Publicidade
Terça, 24 Maio 2016 02:17

Ele tentou estuprar uma santa, se arrependeu e foi perdoado

Postado por

Ela tinha quase 12 anos. Ele, um jovem de 20 anos, invadiu a sua casa e tentou estuprá-la. Como ela lutou e lhe opôs grande resistência, em sua raiva, ele esfaqueou Maria Goretti 14 vezes.

Preso e condenado, Alessandro Serenelli passaria os 27 anos seguintes na cadeia. A justiça foi feita? Sim. Mas Deus vai além da justiça: Ele acena com Sua misericórdia. Estava para ser escrita uma das mais belas e famosas histórias de perdão ocorridas no coração da Igreja.

Depois do ataque sofrido, a jovem santa não morreu imediatamente. No hospital, ainda estava consciente, e um padre veio lhe dar a extrema unção. Ao lhe dar a Sagrada Comunhão, perguntou-lhe:

– Maria, perdoa de todo coração teu assassino? Ela respondeu:

Sim, perdoo pelo amor de Jesus, e quero que ele também venha comigo ao Paraíso. Quero que esteja a meu lado... Que Deus o perdoe, porque eu já o perdoei.

Na prisão, durante os três primeiros anos, o criminoso não demostrava arrependimento; até o dia em que a sua vítima lhe apareceu em sonho, com um sorriso resplandecente e carregando 14 lírios (símbolos da pureza virginal). Alessandro, então, inicia seu processo de conversão, com a caridosa assistência do bispo local.

Depois de cumprida a sua pena, Alessandro passou a viver como irmão leigo em um convento franciscano. Ali, passou o resto de seus dias, trabalhando como porteiro e cuidando da horta. Era reconhecido como um bom cristão, e foi chamado como testemunha no processo de beatificação de Maria Goretti.

assunta_goretti

O perdão da santa estava garantido... mas e a mãe da menina? Poderia perdoá-lo? Essa dúvida se desfez no Natal de 1937, quando Alessandro procurou Assunta Goretti. A senhora piedosa não só o perdoou, como disse que o aceitava como filho! Naquele Natal, a mãe e o assassino da vítima inocente assistiram a missa e comungaram lado a lado. Anos depois, em 1950, eles estariam juntos de novo, na missa de canonização de Santa Maria Goretti.

Podemos tirar algumas lições importantes dessa história...

ABRA SEUS OLHOS, NICE PEOPLE

No Dia do Juízo, muitos que se acham “gente boa” só porque nunca mataram nem roubaram e dão uma esmola pro mendigo de vez em quando ficarão surpresos ao se verem condenados, enquanto homens como Alessandro estarão recebendo a coroa da vitória. “Como um homem capaz de cometer esse crime hediondo foi salvo e eu, que nunca cometi crime algum, sou mandado ao Inferno?”.

É simples: Alessandro foi humilde o suficiente para reconhecer-se miserável, pecador e dependente da misericórdia de Deus. Já o fulano bonzinho se achava tão legalzão que se tornou incapaz de reconhecer seus pecados e de se arrepender deles. "Religião? Pra que?! Eu não preciso disso, sou perfeitamente capaz de ser bom sozinho!".

Mas pecados graves, que levam a alma à perdição, não se resumem a roubar e matar, viu, nice people? Abram seus olhos, enquanto ainda é tempo!

oleos

PERDÃO NÃO IMPLICA EM IMPUNIDADE

Alessandro Serenelli foi condenado a 30 anos de prisão pela morte de Santa Maria Goretti. Cumpriu 27 anos de reclusão, e foi solto por bom comportamento. Depois disso, até o fim de sua vida, viveu de forma honrada.

O perdão foi dado pela vítima, pela mãe da vítima, por Deus... Mas isso não dispensou Alessandro de pagar pelo que fez, por meio da justiça dos homens, do caridade e da penitência. Fiquem atentos a isso, porque a elite política e cultural esquerdista propagandeia um conceito deturpado de misericórdia: fazem de tudo para abrandar as penas dos criminosos, justificando seus crimes como culpa de uma sociedade injusta.

É do interesse dos socialistas que o caos se implante, por meio de uma cultura de vitimismo e impunidade. Um dos exemplos mais recentes e mais bisonhos disso é o caso de Karsten Nordal Hauken, um norueguês que foi estuprado por um imigrante muçulmano. Karsten disse que chorou ao saber que o estuprador seria deportado, e que “o governo norueguês estava agindo de maneira vingativa”, pois o estuprador teria um destino incerto na Somália (Fonte: BBC).

what

O diabo faz assim: pega os valores mais belos do cristianismo – como o perdão – e os transforma em uma caricatura grotesca. E o pior é que convence muita gente.

PRONTOS PARA RESISTIR AOS ATAQUES CONTRA A CASTIDADE?

Na homilia da missa de canonização de Santa Maria Goretti, o Papa Pio XII observou que nem todos os cristãos são chamados a ser mártires, mas todos são chamados a viver as virtudes cristãs. Depois, o Papa perguntou: "Jovens, prazer ao olhos de Jesus, vocês estão determinados a resistir a todos os ataques à castidade com a ajuda da graça de Deus?". Um grande "SIM" ecoou na Praça de São Pedro naquele instante!

6932 Domingo, 09 Julho 2017 15:49

Comentários   

0 # Everton Caiçara PB 29-05-2016 10:14
Bom dia a todos! Sei que sairei um pouco do assunto, mas alguém poderia me explicar o que é a pastoral carcerária e sua origem? Porque existe um pessoal aqui na minha paróquia que faz parte dessa pastoral. Já tive algumas conversas com esse povo e geralmente eles defendem criminosos de forma praticamente absoluta! Chegam, no melhor estilo livre exame, a deturpar versículos bíblicos para defender muitos equívocos. Ontem estive conversando com um dos membros da referida pastoral, no meio da conversa foi logo dizendo aquela balela do "não julgueis", nisso citei a passagem do Evangelho onde Nosso Senhor está entre dois ladrões. Perguntei ao alienado por que Nosso Senhor não repreendeu um dos ladrões que disse: "Nem sequer temes a Deus, tu que sofres no mesmo suplício? Para nós isto é justo: RECEBEMOS O QUE MERECERAM OS NOSSOS CRIMES, mas este não fez mal algum."? Pela lógica "fofinha" dele, era para Nosso Senhor repreender dizendo: "O que é isso?! Não julgue a vc mesmo e nem seu irmão!"
Responder | Responder com citação | Citar
0 # JR 26-05-2016 01:48
Um assassino mata um pai de familia, nunca se arrependeu e nunca apareceu para pedir perdão. E aí? Devemos dar uma de bobo e perdoá-lo ou devemos deixar este fato nas mãos de Deus?
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Sindei 26-05-2016 10:52
JR eu sei que seria difícil perdoar um monstro desses, eu mesmo seria dificílimo perdoar de todo coração um sujeito assim, mas este foi o mandato de CRISTO, de perdoar a todos, mesmo aqueles que comentem o mais horrível dos crimes. Porém, isto não quer dizer que não se deva buscar a justiça e que a mesma não deva ser aplicada ao autor deste crime, como bem apontou a matéria acima, pois isto faria parte também da própria reparação não só perante a lei dos homens, mas também perante a lei de DEUS, do criminoso que cometeu tal delito, pois além do criminoso vir a se arrepender de seus pecados, ele terá que repara-lo pelos estragos feito por estes pecados, e ao meu ver, a maneira de reparar seria se sujeitar a lei dos homens e cumprir a pena imposta por estas leis, nem que for a prisão perpétua ou até mesmo a pena de morte. Mas, de nossa parte devemos dentro do possível, perdoar, e o restante devemos deixar nas mãos de DEUS, pois como diz São Paulo em sua carta aos Romanos: "Não vos vingueis uns aos outros, caríssimos, mas deixai agir a ira de Deus, porque está escrito: A mim a vingança; a mim exercer a justiça, diz o Senhor" (Dt 32,35). (Romanos 12, 19)
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Padre Orlando Henriques 25-05-2016 22:23
Alegrai-vos comigo! Voltámos a ter a Quinta-feira de Corpo de Deus de volta! Três anos de depois de o governo português ter tomado a decisão absolutamente parva (e, sobretudo, malévola) de eliminar do calendário quatro feriados, dois civis e dois católicos, entre eles o Corpo de Deus, finalmente, este ano, os feriados foram repostos e já estamos a celebrar este Dia Santíssimo do Corpo de Deus no dia certo! No meio de tanta tragédia, é sempre bom ter boas notícias para partilhar!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # João Pedro Strabelli 26-05-2016 22:25
De uns temos pra cá comecei a achar que a Europa vai voltar um pouco ao cristianismo, não sei se por fé ou por necessidade — ou pelos dois. A Itália incentivar a população a ter mais filhos foi uma espécie de pequena confirmação. O motivo do governo não é religioso, óbvio, é econômico: menos gente nascendo, menos dinheiro para a previdência, mais gente vindo de fora. Isso deve estar acontecendo ou em vias de acontecer em outros países da Europa. Não vai demorar muito até perceberem que só o casamento gera filhos.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sindei 26-05-2016 10:43
Como se deu isto Padre Orlando, foi devido ao presidente Marcelo Rebelo de Sousa ou pelo primeiro ministro António Costa, mas este não é socialista e ateu?. Como ocorreu este milagres de Portugal vir a celebrar a festa do Copro de Deus no dia correto se o primeiro ministro é socialista e ateu?.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Padre Orlando Henriques 26-05-2016 16:20
É simples, Sidnei: o governo de António Costa devolveu os feriados para agradar ao povo! É que os feriados tinham sido suspensos pelo anterior governo, uma coligação PSD/CDS (partidos de centro-direita), liderado por Pedro Passos Coelho, um governo que impôs muitas medidas de austeridade que deixaram muita gente descontente. Este governo, agora, do Partido Socialista, mas com o imprescindível apoio do Bloco de Esquerda e do Partido Comunista, tem tido como bandeira, o fim da austeridade imposta pelo anterior governo. Daí a devolução dos feriados, quer civis quer religiosos. É uma longa história, que tem, até, a sua ironia… O governo de Passos Coelho, à laia de medida de austeridade, resolveu suspender do calendário 4 feriados, 2 civis e 2 religiosos. Dos religiosos (e após algumas negociações com a Conferência Episcopal que, infelizmente, não fez grande oposição a essa ideia mirabolante, acabo por não perceber porquê…) foram suspensos o Dia Corpo de Deus (transferido para o Domingo) e a Solenidade de Todos os Santos. Dos civis, foi suspensos a dia da restauração da independência e o da implantação da República. Curiosamente, não foram suspensos os feriados de matriz mais esquerdista, como o 25 de Abril ou o dia do trabalhador (1 de Maio). Tudo isto com a desculpa das medidas de austeridade, como se o país tivesse mais rendimento ao fim do ano por trabalhar mais 4 dias… É verdade que António Costa é ateu e que todo o seu partido é um ninho de maçonaria. Mas Passos Coelho também não tem nada de católico, e a maçonaria também está bem presente no seu partido. Só para ter uma ideia, as “barrigas de aluguer” foram, recentemente aprovadas no parlamento, aprovação que só foi possível graças a 24 votos a favor do PSD, entre eles o do próprio Passos Coelho. O PSD deu liberdade de voto aos seus deputados, o que, aliás, tem acontecido muitas vezes quando é votado algum tema “fraturante”. Ou seja, se a esquerda quer avançar com algum dos seus projectos ideológicos para destruir a família não costuma encontrar grande oposição do outro lado. Outra curiosidade da história política de Portugal é que, outrora, houve uma improvável aliança entre o Partido Socialista e a Igreja Católica... contra os comunistas, que quase tomaram conta do país após a revolução de 25 de Abril de 1974. Isso deu muito trunfos ao PS, dando-lhe uma aura de centro-esquerda, por oposição a uma extrema-esquerda: muitas pessoas confiaram nesse partido por ser de esquerda mas claramente demarcado dos comunistas. Ora, tendo em conta este conflito histórico dentro da nossa esquerda, que sempre cavou um fosso entre socialistas e comunistas, é bastante irónico que, agora, António Costa esteja no poder com a ajuda da extrema esquerda. Sim, é de assinalar que António Costa está no governo, mas sem ter ganho as eleições: foi Passos Coelho (ainda que por pouca diferença) que ganhou as últimas eleições. Mas a maioria do parlamento é de esquerda. Sobretudo, cresceu muito o Bloco de Esquerda. Então, na assembleia da República, o Partido Socialista uniu-se às extremas esquerdas para derrubar o governo de Passos Coelho e colocar António Costa no poder. A este arranjo entre o PS e a extrema esquerda chamou-se “geringonça”, de tal forma foi um arranjo improvável, mesmo só para colocar o Costa no governo. Uma vez mais, a ironia: foi preciso termos no governo uma “geringonça” de esquerda para nos serem devolvidos dois Dias Santos! Quem pensa que a direita é católica, está bem enganado: escusamos de contar com eles, que dali não temos nada! Por outro lado, da esquerda, já sabemos que contamos com todas as aberrações que destroem a família, a juventude, a sociedade…
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sidnei 27-05-2016 14:35
Nossa Padre Orlando Henrique, que confusão. É uma história de alianças para cá, alianças para lá, concluiu por aqui, associações para lá, por isto eu e boa parte de toda população da terra odeiam a política. Não é só em Portugal que a coisa tá feia em matéria de política, aqui no Brasil com o afastamento da Dilma Rousseff no processo de impeachment, agora assumiu o vice Mechel Temer, que ninguém sabe no que ele crê (http://pt.aleteia.org/2016/05/17/o-que-michel-temer-pensa-sobre-religiao-aborto-e-casamento-gay/), e pior, parece que ele é maçom, ou seja, eu tenho até medo que ao trocar Dilma por outro aventureiro qualquer, a coisa que estava ruim venha ficar ainda pior. De fato, não temos quem nos represente, quer da esquerda quer da direita, todos são a favor de tudo quanto é porcaria, e quando a este pessoal deixar que sejam guardados feriados religiosos, tudo política do morde e assopra, se por um lado eles permitem que possamos celebrar alguns feriados religioso, por outro, eles querem que nós não demos mais pitaco em nada, que eles aprovem tudo que é porcaria, tudo em nome do estado laico, aonde somente alguns podem opinar (minorias gays, maçons, comunistas) e a maioria religiosa, que seguem uma religião ter que ficar todos de boca fechada. Tristes tempos estes, em que vivemos uma ditadura das minorias em cima da maioria, mas bem feito a esta maioria, pois são justamente esta maioria que colocam esta gente no poder, e depois como castigo, vem a aprovação de tudo que é contra as leis de DEUS, e aí não adianta mais reclamar, se bem que a maioria mesmo se dizendo religiosas, católicas, também nem estão aí se aprovarem isto ou aquilo que contrariam as leis de DEUS, desde que eu tenha, casa, comida, roupa lavada, lazer e entretenimento (pão e circo) garantidos pelos governo, eles podem aprovar até o diabo como presidente, pois se tiver meu estomago cheio, o resto não faz diferença alguma. Tristes tempos este que estamos vivendo, mas de DEUS não se zomba, ELE é misericordioso, mas É justo, e o castigo logo logo surgirá, e aí na Europa o castigo esta chegando aos poucos, e aqui também não escaparemos da ira de DEUS, se não nos convertermos todos.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 25-05-2016 23:08
Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo! Agradecemos por dividir essa alegria conosco, padre.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Joaquim 25-05-2016 15:14
Se a violação tivesse ocorrido Maria Goretti mereceria a mesma consideração de todos?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 25-05-2016 15:39
Sim, mereceria, porque a pessoa violada, obviamente, não tem culpa pela violência que sofreu (o cristianismo, afinal, não é o Islã, que culpa a mulher pela violação sofrida). Na Igreja, há algumas santas que foram ex-prostitutas. Portanto, o hímen inviolado não é nem nunca foi condição sine qua non para que uma pessoa seja reconhecida como santa.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Otto 25-05-2016 15:11
Não teria a grandeza desta mãe. Mandaria pendurar o tal Alessandro Serenelli.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # adriano 25-05-2016 12:22
Li, reli para confirmar se meus olhos não me enganavam, depois procurei a reportagem completa no G1 para ver os detalhes, e até agora estou pasmo, ao ver que foi um homem norueguês, que foi estuprado pelo imigrante somaliano. Não sei o que me espanta mais. O fato de um homem ter sido vítima de estupro ou a declaração do mesmo, que se sente culpado pela deportação do criminoso. Vejam as palavras dele, no portal G1: "Chorei quando sentei no meu carro", afirma ele, ao se lembrar do dia em que soube da notícia da deportação. "Primeiramente, senti um misto de alívio e felicidade ao saber que ele estava indo embora para sempre. O governo norueguês estava agindo de maneira vingativa, como um pai que confronta o estuprador de seu filho", conta. "É assustador e um tabu falar sobre a vida emocional de um homem", escreveu ele. "Sinto como se tivesse sido esquecido e ignorado. Mas não me atrevo a falar sobre isso. Tenho medo de ataques de todos os lados", acrescentou. "Tenho medo de que nenhuma mulher vá me querer e que outros homens vão rir de mim. Medo de que eu serei taxado de anti-feminista quando digo que homens jovens que estão passando por um momento difícil precisam de mais atenção". "Meninos e homens devem aprender que é normal falar sobre seus sentimentos. Meninos e homens estão sendo ignorados. Para mim, o resultado foram anos de depressão, vício, solidão e isolamento". Fonte: http://g1.globo.com/mundo/noticia/2016/04/noruegues-estuprado-por-refugiado-diz-se-sentir-culpado-por-deportacao-de-agressor.html Que tipo de homens estamos criando. Meu Deus!!!! Em alguns casos as pobres vítimas da sociedade alegam "estado de emergência sexual" para justificar o estupro, afinal, "o impulso sexual foi tão forte que gerou um estado de necessidade..." Vejam só: http://www.dn.pt/sociedade/interior/homem-que-violou-crianca-de-10-anos-disse-que-foi-uma-emergencia-sexual-5020896.html Isso tem causado muitos problemas nas piscinas públicas da noruega, alemanha, suécia, etc. Procurem no Google. Agora, homens, homo sapiens do sexo masculino, que deveriam defender suas mulheres dessa depravação diabólica, estão, eles próprios, sendo estuprados!!! A liberação sexual dos países europeus somada ao pensamento islâmico de alguns grupos que vêm se instalando por lá é uma mistura explosiva. Para muitos muçulmanos a mulher ocidental média é como uma meretriz, que em caso de emergência sexual, pode ser usada para descarregar a libido. Além disso, se eles estão em jihad, em guerra cultural, porque não poderia usar dos despojos da guerra, dentre os quais as mulheres da civilização inimiga. E os homens, que deveriam defender suas mulheres, estão sendo estuprados!! Se esses casos se repetirem isso será a desmoralização completa do ocidente. Dai-nos ó Virgem Pura, Fé, Pureza e Bravura.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Letícia 23-01-2017 22:24
Eu acho que esse norueguês está sofrendo da Síndrome de Estocolmo, outra razão não há.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Paulo 24-05-2016 20:44
O ALCORÃO É EXCELENTE FORMADOR DE PSICOPATAS! O Ocidente, ao invés de dar preferencia aos cristãos aos muitos milhares que são assassinados pelos ímpios muçulmanos, recebe justamente aqueles que lhes serão seus futuros algozes, pois os islamitas detestam os cristãos! Não parece que esses seriam a vara com que o Senhor Deus quer castigar o Ocidente por sua apostasia ao cristianismo, e depois pelos mesmos muçulmanos serem mortos ou desterrados? Quer a prova do título? "O castigo, para aqueles que lutam contra Alah(deus) e contra o Seu Mensageiro e semeiam a corrupção na terra, é que sejam mortos, ou crucificados, ou lhes seja decepada a mão e o pé opostos, ou banidos. Tal será, para eles, um aviltamento nesse mundo e, no outro, sofrerão um severo castigo" - Alcorão, Suratra 5,33. Mas quanto os meses sagrados houverem transcorrido, matai os idólatras, onde quer que os acheis; capturai-os, acossai-os e espreitai-os” - Alcorão, Suratra 9,5. O caso do estupro acima da norueguesa e de centenas que ocorrem na Europa são de histéricos que desde a infancia sãp "educados" no Alcorão, com varias suratras similares e de repulsa a quem não os aceitar?! ?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Diácono Wilson 24-05-2016 19:10
Bem creio que o perdão fado ou recebido de coração sinceros é capaz de salvar a ambos. Porém é preciso uma conversão profunda para tal atitude. Que o bom Deus nos ajude a imita-Lo na nossa vida.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Maria 24-05-2016 17:27
Boa tarde! Falando em perdao, tenho uma duvida: me falaram que comunhao em pecado grave gera excomunhão. O que ocorre com a pessoa que comunga com duvida se está ou não em pecado, ou porque convive com excesso de escrúpulos, ou porque nao sabe se consentiu, etc? Acho complicado confessar essas coisas, porque a confissao precisa do arrependimento, e se arrepender de algo que vc nem sabe se é pecado é meio bizarro... Seria um sacrilégio apenas quando a pessoa comunga com CERTEZA do pecado?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # adriano 25-05-2016 11:50
Olá Maria, Comungar em pecado mortal é um sacrilégio, portanto um outro pecado mortal, mas não gera excomunhão. Quanto aos escrúpulos, o melhor é você buscar o parecer de um diretor espiritual. Procure um sacerdote sábio e santo, e se confesse sempre com ele. DE MODO GERAL, havendo dúvida, o melhor é confessar-se. Digo de modo geral pois não conheço o seu caso particular e, ainda que conhecesse, não saberia avaliar adequadamente (não sou padre, nem teólogo, nem nada). Por isso, repito, o melhor é buscar o parecer de um bom confessor. Um abraço!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Lucas Farias 25-05-2016 18:12
" Procure um sacerdote sábio e santo ... " Infelizmente é o que está faltando em minha paróquia.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Carol Balan 26-05-2016 02:50
Lucas, padre Paulo Ricardo orientou em um vídeo que, na falta de um sacerdote, o melhor caminho é ler os escritos dos santos.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Fran 24-05-2016 16:25
Ótimo texto! Como estudante de direito, eu estou cheia de ouvir que criminoso é coitadinho... Autores como Alessandro Baratta, marxista assumido, defende que crimes são construções sociais para manter a desigualdade capitalista - em outras palavras, para esse sujeito, roubar sem extrema necessidade não é um mal em si mesmo, mas algo que foi "criminalizado" para colocar os coitadinhos na cadeia e para impedir sua "revolussaum". Mas é incrível como o cara não prova sua tese EM MOMENTO ALGUM ao longo de seu livro - apenas a repete mil vezes de maneira persuasiva, utilizando quase uma tática de hipnose. Deus nos livre da influência desses filhos d... de Marx.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # João Pedro Strabelli 25-05-2016 22:51
Não é de estranhar isso. Afinal, para quem acha que homem casar com mulher também é construção social, isso é fichinha…
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 24-05-2016 16:53
Interessante seu comentário! O filme "Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge" dá certa visão de como seria a concretização extrema desse ideal marxista. O vilão Bane toma o poder e bota a bandidagem toda na rua.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # João Pedro Strabelli 24-05-2016 15:56
Não sei exatamente porque, mas me lembrei de São Dimas agora.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Eduardo Araújo 24-05-2016 15:42
Como as vidas dos santos enriquecem e embelezam mais ainda a história da Igreja! É o que precisamos todos os católicos, para contrapor ao fajuto "tribunal histórico" que saca da cartola acusações de inquisições, igreja X ciência, cruzadas, Igreja cúmplice do nazismo etc.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Eduardo 24-05-2016 15:20
Bela história. Por isso Jesus disse os últimos seram os primeiros e os primeiros seram os últimos
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Igor Almeida 24-05-2016 11:33
"O diabo faz assim: pega os valores mais belos do cristianismo – como o perdão – e os transforma em uma caricatura grotesca. E o pior é que convence muita gente." Me lembrou aquela frase do Chesterton: "o mundo está cheio de velhas virtudes cristãs enlouquecidas, porque foram isoladas umas das outras", algo assim hahahaha belo artigo, e linda história! Que possamos ter a humildade desse moço para de todo o coração nos arrependermos de nossos pecados. Que jamais tenhamos a atitude farisaica de achar que já estamos salvos ou que não pecamos.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alex Hoffmann 24-05-2016 11:20
História um pouco parecida teve a beata Albertina Berkenbrock. http://www.beataalbertina.com/oassassino.php
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Ana Cláudia Marques 01-06-2016 01:37
A diferença é que Alessandro se arrependeu do que fez; e esse Maneco, que ainda teve a frieza de acusar um trabalhador inocente, já havia atacado outra menina e pelo que sei nunca deu mostras de arrependimento. Que me desculpem os amigos mas acho que perdão para certas coisas a pessoa deve fazer por merecer. Foi o caso de Serenelli.
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade