Publicidade
Terça, 11 Julho 2017 14:18

Amor Maior - A nova Carta Apostólica de Francisco

Postado por

Seja santo, Povo Católico!!!!

Agora tem mais um jeito de ser santo. Hoje o Papa Francisco publicou uma carta apostólica criando uma nova via de santidade, chamada “Oferta da Vida”. Não ficou exatamente mais fácil… mas é um novo caminho. Vamos entendê-lo.

A nova via, chamada de “Oferta da Vida”, é descrita no documento como:

“Oferta livre e voluntária da vida e heróica aceitação, pela caridade, de uma morte certa em um breve período de tempo.”

Em outras palavras, é uma via que fica entre as Prática Heroica das Virtudes e o Martírio. É quando uma pessoa, por um ato de caridade, aceita o risco de morte iminente.

Calma, vamos explicar! Imagine alguém que se dispusesse a cuidar de um paciente com uma doença altamente contagiosa, e, no processo, acabasse por contrair a mesma doença, vindo a falecer em consequência disso. Se a escolha foi voluntária e por amor ao outro, entra na definição da “Oferta da Vida”.

Até hoje, muitos santos entregaram a vida desta forma, mas acabaram tendo que ser forçosamente classificados como “martírio” ou “prática de heroica de virtudes”. Um dos exemplos mais famosos e belos e o de São Damião de Molokai, que passou boa parte de sua vida exercendo seu ministério sacerdotal junto aos leprosos de uma ilha no Havaí. Após alguns anos, ele contraiu a doença e faleceu.

Essa nova classificação irá certamente facilitar o entendimento e acelerar os processos. Se esta classificação já existisse no tempo de Santa Gianna, talvez ela pudesse ter sido classificada desta forma.

É bom lembrar que a “fama de santidade” e os milagres continuam sendo necessários. Nada foi alterado nesse sentido.

QUAIS SÃO AS OUTRAS CLASSIFICAÇÕES DO PROCESSO DE CANONIZAÇÃO?

Até hoje, a Congregação para a Causa dos Santos reconhecia a santidade de alguém por três vias diferentes: pelo Martírio, pela Prática Heroica das Virtudes e por decreto, que é chamado de “equipolência”. Abaixo estão as características necessárias para cada um:

MARTÍRIO - Aceitação voluntária de uma morte violenta por amor a Cristo por parte da vítima; a morte precisa ter sido motivada por perseguição por ódio a fé; a vítima deve morrer em paz e perdoando seu executor.

PRÁTICA HEROICA DAS VIRTUDES - As virtudes precisam ser vividas voluntariamente, de forma agradável, dentro de um contexto comum de agir, por uma finalidade sobrenatural e por um longo período de tempo. Ou seja, é um modo de viver habitualmente conforme o Evangelho.

As virtudes praticadas devem ser as Teologais (fé, esperança e caridade), Cardeais (prudência, justiça, fortaleza e esperança) e também a pobreza, obediência, castidade e humildade.

EQUIPOLÊNCIA - Essa é menos glamurosa… é por decreto mesmo. Mas também tem seus critérios. Pode ser concedida aos que tenham uma vida de santidade evidente mas que tenham veneração muito antiga e, por isso, não haja mais como fazer as comprovações segundo o processo atual. Um exemplo recente é a da canonização do nosso amado São José de Anchieta.

 QUAL O SENTIDO DO NOME DA CARTA APOSTÓLICA?

O nome do documento é Maiorem hac dilectionem, em português, "Amor Maior". Foi retirado desse trecho do Evangelho (e não da música do JQuest):

“Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida por seus amigos”. (Jo 15,13)

Por enquanto, o Vaticano só disponibilizou a carta apostólica em italiano e latim. Se quiser ler o documento original, clique aqui.

12219 Terça, 11 Julho 2017 16:29

Comentários   

+1 # Heitor F. de Paula 12-07-2017 10:04
Um adendo quando ao martírio, foi dito que: "a morte precisa ter sido motivada por perseguição por ódio à fé..." Essa era a antiga classificação, pois a canonização de Maximiliano Kolbe revela uma extensão no antigo conceito de martírio. São Maximiliano morreu num campo de concentração nazista, em que iriam matar um pai de família (Franciszek) e, exclusivamente por conta disso, São Maximiliano pediu para morrer no lugar de Franciszek, daí passaram a dizer que "dar a vida pelo irmão" era outra possibilidade de martírio. A extensão do conceito era um desejo de Nossa Senhora também, pois, quando criança, o santo sonhou que Nossa Senhora lhe pedia para escolher qual coroa iria escolher, se era a branca ou a vermelha, daí ele escolheu as duas, provando assim que foi casto e foi mártir.
Então, salvo melhor juízo, o martírio, que só pode ser praticado por católico, ocorre em 2 situações: 1) morrer só pelo fato de ser católico; 2) morrer por outrem.
Responder | Responder com citação | Citar
+3 # Natalia 11-07-2017 22:54
Queria aproveitar o post e perguntar se vocês podem explicar melhor sobre o que seria as virtudes da pobreza.
Obrigada
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Natalia 11-07-2017 17:52
Aproveitando o post: sempre tive dúvida quanto às práticas de pobreza. Poderiam explicar melhor?
Obrigada
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Gabriel 12-08-2017 03:55
Oi, Natalia! Então, a pobreza é uma virtude que começa pelo coração, não pelo bolso. Certa vez li num livro de espiritualidade que ela consiste no não-ter(reconhecer que absolutamente está debaixo do senhorio de Deus), o não-querer(fazer o bem sem medidas e sem esperar uma recompensa aqui na terra) e o não-saber(deixar que a graça opere em nós sem querer entender completamente como isso acontece).

A pobreza deixa nosso coração desapegado como uma ave, que sai da terra e pode voar alto, até o Céu. Por isso que santa Teresa de Ávila dizia que o desapego(pobreza) é uma atitude imprescindível para quem quer ter vida de oração profunda.
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade