Publicidade
Sábado, 18 Abril 2015 13:42

Catolicast 07 - Namoro: o início

Postado por

Oi Povo Católicoooooo!!!!!

Olha aí uma novíssima edição do Catolicast! Essa turma que sempre interrompe nosso banho semanal, vai falar sobre NAMORO CATÓLICO!

 

INTERROMPENDO O SEU BANHO SE SÁBADO!!! Nesse Catolicast Vitor Quintes, Bruno Pinheiro e Christian Rité (Web Rádio Catolicast), Ivan Quaresma (Itinerário de preparação para o MatrimônioDaniel Machado(Destrave – Canção Nova) e Alexandre Varela(O Catequista) batem um papo maneiro e formativo sobre o começo de namoro.

Atenção: Esse Catolicast não tem restrições de status de facebook!

Nesse Catolicast: Saiba como começar um namoro através de “piadas”, aprenda que na vida não se pode perder tempo, aprenda que distancia nunca será um problema e que não existe uma receita de bolo, mas sim um bolo de receitas.

 

 

FEED PARA iTUNES (e outros leitores de Podcast):

Aquiete o coração... vai dar certo um dia. #Oremos

 

RECADOS IMPORTANTES:

 

LINKS IMPORTANTES OU CITADOS NO PROGRAMA:

153

Comentários   

0 # Tieli Lima 27-04-2016 00:27
Boa noite Estou conhecendo um rapaz e temos o desejo de namorar, mas antes queríamos fazer o discernimento do nosso namoro, se é isso msm que queremos, mas queríamos queríamos saber com que faz o discernimento como funciona, se precisa de auxílio do padre ou é só por nós mesmos??
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sammyra 06-10-2015 21:39
Olá pessoal amei esse catolicast, rendeu muitas gargalhadas,e como foi dito não tem uma fórmula, não é uma receita de bolo, cada caso é um caso. Meu namorado foi recentemente para um intercambio nos EUA e só tem previsão de volta pro fim do ano que vem, esse primeiro mês não têm sido nada fácil para mim já que estou aqui e ele está lá com tudo novo, a gente se gosta já há muito tempo mas começamos a namorar há 6 meses, sendo que coloquei em intenção todo esse tempo. As vezes bate a tristeza, o cansaço, mas sempre olho pra Cristo e vejo que se Ele nos uniu até aqui, se Ele nos uniu é porque tem um propósito. E há um propósito maior ainda nessa espera, nesse tempo que passaremos distantes fisicamente, nessa renuncia... Enfim, apenas um desabafo kkkk Pedir também as orações de todos vocês do catolicast e de quem ler esse comentário, por nós dois. Abraços (Ps: temos o costume de rezar o terço todas as noites, isso me deixa feliz e mais confiante (= )
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Thaís 20-06-2015 08:36
É nisso que penso também. Muito obrigada !! Estou ansiosa pelo post :D
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Thaís 19-06-2015 16:27
Gostaria muito de um conselho, espero que possam me ajudar haha. Gosto de um cara já faz um tempo, temos muitas coisas em comum, só que ele é de uma religião diferente. Acham que deveria investir nesse relação ? Desde já obrigada , adoro o site de vocês, fiquem com Deus !
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 19-06-2015 20:44
Thaís, não conheço o seu caso especificamente. Mas, em geral, a Igreja desaconselha que católicos se unam a não-católicos. Vamos publicar um post sobre isso na semana que vem. Mas isso não é um impedimento insuperável, é bem verdade. Cada caso é um caso. Mas é preciso deixar claro que o casamento com uma pessoa não-católica poderá trazer muitas dificuldades, especialmente em relação à educação dos filhos. Ele vai aceitar deixar que você crie os filhos na fé católica, ou vai querer influeciar os filhos com sua falsa religião? Eis o ponto. Aguarde o nosso post, daremos mais esclarecimentos. Fique com Deus!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Felipe Martins 11-06-2015 12:33
Salve Maria! Catolicast sensacional! Nunca havia me interessado, mas quando vi esse assunto tão "universal", não pensei duas vezes! Precisava ouvir tudo isso, e a prova disso é que passei a refletir sobre coisas do passado, do presente e até mesmo do futuro, em minha vida! Valeu!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Ana Caroline 31-05-2015 23:53
Boa noite, venho por meio desde post pedir uma opinião e não criticas, vou explicar resumidamente. Namoro a 3 anos, eu e ele somos católicos, ele e catequista e eu crismando. Só que eu venho me incomodando com os compromissos que ele vem fazendo pela igreja, Reuniões, novenas, retiros, grupo jovem, isso me incomoda por que as vezes atrapalha algumas programações nossa, é um pouco de egoismo meu, mas eu não acho necessario tanta coisa assim. Já conversamos, brigamos e nao chegamos a nenhuma conclusão.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Padre Orlando Henriques 04-06-2015 13:58
E até há outra coisa que talvez seja possível: por que não você ir com ele também nessas actividades da Igreja? Talvez não seja possível em todas, mas talvez seja possível em algumas delas… Um casal de namorados missionário: que belo! Unidos pela mesma paixão de servir a Cristo! O vosso amor um pelo outro fundindo-se com o amor a Cristo… Se calhar… estarei a dizer alguma grande asneira? Olhe os Catequistas aqui do blog: um casal missionário, metido até aos cabelos nas actividades da Igreja. Tenho a certeza que nenhum dos dois tem pena do tempo que o outro dedica a Cristo, pois estão os dois metidos no mesmo. Estarei a falar errado, Catequista? E olhe o casal Jason e Chrystalina, que têm tantos vídeos no youtube, o testemunho fantástico que eles dão e que só resulta sendo em casal: https://www.youtube.com/watch?v=FJt0CQVG6-0 Há um cantor rock português que diz “não se ama quem não ouve a mesma canção”. Pois eu também acho que o vosso amor talvez ficasse mais forte se vocês sintonizassem pela mesma “canção”. Assustador? Não: desafiante! Deixe surpreender…
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 04-06-2015 16:11
É bem verdade, Padre Orlando, que Alexandre e eu não tivemos essas dificuldades nos tempos de namoro, pois, de fato, estávamos quase sempre acompanhando um ao outro nas missões que a Igreja nos solicitava. Nesse sentido, tínhamos o mesmo gosto pela ação pastoral e caritativa da Igreja, e estávamos em comunhão. Nada merecemos, mas Jesus foi tão bom conosco que, um mês antes de casarmos, nos arrumou um cantinho para morar bem ao lado da igreja de nossa paróquia. Assim, mesmo com filhos, tudo fica facilitado, já que não precisamos gastar tempo nos deslocando. Às vezes vem a tentação, e implico com as novas atividades que Alexandre assume na Igreja - "não acredito que você vai abraçar mais essa responsabilidade!" -, mas a verdade é que Jesus tem nos ajudado a dividir bem o nosso tempo. Parece até que o multiplica!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 04-06-2015 13:09
Ana, Seu namorado trabalha muito na Igreja por um único motivo: a messe é grande, e poucos são os operários. E esses operários, quando são verdadeiramente apaixonados por Jesus, não medem o quanto se dão à Igreja e aos irmãos: simplesmente respondem às necessidades que a realidade lhes apresenta. Jesus disse que nem mesmo um copo de água dado a um pequenino por amor ao nome d'Ele ficará sem recompensa. Sendo assim, as renúncias que os casais cristãos fazem por amor a Jesus certamente serão acompanhadas, ainda nesta vida, de muitas e muitas graças. É a promessa do cêntuplo, do cem vezes mais, que Jesus fez a Pedro. Você crê nisso? Pedro começou a dizer-lhe: “Eis que deixamos tudo e te seguimos.” Respondeu-lhe Jesus. “Em verdade vos digo: ninguém há que tenha deixado casa ou irmãos, ou irmãs, ou pai, ou mãe, ou filhos, ou terras por causa de mim e por causa do Evangelho que não receba, já neste século, cem vezes mais casas, irmãos, irmãs, mães, filhos e terras, com perseguições e no século vindouro a vida eterna.” (Marcos 10, 28-30) Também como Pedro, Ane, você pode abrir seu coração a Jesus e perguntar a Ele: "Senhor, eis que abro mão de muitas coisas em meu namoro por Tua causa. O que ganho com isso?". Jesus te responde! Silencie seu coração e pare para ouvir: "ninguém há que tenha deixado divertimentos, momentos de lazer por mim e por causa do Evangelho que não receba, já nesta vida, cem vezes mais motivos de realização, com perseguições, e no século vindouro a vida eterna.” É claro, seu namorado também precisa arrumar um tempo pra lhe dar atenção, para que vocês fiquem juntos. É preciso ter tempo para a convivência e conhecimento mútuo, e não somente renúncias. Isso é possível? Três anos é bastante tempo... Parece que esse é um bom momento de você e seu namorado discernirem se desejam trilhar o mesmo caminho, ou se possuem objetivos de vida tão diferentes que inviabilizem um namoro frutífero. É preciso ter coragem para enfrentar os problemas com transparência e chegar a uma conclusão. Afinal, vocês estão juntos nessa, ou é melhor seguir como amigos? Abraço!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Ana Caroline 31-05-2015 23:47
Olá, venho por meio desde post pedir um conselho e não critica, explicarei resumidamente o que ocorre. Namoro a quase 3 anos, eu e ele somos catolicos, eu faço crisma e ele é catequista, so que ele vem sempre se comprometendo muito com compromissos da igreja, Grupo Jovem, reuniões, novena, Retiro, ele é muito fervoroso e eu já nao sou muito ligada, faço o que acho que tem que ser feito e isso pra mim ta me encomodando nele, ja conversamos, brigamos e nao chegamos a conclusão nenhuma. Sei que estou sendo um pouco egoista, mas nos vemos só aos fins de semana e isso me incomoda, ele ta sempre na igreja e as vezes atrapalha alguma programação nossa.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Lady Susy 28-05-2015 13:47
O segredo da sedução é demonstrar valor. Quando a outra pessoa enxerga em você qualidades ela vai sentir-se naturalmente atraída.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Antonio Gabriel Cerqueira Gonçalves 27-04-2015 05:13
Olá Equipe do blog O Catequista, boa noite, sou catequista auxiliar da Paróquia Nossa Senhor do Carmo - Votorantim/SP e só tenho a agradecer por todas as publicações aqui disponibilizadas, que tem permitido me fortalecer na fé e na vida pessoal, gostaria de deixar três sugestões para vocês: 1 - Escrever uma publicação minuciosa sobre o Batismo na Igreja Católica, mais precisamente, esclarecendo as razões dele ser realizado já enquanto criança (um dos grandes argumentos dos evangélicos contra nós, católicos, que infelizmente ainda não sei responder adequadamente); 2 - Alterar a configuração dos posts no Wordpress. Por exemplo, este artigo, em vez de ser arquivado como "http://ocatequista.com.br/archives/15326" poderia ser arquivado como "http://ocatequista.com.be/archives/catolicast-07- namoro-o-inicio/". Isso ajudaria muito na parte de SEO (Search Engine e Optimization), incrementando o número de acessos ao blog; 3 - O lançamento de um livro, a médio prazo, pela equipe do blog. Vocês dispõe de um acervo muito rico e de uma equipe excelente, sendo assim o lançamento de um livro seria algo de grande valia para a comunidade católica e a sociedade em geral, que ajudaria na conversão de almas e no angariamento de receitas para a manutenção e expansão do trabalho de vocês. Um grande abraço a todos e que Deus os abençoe, Antonio Gabriel - Editor-chefe do blog ambiental Diário do Verde (www.diariodoverde.com)
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 27-04-2015 11:16
Antonio, agradecemos muito suas sugestões. São muito boas! Abraço!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Rodrigo 22-04-2015 17:58
Aqui quem fala é Rodrigo Leite, e tenho 15 anos e 7 meses de namoro, noivado e casamento somados! ;-)
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Vitor Quintes 23-04-2015 17:22
Deo Gratias!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Mendes 20-04-2015 12:12
Vocês falaram do problema da distância? Não lembro de ter ouvido!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Vitor Quintes 20-04-2015 13:52
Sim, quem falou foi o Daniel, no testemunho dele.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Vitor Quintes 19-04-2015 22:55
Oi, Ludmila. Se você já deixou claro que não quer nada, acho que deve se afastar dele. E fica com sua consciência tranquila. Não liga pra insistência dos colegas. E Reza. Simples ;)
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Ludmila 19-04-2015 21:10
Oi Povo de Deus! Estou solteira, e tenho um amigo que anda confundindo as coisas, parece estar gostando de mim e eu não. O pior é que amigos em comum ficam "enchendo a paciência" para namorarmos e ele fica criando esperanças onde não tem. Já falei para esses amigos pararem com isso, mas não adianta. Não sei o que fazer para resolver essa história, que está virando um ciclo-vicioso: eu digo para o cara que não estou interessada e ele fica quieto; mas os amigos ficam insistindo e ele volta a insistir. Às vezes esse cara fica tão pegajoso comigo que até parece meu namorado (pegado na mão, abraçado) além de me deixar muito nervosa. Por favor, preciso de um conselho! Agradeço desde já!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 20-04-2015 11:28
Que situação! Que tal você escrever um email para ele, já que falar não adianta? Escreva um texto gentil, mas colocando bem claro que não há chance. E estabeleça, sem medo de ser grosseira, uma boa distância física. Ele não pode ficar te abraçando e pagando na sua mão! Diga que não gosta disso, não tenha medo de magoar.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Ludmila 20-04-2015 12:05
Muito obrigada catequista e Vitor Quintes pelas respostas. Fiquei até emocionada, pois a situação realmente não é fácil. Deus abençoe a missão e a família de vocês!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Clara França 19-04-2015 19:03
Adorei o Clube do Bolinha. Estou de coração aberto pro meu José. Adorei o finalzinho com a música de UP! Queria tanto ela! Qual o link pro download?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Vitor Quintes 19-04-2015 21:43
Obrigado Clara! Eu achei a música no YouTube: https://www.youtube.com/watch?v=DwdJZ-E8S1Q
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Janderson 19-04-2015 15:01
Muito bacana mesmo pessoal, esse é um exemplo de conversa que Deus quer ouvir de seus filhos. Não sub-julgando ninguém, más parabéns pra vocês.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Priscilla Sousa Melo 18-04-2015 20:02
Gostei Muito da trilha sonora, gostei das historias enfim gostei muito desse programa.Estou aqui esperando a minha vez de poder contar uma historia assim.
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade