Publicidade
Quarta, 09 Outubro 2013 08:43

Catecast 09 - Aborto Não!

Postado por

Oi Povo Católicoooooo!!!!! O gigante andou acordando por conta de R$0,20, mas até agora não havia se movido para o que mais importa para todos nós: a VIDA.  E este início de outubro de 2013 marcou uma grande virada nesse sentido.  E, claro, nós de O Catequista nos juntamos com o povo do Ratzinger da Depressão e com nosso leitor decano Vitor Picanço, para dizer bem alto ABORTO NÃO! Neste Catecast: Alexandre (O Catequista), Viviane (A Catequista), Paulo Ricardo (O Historiador), Leo (Ratzinger da Depressão), Malu (Ratzinger da Depressão), Renan (Ratzinger da Depressão) e Vitor Picanço comentam sobre tudo o que aconteceu no final de semana em que o Brasil foi às ruas para gritar pelo fim da matança de crianças inocentes.

  FEED PARA iTUNES (e outros leitores de Podcast): Para assinar o CATECAST no iTunes, utilize o seguinte endereço: http://ocatequista.com.br/feed/catecast   CITAÇÕES E AGRADECIMENTOS:

  • Ratzinger da Depressão
  • Elisa Pires (a melhor fotógrafa do universo! Dona da foto que ilustra a vitrine deste Catecast)
  • Ricardo Almeida (nosso designer e gênio que criou a estampa da camisa pró-vida de O Catequista)
  • Coleção Anjinhos do Brasil  (melhor presente de dia das crianças): www.anjinhosdobrasil.com.br
484

Comentários   

0 # RAFAEL KOZAR 26-01-2015 11:52
Povo, coloquem para donwload os catecast. Podem usar o 4shared.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # RAFAEL KOZAR 26-01-2015 12:16
xD Agora que eu vi q dá para usar o internet explorer para baixar hehehe
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Antonio 13-01-2015 16:06
Pessoal, façam mais podcasts!!! Acredito que não só eu, mas muitos outros gostam muito de podcasts e é sempre bom ter um no bom podcast do ramo católico! Acompanho vocês tem pouco tempo, mas a ideia é muito boa e super apoio a continuação! =D
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Raone 19-06-2014 18:43
Legal...meio que um Nerdcast catolico. Muito parecido, desde a vinheta, na apresentação e nos resto da configuração do programa.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Movimento Juvenil 23-05-2014 11:44
Olá povo de Deus! Gostaria de saber se ainda está rolando o catecast, pois faz quase um ano que eu dou F5 na página e nada...
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 23-05-2014 14:46
Olá! Temos um Catecast no forno pra sair, só falta a edição... Estamos com pouco tempo pra tocar nossos projetos adiante! mas espero que o Catecast volte logo! De qualquer forma se, além de nos curtir no face vc passar o mouse por cima do botão "curtiu" e nos adicionar à sua lista de interesses, vc recebe todos os nossos posts no seu feed de notícias. Tb pode optar por "obter notificações". Assim, vc ficará sabendo pelo Face quando o novo Catecast sair.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Fernando 16-04-2014 17:06
Apenas uma dúvida: Catecast tem alguma base no Nerdcast?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 16-04-2014 19:04
Oi, Fernando! Nós já dissemos algumas vezes que nos inspiramos fortemente no formato do Nerdcast, que certamente é o melhor podcast do Brasil.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Karol Medes 03-01-2014 14:34
Olá, O e A Catequista e todos os outros. Salve Maria. Lindo o blog de vocês a qual acompanho a tempos para me manter informada e rir um pouquinho. Mas ouvindo este “catecast” sobre aborto fiquei tocada e com vontade de escrever este comentário. Depois de muito adiar, resolver colocar a minha opinião prática aqui. Ou melhor, meu testemunho. Muitos são católicos por mera conveniência social. E eu o era por isso. Mal ia a missa, confessar só por causa da primeira comunhão... E morava com um homem. Tinha um relacionamento que muitos diziam sólido, mas era tão forte quanto um castelo de cartas. E tudo mudou com aquele famoso positivo. A relação desmoronou. Ele queria o aborto. Meus pais. Minhas amigas. E até eu, apesar de vergonha, também o queria. Afinal, eu estava começando minha vida profissional, terminando minha pós, com um belo emprego novo e todo um futuro “maravilhoso” pela frente. E, claro, não me via sozinha com uma criança. Cheguei a marcar o procedimento... Seria indolor e sem consequência de acordo com o médico. Foi que poucos dias antes, vi uma matéria sobre uma mãe que abandonou o filho recém-nascido numa escadaria... E achei um absurdo. Hipócrita, eu, não? Ofendida por este fato quando eu mesma queria matar meu próprio filho. Foi naquele momento que começou a minha salvação e minha luta. Sai da casa em que vivia com o meu companheiro, mudei para uma apartamento pequeno bem perto de uma igreja... E quando completei 5 meses de gravidez, descobri que meu filho era portador de uma doença congênita. Pronto. Desesperada procurei meu ex pedindo apoio e ouvi um “eu lhe disse que o melhor era você ter abortado. Pelo menos, ainda dá tempo.” Sai de lá arrasada e parei em frente a igreja perto de onde vivia. Entrei como se fosse um peixe fora d`água, me sentei na última cadeira e lá fiquei... Olhando Jesus sofrer um sacrifício que parecia eterno. Passei horas ali. Não rezei, não pensei,... Apenas fiquei ali. Até que o padre paroquiano apareceu. E depois de anos e anos, me confessei. Meu filho nasceu. E foi mais de um ano entre internações, cirurgias, dor e sofrimento. Por exemplo, eu só pode ver meu filho após o parto quando ele já tinha 4 dias de nascido e depois de muito apelo para a equipe médica. Contudo coloquei minha vida e da meu filho em Deus. E Ele nunca decepciona quem n’Ele confia plenamente. Meu filho, hoje, tem dois anos e pouco e é um menino saudável e lindo como qualquer outro. Chama-se Gabriel porque veio anunciar uma nova vida para mim. A vida ainda não é fácil. Sou mãe, sozinha. Não gosto do termo solteira. E um cargo que deveria ser dividido fica mais pesado quando não o é... Além disso, você tem que enfrentar a discriminação em todo os lugares (até na Igreja com os fariseus atuais), as contas, os horários de trabalho e o filho, se afastar de homens que julgam você uma qualquer e “fácil” porque já é mãe,... É um caminho duro. Extramente duro. Mas recompensador em cada sorriso, cada beijo babado e cada gracinha do meu filho. Eu sou muito mais feliz que antes. É uma alegria que não se apaga, independentemente do problema que enfrento. Tiro da minha vida algumas lições que aqui quero transmitir: Primeiro, não importa o que aconteceu, todos temos salvação. Acredite, Deus está sempre tentando resgatar suas ovelhas perdidas. Deixe-se ser resgatado e purificado por ele. A história está cheia de Santos que foram escandalosamente pecadores... Eu tenho um apego a Santa Margarida de Cortona que foi uma bela jovem que viveu com um nobre e com ele teve um filho antes de converter-se. Segundo, o aborto não é a saída. Apesar das propagandas e das falas que é indolor e sem consequências... É tudo uma mentira para nos enganar quando estamos mais vulnerável. Faça a você a esta pergunta: Dá para conviver com ideia de que você matou seu próprio filho?! Pode até ser que a conciência de ser mãe, demore para chegar. Mas ela chega. Pior é quando descobre que foi por sua mera conviniência e culpa que seu filho está morto. Uma das minhas amigas que me indicaram o aborto, na época, não visita mais minha casa... Chora ao ver meu filho enquanto o dela está em algum lugar para lixo hospitalar. Terceiro, o aborto não é a saída [2]. Milagres acontecem para os quem acredita. Médicos são humanos e, portanto, podem se enganar. Meu filho está vivo e saudável. Eu dei a ele a chance de lutar pela própria vida. Ele lutou, e Deus nos concedeu a vitória pelas mãos das pessoas (médicos, enfermeiros, técnicos...) que lutam pela vida de recém-nascidos e bebês. Há várias dessas pessoas que não desistam por pior que seja o diagnóstico. Lutam por bebês que não são deles. E você vai desistir do seu próprio filho?! Milagres acontecem. Quarto, quando pensamos em fazer um aborto é porque, em geral, não vivemos como Deus quer. Se o meu relacionamento fosse sério, teríamos firmado um compromisso perante Deus. Não era e ficou claro quando fiquei grávida... A verdade é que se eu tivesse respeitado a vontade de Deus, não teria enfrentado de cara o aborto. Quando pecamos, temos a sensação de sermos livres. Uma enganação. Quanto maior essa sensação, mais pecamos... E quando vemos percebemos que somos, na verdade, refém do pecado. Enfim, fica aqui registrado também meu apelo aos mais jovens: Cuidado. Principalmente com suas escolhas. Não se entregue a qualquer um e de qualquer maneira. Construa sua vida sob bases realmente sólidas e a única e verdadeira base sólida é Jesus e sua Igreja. Que Santa Margarida de Cortona interceda por cada mãe sozinha desamparada neste país! Mães, devemos ter vergonha dos nossos pecados cometidos e não de nossos filhos. E as grávidas que, hoje, enfrentam do drama da discussão do aborto... Que Deus lhe mostre o caminho da vida. Um abraço a todos. Paz de Cristo, Karol Medes. PS: Qualquer erro de português, perdão. Escrevo isso na correria materna entre o computador e as demandas para brincar do meu pequeno. (risos)
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Cadu Sindona 09-12-2013 11:06
Só uma coisina amados: se um dia vocês me convidassem um dia, ficaria super feliz de fazer um catecast ou mesmo um programa da Liga, pois também tenho um blog, o certamenfidei.wordpress.com . Tá meio parado faz um tempo, mas acho que seria bom eu começar a escrever de novo.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Harun Salman 09-12-2013 11:29
Cadu, onde está você? Leitor premium não tem permissão para ficar muito tempo longe, não! Você e a Leilah estão faltando com as suas obrigações em relação à comunidade d'O Catequista. Apareçam imediatamente!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Cadu Sindona 09-12-2013 13:53
Comentei aqui hoje Harun.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Maria Auxilidora 21-11-2013 20:15
Eu sou a favor da VIDA, amo a VIDA e peço a DEUS força pra eu sempre poder lutar por ela...
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sueyde 16-10-2013 14:30
Fica claro que o governo não apoiando as mulheres que decidem ter os bebês está dando tiro no próprio pé. Claro, ter filho é preciso ter dinheiro e as autoridades não querem um gasto a mais. Mas já está comprovado que, daqui a alguns anos, o Brasil será um "país velho" e os países europeus estão aí para mostrar o balanço que isso causa na economia. Eles não vêem que o investimento que poderiam dar para essas mulheres desamparadas e para seus filhos irá trazer benefícios futuramente. Estão assassinando o próprio futuro do Brasil. Óbvio, não devemos ir contra o aborto pensando somente no dinheiro. Mas infelizmente essa é a linguagem que deve-se adotar com o governo.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Elisa Pires 10-10-2013 09:22
Como sempre, post impecável. E muito obrigada pelo elogio! Foi uma honra fotografar para vocês! A favor da vida, sempre.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Jotacê 09-10-2013 15:36
Que maravilha! É bom saber que existem católicos atentos, orando e vigiando contra esse ato monstruoso chamado aborto. E vale lembrar que não é "apenas" a vida de anjinhos inocentes que está em jogo, mas também o destino de nossa civilização!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # João Júnior 09-10-2013 12:55
Queria saber o endereço do blog do Wagner que foi citado no podcast.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # O Catequista 09-10-2013 14:55
Isso aí! Todo mundo na campanha #VoltaWagner!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 09-10-2013 13:21
João, é este: http://diasimdiatambem.com/
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Rafael Rosa dos Santos SIlva 09-10-2013 11:04
Poxa o pessoal da Sentinela da Depressão também quer participar rs!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # O Catequista 09-10-2013 14:55
Tamos aí!!!! Pode deixar que chamaremos para algum dos próximos!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Cadu Sindona 10-10-2013 10:32
Faço minhas as palavras do Rafael: #nemchamaosparça ... Kkk.
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade