Publicidade
Terça, 09 Janeiro 2018 00:36

Irmã Lúcia falsa: uma fantasia descabida

Postado por

Na internet, diversos artigos levantam suspeitas sobre a identidade da Irmã Lúcia. Dizem que uma impostora assumiu o lugar da verdadeira vidente de Fátima, que teria falecido no Carmelo das Carmelitas descalças de Coimbra, em 31 de maio de 1949, e não em 2005, como todos pensam. Os responsáveis pela farsa seriam a maçonaria e conspiradores do Vaticano.

O principal argumento usado por essa gente são as fotos que mostram as diferenças de traços no rosto da irmã Lúcia quando era mais nova, e sua imagem mais recente.

Diferença no sorriso...

Diferença nas maçãs do rosto...

Diferença no queixo...

A comparação entre as fotos pode até nos deixar com uma pulga atrás da orelha, em um primeiro momento. Porém há pelo menos três fatos que derrubam a teoria da irmã Lúcia falsa:

  • o testemunho das irmãs do convento de Coimbra, de que a irmã Lúcia passou a usar prótese dentária;
  • a opinião de dentistas sobre a protuberância do queixo;
  • e fotos de parentes da irmã Lúcia que se parecem muito com aquela que acusam de impostora (como esta abaixo).

O livro Um caminho sob o olhar de Maria é uma biografia da irmã Lúcia escrita pelas irmãs do Carmelo de Coimbra, onde a vidente de Fátima viveu por muitos anos. Em suas páginas, está registrado que em 1948 o Dr. Alcino Magalhães removeu vários dentes da irmã Lúcia, que estavam muito estragados e lhe causando dores terríveis. Depois, ele colocou uma prótese no lugar. Isso aconteceu antes de ela deixar as Irmãs Doroteanas em Pontevedra, na Espanha.

Já vi gente dizendo que uma irmã tão desprendida como Lúcia não colocaria prótese dentária por vaidade, para melhorar a aparência. O povo se esquece que dentes não cumprem mera função estética, mas servem, sobretudo, para nos permitir mastigar bem os alimentos!

Sobre a diferença nas maças do rosto, a fisionomia muda muito quando a pessoa engorda. E com o passar dos anos, é comum que as pessoas ganhem peso. Esse certamente foi o caso da irmã Lúcia.

A seguir, apresentamos um trecho da refutação do padre Orlando Henriques, nosso amigo da diocese de Coimbra.

OS DENTES

Dizem os defensores da “teoria da conspiração” que a Irª Lúcia que apareceu ultimamente era falsa porque aparecia com os dentes “certinhos”, enquanto a “verdadeira” Ir.ª Lúcia tinha os dentes deformados, como se vê nas fotos de quando ela era mais nova. Ora, vê-se claramente nas fotos que o que a aconteceu foi que, entretanto, a Irª Lúcia começou a usar prótese dentária.

Não é uma hipótese tão excêntrica como a teoria marada de uma suposta impostora! A confirmação de dentistas e, sobretudo, a comparação com fotos de familiares da Irª Lúcia destrói completamente essas fantasias completamente descabida.

O QUEIXO (E O SORRISO)

Se, de facto, a Ir.ª Lúcia tiver perdido os dentes e tiver começado a usar prótese dentária, essa perda de dentes pode, também, explicar a deformação do sorriso e do queixo, de que eles falam. Sim, a falta dos dentes altera (e muito!) a fisionomia, nomeadamente em volta da boca.

Isto para além da decadência natural, própria da idade, que leva também a transformações no rosto. Um dentista poderá confirmar isto, bem como a comparação de fotografias da Irª Lúcia com fotografias de outros familiares em idade semelhante.

FALTA DE DOCUMENTOS COMPROVANDO A SUPOSTA TRAMOIA

Essa gente não hesita em recorrer a mentiras e ou a especulações não fundamentadas para enganar: onde é que eles tiveram acesso ao livro de óbitos do Carmelo de Coimbra? E onde é que estão esses famosos documentos alegadamente emitidos pela Diocese de Coimbra que eles sempre citam? Tudo isto parece muito estranho, pelo menos para mim, que sou de Coimbra, mais parecem afirmações levianas, não acha?

Basta pôr a nossa própria cabeça a raciocinar: já viu que eles nunca citam nenhum documento em concreto, nem referem nenhum nome de Bispo nem vigário nem chanceler da Diocese de Coimbra? E onde é que estão publicados esses documentos? Onde é que eles tiveram acesso a eles? Fontes fidedignas? Pois...

São um grupo cismático, separado da Igreja Católica de forma pelo menos tão grave os ortodoxos (para não dizer como os protestantes). Cuidado com esses sites! Podemos lê-los, até para formar opinião e puder refutar, mas com espírito crítico, porque se for para se deixar seduzir e cair em armadilhas é melhor não ler.

*****

Mas qual seria a motivação dessas pessoas para espalhar dúvidas sobre a identidade da Irmã Lúcia? A intenção é desqualificar o apoio que ela deu ao Concílio Vaticano II. Os defensores da tese da irmã Lúcia são, em geral, sedevacantistas: dizem que nenhum Papa é legítimo desde São João XXIII, e portanto o trono de Pedro estaria vazio (sede vazia = sede vacante).

Como os sedevacatistas não aceitam que haja uma religiosa tão respeitável ao lado do CV II, desesperadamente, inventam qualquer mentira para continuar fiéis a seus delírios.

O fato é que jamais houve uma irmã Lúcia falsa. A única coisa que havia de falso nela eram os dentes que o Dr. Alcino Magalhães lhe colocou, em 1948!

*****

Com o valor de 1/2 Big Mac por mês, você pode ajudar a Missão de O Catequista a chegar ainda mais longe. Faça isso agora! Acesse http://catarse.me/ocatequista e apoie nosso trabalho!

756 Quarta, 10 Janeiro 2018 13:39

Comentários   

# Alex Hoffmann 11-01-2018 10:05
Kkkk, São João Paulo II vem aí, lá lá lá lá lá lá. Essa é dos protestantes mas dado o assunto lembrei dela hehehe.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Mateus 10-01-2018 17:09
Sou cirurgião-dentista e confirmo o que foi dito na matéria. Com a perda dos dentes, o osso mandibular é reabsorvido. A falta de dentes posteriores leva a diminuição do terço inferior da face, aprofundamento dos sulcos nasogenianos, intrusão dos lábios, alteração da fonética e projeção do mento (queixo), que é o que pode ter ocorrido com a Serva de Deus Irmã Lúcia
Responder | Responder com citação | Citar
# Edson Luiz Sampel 10-01-2018 09:54
Não é “maça” do rosto; é “maçã” do rosto, isto é, a parte saliente da face.
Responder | Responder com citação | Citar
+2 # Gêneto Eugenio 10-01-2018 09:37
Anos atrás assistindo esse vídeo, pela montagem e narrativa em um primeiro momento construiu em minha mente (confesso) grande confusão.

Mas como sou aluno de OCatequista rsrsrsrsrsrs, a pesquisa nunca mais fica superficial, então também analisei na época minhas dúvidas uma a uma e isso permitiu tirar essa conspiração da mente.
Responder | Responder com citação | Citar
+2 # A Catequista 09-01-2018 17:41
Outra questão: se os tais conspiradores do Vaticano foram tão ousados a ponto de assassinar a verdadeira irmã Lúcia e colocar uma impostora em seu lugar, é razoável crer que fariam isso da forma mais cuidadosa e convincente possível, não é mesmo?

O mínimo que deveriam ter feito era providenciar próteses dentárias que assemelhassem os dentes da falsa Lúcia com os dentes tortos da verdadeira... Assim não haveria polêmica sobre isso.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Pedro 10-01-2018 01:51
E ao contrário do que se diz, a Irmã Lúcia não ficava sozinha no Carmelo. Ela recebia visita de alguns. Estes são cúmplices de assassinato, então? Já que se a diferença é TÃO gritante assim; certamente aqueles que a visitavam teriam percebido. E já que eles não se manisfestaram, obviamente seriam cúmplices. Se não me falha a memória, posso estar errado, essa teoria veio dos irmãos Diamond que se dizem "tradicionalistas" - porém chegam a negar o Batismo de Desejo afirmado no Concílio de Trento!
Responder | Responder com citação | Citar
-2 # Ricardo 09-01-2018 17:02
Acontece que na ocasião em que a suposta irmã Lúcia participou da Missa com o Papa João Paulo II, na hora da comunhão ela foi cumprimenta-lo e recebeu a eucaristia na mão com total impiedade e ignorância, seria ela mesmo a verdadeira freira que viu Nossa senhora???????
Responder | Responder com citação | Citar
0 # maria 11-01-2018 11:44
Ricardo, quando se quer denegrir alguem vale de tudo!!! Essa visão vem do inimigo, então abra os olhos e veja:
https://www.youtube.com/watch?v=pGOAPF8tNWQ
Tomé, não sejas incredulo mas crente!
Responder | Responder com citação | Citar
+2 # A Catequista 09-01-2018 19:59
Creio que você está cometendo o pecado da maledicência. No vídeo abaixo, a partir de 1:40, podemos ver a irmã Lúcia se aproximar para comungar. Ela mostra evidente intenção de comungar na boca - e assim foi feito, não na mão.

Há alguns instantes de hesitação, pois ela, com mais de 90 anos, segurada por outras pessoas para não cair, não consegue se aproximar mais do Santo Padre para receber a Hóstia, e ele, pelo visto não consegue esticar mais o braço.

Assim que comunga, ela beija a mão do Papa - não vejo mal nenhum nisso. Beijar a mão do vigário de Cristo não impede ninguém de adorar Jesus eucarístico, que acaba de receber.

https://www.youtube.com/watch?v=ET8HbYiCdUc

Creio que devamos julgar com mais caridade uma senhora de mais de 90 anos.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Pedro 09-01-2018 12:08
É porque vocês ainda não viram a teoria de que haviam dois Paulo Vi: um real e um impostor kkkkkkkkkkkkkkkk.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Fabio 10-01-2018 15:40
Boa ideia, Os CatequistaS poderiam fazer uma matéria refutando a alegação comum (também ligada a teoria da Irmã Lúcia "falsa") de que o Conclave que elegeu João XXIII foi inválido, e que o verdadeiro papa seria o Cardeal Siri.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Ulisses 09-01-2018 12:22
E a teoria de que o papa Francisco é o ator Jonathan Pryce... kkkk
Responder | Responder com citação | Citar
# Edilson 09-01-2018 18:35
Só por curiosidade, o Jonathan Pryce disse que se espelhou no Papa Francisco na sua atuação como Alto Pardal.
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade