Publicidade
Terça, 09 Agosto 2011 09:00

StoryTelling na Catequese

Postado por

Povo Católico!  Vamos estrear a seção voltada para os educadores da fé: "Papo de Catequista".  A ideia aqui é aprofundar algum tema, trocar experiências sobre metodologia ou simplesmente contar histórias desses anos vividos no trabalho de convencer as pessoas de que elas não irão virar adubo no final da vida.

storytellingBem, hoje eu queria contar história sobre... contar histórias!  Isso mesmo.  Já tentaram tratar as passagens normalmente intrincadas da Bíblia como histórias a serem contadas?  Não?  Pois é... funciona muito bem!  Afinal, são narrativas que, bem antes de serem registradas nos livros que hoje compõe a Bíblia, foram passadas de geração em geração através da tradição oral do povo hebreu.

Na verdade, a técnica não é nenhuma revolução.  É amplamente utilizada em apresentações profissionais, principalemente naquelas palestras que você paga 1.000,00 pra entrar.  O "macete" também não é novidade... é só estudar bem o que se quer falar para que você possa, sem ler, fazer uma narração fluída e com linguajar atualizado e adaptado ao público-alvo.

Uma boa dica é chamar a atenção para coisas que os leitores normalmente deixam passar batido porque não visualizam o drama das situações bíblicas.  Assim, sua "platéia" presta muito mais atenção e, dependendo da sua performance, viaja na história que está sendo contada.  Mais legal ainda é quando eles nem desconfiam que saiu da Bíblia!  É legal ver a cara da galera quando é revelada a fonte de toda aquela aventura!

Se você está pensando em crianças, está enganado... essa técnica funciona melhor ainda com adultos! Experimenta só...

Falar é sempre mais fácil, mas vamos tentar escrever por aqui algumas histórias interessantes da Bíblia que podem ser contadas abordando outros pontos de vista.  Fique ligado, porque ainda nesta semana tem a primeira!

Lembre-se de comentar o post com as suas experiências!

Beijo e vai rezando, que depois eu volto!

357 Quinta, 01 Junho 2017 15:55

Comentários   

0 # Luiz Fernando 31-05-2013 17:30
Boa tarde! Gostaria de apenas deixar aqui minha extrema gratidão por esse site. Tenho 15 anos, sou catequista de 1a Eucaristia e estudo em um grande colégio Protestante. (Presbiteriano, pra falar a verdade). Já viram, né? Filhos de pastores falando asneiras pra todos os lados e professores vangloriando as ações de Lutero como um grande revolucionário e que fez um grande favor para a Europa. Como me tornei Catequista, despertei um GIGANTESCO interesse pela História da Igreja, e passo tardes aqui lendo todos os posts possíveis sobre diversos assuntos. Mas, sempre me questionei sobre a chamada Contra-reforma... Ela é ensinada corretamente nos colégios? Ela realmente aconteceu da forma como é contada (Visão marxista, ou seja: reduz tudo à dinheiro, já que, de acordo com os professores, a Igreja perdeu grande parte dos seus "fiéis" ricos). Gostaria de saber mais sobre essa época da história da Igreja. Meus parabéns para vocês do site! Minhas orações estão com vocês!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Cadu Sindona 31-05-2013 20:11
Luiz, a paz! Sobre a Contra-Reforma, o professor Daniel Rops (maior historiador da Igreja) diz que o termo é errado. A Reforma Católica é anterior à reforma de Lutero. Ela aconteceu para clarear a fé que estava sendo atacada por todos os lados devido as diversas seitas internas do movimento protestante e sua maior ação foi o Concílio de Trento. Eu recomendo muito que você leia os documentos do CdT pois eles explicam sozinhos muita coisa que estava acontecendo na Igreja e quais foram as medidas tomadas. Mais do que isso, pesquise sobre as vidas extraordinárias dos grandes santos reformadores da época (São Carlos Borromeu, São Roberto Belarmino, São John Fisher, São Pedro Canísio, Santa Teresa d'Ávila, São Bernardo de Claraval, São Pio V, etc) pois elas também denotam o que foi realmente feito na época para a Reforma Católica.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Cadu Sindona 05-10-2011 23:04
Histórias são formas fantásticas de catequização, pois levam o ouvinte a mergulhar fundo na Palavra. Também outra coisa muito legal são dinâmicas, ou seja, fazer a pessoa sair do lugar para que de alguma forma ela se coloque na presença do Espirito Santo. Além dessas duas também é fundamental o bom humor e a música própria para aquele momento e para aqueles ouvintes. E também outra coisa que é preciosa é reconhecer suas fraquezas de fala, de canto, de jeito, enfim expor-se um pouco pois isso faz com que todos vejam a missão a nós confiada. Os talentos devem ser multiplicados, não enterrados, e quem receber os talentos e não multiplicá-los será cortado porque a vinha não pode ter galhos secos.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Diego Freitas 10-08-2011 10:54
Faaaaala "O Catequista". Realmente, comprovando o post, sou catequistas de Jovens e Adultos, e temos como regrinha, a cada encontro, contar uma historinha! E claro, inúmeras vezes elas sairam da bíblia, repaginada e com linguagem um pouco mais moderna. Com certeza funciona. Tanto funciona que em minha turma, aumentou o número de acessos ao "Antigo Testamento". O povo fica louco pra conhecer os detalher. Aproveitando, o Blog está SHOWWWW! Abraços ao "O Catequista" e "A Catequista"!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 09-08-2011 16:42
Sim, Ronaldo, diálogo, bate-papo: este é o caminho. A Bíblia traz histórias escritas maravilhosas, mas escritas a muitos séculos, e corremos o risco de ser maçantes se não contextualizamos a narrativa à realidade de quem nos ouve. Obrigada pelo comentário!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Ronaldo Garcia 09-08-2011 12:48
Esse post é a realidade pura eu sou catequista e na minha sala msm sendo crianças essa é a melhor tecnica a ser usada e da boms resultados, eles criam pouco mais de atenção do que so ficar la escreveno escreveno, o principal é ter um dialago bem bakna com eles, parabéns a vcs pela qualidade do post (:
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade