Publicidade
Sexta, 27 Março 2015 01:00

“Onde está escrito na Bíblia...?” – Eis uma pergunta essencialmente anti-bíblica

Postado por

Dardilene (nossa personagem fictícia de hoje) arrumou um novo emprego: dançarina e stripper. Quando ela comentou sobre seu trabalho na igreja onde frequenta, o povo ficou chocado, e a repreendeu. Mas a moça ignorou a advertência de seus irmãos, já que ninguém conseguiu mostrar, na Bíblia, onde está escrito que fazer strip-tease é pecado.

strip

Bem, dentro da lógica mais restrita da doutrina fundada por Martinho Lutero, Dardilene tem razão. Não tem a palavra strip-tease na Bíblia, nem qualquer referência a essa atividade, então... Dardilene se recusa a acreditar em qualquer coisa que não esteja escrita de forma explícita nas Escrituras!

Usando esse mesmo princípio, os irmãos protestantes questionam os católicos:

  • “Onde está escrito na Bíblia que Pedro foi o primeiro Papa?”;
  • “Onde está escrito na Bíblia que Jesus fundou a Igreja Católica?”;
  • “Onde está escrito na Bíblia que Maria foi preservada do pecado original?”.

Alguns católicos mais inocentes caem na arapuca e tentam responder de acordo com a lógica protestante. Ora, tais perguntas nascem de um princípio herético: a ideia de que a Palavra de Deus foi revelada a nós exclusivamente pela Bíblia. Não, não foi.

A pergunta "Qual o fundamento bíblico...?" é adequada, porque compreende que determinado artigo de fé pode estar implícito nas Escrituras, podendo ser explicitado pelas legítimas autoridades da Igreja. Por outro lado, a pergunta “Onde está escrito na Bíblia...?", de modo geral, é essencialmente anti-bíblica, pois traz em si a ideia de que só a Bíblia basta para comunicar a Palavra de Deus. Porém, não há qualquer trecho das Escrituras que afirme que a Bíblia é suficiente por si mesma.

Pelo contrário: ao lado da necessidade de estudar e seguir as Escrituras, o povo de Deus recebe na Bíblia a ordem claríssima de seguir as orientações espirituais dadas ORALMENTE pelas autoridades estabelecidas por Deus - ou seja, a Tradição. Por isso, a fé cristã é capenga se não se firma sobre esses três pilares: Bíblia, Tradição e Magistério.

Sobre a Tradição da Igreja (que é diferente das "tradições" da Igreja), já explicamos aqui. Sobre a necessidade de se obedecer ao Sagrado Magistério, explicamos aqui.

TODA DOUTRINA CATÓLICA POSSUI FUNDAMENTO BÍBLICO

pastorCada ponto da doutrina católica possui fundamento bíblico, mas não necessariamente explícito, e sim implícito. Por exemplo, não há qualquer passagem condenando o aborto de modo explícito, mas está implícito nas Escrituras que se trata de um pecado gravíssimo (saiba mais aqui). E justamente com base no argumento que não há nenhuma passagem explícita na bíblia sobre isso, o “bispo” Ma$$edo aprova o aborto.

Nem tudo está na Bíblia de modo explícito, até porque muitas das questões atuais que permeiam hoje a humanidade nem sequer existiam nos tempos de Cristo. Por isso, a doutrina se desenvolve ao longo dos séculos e evolui numa mesma linha (nunca se desviando da verdade revelada no Evangelho), para responder às questões de cada tempo, de cada geração.

Não foi à toa que Jesus deu as chaves do Céu a Pedro: depois da subida do Senhor aos Céus, haveria certamente de surgir questões que não haviam sido abordadas diretamente por Ele, e que teriam que ser julgadas e definidas pela Igreja como morais ou imorais. Assim, era preciso deixar na Terra um pastor visível, chefe da única Igreja fundada por Cristo, legítimo representante do Pastor que está nos Céus.

Vamos tomar como exemplos a inseminação artificial e fertilização in vitro. Já vi muitas denominações evangélicas declarando que não é pecado um casal recorrer a essas técnicas de reprodução assistida. Ok... Mas onde está escrito isso, na Bíblia? Em lugar nenhum!

Os protestantes dizem que a Bíblia é a única autoridade – Sola Scriptura. Se é assim, por coerência com a sua própria doutrina herética, deveriam simplesmente se calar sobre questões que a Bíblia não aborda explicitamente. E assumir, sem hipocrisia, que essa doutrina produz um cristianismo engessado, incapaz de dar resposta aos dramas do homem moderno.

Tudo o que é implícito em um texto requer um esforço a mais de interpretação. Em quem, então, um cristão deve confiar, para ter a chave correta de interpretação da Bíblia? Em si mesmo? Sim, de acordo com a heresia protestante do "livre exame". Bem, o paxtô pulador de cerca do município de Serra-ES, já mostrou que essa postura é a maior furada...

É a heresia da interpretação pessoal da Bíblia que motiva a fundação de novas seitas protestantes a cada dia. E, mesmo dentro das comunidades evangélicas mais antigas, os líderes vão cada vez mais alterando a doutrina para agradar o mundo, como a Igreja Presbiteriana dos Estados Unidos (PCUSA), que na semana passada aprovou o casamento gay (Fonte: O Globo e Gospel Prime).

Também é essa heresia que leva grande parte dos protestantes a renegarem ensinamentos bíblicos essenciais e explícitos, como:

  • o fato de que Cristo se faz REALMENTE alimento para nós ("Isto é o meu Corpo", "Isto é o meu sangue"...);
  • a necessidade de confessar os pecados a um sacerdote (João 20,23);
  • e a condenação de Jesus ao divórcio.

Sendo os ensinamentos bíblicos explícitos ou implícitos, dá no mesmo: os protestantes sempre dão um jeito de deturpar a Palavra de Deus, conforme a sua ignorância ou conveniência.

UMA SÓ IGREJA, UM SÓ REBANHO

Católicos ou não, todos os cristãos sinceros hão de concordar que Jesus não quis ensinar mil verdades, e sim UMA só verdade. A existência de milhares de denominações cristãs, cada uma explicando o Evangelho de uma forma diferente da outra, atenta de modo escandaloso contra a vontade de Cristo, que desejou que todos fossem um (João 17,21). E a unidade do rebanho só é possível se um só é o pastor, e uma só é a doutrina.

Se é tolice e arrogância confiar na interpretação pessoal, como checar à certeza sobre o verdadeiro sentido das passagens mais difíceis ou controversas da Bíblia?

No próximo post, refletiremos sobre essas questões e explicaremos o que é a Sagrada Tradição. Também mostraremos as bases bíblicas – explícitas, não implícitas – para a crença de que a Palavra de Deus nos é revelada por meio da Bíblia e também da Tradição. Até lá!

sola_scriptura

A charge acima é da página Sword of Peter.

366 Terça, 27 Dezembro 2016 19:53

Comentários   

0 # Jeronimo Júnio Alves Olimpio 22-12-2016 23:36
qual o nome da fonte (letra) que está na capa da Bíblia edição pastoral?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Samara 19-07-2016 18:02
Tive que ficar ouvindo um "paxtô" conversar esses dias (o cara não se cansava de falar dele mesmo), enquanto aguardava a chegada de minha carona. O sujeito se dizia ex-bruxo etc etc etc... E contou que tinha não sei quantos mil reais para receber pelas orações que ele fez para algumas pessoas (olha só). Ainda, disse que iria, naquele mesmo dia, até o cemitério desfazer uma macumba que alguém havia feito para uma irmã da igreja dele. É cada coisa! Claro que não consegui me calar e, então, ele mudou de assunto.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Guilbert costa 05-06-2016 11:00
Em uma conversa com amigos a respeito da bíblia, um amigo me disse que existe mais dons, fora o 9 falado em 1 Coríntios? Tem respaldo bíblico
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Eudes 21-02-2016 17:01
Chega, para mim, ser descabido q tenhamos q dialogar sobre coisas tão incipientes à fé e à exaustão. Volta e meia, vira e mexe, temos de tocar nos mesmos assuntos de incipiência. Me parece absurdo terem d conviver debatendo uma fé tão completa, fiel e rica qto a católica e essas inúmeras fezinhas de neopentecostais, protestrecos e católicos-jujuba.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # André Luiz 20-02-2016 17:57
Os católicos de verdade só acreditam em Jesus Cristo como Verdade Absoluta. Jesus é Verbo que se fez carne. Jesus é a Palavra de Vida Eterna. A Bíblia Sagrada é a imagem do Verbo que se fez carne. Então Jesus é mais que a Bíblia. Os católicos também encontram o Verbo Encarnado na tradição apostólica, no magistério da Igreja, no nosso dia-a-dia e principalmente na Sagrada Eucaristia. Difícil explicar isso aos protestantes de Sola Scriptura.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # jonh costa almeida 12-05-2015 18:26
outro dia eu conversei com um protestantes sobre a Sola Scriptura e inseminação artificial. Eu perguntei: - De onde vocês protestantes concluíram que inseminação artificial é pecado, já que não está escrito na Bíblia? ele recorreu a um trecho bíblico que falar de doação de esperma, mas nada citou sobre inseminação artificial, ou seja, na hora de ter respostas para problemas modernos, o protestantezinho abandona a Sola Scriptura e faz a leitura da Bíblia como se fosse um católico. Não dá pra levá-los à sério...Em breve, eles terão que se confrontar com vários outros problemas que o mundo moderno trará. Como por exemplo: clonagem, venda de órgãos etc. O protestantismo obviamente não terá respostas para essas questões, o que vai gerar fuga de fiéis, descrédito do cristianismo e ateísmo militante.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Luiz 24-04-2015 21:38
Olá A Catequista Boa noite Existe algum livro que fala especificamente sobre o debate entre John Eck e Lutero? Um abraço Luiz
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Paulo Ricardo Costa Pinto 24-04-2015 22:28
Vários, meu amigo: Eck escreveu uma obra monumental em 4 volumes chamada Opera contra Lutero, e sua principal obra é um livro chamado "O Primado de Pedro". Fora esses, tem vários trabalhos de historiadores da área sobre o assunto como a série de escritos de Lutero que são fáceis de achar em português. Espero que a resposta tenha ajudado.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Natalia 03-04-2015 15:40
Olá! Achei o texto mto esclarecedor.. mas não gostei do modo que se referiu ao bispo macedo colocando cifrões no meio do nome dele. Induzindo o leitor a julgar esta pessoa. Tambem quando escreve as palavras erradas induzindo mais uma vez o leitor a fazer um julgamento das pessoas que frequentam outras religiões. Como diase no início o texto tira muitas dúvidas w aproveitei muito, mas infelizmente me levou a julgar as pessoas. E julgar não cabe a mim.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 04-04-2015 12:51
Oi, Natália! Nosso site tem uma linguagem irreverente, é uma característica do nosso blog. Sobre o "não julgar", parece que o seu entendimento sobre este ensinamento de Jesus está bem distorcido. Leia o post abaixo: São Paulo ensina: com amor, uma voadora no baço não dói http://ocatequista.com.br/archives/10979
Responder | Responder com citação | Citar
0 # João Silva 31-03-2015 16:24
Sola Scriptura é, com certeza, o maior engodo que foi inventado pelos protestantes. As primeiras gerações de cristãos católicos, as que sofreram grandemente com as perseguições judaicas e romanas, as que foram horrivelmente martirizadas, que deram incontáveis exemplos de fidelidade, as quais se atribuem inúmeras conversões, milagres e prodígios vindos de Deus jamais ouviram falar tal coisa, mesmo porquê nem havia o Novo Testamento no tempo delas e, ainda que houvesse, não havia imprensa para cada um ter o seu em casa, e ainda que houvesse, a enorme maioria não sabia ler nem escrever e portanto confiavam no que ensinava a Igreja Una Santa Católica e Apostólica.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Paulo 31-03-2015 19:48
O sola Scriptura é tão nonsense que só pode encontrar terreno em cabecinhas muito preguiçosas... Por que temos a Bíblia como Palavra de Deus, e contendo os livros que ela contém, dentre tantos outros? Oras, exatamente pela autoridade do testemunho da Igreja... sem isso, qual seria a diferença dela para o Corão, por exemplo? Enfim, a Bíblia é o que a Igreja diz que ela é...
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Rafael Rosa 31-03-2015 14:50
[OFF TOPIC] Porque vocês não fazem um post sobre o Guido Schaffer? Seria lindo contar o testemunho dele para inspirar mais jovens a santidade!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Carlos Augusto 31-03-2015 12:17
Bom dia, Pessoal sobre todo este assunto aconselho ler a obra do grande teólogo EX PROTESTANTE convertido ao Catolicismo SCOTT HAHN. No livro "TODOS OS CAMINHOS LEVAM A ROMA" ele e sua esposa Kimberly contam toda a história de conversão que tiveram e como eles próprios, até então defensores da Sola Scriptura, descobriram depois de muito estudo a VERDADE dentro da própria Biblia: que Cristo deixou somente uma IGREJA que se baseia no tripé infálivel - TRADIÇÃO, MAGISTÉRIO E SAGRADA ESCRITURA. Obrigado Catequistas, FIquem com Deus.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 31-03-2015 12:24
Excelente indicação!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # André Marques 30-03-2015 22:38
Pelo o que podemos analisar os protestantes acusam a mãe de Jesus Cristo de adúltera já que o irmão Tiago era filho de pai diferente, ou será que Maria ficou viúva e casou novamente? Isso não ta briba!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Paulo 30-03-2015 15:57
Eu diria até (minha opinião, claro) que, para quem ainda não está devidamente amadurecido na fé (como eu.. heheh) é mais produtivo ler o CCC do que a própria Bíblia, pq assim vai conhecer a Sã Doutrina, se tornar um humilde servo de Nosso Senhor e não corre o risco de virar o próximo "apóstolo", "missionário", "bispo", etc... a fundar mais uma igreja de "culto epilético" na esquina
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Mário 30-03-2015 09:24
Rafael meu irmão, Jesus nos deixou a sua igreja para nos ensinar e termos uma só doutrina, um só pastor. (Como seria de outra forma?) e não a mercê de nossas próprias interpretações da sua palavra, pois assim haveria diversas interpretações como ocorre no protestantismo. Há diversos espíritos santos? Meu irmão, não ignore a pedagogia de Jesus antes da bíblia, o seu ensinamento oral, a tradição (não é a do bumba-meu-boi) ou seja, o seu magistério que é o da igreja católica. Lhe pergunto Rafael, já que você crê somente na bíblia: QUAIS OS PECADOS CONTRA O ESPÍRITO SANTO QUE SÃO IMPERDOÁVEIS MAIS QUE A BÍBLIA COMENTA E NÃO OS DIZ QUAIS? COMO EVITAR COMETERMOS TAIS PECADOS? Com certeza o protestantismo não tem resposta. Mais a igreja de Jesus tem, pois foi a ela revelada pelo Espírito Santo de Deus, por Papa PIO X. Aprenda Rafael, não comigo, mais com a igreja de Jesus, que igreja é: TRADIÇÃO ORAL + MAGISTÉRIO DE JESUS + BÍBLIA SAGRADA. Paz e bem!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Rosa 30-03-2015 00:45
Boa noite, irmãos em Cristo! Depois de muito apanhar, me jogar nas misérias do pecado, solidão sem Cristo, e etc...estou retornando aos braços do Pai. É o início de minha caminhada na igreja - apesar de ter recebido o batismo a algum tempo, não vivi minha fé católica. Às vezes me sinto completamente suja pelo pecado, sem merecimento algum da misericórdia e perdão de nosso Senhor. Em fim, estou começando a sentir o peso da minha cruz - insistentemente criada por mim durante toda vida de egoísmo. Graças à Deus, em sua infinita misericórdia, Ele despertou em mim a necessidade de entregar-em a Cristo. Ao abrir a página desse site, me deparei de cara com o assunto que estou lendo por minha conta (e risco) e necessitava de ajuda na compreensão. Seu texto está me ajudando muito, foi um tempo loooooongo com a alma enfraquecida, por isso meu caminhar está sendo de tartaruga na reconciliação com Deus. Paz e bem!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sidnei 29-03-2015 21:09
rafael, mais uma pergunta que não quer calar, todos os protestantes dizem como você, que pedem ao ler a Bíblia o discernimento ao ESPIRITO SANTO, para interpreta-la corretamente, porém, como é que então há tantas divergências entre os protestantes, se todos são iluminados por este mesmo ESPIRITO, para interpretar corretamente as Sagradas Escrituras, sem precisar de padre, bispo, pastor, Papa, Apóstolo e por aí afora?. Não me caro rafael, São Paulo em 1º Cor 12, 1-11; 28-30) assim nos diz: "1.A respeito dos dons espirituais, irmãos, não quero que vivais na ignorância. 2.Sabeis que, quando éreis pagãos, vos deixáveis levar, conforme vossas tendências, aos ídolos mudos. 3.Por isso, eu vos declaro: ninguém, falando sob a ação divina, pode dizer: Jesus seja maldito e ninguém pode dizer: Jesus é o Senhor, senão sob a ação do Espírito Santo. 4.Há diversidade de dons, mas um só Espírito. 5.Os ministérios são diversos, mas um só é o Senhor. 6.Há também diversas operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos. 7.A cada um é dada a manifestação do Espírito para proveito comum. 8.A um é dada pelo Espírito uma palavra de sabedoria; a outro, uma palavra de ciência, por esse mesmo Espírito; 9.a outro, a fé, pelo mesmo Espírito; a outro, a graça de curar as doenças, no mesmo Espírito; 10.a outro, o dom de milagres; a outro, a profecia; a outro, o discernimento dos espíritos; a outro, a variedade de línguas; a outro, por fim, a interpretação das línguas. 11.Mas um e o mesmo Espírito distribui todos estes dons, repartindo a cada um como lhe apraz. 28.Na Igreja, Deus constituiu primeiramente os apóstolos, em segundo lugar os profetas, em terceiro lugar os doutores, depois os que têm o dom dos milagres, o dom de curar, de socorrer, de governar, de falar diversas línguas. 29.São todos apóstolos? São todos profetas? São todos doutores? 30.Fazem todos milagres? Têm todos a graça de curar? Falam todos em diversas línguas? Interpretam todos? Vejas que nem todos tem o mesmo dons espirituais, e portanto, nem todos estão aptos a lerem e interpretarem as Sagradas Escrituras, o qual, em primeira instância isto compete ao magistério da Igreja deixado por NOSSO SENHOR JESUS CRISTO, na pessoa dos Santos Apóstolos, o qual, foi a este que CRISTO falou em primeiro lugar: "12. Muitas coisas ainda tenho a dizer-vos, mas não as podeis suportar agora. 13. Quando vier o Paráclito, o Espírito da Verdade, ensinar-vos-á toda a verdade, porque não falará por si mesmo, mas dirá o que ouvir, e anunciar-vos-á as coisas que virão." (João 16, 12-13) Foi aos Santos Apóstolos que JESUS disse em primeiro lugar estas palavras, e não a todos em geral, para designar que toda e qualquer interpretação pessoal terá que esta em sintonia com o Magistério da Igreja, por isto dirá São Pedro: "20. Antes de tudo, sabei que nenhuma profecia da Escritura é de interpretação pessoal. 21. Porque jamais uma profecia foi proferida por efeito de uma vontade humana. Homens inspirados pelo Espírito Santo falaram da parte de Deus." (1º de Pedro 1. 20-21) "15. Reconhecei que a longa paciência de nosso Senhor vos é salutar, como também vosso caríssimo irmão Paulo vos escreveu, segundo o dom de sabedoria que lhe foi dado. 16. É o que ele faz em todas as suas cartas, nas quais fala nestes assuntos. Nelas há algumas passagens difíceis de entender, cujo sentido os espíritos ignorantes ou pouco fortalecidos deturpam, para a sua própria ruína, como o fazem também com as demais Escrituras." (2º de Pedro 3, 15-16) Veja que o ESPIRITO SANTO não se contradiz, ELE não inspirará a um crer de um jeito e a outro de um jeito diferente, ELE não é o DEUS da confusão, se JESUS deixou um Magistério da Igreja nas pessoas dos Santos Apóstolos o qual disse: "Quem vos ouve, a mim ouve; e quem vos rejeita, a mim rejeita; e quem me rejeita, rejeita aquele que me enviou." (São Lucas 10, 16), sendo que este Magistério se encontra na Igreja que é a Coluna e Sustentáculo da Verdade ( 1º Timóteo 3, 15) é portanto através do Magistério da Igreja, em sintonia com ela, que devemos ler as Sagradas Escrituras, e se viermos ter alguma inspiração de interpretação pessoal, esta deverá estas em sintonia com o Magistério da Igreja. Não adianta vir com interpretações pessoais, dizendo ter sido inspiradas pelo ESPIRITO SANTO, pois a fé vem pela pregação (Romanos 10, 17) e não por leituras bíblicas particulares ditas inspiradas pelo ESPIRITO SANTO, e as pregações vem dos Santos Apóstolos, e seus sucessores que iluminados pelos ESPIRITO SANTO, nos dão a Verdadeira interpretação bíblica. De resto, sim, se interpretações pessoais, ditas que são inspiradas pelo ESPIRITO SANTO, porém, que se contradiz com o que o Sagrado Magistério da Igreja ensina, tal interpretação será pela própria carne, e não adianta dizer que entre os protestantes se há unidade quantos as três solas: Graça, fé e Sagradas Escrituras o resto pode ser interpretado ao bel prazer, que isto nem biblicamente não cola: "Rogo-vos, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que todos estejais em pleno acordo e que não haja entre vós divisões. Vivei em boa harmonia, no mesmo espírito e no mesmo sentimento." (1º Cor. 1, 10) "3. Sede solícitos em conservar a unidade do Espírito no vínculo da paz. 4. Sede um só corpo e um só espírito, assim como fostes chamados pela vossa vocação a uma só esperança. 5. Há um só Senhor, uma só fé, um só batismo. 6. Há um só Deus e Pai de todos, que atua acima de todos, por todos e em todos." (Efésio 4, 3-6) "completai a minha alegria, permanecendo unidos. Tende um mesmo amor, uma só alma e os mesmos pensamentos." (Filipenses 2, 3)
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Paulo 29-03-2015 14:12
Dardilene, dançarina e stripper... kkkk Não pude deixar de notar que justo hj saiu a manchete relevantíssima de que uma conhecida vice-campeã de um "concurso de beleza" postou no instagram sua presença no culto do "Bispo" Ma$$edo...
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Augusto Paiva 29-03-2015 01:30
"Antes de tudo, sabei que nenhuma profecia da Escritura é de interpretação pessoal." (II São Pedro 1, 20) É como eu li por aí, ''o pastor lê a Bíblia como um advogado lê o código penal, procurando brecha para se dar bem''. Os protestantes crêem apenas no Sola Scriptura — que gerou mais cismas entre eles mesmos, pastor se desfazendo da igreja e indo criar o seu próprio ministério, do seu próprio jeito etc. —, mas quando não conseguem refutar os católicos apenas através das Escrituras, apelam para geografia, história, matemática, ciências... A perversão nas igrejas protestantes, inclusive nas igrejas de confissão luterana, anglicana, e como aconteceu recentemente com a Igreja Presbiteriana dos EUA, que cada vez mais se pervertem ao mundano, se espalham como num efeito dominó, tal como foi com o Sola Scriptura, um efeito dominó que fez proliferar tantas seitas, como um câncer metastático. A charge no final é perfeita. O protestantismo já nascera progressista e pecaminoso. E eles ainda blasfemam que a Santa Igreja Católica é a igreja apóstata. As portas do infernos já tragaram essas igrejas protestantes, mas contra a Santa Igreja Católica elas NÃO PREVALECERÃO (São Mateus 16:18)! Pelejam contra ela, mas NÃO PREVALECERÃO! NÃO! Viva Cristo Rei! ____________________________________________ __________ Desafio aos protestantes: http://www.montfort.org.br/desafio-aos-protestantes/
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Augusto Paiva 30-03-2015 20:35
Lembrei-me de última hora. É como disse outrora um cara, um trollador, mas que faz enorme sentido: ''Eles não sabem nem ler o manual da máquina de lavar e querem interpretar a Bíblia.'' Parece maldade, mas não é. Vide esse pastor adúltero que se baseou na Bíblia. Até os gayzistas, que vêem erotismo em TUDO, se baseiam na Bíblia para justificar as suas concupiscências — David e Jônatas, Ruth e Noemi. E o que é outro ABSURDO: uma vez eu vi na MTV Brasil um rastafári, cantor de reggae, defendendo a maconha biblicamente. Ele citou Isaías 6,4: ''Estremeceram os umbrais das portas à voz do que clamava e a casa encheu-se de fumo''. Ele disse ao repórter, que no caso era o Cazé, que fumo era maconha, ou seja, a casa encheu-se de pezinhos de maconha. Fumo é o mesmo que fumaça! Não é nem questão de linguagem simplificada ou o que seja. Até na Bíblia mutilada Almeida fala que a casa encheu-se de fumo. Mas na visão do maconheiro, fumo é maconha. E ele falava também do Gênesis 1,29, justificando assim, biblicamente, o uso da maconha (O_o). Eu vi isso há alguns anos atrás na MTV Brasil e nunca mais me esqueci. É muita ''gnorança'', MEU DEUS DO CÉU!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 30-03-2015 22:27
asuhauhauhauhauh! Isso já não é Sola Scriptura, é Sola Canabis!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Augusto Paiva 01-04-2015 00:09
Só uma última observação, porém não menos profícua ao tópico. O Bispo Edir Macedo, da seita neopentecostal IURD, defende o aborto, ''justificando-o'', também, biblicamente. Ele diz categoricamente que a Bíblia é a favor do aborto, citando Eclesiastes 6,3. É muita cegueira! ''(...) É a heresia da interpretação pessoal da Bíblia que motiva a fundação de novas seitas protestantes a cada dia. (...)''
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Augusto Paiva 31-03-2015 00:58
He, he, he... O nome do figuraça é Dada Yute, que, por ocasião da marcha da maconha e de seu ativismo sórdido, deu essa entrevista e ''justificou'' biblicamente o uso da droga, endeusando-a e tal. Tem até igreja da maconha.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # rafael 28-03-2015 23:56
Paz do Senhor... Notei q vcs estão preocupados em se preparar para se defender quando estiverem em um debater cm um protestante como vcs falam para aqueles q não seguem o mesmo q vcs... Gostaria de saber como vcs explicam à adoração as imagens sendo q Jesus fala que ele é o caminho,a verdade e a vida, e ninguém pode chegar ao pai se não pelo filho...João 14:6 E outras passagem q dizem q Deus desaprova a adoração a ídolos imagens feitas por mãos humanas... E tds as vezes q Jesus orou e ensinou os discípulos a orarem ele falou orai ao pai e pedirem em meu nome... Em nenhum momento ele fala para Rezarmos e muito menos para orarmos para qualquer outro como Paulo,Pedro, Maria,etc.. Essas pessoas foram instrumentos de Deus foram exemplos mais o único nome q deve ser glorificado é o de Cristo...A Bíblia é a palavra de Deus,pois toda a escritura sagrada é inspirada por Deus,e é útil para ensinar a verdade,condenar o erro , corrigir as faltas e ensinar a maneira certa de viver...2Timóteo 3:16 Ah e leia Thiago 1:26-27 Galatas5:16,1Timóteo 1:4 ao7... leiam a Bíblia, ela é maravilhosa como Deus,pois é a palavra de Deus... Pois existe um só Deus e uma só pessoa que une Deus com os seres humanos-o ser humano Cristo Jesus. 1Timóteo 2.5 Gente precisamos pedir discernimento ao ler a palavra de Deus,para não tentarmos beneficia-los para o próprio bem. Irmãos não esqueçam Jesus vira para buscar a igreja e não a religião... Agradeço atenciosamente a tds vcs fiquem na Paz...
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Augusto 01-04-2015 13:43
"Gostaria de saber como vcs explicam à adoração as imagens sendo q Jesus fala que ele é o caminho,a verdade e a vida, e ninguém pode chegar ao pai se não pelo filho…João 14:6" Vish.... ..................... .......................________ ....................................,.-'"....... ............``~., .............................,.-"............... ...................."-., .........................,/..................... ..........................":, .....................,?......................... ............................., .................../............................ ...............................,} ................./.............................. ........................,:`^`..} .............../................................ ...................,:"........./ ..............?.....__.......................... ...............:`.........../ ............./__.(....."~-,_.................... ..........,:`........../ .........../(_...."~,_........"~,_.............. ......,:`........_/ ..........{.._$;_......"=,_......."-,_.......,.- ~-,},.~";/....} ...........((.....*~_......."=-._......";,,./`.. ../"............../ ...,,,___.`~,......"~.,....................`.... .}............../ ............(....`=-,,.......`.................. ......(......;_,,-" ............/.`~,......`-....................... ............../ .............`~.*-,............................. ........|,./.....,__ ,,_..........}.>-._.......................... .........|..............`=~-, .....`=~-,__......`,............................ ..... ...................`=~-,,.,..................... .......... ................................`:,,............ ...............`..............__ .....................................`=-,....... ............,%`>--==`` ........................................_....... ...._,-%.......` ...................................,
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Último Boasnovas 30-03-2015 11:56
E visível que todos os protestantismos, principalmente os criados recentemente, têm enorme apreço pela a Arca da Aliança, sabem perfeitamente que ela ia à frente do povo e Deus manifestava Sua Gloria. Com ela os Israelitas atravessaram o Jordão com os pés enxutos e depois erigiram as 12 pedras tiradas do leito do rio como havia Deus ordenado em Moisés e como havia Deus feito cumprir através de Josué e neste monumento erguido comemorava-se a lembrança desta travessia e de como Deus preparou o caminho para Seu povo. Ora nos também temos pedras e quando olhamos para estes santos, não estamos vendo o monumento, mas sim à entrega total a Cristo, Seu caminho e Sua verdade, vimos a certeza que nem a morte pode nos separar de Seu Amor, temos a total confiança que Deus nunca deixou de nos mostrar um caminho enxuto em meio a inundação de acusações falsas desferida pelos amantes da mentira.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 29-03-2015 00:57
Rafael, Eu respondo a toda as suas perguntas se, antes, você me responder: ONDE ESTÁ ESCRITO NA BÍBLIA QUE AS ESCRITURAS SÃO A ÚNICA FONTE DE REVELAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS, E QUE SÃO SUFICIENTES POR SI MESMAS, dispensando que o cristão conte com a orientação de uma autoridade instituída por Deus para interpretá-la corretamente. Atenção: não estou perguntando onde está escrito na Bíblia que estudar as Escrituras é necessário. Então, não me venha com passagens que se limitam a dizer que a Palavra de Deus é essencial, perfeita e edificante. Isso nós católicos afirmamos. O que quero é que você prove, na bíblia, que a Bíblia é suficiente por si mesma, e que qualquer cristão tem a capacidade de interpretá-la sozinho, sem ser guiado por uma autoridade. É isso que questionamos neste post. A Paz de Cristo!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Antoine 06-12-2015 21:49
Gálatas: "Estou admirado de que tão depressa passeis daquele que vos chamou à graça de Cristo para um evangelho diferente. De fato, não há dois {evangelhos}: há apenas pessoas que semeiam a confusão entre vós e querem perturbar o Evangelho de Cristo. Mas, ainda que alguém - nós ou um anjo baixado do céu - vos anunciasse um evangelho diferente do que vos temos anunciado, que ele seja anátema. Repito aqui o que acabamos de dizer: se alguém pregar doutrina diferente da que recebestes, seja ele excomungado!" (Gálatas 1:6-9) A Timóteo: "Toda a Escritura é inspirada por Deus, e útil para ensinar, para repreender, para corrigir e para formar na justiça. Por ela, o homem de Deus se torna perfeito, capacitado para toda boa obra." (2 Timóteo 3:16,17)
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 07-12-2015 15:04
Antoine, olha... Se esforce mais, porque não rolou não. Repito a pergunta: ONDE ESTÁ ESCRITO NA BÍBLIA QUE AS ESCRITURAS SÃO A ÚNICA FONTE DE REVELAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS, E QUE SÃO SUFICIENTES POR SI MESMAS? Essas duas passagens que você citou nem de longe sugerem que as Escrituras são única fonte de Revelação, e que são suficientes por si mesmas - ou seja, dispensam a Tradição e o Sagrado Magistério para conferir a a sua correta chave de interpretação. A primeira passagem diz o óbvio: nada pode contradizer o Evangelho pregado pelos Apóstolos. Se contradisser - como a doutrina protestante faz aos montes, negando a presença real de Cristo na Eucaristia, por exemplo - é algo que não vem de Deus. Lembrando que o Evangelho pregado pelos Apóstolos - como já provamos aqui no blog, mostrando várias passagens do Evangelho - foi pregado oralmente e por escrito (ou seja, não é só a Tradição escrita, mas também a fé revelada de forma infalível, pela Tradição oral). A segunda passagem, da carta a Timóteo, diz que a Escritura é um meio para que o homem se santifique, ou seja, se torne perfeito. Ora isso é óbvio! Mas não diz que ela é u ÚNICO MEIO pelo qual o homem de Deus se torna perfeito. São Paulo mesmo diz que é preciso que os cristãos sejam submissos às autoridades legitimamente constituídas pelas lideranças da Igreja, e que sigam as Tradições transmitidas oralmente, não só as transmitidas por carta. Isso nós já provamos no post abaixo: “A” Tradição e as tradições da Igreja – entenda a diferença http://ocatequista.com.br/archives/15194 Então, Antoine, que se quer continuar defendendo essa porcaria anti-bíblica de Sola Scriptura, se esforce mais, muito mais...
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Francisco 28-03-2015 21:14
Mais um post de uma enorme importância para nós Católicos!! Obrigado e que Nosso Senhor continue enchendo a toda essa equipe do O Catequista, do Espírito Santo para nos ensinar. Sempre nas minhas orações lembro de vocês! A Paz do Ressuscitado esteja sempre com todos vocês e com todos os leitores do O Catequista!!!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 28-03-2015 23:36
Amém! Agradecemos muito suas orações!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Kaio Fernando de Souza Lima 28-03-2015 19:56
Que texto maravilhoso! Agradeço cordialmente a vocês do blog O Catequista por procurar sempre nos esclarecer sobre essas questões. Quanto mais leio as postagens de vocês, mais amor eu sinto por nossa Santa Igreja Católica. Que Deus vos abençoe muito!!!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sidnei 27-03-2015 23:57
Muitas vezes podemos fazer que os protestantes caem em sua própria armadilha, isto é, se eles se apegam somente ao que esta nas Sagradas Escrituras, então, toda e qualquer explicação deve estar lá. Por exemplo, São Paulo assim diz: "Dos outros apóstolos não vi mais nenhum, a não ser Tiago, irmão do Senhor." (Gálatas 1, 19), neste trecho São Paulo afirma, que não viu a mais nenhum outro apóstolos a não ser Tiago que era irmão do SENHOR de JESUS, porém, como um dos Santos Apóstolos era irmão de JESUS se nos relatos aonde trás as escolhas dos Santos Apóstolos por JESUS, entre os dois Tiagos, o maior é filho de Zebedeu e o menor era de Alfeu?. Os protestante podem argumentar, que em sentido amplo o número dos apóstolos era bem maior, e que entre estes estavam os irmãos de JESUS o qual um deles era chamado de Tiago (Mateus 13, 55; Marcos 6, 3), porém é aqui que o bicho pega, pois é aqui que se dá o troco para o sola escriptura, pois para afirmar que em Galatas 1, 19 que o tal Tiago era o irmãos de JESUS e que estava a frente da Igreja de Jerusalém, como bispo da mesma, sua investidura como bispo de Jerusalém deveria estas na Bíblia, e porque não esta?, porque uma informação tão importante desta, não consta nas Sagradas Escrituras que um dos irmãos de JESUS se tornou Apóstolo, em que mesmo em sentido amplo e não restrito que se referia aos 12, porém, se tornou tão proeminente a sua figura que venho a dirigir a igreja de Jerusalém. Vejo que aqui os protestante ficam encurralados pois se eles aceitarem que o Tiago de Galatas 1,19 é o irmão de JESUS eles tem que apontar na Bíblia aonde se encontra que este irmão de JESUS se tornou Apóstolo e que tomou posse na cátedra da Igreja de Jerusalém, mas não vale recorrer a outros escritos extra bíblicos, tem que ser na Bília mesmo, tem que ser lá, que deve constar tal fato, se eles não encontrarem, ou quiseres recorrer a fontes extra bíblicos, o sola escriptura vai por água abaixo, porém, se eles admitirem que o Tiago de Galatas 1, 19 é o mesmo Tiago menor apontando nos evangelhos como um dos 12 Apóstolos do SENHOR, aí eles caem do cavalo novamente, porque terão que admitir que todas as vezes que se citavam que Tiago era irmão de JESUS era na verdade seu primo, haja vista, que o Apóstolo São Tiago Menor era filho de Alfeu e não de São José e de Nossa Senhora, aí, terão que admitir a virgindade perpétua de Maria, e que a Igreja Católica estava certa este tempo todo. Pegamos o bobo na casca do ovo, este é só um exemplo, outros poderiam se citados, mas o que mais me chama a atenção é este, e se outros puderem trazer mais exemplos, para enriquecer mais ainda este debate, ficará muito melhor.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alex Hoffmann 28-03-2015 15:38
Outra coisa que deixa qualquer protesta encafifado é perguntar por que diachos em no Evangélho de São Mateus Jesus fala a Simão, mudando seu nome para Pedro, e o investe como pedra fundamental e na bíblia aparece inúmeras vezes o nome de Pedro, sempre sendo citado como sendo o primeiro entre os demais, foi Pedro que tentou andar sobre as águas, foi Pedro quem fez tal pergunta, Pedro era um dos 3 favoritos, etc..., e em seguida perguntar o que significa primazia, e perguntar novamente o que significa a "Lei da Primeira Menção", conforme aplicada a Abraão, Sara e Israel, funciona realmente muito bem, por quê então não funciona quando se trate de Simão-Pedro?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sidnei 28-03-2015 20:35
Isto mesmo Alex, são inúmeros argumentos que podemos utilizar o próprio dogma do sola scriptura contra os próprios protestante, fazendo eles beberem do próprio veneno. Este exemplo que você trouxe, da lei da primeira benção aplicada a Abraão, Sara e Israel, funciona com eles e porque com São Pedro não, é muito boa, mas eles sempre trazem uma desculpinha esfarrapada para negar o obvio, por exemplo, o primado petrino, há um artigo na internet que todos podem ver aqui, por exemplo, http://www.bibliacatolica.com.br/blog/igreja/50-provas-do-primado-petrino-e-do-papado-tiradas-do-novo-testamento/, que trazem 50 provas do primado petrino, mas há um protestante metido e apologista, chamado Lucas Banzolli, que inflou para 200 provas contrárias a estas, e fui dar uma olhada nestas 200 provas contrárias, e é de chorar do tamanho da ignorância do rapaz, só para dar um exemplo de contra argumento as 50 provas, ele utiliza a passagem em que São João Evangelista chega primeiro ao túmulo de JESUS após a ressurreição, antes de que São Pedro, como narra no evangelho de São João Apóstolo e Evangelista (João 20, 1-8), mas eu me pergunto, desde quando isto é prova para desdizer as 50 provas do primado petrino?, e não ocorreu na cabeça de Lucas Banzolli que São João correu mais depressa que São Pedro, pelo motivo de ele ser mais jovem do que São Pedro, o qual reza a tradição que São João era o mais jovem dos Santos Apóstolos e São Pedro já contava com uma idade mais avançada quando foi escolhido para ser o Apóstolo do SENHOR, será que em uma corrida entre um rapaz de 18 anos e um homem de 40 anos, qual dos dois chegará em primeiro lugar?. Então dá para ver que estas 200 provas do Lucas Banzolli que derrubam as 50 que provam o primado petrino, na verdade não derrubam nada, qualquer um que tiver tempo suficiente e um pouco mais de conhecimento, e talvez, até mesmo nem isto, pode pegar aquelas 200 provas e refuta-las uma por uma. Isto é só um exemplo das desculpas esfarrapadas que os protestantes apresentam quando não tem mais argumentos algum para derrubar as teses católicas, ficam rodando, rodando, rodando, feito moscas em torno da m***, e não apresentam consistência alguma, muito pelo contrário, utilizam de argumentos que contradizem até o que eles dizem. Então não adianta manter papo com gente assim, é bom mesmo nem começar discussão alguma com estas pessoas, como diz um tia minha, com pessoas ignorantes, a gente não discuti.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alex Hoffmann 30-03-2015 22:32
Caro Sidnei, meu texto é compridinho, mas resume um pouco da nossa situação. Um site bem interessante este que você colocou, e tenho outro também que explica e mostra também as mesmas coisas, de modo ligeiramente diferente, eis ele: http://www.thecatholictreasurechest.com/pprim.htm Mas, acrescento algo que me faz pensar muito, a um ponto que: nada, nada neste mundo é capaz de reverter a situação em que nos encontramos, nunca na história da humanidade, alguém viveu algum processo igual ao nosso. Pode ter ocorrido semelhantemente, mas igual ao nosso, jamais, este processo apostasiante ocorre em silêncio, nos corações, e é visível na degradação moral, não tem cura, não tem remédio nem nada a ser feito. Claro que como Nossa Senhora falou que o povo de Deus firme na fé será pouco, mas ainda assim existirá, e é por causa destes, para salvá-los da perdição eterna que Cristo Voltará, e particularmente eu, já ando numa agonia esperançosa, querendo que venha de uma vez. Mas antes, sei que é necessário que os olhos de muitos se enegreçam, que venha um castigo, que o povo padeça pela escolha que faz. O nosso trabalho é apenas dar testemunho firme até a morte sobre a Verdade que é Jesus Cristo, Sua Igreja que é uma só, não existe outra, todo o conjunto doutrinário, direito canônico, moral e Fé esperando a Parusia, tendo a firme convicção de que As Portas do Inferno Não Prevalecerão sobre a Igreja, que quando tudo parecer terminado, é ali que começará a virada, que começará a Vitória de Cristo, pois a Virgem Maria trará a Vitória e mostrará mais uma vez a este mundo seu filho Jesus Cristo. Meu caro, e a todos que lerem e quiserem entender como funciona a cabeça de nosso povo "católico" e não católico, basta olhar como funciona a cabeça de nossa sociedade e olhar para a cabeça de nossos professores, os ditos "formadores da sociedade". Atualmente, você pode apresentar a verdade a qualquer professor, todos, todos eles receberão ela como se fosse uma ideia de satanás, advinda diretamente das profundezas do inferno, pois a lama que existe na educação brasileira é grossa, espeça e negra, só se tem ideia estando dentro, porque ela envolve o dia a dia, vai do próprio comportamento individual consigo mesmo ao relacionamento professor-aluno, professor-professor, professor-direção, direção-pais, pais-escola, escola-comunidade. Nossos professores são hábeis e mestres na filosofia do coitadismo, na ideologia do relativismo, do pensamento único e na doutrina do moralismo de minorias e moralismo de comportamentos insignificantes como o bulyng, por exemplo. Isto está tão personificado em nós professores, que jamais um professor aceita ser questionado sobre a forma que está trabalhando, imagine agora a birra e o beiço se isto ocorre com os princípios ideológicos fundamentadores da profissão, antagônico a isto, nós professores (me incluo nesta parte), fomos formados numa escola que estava no seu meio caminho da doutrinação marxista (aos novos professores, já é bem pior). No final da década de 70, toda a década de 80 e 90, as novas propostas de educação foram implementadas pelo governo, mas, os professores é que foram os responsáveis diretos pela formulação delas. Responsáveis no seu embasamento teórico, científico e dialético (entendamos, dialética Gramscista, aqui não existem cordeiros enganados, mas lobos famintos, talvez um dia foram ludibriados, mas agora, personificaram na alma o mal). Este embasamento teórico prático está alicerçado em Marx, Kant, Hegel, Gramsci, Paulo Freire, Piaget, Vygotsky, Wallon, valendo-se ainda de Freud, além do naturalismo de Darwin e das idéias advindas da revolução francesa e escola de Frankfurt. Tais professores, em reuniões e fóruns estaduais, foram implementando e construindo esta nhaca toda, dia após dia, ano após ano, década após década. O objetivo geral que está na proposta curricular do estado de Santa Catarina, é basicamente este: "formar um cidadão consciente de sua situação social, que seja capas de formar e ter suas opiniões, sendo crítico-participativo, para a constante mudança e transformação desta sociedade burguesa, opressora, que privilegia uns em detrimento de muitos, na busca da implementação de um mundo melhor, mais humano, justo e solidário, sendo um agente transformador de si, da família, da sociedade e do mundo, onde não se tenha distinção de pessoas por raça, SEXO, idade, condição social". Mas o que se desenrola aqui, não foge nos demais estados da nação brasileira, porque cada proposta é alicerçada sobre os PCNs (parâmetros curriculares nacionais) do MEC que também é da mesma ordem, em maior magnitude. Neste entreveiro, as universidades são como um puro sangue, comunistas da biblioteca até à fossa séptica: ideologia, doutrina e doutrinação ateia, comunista e anti católica, pois todas as seitas advindas da reforma, espiritismo e umbanda são ideologicamente usadas, bem vindas e enaltecidas, mas Católico não se cria, aliás, católico bom é católico morto. Quando une-se um jovem que já não tem sua convicção na fé, a um sistema totalmente hostil a fé Católica, que é o sistema público escolar (privado não foge muito, apesar de algumas escolas serem confessionais, já estarem sendo encharcadas com isto, a força de lei), depois a uma universidade que passa o básico científico, mas o faz com um ceticismo ateu, numa didática totalmente de esquerda onde não existe verdade, existem verdades e estas verdades são encontradas nos alunos, e elas devem ser exploradas, e trabalhadas para que acabe existindo apenas a "nossa verdade", você acaba tendo um professor doutrinador, sem conhecimento real, que acaba totalmente dependente de um livro didático. O que ocorre é que, por iniciativa do professor, ele busque constantemente entender as emoções dos alunos, e não ensinar e repassar o conhecimento científico. Contudo, uma coisa grave acaba ocorrendo, justamente pela busca de igualdade, a escola não importa-se de massacrar um aluno inteligente em detrimento de outro que não o é, porque, ao invés de por o esforço no ensino aprendizagem, foca no processo avaliativo do aluno, ou seja, a prova e a recuperação da prova (a nota do aluno, bem entendido) tornou-se algo sublime e intocável (tanto o é que atualmente qualquer aluno que tire nota igual ou superior a 3,0 de média bimestral, ou 12 pontos anuais, passa pela lei), porque não existem métodos prontos para se ensinar, o caminho é o professor que tem que descobrir, existem princípios mas não fórmulas, nem "receita de bolo", e neste mar de incertezas, o professor que já não tem nada, fica com coisa alguma. É ai onde entra a proposta de implementar livros best sellers ensinando que falar e escrever nois quer, nois vem, nõis fumo, nõis vortemo, subir pra cima e decer pra baixo é correto, pois é a forma que o povo se comunica. Como dá muito na vista da população que ainda tem alguns traços "xiitas católicos burgueses europeus brancos fundamentalistas conservadores reaça", suspende-se o livro, cria uma polêmica em torno dele, joga-o no esquecimento, mas, maldosamente acaba-se fazendo uma revisão da escrita da língua portuguesa no Brasil, onde as mudanças são colocadas da seguinte forma: Brazil, caxoeira, assougue, mizericordia, xoveu, mixirico, corassão. Como não dá para por o livro ainda, muda "cientificamente", por meio de uma convenção de "doutores" em língua portuguesa a regra gramatical, de assentuação e da forma da escrita, pois os próprios professores acostumados com uma linguagem informal, não conseguem mais entender como se escreve, tampouco ensinar. Eis ai o ditame da coisa. Por preguiça e incapacidade de ensinar as coisas corretamente, legaliza o torto, aprova o torto, ensina o torto, onde, na verdade quem vai parar na lixeira, são as crianças, suas capacidades, suas inteligências. Por fim, pergunto, onde isto reflete? Reflete no que todos aqui tentam explicar loucamente, quase entrando em desespero porque os nossos queridos protestantes maluquetes não entendem, mas não é que eles não entendem por maldade, é por falta de conhecimento básico de leitura, escrita, interpretação e lógica. E neste caminho, não são só os protestantes, eu também me vejo assim em muitos casos. Nosso povo católico também está nessa barca, e explicar que leite em caixinha comprado no mercado vem da vaca para um analfabeto funcional é como querer ensinar a teoria da relatividade, é muito comprecsso pra cabeça do cidadão. É o emburrecimento total de um povo, e nossos padres saem disso, por isto que temos todo um abacaxi de pedra para descascar. Graças a Deus que existem alguns que desistem de estudar e vão plantar umas batatas, estes não são afetados tanto assim, pois acabam possuindo a escola da vida, e esta mostra que A é A e B é B. Também não nego que muitos são tocados por Deus e acabam se salvando, e só Por Deus.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alex Hoffmann 30-03-2015 22:51
Errata, quando digo: "protestantes maluquetes não entendem, mas não é que eles não entendem por maldade", não quero afirmar que eles sejam bondosos e bonzinhos, claro que possuem sim maldade ao atacar a Igreja Católica, mas atacam por ignorância, porque a igreja que eles atacam é uma caricatura criada e apresentada a eles pelos pastores, e estes, os pastores, são maldosos e na maioria das vezes vis.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alex Hoffmann 28-03-2015 15:29
Sidnei, exatamente, e mais uma coisa que deixa os homis de cabelo em pé e que deixa qualquer protestante manco é perguntar onde na bíblia está o nome dos iluminados fundadores da seita ao qual pertencem e mostrarem na bíblia, se enrolarem, pedir novamente, e novamente, e novamente, até os cabras dizerem não tá na bíblia, mas..., aí é a hora de mandar os bolinhos fofos as favas.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Junior Almeida 27-03-2015 22:31
O vídeo do paxtô que adúltera sempre me faz rir. Ótimo texto.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Mário 27-03-2015 16:58
Quanto ao católico, há sim o que mudarmos, pois somos igualmente pecadores. O que falta ao católico é entender que o motivo de o sê-lo é crer piamente no Deus vivo na Eucaristia. Sermos católicos não é somente porque rezamos o terço, participamos de novenas ou temos os santos como nosso intercessores, e etc... etc... não, não é só isso, é principalemtne e em primeiro lugar, crer na Eucaristia, e alimentar-se do corpo de Cristo, crer que Jesus ali se encontra e se faz alimento para nossa alma, para nossa salvação. Ser católico é viver o nosso batismo, infundir em nossas vidas os sacramentos que o próprio Cristo instituiu, e que, em nossa vida, seja uma fortaleza de amor ao próximo, pois esse é o maior mandamento, amar a Deus e ao próximo como a nós mesmos. Ser católico, é antes de tudo, adorar Jesus eucarístico e dele alimentar-se. Tendo a Eucaristia como alimento, eu duvido alguém deixar de ser católico, deixar de ser da igreja de Cristo, duvido ... Paz e bem!!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Mário 27-03-2015 16:48
É a pura verdade... A ARROGÂNCIA DOS HEREGES Características visíveis dos hereges evangélicos são orgulho, auto suficiência, soberba, idolatria (especialmente a si próprios), idolatria a Bíblia, amor ao dinheiro, intolerância religiosa, perseguição aos diferentes credos e divisões dentro de suas próprias denominações. A arrogância evangélica explica-se através da própria sentença do pai do protestantismo Martinho Lutero que disse: "Quem não crê como eu está destinado ao inferno. O meu juízo e o juízo de DEUS são a mesma coisa." Ora, os filhos de Lutero só podem fazer as obras de seu pai e ídolo. Pode árvore má produzir bons frutos ? A árvore má é Martinho Lutero. Cada protestante toma o lugar do altíssimo e com a bíblia decorada debaixo do braço pensa poder julgar quem está ou não condenado, quem é ou não herege e quem pratica ou quem não pratica doutrina bíblica. A única certeza que ele tem é sobre si próprio. Ele se acha sempre certo, sempre inspirado pelo Espírito Santo e sempre se vê como alguém especial, cheio de "unção" e espiritualmente superior aos demais. Por outro lado, quanto maior a posição que cada qual se coloca maior o tombo. Assim, em que pese a notória prepotência, acabam sendo enganados por falsos profetas e falsos ungidos como se fossem crianças. Alguns chegam a acreditar que a Bíblia caiu do céu no colo de Lutero. Outros pensam que não havia Bíblia antes da reforma protestante. Outros imaginam que em 2000 anos os católicos ainda não leram a Biblia que produziram. Outros mais inocentes ou culpados, já não sabemos, acreditam que não sabemos ainda que a Assunção de Maria não está na Bíblia, por exemplo. Desconhecem completamente o catolicismo que pretendem atacar e desconhecem a maior parte da Bíblia que juram defender. Ignoram as boas obras, são indiferentes aos mais necessitados e infantilmente acreditam na salvação garantida quando a própria Bíblia nos ensina o contrário. Vivem uma fé de aparência onde o mais "espiritual" é quem não fuma, quem não bebe ou quem não vê novelas. Sobretudo, fazem leituras bíblicas a partir de versículos soltos fora do contexto e hipocritamente assumem a condição de irmãos em cristo daqueles que anteriormente foram taxados por eles próprios como hereges. Não por acaso, são presas fáceis de Macedos, Malafaias, Soares, Valdomiros, Valadões, Hernandez ou Terra Nova. De comum apenas o ódio contra a verdadeira e única Igreja de Jesus Cristo que é a Igreja Católica. Nem mesmo na devoção a Virgem Maria são unânimes. Enquanto os protestantes históricos do passado nutriam devoção pela Virgem Santíssima, os protestantes atuais que se denominam históricos mantém apenas respeito e os evangélicos ultra modernos esbanjam escárnio, deboche e piadas de toda ordem em relação a mãe do nosso salvador. Nem nas críticas ao catolicismo concordam. Uns dizem que a Igreja Católica modernizou-se e deturpou a doutrina e outros dizem que ela é arcaica e jamais se modifica. E durma-se com um barulho desses. PROTESTANTISMO: CEGOS GUIANDO CEGOS!!!!!!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Ludmila 27-03-2015 15:24
O que mais me preocupa nesse livre exame das Sagradas Escrituras são casos como o deste "paxtô" do vídeo. Mas infelizmente muitas pessoas vão dizer que esse é um caso isolado e que as outras igrejas evangélicas não são assim. Será mesmo? Um exemplo disso são as igrejas que pregam a teologia da prosperidade; confundindo a providência de Deus para nossas necessidades com enriquecimento na base do dízimo e da oferta. E as que aceitam o divorcio, anulando aquilo de mais sagrado para Deus, a família. Tudo justificado pelo livre exame da Bíblia E qual é o resultado disso tudo? Decepções e confusão. Pois entre os protestantes não existe unidade. Agora me lembro uma professora de história que tive. Ela dizia que para uma cadeira ficar de pé com firmeza são necessárias três pernas. Isso a Igreja Católica tem: Bíblia, Tradição e Magistério instituídos pelo próprio Deus Encarnado, Jesus Cristo.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # André 27-03-2015 14:28
Muito bom, é sempre bom todo católico ter esses argumentos para se defender. Entendo que sempre devamos lutar pela verdade, e Jesus Cristo é a Verdade Encarnada. Temos que falar também da islamização do mundo, as taxas de natalidade muçulmanas são 8 vezes maiores que a dos não muçulmanos. Os lideres islâmicos planejaram dominar o mundo se espalhando pelo mundo e fazendo filho adoidado. Dentro de 35 anos eles esperam que o Islã seja a única religião do mundo. Às vezes me pergunto, será que gastar energia entre cristãos, não seria necessário se unir, para acabar o esse medo de procriação entre os cristãos ocidentais. Todos querem o controle de natalidade no mundo ocidental mas não falam nada sobre o Oriente? Que mundo ficará para os nossos filhos, eles acabaram sendo escravos destes radicais. E que podemos fazer quanto a essa realidade que deixou a muito tempo de ser teoria da conspiração, haja visto o conluio entre a comunista internacional e o patriarcado islâmico. Todo o dinheiro e poder está sendo empregado na eliminação dos cristãos e judeus do mundo, mas nada estamos fazendo para nos proteger. Claro que entendo que uma das formas para que consigamos uma unidade é reconstruindo a igreja católica para ser realmente Una e Santa. Mas será que achincalhando os protestantes é o único meio a ser utilizado? Não estou condenando o trabalho deste Blog que é incrivelmente bem escrito e necessário para cada cristão não se sentir um ignorante ao conversar com um protestante, mas acredito que possa chegar em um meio termo para lutar contra o verdadeiro inimigo, da guerra cultural e a expansão islâmica. Bem se minha visão estiver errada me perdoem mas são questionamentos recorrentes em minha mente atualmente. Paz e Bem !
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 27-03-2015 16:02
André, temos que ter sempre em mente que o Reino de Deus não é deste mundo. Se fosse, Jesus não teria sido crucificado. Jesus disse que não devemos temer os que matam o corpo, mas sim os matam o espírito, isto é, os que levam a alma pro inferno. Sendo assim, um cristão deve temer a islamização do mundo? Sim. Mas o pior inimigo do Ocidente não é o Islã: é a secularização e o relativismo. E a mãe dessa desgraça é a Reforma Protestante. Foi isso que produziu, no Ocidente, a campanha de calúnia e difamação contínua contra a Igreja (que vemos em ação amplamente e sem cessar nas escolas e na mídia) e abriu as portas para o ateísmo, tanto filosófico quanto prático. Repare que os países com maior índice de ateus no mundo são justamente aqueles em que a Reforma Protestante criou raízes mais fortes. Inglaterra, Suécia, Dinamarca, Alemanha, EUA... Foram esses os primeiros países a liberar o aborto, a eutanásia, o casamento gay, a fertilização in vitro, a manipulação genética imoral de embriões humanos. Então, se o Islã vier mesmo a nos dominar (ou o comunismo, ou ambos), o que eles vão encontrar é um mundo já destruído, por um inimigo que cresceu livremente aqui dentro mesmo. Os católicos devem prezar os irmãos protestantes e se unir a eles na luta política - e também aos irmãos espíritas. Graças, em grande parte, à bancada evangélica, o aborto não foi já totalmente liberado nn Brasil. Então, obviamente, temos valores e crenças em comum. Não ignoramos nem desprezamos isso. Por outro lado, estamos em comunhão com os apologistas dos primeiros séculos da Igreja, que não se cessavam de denunciar o veneno dos hereges, que, aliás, também se diziam perfeitamente cristãos (nestorianos, arianos etc.). Se fosse hoje, certamente muita gente acusaria esses santos apologistas - como Irineu de Lyon, Santo Agostinho, Santa Atanásio etc. - de causadores de divisão. Esse povo esquece que Jesus disse: “Não julgueis que vim trazer a paz à terra. Vim trazer não a paz, mas a espada. Eu vim trazer a divisão entre o filho e o pai, entre a filha e a mãe, entre a nora e a sogra, e os inimigos do homem serão as pessoas de sua própria casa.” (Mateus 10, 34-36) Você tem razão em citar a guerra cultural. Mas ela não é só contra o socialismo (amplamente infiltrado em nossa Igreja), mas também contra a massiva protestantização da mentalidade dos católicos. Isso tem afetado gravemente a nossa liturgia e o modo de pensar de muitos membros da Igreja Católica, inclusive padres. Isso não exclui o fato de que amamos nossos irmãos protestantes, até porque todos os membros no nosso blog têm parentes evangélicos. Quanto à nossa abordagem irreverente, já explicamos neste post: Católicos brutos também amam http://ocatequista.com.br/archives/3609
Responder | Responder com citação | Citar
0 # André 27-03-2015 18:45
Nossa, muito obrigado, sua resposta elucidou minhas dúvidas de como encarar a situação que expus. Que Deus continue a iluminar vocês nesta missão de levar a verdade para todos os Cristãos. Muito obrigado! Paz e Bem!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Rodrigo 27-03-2015 12:55
Protestantismo, Sola Scriptura, heresias...estes são assuntos muito abordados neste blog. Porquê? O assunto deste post já não foi visto e revisto no passado?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 27-03-2015 13:24
Não. Nunca dizemos um post específico sobre Sola Scriptura e Sagrada Tradição. Por quê publicar este post? Por que estamos atendendo à demanda dos nossos leitores. Os pontos que eles mais apresentam dúvidas merecem ser explicados.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alex Hoffmann 27-03-2015 14:28
Isto mesmo Viviane, além do mais, existem muitos católicos cuticuti que dão suas olhadinhas aqui no'catequista, e estes sempre necessitam de muuuuuuuuuiiiiiiiiiiiiiiitttttttttttttoooooooooooo oosssssssssss esclarecimentos, e muita patada na cara pra aprender que eles são católicos e não jegues de carga que carregam o que porem sobre as costas e acreditam ser aquilo a melhor coisa do mundo.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # deoclecio 27-03-2015 12:48
o artigo é interessantíssimo , porém vale observar que "Sola Scriptura" não foi Lutero mas sim João Calvino... e ainda assim as "5 solas" foram estabelecidas muitos anos depois da morte de Calvino por um conselho que via a deturpação do teólogo Jacó Armínio tirando Deus do centro e colocando o ser humano como foco em relação à condição financeira dos grandes da época.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 27-03-2015 14:43
Calvino desenvolveu a Sola Scriptura formalmente, mas foi Lutero que lançou as suas bases. Veja, no épico debate entre Eck e Lutero (antes da excomunhão de Lutero), o monge herege cuspiu e desconsiderou completamente a Tradição da Igreja que o formou. Eck rebateu Lutero quando esse disse que a Igreja não precisa de um Chefe na Terra, afirmando que o próprio Jesus havia nomeado Pedro. Lutero contra-argumentou com a (já velha, naquela época) falácia de que a Igreja não teve nenhum Papa por séculos, e ainda tpediu a Eck que este mostrasse na Bíblia que havia outros “Pedros”. E, para todos os argumentos levantados por Eck, lá vinha Lutero com a mesma resposta: – Só a Bíblia é infalível! Aí já fica claríssimo que a heresia da Sola Scriptura estava em plena ação, ainda que não tivesse sido formalmente estruturada e registrada como doutrina. Sobre o debate de Eck e Lutero, nós já falamos neste post: http://ocatequista.com.br/archives/8777 Outra prova de que Lutero punha em prática amplamente a Sola Scriptura é que ele acreditava piamente na virgindade perpétua da Santa Mãe de Deus e em em sua Imaculada Conceição. Entretanto, também afirmava que essa crença não deveria ser obrigatória a todos os cristãos, já que não estava escrita de modo explícito na Bíblia. Já falamos sobre isso neste post: http://ocatequista.com.br/archives/12970
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alex Hoffmann 27-03-2015 12:28
Por mais que se fale, mostre, diga, reafirme, disserte sobre um assunto assim com os protestas, por mais que se use a lógica das coisas, mostre que a tradição também fundamenta a fé, inclusive mostrando na própria Bíblia que ela mesma defende a tradição e junto a isto usa-se também fundamentos bíblicos, eles, os protestas, ficam num enrola enrola que acaba sendo piada. Ai, entra aquela questão que, saem pela tangente quando perguntados sobre as fundações de suas crenças. Estive numa discussão com um protestante sem igreja, a coisa fluiu até que ele não conseguiu mais contra argumentar, nem refutar, então soltou esta: Vocêis são dotô das lei, vocêis cunhece as lei, mais não tem fé no jesuisi, ingual os farizeu, e a tua ingreja é de constantino. Foi então que desci a ripa e perguntei quem era o fundador a igreja dele, quem que fundou o modo de pensar dele, quem é o pai da sola scriptura, sola fide, solus Christus, solo Deo gloria e sola gratia, e se por ventura estava na bíblia o nome do fulano. Até agora, não obtive respostas, talvez ele esteja fazendo uma bíblia onde o nome do mad monk apareça por lá (apesar de já estar, implicitamente já se encontra escrito Martinho Lutero na Bíblia, eis ele: Judas Iscariotes).
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Paulo Ricardo Costa Pinto 27-03-2015 14:46
E a resposta, afinal, vai ser: "isso não está na bibra!". MAS a verdade precisa ser repetida sempre e em todo lugar. Por Nosso Senhor Jesus Cristo. Porque contestá-los mexe no sistema de crenças deles. Faz eles pirarem na batatinha. É cruel, mas chega a ser engraçado.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Larissa R.G. 27-03-2015 11:57
Ri muito com esse gif! Mais um post fantástico, derrubando essa heresia perniciosa que é a sola escritura. Um dogma que não está escrito na Bíblia e quase todos os protestantes aceitam é a Santíssima Trindade... Se aceitam esse, deveriam aceitar os outros também não é mesmo? ou correr o risco de se esvaziar tanto do cristianismo como algumas seitas que não acreditam que Jesus é Deus, chegando a adulterar as escrituras. Triste o que a rebeldia causou, divisões aos milhares, e na maioria das vezes, eles nem se entendem entre eles, apenas quando é para detonar a Igreja Católica. Que Deus tenha misericórdia de suas almas, rezemos para que sua cegueira espiritual se cure, ou pelo menos diminua. Muito bem Viviane, que Deus continuem iluminando a equipe do catequista para combater o bom combate!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Max Miller 27-03-2015 11:25
Só uma correção, esse "paxtô" é do município de Serra/ES que faz parte da região metropolitana de Vitória e não um bairro da capital.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 27-03-2015 13:11
Obrigada! Corrigi.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Janes 27-03-2015 10:46
Isso me fez lembrar a história da fundação dos Mórmons (esses rapazinhos que andam engravatados por aí de dois em dois enchendo a paciência das donas de casa) ou Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Para aprovar a poligamia entre eles (parece que no Texas da época, havia mais mulheres que homens) deram um jeitinho na interpretação bíblica acerca do casamento. Mas como a coisa não colou muito, inventaram um terceiro testamento: o tal Livro dos Mórmons. De todo modo, na prática, os protestantes todos tem um terceiro testamento, pois no afã e pretensão de ter apenas a bíblia como norma, acabam traindo fortemente a mesma e criando interpretações tão fraudulentas que seria mais coerente fazer como os mórmons e os espíritas, criando uma terceira "revelação". Quanto mais próximos da raiz católica (luteranos, metodistas, anglicanos tradicionais) menor a quantidade de erros e heresias que são criados pelas denominações. Mas a medida que o tempo passa e essas denominações vão se derivando em milhares de outras, chegamos à estupidez absurda da fundação de "igrejas" que chegam a pregar (e praticar) que segurar serpentes venenosas é um ato de fé necessário para se receber o batismo. A parte que ainda nos edifica entre os protestantes, é a parte católica que eles ainda conservam (mesmo que mais ou menos deturpada) do tempo que estavam conosco: o amor à Sagrada Escritura, o batismo em nome da Trindade, o cultivo da oração pessoal e espontânea e outras coisas que o Concílio Vaticano II, chama de "elementos de santificação". E a partir dessa base comum é possível algum diálogo ecumênico pois trata-se de restos e pedaços de ponte que ainda nos ligam de algum modo, apesar da enorme ruptura . As pessoas (inclusive alguns católicos e teólogos) ficam chocadas com a pretensão católica de se ver como algo fundado pelo próprio Deus feito homem. Parecem ver a coisa como uma competição de egos pessoais. Assim falar que somos, como igreja, mãe, avó e bisavó dos protestantes, é algo que escandaliza muita gente. E de fato, a ignorância de certos católicos faz com que exponham a verdade da única igreja, nesse tom de orgulho infantil , como se fosse um campeonato. E na verdade é algo tão simples: é a simplicidade de uma criança que sorri por ter ganho um belo presente. Não há orgulho nenhum nisso, mas a alegre gratidão por se ver agraciado. E mais a grave responsabilidade de comunicar generosamente a graça recebida. O Leonardo Boff (supostamente favorecendo o "ecumenismo" e combatendo o "exclusivismo fundamentalista" sobretudo católico) adora citar o poeta espanhol Antonio Machado: "busquemos juntos, não a tua nem a minha, mas a verdade". Só que a condição essencial de uma busca sincera da verdade é ser fiel à verdade de si, não negar o que sou e o que aconteceu comigo. Ser generoso, ao narrar o que a bondade divina fez comigo não é impor "minha verdade", mas é um gesto de amor ao outro, e o amor deve fundamentar todo diálogo. Agora imagine você dialogando com alguém ao longo de uma estrada que você já percorreu, de repente vocês chegam a um trecho onde há um grande buraco cheio de serpentes. Então você diz ao seu companheiro: "vamos dialogar aqui nós dois, para decidir juntos se isso representa ou não um perigo!" Ora, mas que atitude egoísta e sacana. É óbvio que tenho a obrigação moral de pular fora do perigo e mostra-lo ao outro que caminha comigo e oferecer meu apoio para que ele saia do perigo o mais rápido possível, sem obriga-lo à nada. É o relativismo pregado pelo Sr.Boff que faz com que jovens na Europa e até no Brasil, se voluntariem para serem assassinos nas hordas terroristas do Estado Islâmico. O seu relativismo favorece exatamente o fundamentalismo que ele diz condenar. Já que não há valores e verdades absolutos (ou já que estamos todos na estaca zero, na busca desse absoluto) qualquer coisa vale.É óbvio que se ouvir isso, muito chocadinho Boff não vai se reconhecer como autor de qualquer incêndio e reagirá como aquele menininho inocente que brincava com um fósforo e uma folha de papel perto do mato: "mas eu só fiz aquele foguinho ali e não todo esse incêndio da mata!!!" Pois é todo desastre ideológico se alimenta de ideias iniciais incipientes que a principio parecem até muito defensáveis. Não, o cristão não entra em diálogo com os outros, como se fosse uma tábula rasa onde a graça de Deus nada fez. Claro que está aberto a ouvir com autêntico calor e interesse aquilo que Deus fez no outro também: "vejo como vocês são religiosos" dizia São Paulo aos atenienses "e vejo como tem certa intuição do Mistério Divino, por causa do vosso monumento ao deus desconhecido" (parafraseio) Mas não ficou só nessa abertura ao caminho que o outro já percorreu, pois percebeu a parte do caminho que ainda não fora percorrida pelo outro. Ora se ele tinha em sua experiencia vivida, esse (grande) pedaço do quebra-cabeça que ainda encucava o outro, porque esconde-lo??? De fato não escondeu, mas comunicou generosamente: "AQUELE QUE VOCÊS BUSCAM EU VOS ANUNCIO É JESUS REDIVIVO DENTRE OS MORTOS, EU O VI E FUI ENCONTRADO POR ELE". O que há de arrogância exclusivista e fundamentalista nisso? É uma criança generosa anunciando com simplicidade e alegria, a bondade que lhe tocou e agraciou, não está obrigando ninguém a nada, está tão somente contando o que Deus fez por ele. Eu não sou menos sujo que o protestante, o espírita, o pagão e o ateu. Sou feito do mesmo barro frágil. A diferença é que Alguém me encontrou perdido pela rua afora, maltrapilho e sujo e este Algúem me alimentou, vestiu e me lava sempre da minha sujeira, pois ELE é a FONTE e A ÁGUA VIVA. Ora eu tenho companheiros que perambulam maltrapilhos pelas mesmas ruas necessitados das mesmas coisas que eu. Quando me deparo com eles e eles me veem menos sujo, menos maltrapilho, mais alimentado e nutrido, que devo fazer? Esconder o meu segredo , o meu tesouro??? Isso é estar aberto ao diálogo com humildade e generosidade???? Infelizmente, o Sr.Boff ainda vê o acontecimento cristão como uma mera teoria em disputa com outras (sequer cruzou o mínimo limiar da iniciação cristã). Mas o fato cristão é poder em ato, o poder amoroso de Deus que tocou e mudou um pedaço da realidade humana e "ai de mim, se eu não contar aos outros acerca da bondade que me tocou e tem me mudado!" "AI DE MIM SE eu NÃO EVANGELIZAR". É claro que isso também nos serve de alerta, para não evangelizar leviana e superficialmente como se estivéssemos numa mera disputa de ideias. Não. Isso é baratear o dom de Deus! Evangelizar é sobretudo comunicar uma graça em ato, a Palavra de Deus é ação, é o próprio Senhor agindo e tocando os corações. Temor e tremor (junto com a alegria) tomam conta do coração do missionário pois ele sabe da grandeza do Mistério que comunica, sabe-se frágil instrumento nas mãos desse Mistério. Por isso, desaparece todo tom de "metideza à besta" e pretensão. Mas se o límpido anúncio do Evangelho se faz presente e incomoda os outros como se fosse uma arrogância de quem anuncia, então cumpre-se a palavra que Deus colocou nas bocas de Simeão: "Este menino servirá para queda de uns e para o erguimento de outros, será sinal de contradição!" Então cabem perguntas: Porque ao Sr.Boff incomoda tanto o anúncio da única salvação no mundo????O que ele tem a perder com isso? De que lugar (no mundo) ele teme cair???
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade