna (protestante x católico) e demos as mãos ou não sobrará nada nem ninguém com quem discutir doutrina, fé e teologia, visto que o ataque contra a família está sendo o mais feroz e mortal, e por enquanto estamos apanhando feio, tanto católicos como protestantes. E tem muita gente ("católico","cristão") que ainda anda dormindo no ponto achando que não, tá tudo zem (o problema é quando estiver zem ninguém pra defender estes jujubas), esse negócio de ataque sistemático contra a família é coisa de teoria da conspiração, pior essa gente ainda balanga a cabeça acenando para o mundão e tem a petulância de querer corrigir os católicos e de certo modo protestantes convictos da fé, chamando-os de fundamentalistas (isto quando não dizem que o islã é menos radical). É para estes que Deus permite que o mundo esteja assim, para ver se o cabra acorda pra vida, porque no momento que a água bater no nariz, ha vai ter muita gente pedindo socorro pros "fundamentalistas cristãos", há vai ter.
Responder | Responder com citação | Citar
-1 # Alex Hoffmann 03-07-2016 18:44
Depois de ter afastada a ameaça de satanás contra a família, daí a gente volta a falar umas verdades pros protestantes pra ver se eles acordam, porque na verdade o mundo tá assim por causa dos protestantes, mas também por causa dos jujubas, e eu tenho muita culpa neste cartório, pois já fui pior que jujuba, fui jujuteu.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # João Pedro Strabelli 04-07-2016 20:44
Alex Já reparou nas broncas de Jesus Cristo que aparecem nos Evangelhos? As maiores não são para os de outras religiões, são para os da própria e em especial para os que O acompanhavam? Nunca viu tanta fé num… romano! Que era de outra religião, inclusive. Já, Pedro, ganhou um “Satanás”. Isso daí não é só um fato da história da Igreja não, é a realidade. Eu também tenho muito culpa neste cartório e mereço umas broncas dessas e bem dadas.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # luiz alberto 02-07-2016 21:11
O Papa Francisco disse que Lutero tinha Razões pela Reforma ele acabou avalizando essas igrejas protestantes que transbordam heresias
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Albari 02-07-2016 20:31
São Francisco X Lutero: denunciaram o excesso de riqueza no cristianismo São Francisco 1 X 1 Lutero- Jamais casou Francisco 1 X 0 Lutero - NÃO CRIOU VÁRIAS IGREJAS COMERCIAIS São Francisco 1 X 0 Lutero - Não traiu seu voto de castidade São Francisco 1 X 0 Lutero - NÃO MATARÁS São Francisco 1 X 0 Lutero. A diferença entre "Reforma Protestante" e "Reforma Católica". São Francisco de Assis foi o Martin Lutero que deu certo. Pelos frutos conhecerei a boa árvore, Mesmo em tempos turbulentos São Francisco permaneceu firme na Igreja. Quantos frutos assim nos deu São Francisco?Milhares! Até os dias de hoje temos esses frutos! Jovens se dedicam integralmente a Deus, nas fileiras franciscanas, Lutero se tornou um dissidente. Deixou a Igreja e passou a fazer a sua própria igreja. São Francisco se uniu a Igreja. Mostrou com um carisma totalmente altruísta como a Igreja tinha que ser como deveria lidar com os pobres. Ele levou o evangelho a fundo em sua vida, cuidou dos pobres, dos doentes, aniquilou a si mesmo para servir aqueles que não tinham como retribuir. A marca de São Francisco, se cravou no coração da Igreja que aprendeu com ele a amar e cuidar dos mais humildes. Ambos eram cristãos e devotos de Maria. Porem, um continuou seguindo o caminho de Deus e o outro quis se tornar Deus criando doutrinas hereges que culminaram nessa malandragem que virou igrejas evangélicas e pentecostais interessadas apenas em dinheiro.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Moacir Shepper 03-07-2016 16:23
Sidnei Em momento nenhum me coloco como Juiz, um só é Juiz! O que coloco em cheque é esse "permissivismo" atual, pode ser TUDO desde que "acredite em Deus, seja bom, tenha amor, etc". Pois o que sempre a Igreja defendeu com CONVICÇÃO são as palavras do Bispo de Hipona, Santo Agostinho: “Fora da Igreja é possível tudo, exceto a salvação. É possível ter honras, é possível ter sacramentos, é possível cantar aleluias, é possível responder amém, é possível possuir o Evangelho, é possível ter fé no nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, é possível pregar; mas em nenhum lugar senão na Igreja Católica, é possível encontrar a salvação”. Essa coisa que vemos no CIC: 847. Esta afirmação não visa aqueles que, sem culpa da sua parte, ignoram Cristo e a sua igreja: «Com efeito, também podem conseguir a salvação eterna aqueles que, ignorando sem culpa o Evangelho de Cristo e a sua Igreja, no entanto procuram Deus com um coração sincero e se esforçam, sob o influxo da graça, por cumprir a sua vontade conhecida através do que a consciência lhes dita» (342). Agora, o que vemos ao longo da história da Igreja: (Prof. Orlando, site Montfort) Ao longo da história da Igreja, houve sempre o dogma de que só há uma Igreja verdadeira, e fora dela não há salvação. Sendo assim, não há liberdade religiosa, de crença, de culto. Olhemos para estes ensinamentos: São Cipriano (séc. III): "Não há salvação fora da Igreja". Credo de Santo Atanásio (séc. IV), oficial da Igreja Católica: " Todo aquele queira se salvar, antes de tudo é preciso que mantenha a fé católica; e aquele que não a guardar íntegra e inviolada, sem dúvida perecerá para sempre (...) está é a fé católica e aquele que não crer fiel e firmemente, não poderá se salvar". Papa Inocêncio III (1198-1216): "De coração cremos e com a boca confessamos uma só Igreja, que não de hereges, só a Santa, Romana, Católica e Apostólica, fora da qual cremos que ninguém se salva". IV Concílio de Latrão(1215), infalível, Canon I: "...Há apenas uma Igreja universal dos fiéis, fora da qual absolutamente ninguém é salvo...". Canon III: "Nós excomungamos e anatematizamos toda heresia erguida contra a santa, ortodoxa e Católica fé sobre a qual nós, acima, explanamos...". Papa Bonifácio VIII (1294-1303): "Por apego da fé, estamos obrigados a crer e manter que há uma só e Santa Igreja Católica e a mesma apostólica e nós firmemente cremos e simplemente a confessamos e fora dela não há salvação nem perdão dos pecados (...) Romano Pontífice, o declaramos, o decidimos, definimos e pronunciamos como de toda necessidade de salvação para toda criatura humana. Concílio de Florença (1438-1445): "Firmemente crê, professa e predica que ninguém que não esteja dentro da Igreja Católica, não somente os pagãos, mas também, judeus, os hereges e os cismáticos, não poderão participar da vida eterna e irão para o fogo eterno que está preparado para o diabo e seus anjos, a não ser que antes de sua morte se unirem a Ela(...). O Concílio infalível de Trento (1545-1563) além de condenar e excomungar os protestantes, reiterou tudo o que os Concílios anteriores declararam, e ainda proferiu : "... nossa fé católica, sem a qual é impossível agradar a Deus..." Papa Pio IV (1559-1565), um dos papas do Concílio de Trento: "... Esta verdadeira fé católica, fora da qual ninguém pode se salvar..." (Profissão de fé da Bula "Iniunctum nobis" de 1564) Papa Benedito IV (1740-1758): "Esta fé da Igreja Católica, fora da qual ninguém pode se salvar...". Quem diz que fora da Igreja não existe Salvação é A IGREJA. O CVII que "abre" as portas para heréticos, não necessitarem de conversão. E abre as "portas" para que católicos não tentem converter os hereges! sim, Deus pode por caminhos só conhecidos por ele levar a salvação as pessoas. No caso a pessoa deve QUERER TORNA-SE CATÓLICO! Negando assim as heresias. O resto, que ensina o CVII é uma meia verdade, e uma meia verdade, sempre será uma mentira completa!Tanto é que os últimos 4 Padres que assistir a Missa, os 4 falaram heresias ou profanaram a Missa: O que vou fazer? Recentemente (17 de junho) mandei um e-mail para um Padre responsável pela doutrina da fé e até agora não respondeu meu e-mail,nem seque e-mail padrão! Posso está (estou)completamente errado em minha vida como Católico, mas faço que é possível para agradar Deus, e o que depende só de mim, GRAÇAS A DEUS, estou conseguindo. Porém defender a fé como é desde sempre é dever de todo é qualquer Católico!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sidnei 03-07-2016 20:43
Moacir, você está correto, não vou discordar de você, mas eu é que não vou, por exemplo, chegar a uma tia de meu pai, de mais de 80 anos de idade, com seu cabelos brancos, e perto de partir deste mundo, por ela ser luterana, dizer que ela está condenada ao inferno. Creio que estas pessoas que não conheceram totalmente a fé católica a ponto de se converter a Igreja Católica vão todas para o inferno, isto eu não creio. DEUS por razões que desconhecemos, poderá dar a salvação a estas pessoas, e creio que ELE levará em contas as agravantes e atenuantes que levaram estas pessoas a se afastar da Igreja, e temos que tomar cuidado, se não são nossos maus testemunhos, que afastam estas pessoas da Igreja, pois ao invés de acolhe-las, afastamos elas com condenações e juízos que só cabem a DEUS e não a nós.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Moacir Shepper 05-07-2016 11:21
Sidnei, meu irmão, não estou julgando ninguém. Estou repassando a Doutrina milenar da Igreja. Claro que Deus levará em conta nosso coração e boas obras. Mais uma forma de piedade é mostrar a verdade. Não precisar ser "radical": Converta-se ou vá para o inferno! Como fazem alguns protestantes... Mas certas coisas simples fazem a diferença: Se Lutero estava certo em reformar, qual o motivo de Calvino reforma? Rei Henrique,Edir Marcedo, RR Soares, Valdomiro? Com qual deles está a razão? Com todos? Claro que não! Com um? Então, qual motivo de novas divisões? Se usam a mesma Bíblia onde está o consenso, já que cada vertente interpreta de sua maneira e contraditória a outras vertentes? Qualquer um pode fundar igreja? Com que autoridade, etc... Com perguntas simples, sem atacar, vai levar a pessoa a fazer uma reflexão. Qual a primeira Igreja? Vão responder: - A Católica! Você pergunta: Porque você não é Católico? Vão responder: - Pois a igreja apostatou, paganizou-se. Você fala: pode a Igreja fundada por Jesus apostatar? pode ser paganizada? essas simples pergunta farão as pessoas questionarem sua fé, farão as pessoas questionarem qual motivo de ter tanta "igreja", pois um só é o senhor, uma só é fé, um só batismo (mas existem vários hoje, como é possível?) um só corpo de Cristo, no caso uma só Igreja. Qualquer pessoas de boa vontade concordaria que é contraditório o mundo protestante. Irmão, uma grande virtude e gritar: EIS O LOBO para os que amamos. Vivi separado de meu pai por mais de 20 anos, tem pouco mais de um ano que retomei contato e "conheci" meu irmão, um homem adulto, a ultima vez que vi meus irmãos eram um bebê de meses e uma criança! Ambos são Batista, minha madrasta é batista, meu pai, é "católico" mais fazem anos que frequenta a igreja batista. Pense numa dor que sinto! Mais NUNCA deixei de dizer as verdades da fé. E que saber, sempre que vou na casa deles e o assunto é religião, ficam impressionados com as verdades convenientes e inconvenientes que conto para eles. Mas basta derrubar uma coisa de cada vez, ao final, com a graça de Deus serão Católicos! O mesmo digo para minha mulher, os pais delas não as batizaram, era não tem costume religioso algum quando me conheceu. Hoje todos os dias ela reza (coisa que ela não fazia), possui um lado que busca Deus, claro que ainda da maneira imperfeita dela, mas peço a Graça de Deus por uma inteira conversão. Claro que esse tema me trouxe problemas com minha família e mulher, porém o que quero é sua salvação. Isso é mais importante. O mesmo digo para você, não precisa fazer da maneira que eu faço, não sou exemplo para ninguém! MAS SAIBA, LEVAR AS PESSOAS PARA VERDADE É UM ATO DE AMOR! INSTRUIR AS PESSOAS E CORRIGIR SÃO ATOS DE AMOR! DEIXAR A PESSOA NO ERRO E NÃO LHE LEVAR A CONHECER A VERDADE, É ALGO QUE PRESTAREMOS CONTA. E QUANTAS CONTAS JÁ TENHO QUE PRESTAR A DEUS. PEÇO MISERICÓRDIA! Meu irmão em Cristo, lhe desejo a PAZ. E que nós, nós tornemos melhores Católicos amanhã do que somos hoje, que sejamos melhores depois de manhã do que amanhã... Que levamos Cristo a todos em nossa volta! Amém!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # And 04-07-2016 20:47
tem curtir comment aqui? :P
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Moacir Shepper 02-07-2016 19:52
Não concordo com João Pedro. Se todos podem se salvar sem fazer parte do corpo de Cristo: Qual a necessidade da conversão? Qual a necessidade da Missa? Das esmolas? Batismo? Qual a necessidade de ser católico? Jesus veio por MUITOS e não por TODOS. Lembre-se do que está escrito no livro de Atos dos Apóstolos 2, 46-47: "E, perseverando unânimes todos os dias no templo, e partindo o pão em casa, comiam juntos com alegria e singeleza de coração, Louvando a Deus, e caindo na graça de todo o povo. E todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar." Portanto, pensar que o espírita, protestante, ou outro será salvo é distorce a escritura. Se o espírita, protestante ou outro tiverem de se salvar, antes, farão parte do Corpo de Cristo nem que se convertam antes da morte. Foi isso que ensinou os padres da Igreja, a Igreja,o que for católico que diz o contrário, é ensino pós CVII.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sidnei 03-07-2016 12:07
Moacir, não podemos aí condenando a todos ao inferno, sem dó e nem piedade, sobre tudo, os protestantes. O que eu acredito, é que tem certos protestantes, que creem desta maneira mais por ignorância do que por má fé. Vejamos aqueles que nasceram em um lar protestante, que receberam esta doutrina desde criança, o qual quando o assunto era Igreja Católica, os pais desta criança, sempre reportavam como a Igreja a meretriz e o Papa a besta do Apocalipse, e a todos nós católicos, como idolatras. É evidente que esta criança se tornara um adulto com ojeriza de tudo quanto é católico, e pensar que isto não vem só da geração desta pessoa, mas, passou de geração e geração, e teve inicio desde a reforma protestante no século XVI. Então como poderemos julgar tais pessoas, que sempre ouviu falar horrores a respeito da Igreja Católica?. De fato, o conhecimento é um dever de todos buscarem, mas se uma pessoa recebe informações inexatas de determinada coisa, será difícil esta pessoa desvincilhar que tal informação esteja incorreta. Para estas pessoas é que devemos olhar com caridade e compaixão, pois muitos não sabem o que dizem quando chamam a Igreja Católica de a prostituta e o Papa de a besta do Apocalipse e nós católicos de idolatras o tempo inteiro. De fato, eu mesmo coloco isto em diversos comentários pelos sites católicos, que eu não vou a sites e blogs protestantes que falam mau o tempo inteiro da Igreja, do Papa e de nós católicos, mas não parto para condenação, embora em certos debates, quando perco a paciência parto para ignorância mesmo, pois se não vou a sites e blogs protestantes encher o saco deles, eles não tem que vir a sites e blogs católicos encherem o saco de ninguém, mas dizer que todos estão condenados ao inferno, é um pouco temerário, pois o juízo pertence a DEUS, e não a nós.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # istvan 02-07-2016 16:19
Muito boas reflexões! Deram muita vida ao artigo. Parabéns e obrigado, João e Aline.
Responder | Responder com citação | Citar
-1 # Aline de Jesus 02-07-2016 13:57
Nossa João Pedro! Que lindo!!! Amei. Eu sou uma católica muito mais feliz quando entendi que fazer parte dessa Igreja tão linda não é apenas seguir normas, mas amar o irmão, mesmo com o maior pecado que ele cometer. Quando comecei a rezar por aqueles que não conseguem entender esse imenso amor de Cristo, que só quer todos seus irmãos juntos... Eu li uma frase uma vez que eu levo comigo semore: " um "mau" católico (aquele que não procura conhecer a própria fé)se torna protestante. O "bom" protestante (aquele que estuda a fundo sua fé) acaba se tornando católica. Rezemos para existir mais "bons" protestantes e menos "maus" católicos. A paz de Cristo.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # João Pedro Strabelli 02-07-2016 13:12
Quando eu era novo ouvi uma frase daquelas que me obrigaram a pensar um pouco e ter que mudar de caminho. Eu estava reclamando de algum serviço que cristãos de outras religiões faziam quando ouvi que isso era coisa de quem não tinha certeza da própria fé. As palavras não foram exatamente estas mas era este o sentido. Eles faziam alguma obra, eu conhecia alguns deles e vendo hoje sei que muito ali não faziam nada por maldade ou para tentar atacar católicos. Era o jeito dele. Mas era novo. Além disso, tinha chegado naquela fase da adolescência em que, mesmo sendo de uma família de católicos praticantes, a gente parece que redescobre a fé e cisma de ser a salvador do mundo, o correto entre um bando de perdidos. Escutar aquilo não foi exatamente o que eu esperava. Ainda de minha mãe. Em termos de fé só tenho a agradecer a Deus pois, segundo chegou a dizer um dos protestantes do lugar, os únicos dois católicos do lugar eram meu pai e minha. Mas, enquanto meu pai sabia teologia em latim e era bem duro nestas questões, minha mais era mais flexível. Flexível não quer dizer relaxado e eu sentia essa complementação entre um e outro desde criança. Não tenho certeza absoluta se cheguei a comentar, mas creio que perguntei: “Mas eles não estão errados?” Para mim, o recém salvador do mundo, ou algo estava certo ou irremediavelmente perdido. Tive que escutar que se a pessoa sinceramente vive aquilo ou por não ter quem explique de forma a entender e faz o seu melhor, por que Deus iria castigá-la? A grandeza e a misericórdia de Deus estava aí. Sei que daí para frente não falei a outra coisa que pensei, porque entendi. Até aquele momento pensava que ao falar com uma pessoa sobre as verdades religiosas, ou ela aceitava ou já estava querendo persistir no erro. Não era fácil entrar no coração e na fé das pessoas e nem todo mundo faz tudo por ser mal. Há mais coisas aí e muitas só o Criador sabe. A primeira reação que tive foi uma espécie de medo: pensando assim, todo mundo podia ir para o Céu. Não quer dizer que todo mundo vá, mas torna possível. Então, o que valeria ser católico? A resposta para isso escutei algum tempo depois, sem nem precisar perguntar, numa homilia: o padre que assistia nossa comunidade disse que quem estava feliz com a religião não ficava achando ruim que alguém perdido naquele momento pudesse ser salvo depois. Era sobre o Bom Ladrão. A gente tinha a graça de pertencer a Deus enquanto outros andavam por aí, não sabemos exatamente porque, e reclamar da salvação deles era não entender a graça que é pertencer a Igreja. Era coisa de quem estava achando ruim se preservar de algumas tentações. Fui obrigado, como se diz hoje, a rever alguns conceitos. Jesus Cristo veio para salvar todos, não condenou a pecadora, salvou o Bom Ladrão, elogiou a fé de um romano, usou como exemplo o samaritano e comia junto com pecadores e ladrões. Tudo gente ou era de outra religião ou que não seguia. Enfim, todos perdidos. Não para Ele. A sensação foi que nem aquele pulo na água fria. A gente tem que reunir todas as forças para relaxar o corpo, deixar o frio se apossar dele e, depois, a gente se acostuma e fica feliz dentro da água. Foi assim que encarei as duas perguntas que me fiz e a única resposta que me dei: Quer dizer que todos podem ir para o céu? Talvez não fosse a melhor pergunta, por isso reformulei: Eu devo pedir pela salvação de todos? Foi a sensação de suportar o frio em todo o corpo: Jesus Cristo fez isso. Por estranho que pareça, isso me fez mais livre e mais feliz. A salvação é para todos e eu devo entender essa vida dentro das normas da religião como uma bênção, não como um castigo. Lembrei disso ao ler a reportagem do papa. Ele quer a união de todos os cristãos e a salvação de todos. Eu não tenho do que reclamar. E, do jeito que o mundo está, ou ele consegue ou não tem outra saída.
Responder | Responder com citação | Citar
-1 # adriano 04-07-2016 13:39
Entendo sua inquietação, amigo, e também concordo que o Papa queira a salvação de todos os cristãos. Existem, contudo, duas verdades que merecem ser relembradas: - Cristo veio para a salvação de todos. Ora, todos que forem salvos o serão pelos méritos infinitos de Nosso Senhor Jesus Cristo. - Fora da Igreja não há salvação. Ou seja, para aplicarmos a salvação obtida por Cristo a nós precisamos fazer parte do seu Corpo Místico, que é a Santa Igreja Católica e viver vida de santidade, participar dos sacramentos, etc. Isso não quer dizer que só os membros visíveis da Igreja serão salvos, pois é possível que alguém esteja fora da Igreja sem culpa, e busque sinceramente a Verdade e o Bem (ou seja, o próprio Deus). Essas pessoas, dizemos que fazem parte da Alma da Igreja, embora não pertençam ao Seu Corpo visível. Pense num caso extremo: um índio que nem conhecia o nome de Cristo. Se ele, seguindo a lei natural, buscar a Verdade e praticar o Bem conhecidos, agirá de forma santa, segundo as suas possibilidades, e participará da Alma da Igreja, sendo salvo pelos méritos infinitos de Nosso Senhor Jesus Cristo (que é o Sumo Bem, a Suma Verdade). Agora, veja bem: o juízo de quem está na situação de ignorância invencível (tal como o índio) e quem está fora da Igreja por culpa pessoal só cabe a Deus. Ou seja, se o seu vizinho protestante se enquadra na situação do índio ou se está fora da Igreja por culpa pessoal, estando pois em pecado mortal, é só Deus que pode saber. Daí se segue que aquele que está fora da Santa Igreja está numa situação de insegurança e incerteza quanto à sua salvação (Por isso que, no Syllabus, o Papa Pio IX ensinou que não devemos ter esperança segura da salvação dos que estão fora da Igreja, pois eles estão numa situação de insegurança, devendo nós fazermos o possível para aproximá-los do redil seguro do Bom Pastor - A Igreja de Cristo). O mesmo não se dá com o católico, que tem a segurança da reta doutrina e dos sacramentos, que comunicam eficazmente a Graça de Deus se os recebemos com as disposições adequadas. Um exemplo. Imagine que um protestante acabe de morrer, diante dos seus olhos. Você pode se perguntar se ele de fato se arrependeu dos seus pecados, com contrição perfeita, ou qual foi a qualidade do seu arrependimento, se foi suficiente para obter o perdão de Deus. Já um católico, se recebeu a absolvição dos seus pecados, com as disposições adequadas, tem a certeza firme e segura de receber das mãos do próprio Cristo o perdão (o sacerdote administra os sacramentos In Persona Christi). É bem diferente, não é? É mais seguro ter os sacramentos. E nem menciono a Eucaristia, onde recebemos não simplesmente a graça, mas o Autor da Graça, o próprio Cristo. De quantas graças não se privam os protestantes por não receberem e não adorarem Nosso Senhor no Santíssimo Sacramento! Ou seja, não dizemos que todos os que estão fora da Santa Igreja já estão condenados, nos quintos dos infernos, etc. Isso, aliás, é coisa de muçulmano. Mas sabemos que eles, embora possam ser salvos recebendo graças extraordinárias de Deus, estão em situação de insegurança, sendo muito proveitoso e útil para eles, trazê-lo ao redil seguro do Bom Pastor.
Responder | Responder com citação | Citar
-1 # João Pedro Strabelli 05-07-2016 20:52
Adriano Agradeço muito seu comentário. São coisas que já sabia e sigo, mas é bom ver escrito de novo. Aliás, é bom ver que tanta gente sabe, participa e compartilha com os outros. Não sei se o que escrevi deu a entender assim, mas não sou daquele tipo que acha que todos os caminhos levam a Deus então liberou geral. Muito pelo contrário, ando cada vez mais cioso de meus deveres cristãos, graças a Deus. O que quis contar ali foi algo que vivi e acho que me tornou melhor. Na oração de Santa Brígida da Suécia, é dito que Jesus Cristo desejou a salvação de todos até pedindo que Deus perdoasse os que Lhe matavam, dizendo que eles não sabiam o que estava fazendo e lamentou profundamente pelos que não se salvariam. É o que estou tentando fazer desde então: desejar que todos se salvem. Obrigado pela atenção.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # SAMUEL 02-07-2016 12:43
DE BOAS INTENÇÕES, O INFERNO ESTÁ CHEIO!
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade