Publicidade
Terça, 25 Fevereiro 2014 01:55

A RCC e sua origem em meio protestante. Algum problema?

Postado por

carismatico_catolico_2

Inegavelmente, a Renovação Carismática Católica é o movimento que mais desperta paixões no meio católico. Uns demonizam a RCC como um poço de heresia protestante, outros a exaltam como a salvação da Igreja. E então, o que pensar?

Bem, todo católico deve estar atento para o que dizem nossos papas: o beato João Paulo II, Bento XVI e Francisco creem que a RCC dá muitos bons frutos para Deus. Porém, como qualquer grupo católico, a RCC não é infalível, e pode naturalmente possuir alguns aspectos que precisam ser purificados. Sendo assim, criticar determinados abusos que ocorrem frequentemente em certos grupos da RCC não significa invalidar o movimento como um todo, mas apenas revela o desejo de que os carismáticos sejam cada vez mais agradáveis a Deus.

Muitos carismáticos encaram as críticas de mente aberta, outros se enfurecem e se fecham completamente, rebatendo que a RCC é aprovada pela Igreja. Entretanto, nos Estatutos da RCC aprovados pelo Vaticano não constam os pontos controversos desse movimento. Por isso, o fato de a RCC contar com o apoio de Roma não significa que todas as práticas promovidas pelos grupos carismáticos têm o seu aval.

Pra gente entender melhor essa peleja da gota, vamos analisar os principais pontos de discussão, em uma série de artigos. Hoje, falaremos sobre a origem do movimento.

Origem protestante da RCC
novo_pentecostesA RCC nasceu da experiência de jovens católicos americanos, que costumavam se reunir para orar com protestantes pentecostais (anglicanos episcopalianos). Até que um dia, em um retiro, depois de muito pedir para que o Espírito Santo descesse sobre eles, receberam o chamado “Batismo no Espírito Santo” (explicaremos o que é isso em outro post). Foi então que muitos deles disseram manifestar dons carismáticos tal como no tempo dos Apóstolos, como o discernimento de espíritos, a cura e a profecia.

Bem, que a Igreja Episcopal Anglicana é uma das mais viajantes, perdidas e decadentes de todo o mundo cristão, isso é certo (saiba mais aqui). Agora, que o Espírito Santo sopra onde quer, isso também é certo. O fato é que os católicos carismáticos abraçaram esse aspecto “místico”, digamos assim, dos episcopalianos, mas não recuaram em nenhum milímetro dos dogmas católicos. Aliás, uma forte característica dos carismáticos é a postura de submissão às autoridades eclesiásticas: procuram obedecer ao Papa, aos bispos e ao pároco.

Na minha paróquia, ao menos, o pároco não pode dizer um “A” que os carismáticos se mobilizam imediatamente, procurando viabilizar suas mais leves sugestões. Eles não simplesmente discursam: fazem. É gente que bota a mão na massa!

Infelizmente, grupos carismáticos – ou que indevidamente se dizem carismáticos – não acham suficiente “importar” dos protestantes o pentecostalismo; eles copiam também toda a palhaçada crente neopentecostal: novos ritos inspirados em passagens do Antigo Testamento, teologia da prosperidade... E o mais constrangedor: uso de técnicas de hipnose e autossugestão para provocar na assembleia a histeria coletiva. Aí é um tal de fulano desmaiar de um lado, outro tem convulsões de outro...

Mas, com a devida condução, os grupos de oração são fonte de crescimento espiritual para os católicos. Fazem o inferno tremer e geram muitos bens para o mundo inteiro. Grupo de Oração CATÓLICO, sim. Culto protestante neopentecostal dentro da Igreja Católica, não!

“Graças ao movimento carismático tantos cristãos, homens e mulheres, jovens e adultos, redescobriram o Pentecostes como realidade viva e presente na sua existência quotidiana. Faço votos por que a espiritualidade de Pentecostes se difunda na Igreja, como renovado impulso de oração, de santidade, de comunhão e de anúncio.”

- João Paulo II Vésperas de Pentecostes, 29 Maio de 2004

Sim, que a verdadeira espiritualidade de Pentecostes, espiritualidade inequivocadamente católica, se difunda na Igreja!

Ainda temos muitos pontos da RCC para tratar. Acompanhem essa série! Até a próxima!

*****

Quer ficar por dentro da situação na Venezuela? Veja a Liga dos Blogueiros Católicos (clique aqui)! Dê boas risadas e conheça a nossa CORRESPONDENTE INTERNACIONAL!
11806 Segunda, 01 Agosto 2016 14:28

Comentários   

+1 # Thiago 27-02-2018 23:54
Se sõ tão obedientes, pq TODA Missa de membros da RCC tem desobediências litúrgicas?
Fora isso, se o recebimento dos "dons" for verdadeiro, significa que o Espírito Santo não estava na Igreja, mas sim nos protestantes, que tinham esses "dons". Estranho não?
Responder | Responder com citação | Citar
# Tgreiciel 27-03-2018 02:06
Dons estranhos só uma pergunta vc é católico? Se for acho que tá na hora de conhecer mais a fé que vc segue vc lê a Bíblia? Pq geralmente a maioria dos católicos que se diz ser não sabebo nem onde está o livro de Gênesis ou doque ele se tratá e sobre a rcc sou renovada de espiritualidade trinitária e batizada com o fogo do espírito santo e isso graça a Deus e a renovar carismática não precisei ir pra outra denominação para receber o batismo e olha vou ser bem claro só quem recebe o goze dos céus sabe como é e não sou protestante pq os dons são dons do espírito santo que se aprende na catequese ou em uma missa agora se muitos pensam que carismático é protestantes então os apóstolos assim que aconteceu o pentecostes e eles receberam os dons do espírito santo falaram línguas estranha e quem os viam pensavam estar embriagados então estudem mais sobre a rcc não só leiam o que falam sobre nós vivam essa experiência
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Vinícius 28-03-2018 14:45
Vou destacar aqui um trecho desse artigo que eu acredito que se encaixa nessa situação:

"...todo católico deve estar atento para o que dizem nossos papas: [...] creem que a RCC dá muitos bons frutos para Deus. Porém, como qualquer grupo católico, a RCC não é infalível, e pode naturalmente possuir alguns aspectos que precisam ser purificados. Sendo assim, criticar determinados abusos que ocorrem frequentemente em certos grupos da RCC não significa invalidar o movimento como um todo, mas apenas revela o desejo de que os carismáticos sejam cada vez mais agradáveis a Deus.

Muitos carismáticos encaram as críticas de mente aberta, outros se enfurecem e se fecham completamente, rebatendo que a RCC é aprovada pela Igreja. Entretanto, nos Estatutos da RCC aprovados pelo Vaticano não constam os pontos controversos desse movimento. Por isso, o fato de a RCC contar com o apoio de Roma não significa que todas as práticas promovidas pelos grupos carismáticos têm o seu aval."
Responder | Responder com citação | Citar
+2 # Valnei Almeida 04-04-2017 16:12
ESSAS LÍNGUAS ESTRANHAS QUE ELES FALAM NÃO TEM NADA HAVER COM AS LÍNGUAS ESTRANHAS PENTECOSTAIS , ATÉ QUEM NÃO FALA EM LÍNGUAS PERCEBE.
Responder | Responder com citação | Citar
# Lara 28-03-2018 16:19
O santo Padre Pio falava em italiano e seus interlocutores, estrangeiros, ouviam-no em seu próprio idioma, diverso do italiano. É realmente maravilhoso como se promove o entendimento por meio desse dom.
Responder | Responder com citação | Citar
# Tgreiciel 27-03-2018 02:09
Só não intende quem não tem o don do discernimento ou da interpretação e outra as (línguas estranhas) como vc diz somente Deus intende pois foi por isso que Deus nos deu esse don para que o mal nunca intende o que falamos com o pai isso é um tapa na cara de quem não serve a Deus
Responder | Responder com citação | Citar
+3 # Nádia Bispo Teles 31-01-2017 17:20
Faço parte do Movimento Renovação Carismática Católica e achei a reportagem muito digna (não esperava outra coisa desse site). Como todo movimento, grupo, pastoral da Igreja Católica, há pessoas que nem sempre está em comunhão com seus dirigentes sim.
Responder | Responder com citação | Citar
+3 # thiago 25-01-2017 14:28
Me converti ao catolicismo a partir da comunidade carismática Shalom. Deixei de frequentar ao começar a perceber essa coisas, fiquei triste e confuso ao mesmo tempo que há uma divisão entre conservadores católicos e membros da rcc. Minha vontade é virar ateu convicto. Porém estudarei mais para investigar isso. Não tenho nada contra a RCC porém as missas la eram normais, igualmente da igreja católica tradicionais. Em alguns casos tinha o tal batismo no espirito, momento de adoração
Responder | Responder com citação | Citar
# matos 26-02-2018 01:20
Não vire ateu pois a Bíblia é bem clara : "Seja DEUS VERDADEIRO e todo homem mentiroso" ( Romanos 3:4).
Olhe pra Jesus , autor e consumador da nossa fé (Hebreus 12:2)
Leia o evangelho de João e Atos dos Apóstolos , e voce entenderá a vontade de Deus pra tua vida.
Deus existe ! Aleluia !
Fica com Deus.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Denis C. Rodrigues 22-06-2017 14:37
Me escreva amigo, podemos conversar melhor e eu posso te ajudar..te dar melhor
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Wendel 19-01-2017 19:32
Concordo com a irmã quando expôs que, assim como em outras pastorais, a rcc é feita por pessoas que estão passíveis ao erro, colocando seus pensamentos e opiniões à frente, até mesmo dos ensinamentos do Nosso Senhor Jesus Cristo. Contudo, os objetivos da rcc, se estudados e colocados em prática, assemelham-se aos da igreja primitiva. Por causa disso, o santo padre papa João Paulo II, chama a renovação carismática de primavera da igreja. Já fui integrante deste movimento, onde hoje sirvo como catequista de jovens e adultos e vejo que, não generalizando, e concordando com o irmão Sidney, ainda há falhas, mas falhas humanas. Na renovação carismática existe um ministério chamado de promoção humana, mas porque a maioria das pessoas que querem servir em grupos de oração não o procuram, eis a questão. Sim ao movimento e seus objetivos e não aos fundamentalistas protestantes disfarçados de católicos que se dizem veneradores de Maria que nem sequer cantam ou pedem a sua intercessão em suas reuniões de oração.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Adriano Melo 19-01-2017 12:00
Neste sentido, apenas para ilustrar, algumas músicas do início da RCC são protestantes, como 'O nosso general é Cristo', de Asaph Borba. Tem um disco dele ao vivo de muitos anos atrás que tem um dos Magnificat mais lindos que já ouvi!
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Amanda 29-12-2016 18:39
Bem, vou deixar aqui minha opinião, baseada no que vejo nestes poucos anos que frequento a RCC. Acho que seja um movimento com um carisma importante dentro da Igreja, assim ele tem a contribuir assim como os demais movimentos e pastorais também o têm. Defeitos? Sim, onde há pessoas há divisões, problemas, defeitos...é preciso buscar sempre melhorar no que se está errando, tendo como meta alcançar o propósito de melhor servir a Deus dentro da Igreja.
Responder | Responder com citação | Citar
# Maria 18-12-2016 09:45
Honestamente, foi através de uma Comunidade que nasceu da RCC que obtive uma experiência com Jesus Ressuscitado! Tenho Maria por Mãe e Porta do Céu, Esposa do Espírito e Rainha da Paz. Há certas pessoas que exageram na gritaria, porém eu vejo isso como necessidade da própria pessoa. A oração é algo pessoal e muito íntimo, e é muito importante para o indivíduo. Como carismática, sei que é somente através de oração diária que terei a intimidade que Deus anseia por ter comigo. Sobre comentários que eu li dizendo que pessoas da RCC não se importam com o próximo, eu nunca vi tantos movimentos carismáticos em prol daqueles que não possuem condições de vida. Sobre seguirmos mais nossa FÉ, confiança em Deus e SEUS mandamentos ao invés de ouvirmos o irmão da Igreja, me desculpe, mas DEUS é mais importante que você. Gosto de falar que (e isso eu aprendi com a Comunidade) em nossa vida, primeiro vem Deus, depois o irmão e por terceiro eu. Apenas isso, benção de Deus e intercessão de Maria sobre vocês!
Responder | Responder com citação | Citar
+2 # Sidnei 19-12-2016 11:24
"Há certas pessoas que exageram na gritaria, porém eu vejo isso como necessidade da própria pessoa." Necessidade de que?, de se aparecer?. Se há necessidade em usas vidas, peça a DEUS de maneira silenciosa, como Maria que guardava todas as coisas em seu coração e por ser a mãe de DEUS, não fez nenhum alarde ao mundo, mas com seu silencio e caridade, fez muito mais de que muitos por aí, que aos berros parecem que vão dobrar DEUS, em qualquer coisa.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Thales 01-11-2017 16:40
Quanto aos "berros" são temperamentos, ou culturais, ou ignorância, ou apenas para descerramento para uma parte da mensagem. Mas não cabe julgamento de nossa parte. Entendo que se algo te incomoda, cabe a ti fazer diferente; melhor, na sua oportunidade.

Em minha comunidade é mais comum o conhecimento racional no microfone com elevação de voz apenas na ausência do microfone (de forma a garantir que todos ouçam, participem e entendam a petição ou o que é dito).

Entendo que a oração em silêncio é de cunho individual, entre a pessoa é Deus.
Porém à oração em comunhão faz-se necessário ser integralmente ouvida, entendida, participada e confirmada por todas as partes que dela participam para que haja concordância.
É isso é racionalidade.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Sidnei 01-11-2017 23:48
Oração em comunidade desde que orem todos as mesmas palavras,c aso um ora uma coisa, outro ora outra coisa, e ainda aos berros, fica aparecendo um casa de loucos e não uma igreja.
Responder | Responder com citação | Citar
# Luciano Silva 29-03-2017 13:10
O fato deste movimento ter nascido em meio protestante, já o desqualifica. Por culpa deste movimento, a Santa Igreja perdeu e perde vários Católicos para as seitas.
Responder | Responder com citação | Citar
-1 # Thales 01-11-2017 16:51
Este movimento não é católico e nem protestante, filho. É bíblico. Por isso torna-se natural em qualquer comunidade que segue a Bíblia.
Não é motivado por igrejas e nem religiões; sim, pelo Espírito Santo.
Por isso te oriento a não criticar o que vem do Espírito. É uma área muito tênue e perigosa pra criticar, visto que além do suicídio, blasfema contra o Espírito Santo Itambé pecado sem perdão.
Se não concorda, peça pra que Deus trabalhe no seu coração e te faça entender Seu agir: se é assim ou "assado".
É deixe os julgamentos pra Deus.
Responder | Responder com citação | Citar
# Elizabeth 28-02-2018 18:08
Concordo com você.Muitos criticam a RCC MAS NÃO VEÊM o que ela faz trazendo de volta pra igreja muitos que estavam desacreditados de Deus. A espiritualidade que esse movimento nos proporciona. É A INTIMIDADE QUE NOS CONSEGUIMOS TER COM DEUS. ´E poder crer na palavra de Deus como ela nos direciona. Tudo através do Espírito Santo. E mais de amarmos mais nossos irmãos e aprendermos a perdoar.
Responder | Responder com citação | Citar
+5 # Kenia. Fernandes 12-12-2016 23:50
Eu acho a RCC um grande problema. Conservadora até a medula (o conteúdo parece anterior ao Concílio Vaticano II), aquela gritaria histérica que deve fazer Cristo tapar os ouvidos, um afastamento total do caráter social da igreja (alienados e parecem não gostar dos mais pobres. Na minha paróquia eles não respeitam os membros da SSVP, por exemplo) usam as mesmas tecnicas de retórica e psicologia das massas que os pentecostais usam para ludibriar a audiência e posam de santos. Enfim, se eu quisesse ser pentecostal eu iria para uma das milhares denominações (cada uma pior do que cada qual) esparramadas por aí. Desculpem se não me fiz entender, oração é importante, fundamentalismo é atraso de vida. Mas não conheço membros da RCC que não sejam cheios de preconceitos e que não sejam mais apegados aos dogmas que ao próximo. Isso não é ação pastoral. Hoje saio da celebração quando é carismática, mas quando jovem me sentia envergonhada...não tinha coragem de ir embora e me sentia oprimida, o ambiente é pesado, é de cobrança. Deve mesmo formar jovens neuróticos, podados, bloqueados como alguém falou em um dos comentários. Na juventude, estudante de comunicação social, já sabia todas as técnicas que podem ser usadas para causar determinadas reações na audiência e via, claramente, que estavam sendo aplicadas, sem dó nem piedade. Nunca senti Cristo presente. Acho que passou da hora do movimento olhar para dentro de si mesmo e fazer uma avaliação. Enfim... para mim a única referência católica do movimento é Maria. O restante caberia, tranquilamente, na Assembleia de Deus.
Responder | Responder com citação | Citar
# Elizabeth 28-02-2018 18:17
MiNHA FILHA por acaso você é perfeita porque que eu saiba não existe ninguem perfeito nesse mundo. Perfeito é só Deus. em qualquer movimento em qualquer pastoral iremos encontrar erros. Até os sacerdotes erram porque não vamos ter pessoas dentro do movimento que não irão errar. Deus te abenÇõe
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # María 11-02-2018 15:16
Concordo com a sua colocação. Afastei da RCC, por ver muito apelo emocional, muito exagero em grupos de oração. Os servos que comandam o grupo fazem de tudo para hipnotizar as pessoas com aquela gritaria toda . O fato de ser de origem protestante já é o fim pra mim. Amo a minha igreja Católica Apostólica Romana, não carismática.
Responder | Responder com citação | Citar
# Lucas 19-01-2018 22:44
Gostei de se sua colocação Kenia Fernandes, e te entendo claramente. Já fui participante do movimento, e como você colocou, o clima é pesado, e muitas vezes de cobrança: usando (abusadamente) de questões psíquicas para "converter" (que na realidade é apenas uma questão de sentimento, que gera "medo" de si mesmo e não uma conversão verdadeira).
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Sidnei 13-12-2016 08:19
Kenia, concordo e discordo em parte contigo, realmente, o que me incomoda na RCC são aquelas gritarias todas que parece que DEUS é surdo, quando ELE ouve as orações até dos mudos. Nisto eles imitam direitinho os evangélicos pentecostais, o qual também acredito ser um péssimo habito. Porém você colocou: "Mas não conheço membros da RCC que não sejam cheios de preconceitos e que não sejam mais apegados aos dogmas que ao próximo.", esta frase me preocupa, pois muitos por aí pensam o mesmo quando dizem que a Igreja Católica deve ser mais aberta os gays, aos divorciados, aos pecadores em geral, que se deve acolher a todos como são se exigir conversão alguma. Se não é esta intenção que você colocou nesta frase, me desculpe então, mas, que muitos poderão interpretar desta maneira, vão, pois ante de mais nada, não há nada de preconceituoso na fé católica com relação aos que muitos por ai tem hoje como natural e nada pecaminoso, há sim, conceitos bem fundamentados, em 2000 anos de Igreja, fundamentados nas Sagradas Escrituras e na Sagrada Tradição. Sendo assim, não que se tenha amor ao próximo, que não devemos amar ao pecador (pois todos nós somos), em detrimento dos dogmas, mas, que as coisas devam estar tudo no seu devido lugar como a Igreja, inspirada pelo ESPIRITO SANTO, ensinou nestes últimos 2000 anos de história. Neste ponto, acredito, que nem a RCC e nem qualquer outro movimento católico que prima tanto pelo amor ao próximo quanto na defesa dos dogmas católico, pois ambas não podem ser excludentes, estejam errados, e nisto a RCC acerta, pois aquilo que para você parece ser um ambiente pesado e de cobrança, isto JESUS já fazia desde o início da Igreja, ou você haja que JESUS acolhia todos os pecadores como eram, não exigia conversão alguma, que todos poderiam continuar com seus pecados, e todos assim mesmo iriam para o céu? Leia os evangelhos para ver que não era bem assim, a começar pela mulher adúltera o qual no final JESUS diz: "Vai e não peques mais" (João 8, 1-11), portanto aquilo que muitos hajam que seja pesado, que seja cobranças injustificáveis, na verdade, são preceitos que devemos seguir para nosso próprio bem, para a salvação de nossas almas. É claro que as vezes fica difícil, até impossível nos dias de hoje fugir das tentações, digo isto por mim mesmo, mas para isto devemos sempre pedir para DEUS a graça de resistirmos as tentações deste mundo, pois sem DEUS, fica impossível fazemos alguma coisa, mas com sua graça, aí sim, estaremos aptos para enfrentar toda qualquer tentação, todo é qualquer problema. De resto, quanto aos demais problemas da RCC, oro a DEUS que ELE ilumine pelo ESPIRITO SANTO, aos dirigentes deste movimento que se afastem cada vez mais de tudo que se assemelha aos protestantes, e se tornem cada vez mais católicos.
Responder | Responder com citação | Citar
+2 # Kenia. Fernandes 15-11-2016 19:26
Se a RCC se transformar na Nova Igreja Católica eu deixo de frequentar as celebrações. Se quisesse ser pentecostal me converteria, ora bolas.E olhem que nem sou tradicionalista. Meu catolicismo sempre esteve ligado às pastorais sociais... imaginem meu estranhamento. Para mim o louvor exagerado é fé sem obras. Improdutivo...individualista, egoísta. Acho um atraso de vida.
Responder | Responder com citação | Citar
+6 # Alex Hoffmann 16-11-2016 13:42
Então como você explicaria a vida monástica e contemplativa??? Vamos devagar com o andor porque a imagem do santo é de barro, com isto como podes dizer algo de um movimento que se reúne para rezar muito? Por ventura, quando seus membros não estão reunidos onde se encontram? Talvez não estejam levando conforto aos doentes nos hospitais? Visitando presos em penitenciárias? Alimentando famintos e vestindo nus? Quantos destes trabalham para extirpar conflitos familiares fazendo com que casais não se separem e voltem à conviverem em harmonia? Alem disto quem disse que louvor exagerado é fé sem obras? Rezar pelos outros não seria uma grande obra? Eu particularmente gosto quando sei que tem alguém rezando por mim, e sei que gostam de saber quando rezo por outros. Tenhamos cuidado porque dentro das pastorais sociais também tem problemas e problemas gravíssimos que destoam tanto da Sã Doutrina que já não podem nem ser chamados de católicos, com isto não quero dizer que você e o grupo pastoral ao qual pertenças seja problemático.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # VIVILENE LELES DA SI 26-09-2017 22:12
Perfeita sua colocação. Queres conhecer a árvore? Olhai seus frutos!!! RCC - celeiro de santos!!!
Responder | Responder com citação | Citar
+3 # Rodrigues 12-10-2016 02:56
Tradição sim, tradicionalismo não! ;)
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Timothy 20-08-2016 19:30
Um movimento cheio de histeria, paranóia, preconceito, que fabrica mentes que não pensam e vivem por uma fé cega. Agora falando por MIM, que fiz parte do movimento na minha juventude: A culpa, o medo do castigo, inferno, etc e a repressão sexual só me trouxe neuroses e bloqueios sérios que só com psiquiatra consegui melhorar. É isso que o fanatismo faz (seja nesse movimento ou de outra religião) a pessoa passa a não raciocinar, terceiriza a mente, as escolhas e tem medo. Abre mão da razão e da liberdade em nome de uma tradição ou recompensa, como se um castigo fosse mudar o que é justo ou injusto. Fora a hipocrisia de vários "servos" que conheci que são pessoas cheias de pose, julgamento e não se assemelham em nada com Jesus.
Responder | Responder com citação | Citar
# matos 26-02-2018 01:33
O que voce quis dizer com "repressão sexual" ? Quer dizer que a RCC prega a castidade antes do casamento ? Voce não aceita ? Sabia que FORNICAÇÃO é PECADO e está ESCRITO na Palavra de DEUS ?
Está em 1 Corintios 6:10
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Jefferson Mota 22-06-2016 19:01
respeitando todos os tipos de opiniões...A rcc peca no seguinte: na questão de afastar e menosprezar os outros movimentos e pastorais da igreja por vaidade de acharem que são os únicos conhecedores e quem tem o poder do Espirito Santo,os salvos! e criticar as grandes outras teologias que ajudaram muito a igreja a crescer desde os seculos passado...não podemos querer enterrar a historia,ou seja a memoria de grandes lideranças que doaram suas vidas pela causa da Boa Nova de Jesus Cristo!pessoas que viveram para a caridade de ajudar com a ação do Amor de transformar vidas perdidas e vidas dignas. Os profetas praticavam muito esta ação de proclamar a justiça e anunciar a esperança num futuro melhor...Jesus Cristo orava e ensinava o povo a viver em comunidade numa pratica do AMOR..PARTILHAR E PERDOAR!....A Oração era para fortalecer a firmeza da sua missão...Jesus era muito pratico em sua missão curava os doente, comia com os pecadores, com os menosprezado, visitava os leprosos, etc... hoje o que se ver e muita divisões e vaidade, hipocrisia, poder de lideranças, poder da hieraquia...estes não são objetivos da igreja de Jesus!
Responder | Responder com citação | Citar
+2 # Claudinha 15-06-2016 22:05
Bom, na realidade nada disso importa muito se analisarmos o contexto de que ao longo da história da Igreja homens e mulheres como São Padre Pio de Pietrelcina, São Francisco de Assis, Beata Elena Guerra, entre outros inúmeros nomes que poderia citar, foram perseguidos e incompreendidos pela Igreja sendo reconhecidos pelos frutos posteriormente.Somente o tempo revelará a verdade.
Responder | Responder com citação | Citar
+5 # Augusto Paiva 15-06-2016 03:22
A Renovação Carismática, infelizmente, não passa de um cavalo de tróia protestante. Os ''cultos'', com aquele ''dom de línguas'' e demais avacalhações, são de dar tristeza. Está provado que depois do Concílio Vaticano II a liturgia foi mudada para agradar os protestantes luteranos - o que era, obviamente, um sacrifício virou uma mera ceia. O altar foi substituído por uma mesa. Muita confusão se instalou no seio da Igreja, como reconheceram os Papas. O pastor Jorge Himitian falou da sua amizade com o Papa Francisco e do êxito de como com o passar dos anos a Igreja Católica se protestantizará, visando mudar aquilo que o protestantismo tão falsamente acusa contra o Catolicismo. Há diferenças irreconciliáveis! Os protestantes é que tem de perceber os erros do protestantismo, desde a sua origem sectária e totalmente ilegítima. Credo in Unam, Sanctam, Catholicam et Apostolicam Ecclesiam.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # caique 02-04-2017 21:13
"A Renovação Carismática, infelizmente, não passa de um cavalo de tróia protestante." kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkk muitoooooooooooooooooooooooooooooooooo engraçadoooooo a sua citação.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # RAÍ SILVA 14-06-2016 10:08
TODOS OS MOVIMENTOS DA IGREJA TEM SEUS PÓS E CONTRAS, QUERO QUE ALGUÉM ME DIGA UM QUE NÃO TENHA ALGUM ERRO...PQ A RCC TERIA QUE SER PERFEITA? PAREM DE SE JOGAR PEDRAS, SOMOS DA MESMA IGREJA UNA E SANTA PRA AGIR COMO PASTORES BRIGANDO PRA VER QUEM FICA COM OS FIEIS BOBOS... AMAI-VOS UNS AO OUTROS ASSIM COMO AMO VCS ERA E É O QUE JESUS NOS DIZ.. ENQUANTO EXISTIR PESSOAS MAL CATEQUIZADAS E SEM INTERESSE NO QUE ENSINA A IGREJA VAI EXISTIR HERESIAS EM NOSSO MEIO... RCC...ERRA EM EXAGERAR EM TUDO QUE FAZ CONSERVADORES...TEM MANIA DE SOMENTE CRITICAR O RUIM DE TODO MOVIMENTO, NAO ENCONTRA NADA DE BOM.. TL: MUITO LIBERAIS, LIBERTINOS ETC... E ASSIM VAI...UMA GUERRA DENTRO DA IGREJA, VAMOS ORAR E PEDIR A GRAÇA DA UNIÃO QUE E MELHOR... "Conservar a unidade do Espirito pelo vínculo da paz" Efésios 4,3
Responder | Responder com citação | Citar
+2 # Silva 06-06-2016 14:56
O que me deixa indignado não é o movimento (a renovação em si), mas sim as pessoas que cruzam os braços para o mundo achando que são as melhores criaturas que existem e dando a entender que Deus só tem olhar para elas os outros são do demônio. Essas pessoas esquecem que Jesus deixa claro no evangelho: "Eu vim para os que estão doentes, quem não está doente não precisa de remédio". Mas simplesmente fecham seus olhos para o mundo, para os outros, como já disse antes. Se seguissem mesmo o propósito da renovação carismática instaurado pela igreja católica, tenho certeza que seria bem diferente. Também não sou de acordo com essas falas em línguas, porém, não tenho nada contra quem pratica.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Everaldo Sam 16-05-2016 18:20
Muito estranho esse dom de linguas da RCC, principalmente ja assistir um video do Monsenhor Jonas Abib, ensinando como falar em linguas. Ue, um padre sacerdote ensinando como falar em linguas?. Pois o que eu sempre soube é que Espírito Santo tornou-se isso possivel e não precisaria de um sacerdote como professor.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Marcio 06-04-2016 20:10
Oi Catequista você poderia liberar meu post obrigado!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Wanderley 02-04-2016 01:07
Alguém pode me disser se esse site têm orientação do pessoal da teologia da libertação?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Padre Orlando Henriques 02-04-2016 22:17
Se "O Catequista" é teologia da libertação!? Essa é mesmo para partir a rir!
Responder | Responder com citação | Citar
+3 # A Catequista 02-04-2016 22:33
Creio que a pergunta surgiu porque as coisas na Igreja do Brasil estão muito polarizadas. Há um grande bloco de autodeclarados católicos que são diretamente ligados à TL, ou que ao menos indiretamente são muito influenciados por suas teses; e, no outro extremo dessa ponta, há os membros da RCC. Os primeiros tendem a materialistas (como seu pai, Marx) e buscam racionalizar e negar toda a mística; tudo o que conseguem é esvaziar a Igreja e perverter a mente dos jovens. Os segundos arrastam multidões, justamente por dar ênfase a aspectos místicos e extraordinários do cristianismo. Entretanto, há grupos menos numerosos e menos conhecidos, porém muito relevantes, cuja espiritualidades se distingue tanto da TL quanto da RCC.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Marcio 03-04-2016 09:29
quais grupos Catequista!?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 03-04-2016 13:08
Regnun Christi, Comunhão e Libertação, Focolares, Arautos do Evangelho, Caminho Neocatecumenal e muitos outros.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Carla Lousada 05-07-2017 20:43
Uma dúvida: e quem não aceita TL pq, claro, refuta-a completamente e tb não se identifica com a RCC? Seria o que?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 02-04-2016 13:20
Wanderley, nenhum membro de nossa equipe tem qualquer ligação com a TL. Aliás, publicamos um post advertindo sobre as heresias espalhadas pela TL: http://ocatequista.com.br/archives/2395
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Marcio 20-03-2016 17:36
RESTRIÇÕES À PARTICIPAÇÃO NO CURSO Pessoas com comprometimento psicológico sério (depressões profundas, psicoses, fobias, esquizofrenia, distúrbio bipolar, confusões a nível de identidade) e que estejam sob tratamento psicoterápico são desaconselhadas a iniciar este processo. http://obrashalomcampogrande.com.br/blog/2014/03/13/curso-es-precioso-a-cura-da-autoimagem/ Nas Apostilas da RCC existem afirmações semelhantes e assim os grupos da RCC fazem seleção de pessoas, ou seja, a cura e libertação não é para todos. Será que é assim que é seguir a Jesus?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # José Aparecido P. Vieira 03-03-2016 13:19
A RCC é a igreja em movimento pq a igreja somos cada um de nós, podemos participar todos desde das crianças até as pessoas adultas é somente agente querer entender o que é a RCC dentro da igreja não podemos fazer da RCC um inimigo dentro da igreja, a RCC é o ninho do Espirito Santo na igreja de Jesus,temos falhas pq somos humanos fracos, pecadores mas é um movimento que mudou a historia da igreja ou seja de cada um de nós, mtas curas libertações o mais importantes conversões participação dos sagramentos da igreja pessoas q viviam amigas q hoje se casaram, os frutos estão ai é somente agente querer entender e ver e acompanhar, outra coisa importante a palavra de Deus (biblia) nas mãos das pessoas,então não podemos criticar a RCC ela ajuda mto a igreja, isto é, ter sempre obediência aos padres bispos pq sem eles a igreja não tem sacramentos pq eles são a presença de Jesus para cada um de nós catolicos. "Queria deixar a minha opinião sobre a RCC, pq a nossa igreja é maravilhosa é cheia da graça de Deus, temos Maria como nossa Mãe e todos os santos q nos intercede por nós pelos nosso grupos de oraçoes q eles possam crescer e se multiplicar por toda a nossa igreja".
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Junior 23-02-2016 14:13
O próprio papa esta em muitas situações com eles e sao validos entao pela minha falta se sabedoria acho que deveria pensar bem antes de colocar algo sobre a igreja dos irmãos tanto Bispo anglicano quanto Ortodoxos estavam na abertura do ano com p papa e deram tambem a bênção a mais de 3 mil pessoas que estavam la, no começo do ano teve a abertura do concilio Anglicano o papa mandou a cabeça do baculo de Isso Gregório para o concilio e disso todos os Bispos de Cantuária sao sucessores de Agostinho.
Responder | Responder com citação | Citar
-1 # Joaquim Lacerda 28-12-2015 21:01
O catequista, tudo bem? Gostaria, se possível, que vocês dispusessem o que foi ou não aprovado pela Santa Sé a respeito da R.C.C. e suas fontes bibliográficas. Obrigado!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # César Santos 14-11-2015 02:34
Gosto da RCC, gosto do tradicional, mas detesto esse movimento Segue-me ! Não tem qualquer fundamento com a igreja e ainda estão destruindo os grupos jovens aqui no DF! São Opressores e as vezes não tem comunhão com a Arquidiocese ! Soberba de movimento supra paroquial!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Elisete 28-08-2015 22:58
A paz de Jesus a todos! Graças a RCC, minha vida teve um novo sentido. Através do encontro pessoal co Deus, ou batismo no Espírito Santo, comecei a entender e amar minha igreja, a participar com mais fervor, perseverança, pois antes era só coisas obrigatórias e decoradas, que não me convenciam e não me sentia com vontade de participar. Onde moro, temos muitas formações, aprendemos sempre dentro dos documento da igreja, com várias apostilas. Aprendi a orar,sim nossos grupos de orações ensinam a conversar com Jesus, temos momentos da palavra, de escuta, de louvor, cantos, adorações, tudo com muita unção e respeito. Nunca me senti forçada a nada, o Espírito Santo age em quem abre o coração e não tem dúvidas. Foi através dos ensinamentos da RCC que aprendemos muito sobre o perdão, a restauração de nossas vidas. Um movimento que tem quase 50 anos e que os santos papa apoiaram e apoiam, que só tem feito o bem, em milhares de irmãos, não vejo nada de errado. Temos falhas sim, não somos perfeitos, muitos ninguém é.Mas quem fala mal da RCC ao meu ver, é porque não está aberto a aceitar as mudanças que o Espírito Santo quer realizar. Deus abençoe a todos.
Responder | Responder com citação | Citar
+4 # Sidnei 29-08-2015 18:25
Eliete, se há erros na RCC então, pelo amor de DEUS, comessem a expurgá-los, a começar, a parar de ir atrás de músicas protestantes para serem cantadas nas missas, não precisamos disto, já temos canções católicas belíssimas que poderiam ser cantadas nas igrejas, e infelizmente não são. O pessoal prefere trocas nossas cações católicas por canções protestantes, que não tem nada haver. Eu que não pertenço a RCC, que vou a missa normal, de sempre, mas quando ouço que esta se cantando um hino, que sei que é de origem protestante, eu não canto. E esta história toda de se introduzir estas canções protestantes nas missas católicas, se iniciou, ou, tornou mais forte, com o pessoal da RCC, que teimam, em cantar estas canções protestantes nas igrejas. Outra coisa que para mim precisaria ser corrigida são estas orações feita aos berros, como nas igrejas pentecostais e neo-pentecostais, para que orar berrando, DEUS é surdo?, e estes repousos do Espírito santo, pessoas caindo ao chão, se rolando, para que isto?. Olha, não sou contra a RCC, mas estas extravagâncias estúpidas que são pura cópias das igrejas pentecostais e neo-pentecostais, o pessoa da RCC deveriam sumir com elas dentro dos movimentos, o os próprios bispos e até o Papa deveriam proibi-las.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Jaime Martins 23-08-2015 01:17
Graça e paz a Todos. Pertenço a RCC na minha diocese, tive a experiencia do Espírito dentro da RCC, ou fui batizado no Espírito Santo, não tenho medo de falar assim pois foi quando o Espírito que recebi no meu Batismo Sacramental se tornou presente realmente em mim. Sou formador da minha diocese, estudo os documentos da igreja, estou me preparando para fazer faculdade de Teologia, temos teólogos na nossa diocese dentro da RCC, falar que somos herege é um engano, pois os maiores herege que a igreja teve foram do próprio magistério é só ler a historia da igreja.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Emerson 18-08-2015 12:21
Sim a RCC rezou e reza com evangélicos... Assim como a Igreja Católica já rezava e ainda reza com eles... O que percebo é que conservadores querem uma RCC ao seu modo... sim a Igreja já se pronunciou sobre a glossolalia, aliás, a partir do momento que aceita a RCC aceita a glossolalia que é uma de suas caracteristcas principais. Não é em hipótese alguma mera imitação de protestantes... Quanto a glossolalia e repouso querer ficar querendo dizer quem repousa e quem não repousa, quem ora e quem não hora, é complicado... O clamor é algo comum na Bíblia, principalmente no AT, isso não histeria coletiva...l porque histeria coletiva não faz nada acontecer, não derrama graças nem curas, ao contrário do que se vê acontecer no grupo.... Então, no clamor, Deus não só está no centro, como responde as orações e súplicas, inclujsive as feitas em alta voz...
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Sidnei 18-08-2015 13:59
Emerson, fazer orações e súplicas em alta voz, seria o mesmo que os berros que há nas igrejas protestante pentecostais e neo-pentecostais, eu quero passar longe dos cultos promovidos pela RCC. Que mania de querer imitar os crentes protestante em tudo, além de trazer as canções deles para dentro de nossas igrejas, agora também querem trazer toda a algazarra promovidas por eles.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Albari 31-07-2015 19:01
Eu vivi uma experiencia única em minha vida. Tive uma experiencia em um seminário mais tradicional do Brasil, Passei por um seminário onde predomina a Teologia da Libertação e também fiquei 1 ano num seminário de Padres da RCC. Hoje estou voltando para minha diocese para retornar meus estudos para ser Padre. E trago em minha vida uma máxima de São Tomas de Aquino: A virtude está no meio, Princípio de ascética, que condena o relaxamento, ao mesmo tempo que o rigorismo. O tradicionalismo em excessos leva ao cisma e a heresia (Ex. Marcel Lefebvre) O modernismo em excessos leva ao cisma e a heresia (Ex.Leonardo Boff).
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Gustavo 29-07-2015 01:17
Bom, desculpa se estou quebrando alguma regra, gosto muito desse site, muito mesmo. A RCC foi a responsável da minha época ateu-toddynho, porquê eu ia na Igreja, e via gente rodando, gente desmaiando e sonhando com Jesus, orações em línguas, MUITA DANÇA, e tipo, isso me baqueou geral. Isso não é Católico? Por favor me digam que não, é muito bizarro. Se alguém tiver algum link do Pe Paulo Ricardo falando dessas loucuras da RCC, por favor me passem Obrigado e fiquem com Deus.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Augusto Paiva 29-06-2015 21:06
O maior erro da RCC é ela existir! CARISMÁTICO [Glauco Mattoso] "Desacatolicismo" é como chamo a falsa liturgia dos "cantores". Não é que pela fé morra de amores*, mas vejo com desdém seu novo ramo. Igreja é coisa séria! Meu reclamo é contra o linguajar de tais pastores. As "dívidas", "os nossos devedores", assim era o pai-nosso, assim declamo. Se sou conservador? Às vezes sim. Tem coisas que, se mudam, só piora, tais como o conto, o início, o meio, o fim. O sino, às seis da tarde, dando a hora; o metro no soneto e, só em latim, os versos de louvar Nossa Senhora. * Não é o meu caso. Paz e Bem.
Responder | Responder com citação | Citar
+2 # Alexandre Nogueira 10-06-2015 11:40
Vou colocar lenha na fogueira (no bom sentido), paz à todos. Participei muitos anos da RCC. Encontros, retiros, missas de libertação, toquei por anos em ministérios de música, shows e tudo mais é tudo mesmo de acordo com as colocações acima. Porém, quando resolvi obedecer a Nossa Senhora em por os joelhos ao chão e rezar o Rosário diariamente aí tudo mudou. Posso garantir três coisas. A primeira é que pelo fato da RCC ou RCP(renovação carismatica protestante) ter vindo de uma seita protestante, não é portanto membro do corpo da igreja. Só isso aí basta. A segunda é que o católico de hoje, principalmente da parte dos carismáticos, mas praticamente toda a última geração, é muito mais ignorante e ausente de conhecimento do que a geração de 50 anos atrás. Não sabemos quase nada mesmo. Ladainhas, orações básicas, obrigatoriedades, festas da igreja e muito...muito mais mesmo. A ausência de sacralidade é praticamente mundial, Mas no Brasil é aguda, por ser um país que iniciou sua ocupação já na fá católica no seu descobrimento. RCC não ensina nada nada da igreja, não se adquire ali o real e verdadeiro conhecimento, tudo se limita ali nas colocações feitas pelos irmãos acima. A terceira afirmação se dá pelo fato de eu antes de iniciar a fé católica, participei de cultos protestantes, em diversas seitas. Garanto que não há diferença entre um culto protestante e um encontro carismático.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # João Jesien 29-05-2015 13:40
Boa tarde. Entrei no Site pois pretendo fazer parte do grupo RCC de minha paróquia, e para isto creio que deva ter o maior conhecimento e entendimento possível dos movimentos , pastorais etc, católicos. Para minha grande surpresa estou percebendo que o site pode me informar muito mais do que eu imaginava, inclusive refazer um entendimento prévio que eu tinha a respeito do movimento RCC , seu surgimento , seu objetivo, sua organização. Me coloco humildemente com o ideal de que se tratando de nossa religião católica e nossa igreja, sempre há o que se aprender. Dito isto, sigo com minha fé e com o pensamento que de que Renovação é algo que nunca se perde (ou pelo menos não se deve perder) se nosso corpo (organismo) se renova a cada segundo, novas células nascem e morrem; assim deve ser também nosso espirito uma renovação constante. Isto não significa que devamos mudar nossos conceitos de fé e igreja fundamentados a mais de dois mil anos na essência de Jesus cristo. Este é meu pensamento sobre renovação, mas vejo que agora devo usa-lo em um grupo RCC de forma à acrescentar algo na vida das pessoas e principalmente a minha.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Tiago 29-05-2015 17:51
João. A paz de Jesus e o amor de Maria. Geralmente nos grupos de RCC existem as chamadas perseveranças, pelo menos aqui em Ubatuba é chamado assim. São grupos de estudos e formação. RCC é a renovação dos carismas, dons do Espírito Santo, na comunidade. E tem por objetivo clamar o batismo, efusão, do Espírito Santo.
Responder | Responder com citação | Citar
+2 # Guilherme M 18-04-2015 20:03
A RCC a cada dia que passa abandona ou faz pouco caso do crucifixo. Sabem aqueles "católicos" que parecem ter urticária quando veem crucifixos? Podem ter certeza de que são carismáticos. É claro que eu não estou generalizando, mas que tem paróquia que não usa mais o crucifixo no altar isso tem. Agora eles usam apenas a cruz vazia, os carismáticos usam a cruz vazia sobre o peito, aquela mesma cruz de madeira cujo é um produto da Canção Nova ou da Comunidade Shalom.
Responder | Responder com citação | Citar
+3 # MARCOS 17-08-2015 10:59
Desculpa, mas quem tem medo do crucifixo é a TL, que preferem a foice e o martelo, e cujas heresias são abertamente combatidas pelas pessoas ligadas à RCC, pelo menos pelos mais conscientes...
Responder | Responder com citação | Citar
+2 # Nádia 11-03-2015 16:21
Eu participo da RCC 5 anos, e minha mãe 32 anos. Quando ela me convidava eu não queria saber de nada. Então de tanto ela orar; meu irmão foi chamado por Cristo, depois foi eu. Aí não parei mais. Faço parte da Intercessão do Grupo de Oração e da liturgia da minha Paróquia. Jamais pensei que um dia eu iria orar por toda a Igreja e pelos sacerdotes, pelo Papa e pelos demais. Minha filha é coroinha e participa da RCC também. Nós amamos o movimento de Renovação Carismática Católica. Foi lá que pude sentir o início de minha conversão se satisfazer com o que aprendi na palavra de Deus a Bíblia, no qual já li toda e estou relendo. Nos primeiros momentos de oração em línguas eu comecei a pensar que era um enrolar de línguas por desejo humano e isso acontecia comigo. Mas num belo dia a minha língua se enrolou naturalmente e minha fala mudou como num louvor especial a Deus, foi incrível e até hoje isso acontece; é como uma restauração na fé e no Batismo do Espírito Santo. Sem falar de minhas orações que se tornaram diárias e os milagres começaram a acontecer. Não milagrismo que todo mundo fala. Milagres mesmo, pequenas poções que Deus foi derramando em minha vida.(não falo de dinheiro, pode até acontecer, mais não é isso). Minha fé tem sido muito frutuosa, porque Deus tem me concedido essa graça. Eu acredito de verdade em Deus Ele é tudo pra mim! Passei a ter um grande amor pela Igreja e pelos sacerdotes. Nunca mais faltei as missas e tudo em minha visão e audição mudaram para uma alegria interior impressionante. O mundo material deixou de ser prioridade, ele quase foi esquecido. Deus me completa. Com relação algumas praticas posso dizer por conhecimento que não existe novos ritos inspirados em passagens do Antigo Testamento, teologia da prosperidade, teologia da libertação e uso de técnicas de hipnose e autossugestão: se algum grupo que se faz passar por RCC estiver fazendo isso; com certeza está praticando por conta própria e ajuda de satanás. Infelizmente algumas pessoas dentro da RCC, tanto como na Igreja e em todos os lugares, não estão em obediência com Cristo,causando repúdio dos cristãos. Já ouvi alguém dizer que é como praticas espíritas; isso é ridículo e seria uma grande heresia. Ainda tem algumas pessoas sem discernimento e conhecimento que vão orar em alguém e vão empurrando para ela cair, isso não é pratica da RCC, porque em oração o próprio Espírito Santo derruba a pessoa e ela desmaia caindo sem se machucar, ela não fica se batendo toda, é incrível. A Renovação Carismática Católica condena tais práticas, porque não está de acordo com a doutrina de Jesus Cristo. Os verdadeiros servos de Jesus Cristo na Renovação Carismática Católica, estão em obediência com a Igreja Santa e o Papa. Muitos a perseguem e falam mal porque não tem conhecimento, ou porque o inimigo os persegue. Se alguém tem dúvida, vá conhecer a profundidade deste lindo movimento na Igreja. A Renovação Carismática Católica é especial para Deus!
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Paulo 20-03-2016 19:40
A RCC é de origem protestante, foi trazida para a Igreja por um cardeal, Leo Suenens, tido como modernista e constante na lista Mino Peccorelli suspeito de ser maçon! Os RCC conhecidos têm práticas similares a seitas pentecostalistas protestantes!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Antonio 05-03-2015 16:27
Desculpe-me. Mas o que a RCC pode ter de bom talvez seja a sede que muitos dos bem intencionados que estejam lá possuem de uma vida com Deus. Tenho hoje 39 anos. Minha mãe me levava para grupos de oração quando tinha 09 anos. Com 10 eu eu fui “Batizado no Espírito” e falava “xambaricatara baricantara la, la, la,la” A dita oração em línguas. Com quinze anos profetizava, confirmava professias, tinha palavra de ciência e todos ficavam admirados. “Vi o inferno e pessoas que caiam lá.” Daí já se pode imaginar os distúrbios que tais práticas podem causar. Isso foi um pouco do que ocorreu comigo. Fora as sequelas psicológicas, a dificuldade que tenho hoje de viver novamente a Fé. Hoje estou vacilante e depois de tantos outros tombos, com muita dificuldade de voltar a ser um verdadeiro católico.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Marta 05-03-2015 21:40
Essas coisas da RCC, como falar em línguas, parece histeria coletiva. Uns imitam os outros.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Dea 11-02-2015 21:40
Ótimo texto! Equilibrado, esclarecedor, sem exageros contra ou à favor desse movimento. Curioso é que fiz parte da RCC durante boa parte da minha adolescência (época em que eu tinha uma fé muito viva e acreditava muito em Deus), rezava em línguas, e a oração em línguas era algo muito natural pra mim. Mas veio depois uma fase de crises (que surgiu após eu passar por uma espécie de "transtorno obsessivo compulsivo"), vivi uma aridez espiritual no início da idade adulta, e desde então nunca mais fui capaz de rezar em línguas. Digo que "nunca mais fui capaz" porque até tentei rezar outras vezes, mas simplesmente não acontecia... sinceramente, não sei explicar.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Leonardo 02-02-2015 10:20
O surgimento da RCC foi bem mais amplo do que o retiro em Duquesne (Pittsburgh, Pensylvania, EUA). O Papa Leão XIII na Enciclica Divinum IIIlud Munus dizia que era lamentável que o Espirito Santo fosse pouco conhecido e apreciado. De fato em Dusquesne aquele grupo de jovens recebeu o denominado Batismo no Espirito Santo onde foi o marco da RCC, mas de fato, por ação do Espírito Santo, havia em outros lugares outras pessoas que já haviam acontecido as experiencias com o Espirito Santo! Primeiramente a RCC em seu movimento está primeiramente submissa a Igreja Católica, e os carismáticos católicos devem primeiramente obedecer a doutrina de Jesus, amar a Santa Eucaristia, amar a Santa Escritura, amar a Santa Missa. Acredito que os dons carismáticos são providos pelo Espirito Santo. Se a RCC tem o dom de línguas é porque é para edificação pessoal e comunitária, ora, se a oração em línguas (que é algo que acreditamos ser movida pelo Espírito Santo e que não são palavras nossas, mas a vontade de Deus expressa no nosso "shilariamandarila") não tiver um valor funcional para a Igreja e pra Cristo, acredito que Deus em sua grande e infinita misericórdia teria piedade da RCC e consideraria a oração em línguas como algo edificante por nossa falta de discernimento e nossa grande miséria. Mas enquanto o Santo Padre não se opõe, acredito que é um ato mais de fé do que de razão! Na RCC também acontecem as "pessoas caindo pra lá, outras pra cá", em favor a RCC, chama-se Repouso no Espírito Santo, mas como acontece em Duquesne o Espírito Santo se manifestou para aquele grupo de estudantes de diversas maneiras, e se o Espírito Santo vem a nós, certamente teremos uma reação em virtude da sobrenaturalidade da Santíssima Trindade: Espirito Santo! Essa reação é transformadora na vida de muitas pessoas, e não podemos negar que o Espirito Santo assiste quando nós o pedimos socorro! Então esses são meus esclarecimentos para o autor do blog. Fundamentando, escrever sobre a RCC exige muita intimidade com o Espirito Santo para atestar o que de fato deve ser credo ou não, mas não digo que você é obrigado a crer, afinal, a Igreja nem sequer diz isso. Mas a RCC precisa muito de mudanças e de melhorias, não acredito que banir o dom de línguas, os repousos ou então as visualizações ou passagens. Acredito que a RCC deve trabalhar nessas coisas para que tudo que seja proferido realmente seja algo que venha fortemente do desejo de Deus, e não da vontade humana de fazer um retiro onde todos repousem ou todos falem em línguas, mas que Deus possa agir em quem Ele mesmo quiser para que tudo isso aconteça nos seus conformes! Gosto muito do seu trabalho, e nada do que eu me referi foi como um ataque. Sejamos irmãos em Cristo, a paz! Gostaria que fizesse um post sobre a Consagração a Nossa Senhora pelo método de São Luiz G.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Gilmar 10-12-2014 12:11
Olá, Sou Cristão e através de uma Igreja Protestante Evangélica pude conhecer o verdadeiro Evangelho e assim me converter aos 17 anos e encontrar a verdadeira felicidade em Cristo Jesus. Aquele que realmente é digno de toda honra e toda glória, Senhor da minha vida, aquele menino que nos nasceu, e que o governo está sobre os seus ombros. Aquele que é chamado Maravilhoso Conselheiro, Deus Poderoso, Pai Eterno, Príncipe da Paz. Conheci esse Deus que se humilhou e se entregou por mim, aquele que não conheceu o pecado, mas se fez pecado por nós, aquele que se fez homem e desceu da sua glória para me dar a vida eterna. De lá pra cá minha vida mudou, fui Batizado com Seu Espirito Santo, fui transformado, não pela "Igreja Protestante", "Evangélica", "Católica", não por nenhum "Movimento Cristão", "Placa de Igreja", ou "CNBB", nada disso! Isso não salva ninguém, isso não mostra o caminho do céu a ninguém! Fui salvo não por isso, mas sim pela Graça em Cristo Jesus, porquê o preço já foi pago, um preço alto, preço de sangue, e temos que reconhecer esse alto preço que foi pago por nós! Hoje sou líder de uma juventude e o que venho ensinar a esses jovens é tudo o que está na Bíblia (nem virgula a mais, nem virgula a menos), pois ela é a nossa bússola pro céu, naquele livro se encontra a verdade que precisamos, ele é o verdadeiro manual de sobrevivência que temos, ela nos ensina a sermos doidos e apaixonados por Jesus e a cada dia temos que examiná-la e conhece-la a fundo! O que o nosso Deus quer é que venhamos parar de olhar pro "Catolicismo", "RCC", "Protestantes", "Evangélicos", "Anglicanos", "Adventistas" ... Ele quer que venhamos olhar pro Autor e Consumador da minha e da sua Fé que é Cristo Jesus! Ele é o único mediador, Ele é o único merecedor da Honra e da Glória, a glória não é de Maria, a glória não é de Francisco, a glória não é de John Wesley, a glória não é de Billy Graham não! Toda Honra, todo Louvor e todo Poder é Dele, do Senhor dos Exércitos, do Rei dos Reis, do Senhor dos Senhores, Ele, Cristo Jesus! Ser mais do que vencedor é você ir dormir todo dia um pouco mais parecido com Jesus, e pra isso nós precisamos entregar tudo nas mãos Dele, toda a nossa vida, toda a nossa história, sem reservas, devemos servir e servir com amor, devemos Buscá-lo mas Buscá-lo em sinceridade. Dentro da sua casa você tem tudo o que você precisa pra ser um Louco Apaixonado por Jesus ( Voce tem a sua Bíblia, e o seu Joelho pra voce dobrar o orar ). Bíblia, Oração e Jejum, isso te levará ao Espirito Perfeito, o Espirito Santo, ele será seu Auxiliador, Consolador e colocará a vida de Jesus em nós. Acredito que os pontos que nos unem são maiores que os pontos que nos separam. Somos todos irmãos e filhos do mesmo Deus, e nosso alvo é Jesus! Despertai ! Que a graça seja com todos aqueles que amam a nosso Senhor Jesus Cristo com amor que não tem fim. Efésios 6:24
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # A Catequista 10-12-2014 13:50
Outra coisa, Gilmar: você diz, muito corretamente, que "Toda Honra, todo Louvor e todo Poder é Dele, do Senhor dos Exércitos, do Rei dos Reis, do Senhor dos Senhores, Ele, Cristo Jesus!". Mas você erra ao dizer que "a glória não é de Maria". Essa é mais de uma de suas infelizes afirmações anti-evangélicas. O Evangelho glorifica Maria, Gilmar! No livro de Lucas, ela profetizou: "Todas as gerações hão de chamar-me de BENDITA". Ou seja, todas gerações haveriam de glorificar aquela que foi escolhida para abrigar o próprio Deus Encarnado em seu ventre. Você faz parte dessa geração dos que chamam Maria de bendita, Gilmar? Ou prefere ignorar esse trecho da Bíblia? Toda a glória deve ser dada a Cristo, pois até a criatura mais sublime e perfeita - que é Maria - seria nada sem Ele. Entretanto, assim como um pai e uma mãe se sentem orgulhosos e lisonjeados quando alguém elogia as virtudes de seus filhos, também Deus Pai se sente glorificado pela glória de seus pobres servos. Pois a virtude de seus servos nada mais é do um reflexo de Deus, a prova de Seu amor e de Sua ação misericordiosa, que transforma os corações e os molda à imagem de Sua bondade. Deus não precisa de ninguém para nada. Ele poderia ter, assim, escolhido vir a esse mundo de modo independente, poderia ter descido das nuvens com a idade de 30 anos, poderia ter simplesmente aparecido aqui na Terra e ponto. Porém, ELE QUIS PRECISAR DE MARIA, Ele quis exaltar essa humilde criatura, Ele quis fazer morada em seu seio, que o Pai mesmo preparou, como solo santo, para receber Seu Filho. Então, Maria jamais desvia a atenção de Jesus, porque ela é como a lua: não tem luz própria, mas reflete de forma belíssima a luz do Sol, que é Jesus.
Responder | Responder com citação | Citar
# matos 26-02-2018 02:08
Bem aventurada foi Maria ...falei. Porém não significa que ela tenha que ser :
Soberana do Universo
Único Refúgio dos pecadores
Verdadeira Mediadora entre Deus e os homens
Única Advogada dos pecadores...
Onde estão todas estas pérolas? No livro DOUTRINÁRIO Glórias de Maria ,de Afonso de Ligório.
O fato de eu dizer que Maria foi bendita,não significa que eu tenha de CULTUÁ-LA .Por que não ?
Porque Jesus , o autor e consumador da nossa salvação disse :
" Ao Senhor teu Deus adorarás e SÓ a ELE darás CULTO." Mt 4:10

" *Bendita seja entre as mulheres* Jael , mulher de Héber"( Jz 4:5)
Será que Jael vai merecer um altar , culto ,port ter sido *bendita entre as mulheres* ?

"Porque todas as coisas vêm DELE ,por meio DELE , e vão par ELE. A *ELE pertence a GLÓRIA*para sempre. Amém ( Rm 11:36)
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Protesta tonto 06-03-2015 15:53
Fatality
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # A Catequista 10-12-2014 13:22
Oi, Gilmar! A sua fala é muito incoerente. Acho que você realmente nunca parou para pensar com seriedade em certas coisas que afirma, do contrário, notaria a falta de lógica. Uma hora você diz: "...através de uma Igreja Protestante Evangélica pude conhecer o verdadeiro Evangelho"; e algumas linhas adiante você diz algo que contradiz essa mesma afirmação: "...fui transformado, não pela 'Igreja Protestante', 'Evangélica', 'Católica' (...) não por nenhum 'Movimento Cristão”, “Placa de Igreja”, ou 'CNBB', nada disso!". Afinal, você conheceu o verdadeiro Evangelho através de uma igreja protestante ou não? Decida-se! A sua afirmação de que a Bíblia é tudo o que precisamos para chegar ao Céu é, por si, anti-bíblica. Afinal, quando Jesus subiu aos Céus, Ele não deixou aqui nenhuma Bíblia. O que Ele deixou foram seus Apóstolos, que eram os líderes legítimos da Sua Igreja. Foi sobre eles e sobre Maria que Ele enviou o Espírito Santo de modo especial e abundante, em Pentecostes. Nas primeiras décadas do cristianismo não havia Bíblia alguma. Então, como as pessoas podiam conhecer e seguir Jesus? Simples: seguindo a Sua Igreja, TRADIÇÃO ORAL comunicada pela Igreja que Ele mesmo fundou sobre Pedro. E foi a Pedro que Ele deu as chaves do Céu, e mais a nenhum outro Apóstolo. E como se fazia para seguir a Igreja de Cristo? Obviamente, seguindo aqueles que Jesus ungiu como representantes de Sua Igreja (os Apóstolos) e, em especial, Pedro. Então, é muita arrogância dos protestantes dizer que não precisam de Igreja para se salvar, se o próprio Cristo fundou a Sua Igreja sobre Pedro, e se a Bíblia que carregam pra lá e pra cá debaixo do sovaco só pôde ser compilada graças aos bispos católicos. Foi a Igreja que garantiu a legitimidade desses textos. Você diz que conhece o verdadeiro Evangelho. Que bom seria que assim fosse! Mas tenho que dizer: você está muito enganado, pois suas palavras contrariam o Evangelho de modo escandaloso! Você se pauta na grande heresia protestante da interpretação pessoal da bíblia. Mas Jesus não disse: “quem lê a Bíblia a Mim escuta”; mas Ele disse aos Apóstolos: “Quem vos ouve, a mim ouve; e quem vos rejeita, a mim rejeita; e quem me rejeita, rejeita aquele que me enviou.” (Lc 10,16) E São Paulo colocou as Escrituras em igual importância com a palavra ensinada oralmente pelos Apóstolos: “Por isso, irmãos, permanecei firmes e conservai as tradições que vos ensinamos de viva voz ou por meio da nossa carta.” (II Ts 15). Ou seja, devemos escutar o ensinamento daqueles a quem Jesus confiou o governo de Sua única Igreja. Eles é que são capazes de interpretar corretamente as Escrituras. A Palavra de Deus não chega a nós somente pela Bíblia, mas também pela boca daqueles que Jesus consagrou e confirmou à frente do rebanho: Pedro e os demais Apóstolos. Isso é evidente na vida dos cristãos primitivos, que nem Bíblia tinham, como mostramos neste post: Um dia na vida da Igreja Primitiva http://ocatequista.com.br/archives/10672 Aos protestantes, falta a sabedoria do eunuco etíope, descrito em Atos 8,26-40. Nessa passagem, fica claro que a Bíblia não é suficiente por si mesma, mas se esclarece somente por meio do Magistério vivo dos Apóstolos. Lemos que o Apóstolo Felipe se aproxima do etíope e percebe que ele está lendo o profeta Isaías. E pergunta: será que compreendes verdadeiramente o que está lendo? O eunuco responde: e como poderia eu compreender, se não tenho guia? Portanto, assim como os cristãos primitivos, os católicos reconhecem as Escrituras e o Magistério vivo dos Apóstolos (e de seus sucessores) como igualmente confiáveis, luz para o caminho dos cristãos. Um deve andar junto com o outro. Gilmar, você repete aquele pobre chavão protestante de que "placa de igreja não traz salvação". Realmente, essas biroscas (ou mesmos os faraônicos templos de "Salomão") que vocês abrem em cada esquina, cada qual interpretando a Bíblia de modo diferente, não trazem salvação a ninguém mesmo. Agora, como se poderá dizer que a Igreja que Jesus fundou sobre Pedro não comunica de modo eficaz a Sua mensagem e os meio de Salvação? Então o ponto é: qual Igreja permanece em comunhão com Pedro? Só esta pode ser realmente de Cristo. Leia: Placa de igreja não traz salvação – será? http://ocatequista.com.br/archives/9630 Para que você possa entender melhor a questão da primazia de Pedro e da sucessão apostólica, leia: Pedro é o maior dos Apóstolos. Sabichão Irônico discorda. http://ocatequista.com.br/archives/10495 Fora da Sucessão Apostólica, pastor e bispo é tudo made in Paraguay http://ocatequista.com.br/archives/10517 A Igreja primitiva já era chamada de “Católica”. Durmam com essa! http://ocatequista.com.br/archives/10535
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # William G. 25-11-2014 12:32
Muitas vezes, na RCC, eu fico com receio de estar cometendo uma blasfêmia contra o Espírito Santo. Sei lá, a oração em línguas que estimulam todo mundo a fazer, o repouso no Espírito, as gritarias que muitas vezes ocorrem nas pregações... Sinceramente, bate um medinho. rsrs Ri, mas é trágico...
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alberth Luis 11-11-2014 15:30
Falta muito dicernimento...e muita busca ....falta de estudar mesmo sobre a Fé Católica...e lembramos que devemos buscar a Cristo...não buscar nosso bem querer
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Kelly 24-10-2014 18:34
Participo da RCC Particularmente gosto muito, como a Natalia disse me sinto forçada a certas coisas, como essa questão de "orar" em línguas, eu creio que seja um dom que vem de Deus e não que você simplesmente comece e pronto. Falta muita mas muita formação e falta mais ainda vontade dos "servos" procurar essas formações, eu participo mas sou contra muitas coisas, pois não sou alienada eu estudo eu busco respostas! Admito que é o movimento que dá vida a Igreja pois se mantém em constante oração. Mas falta discernimento e desculpem o termo " vergonha na cara " de muitos que participam, o que não cabe a mim julgar. Procuro participar da minha maneira. E crendo que Jesus sempre nos guiará! :D
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Adirlei 01-09-2014 12:05
Sem a RCC a igreja no Brasil estaria as moscas....Podem observar que o único movimento da igreja realmente forte nos últimos tempos é a RCC....o resto infelizmente foram sumindo e estão bem fracos. E na maioria das paróquias sem dúvida, quem mais participa e faz as coisas acontecerem também é o pessoal da RCC, portanto muito cuidado para não se deixarem trair pelo ciumes, inveja, e outras coisas que não proveem de Deus..
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Fabão 01-09-2014 13:24
Adirlei, não seja deslumbrado. A RCC não é "o único movimento da igreja realmente forte nos últimos tempos". Vou lhe dar um exemplo. Na minha paróquia há dois grupos de oração da RCC, seus membros são bem atuantes também em outras pastorais, ou ao menos uma parte desses membros. Mas o "carro-chefe" da paróquia não é a RCC, e sim a Catequese, o ECC e o Segue-me (encontro de jovens com Cristo). Em todos esses movimentos tem participação de membros da RCC, mas não são movimentos da RCC, não nasceram na RCC e não creceram nem reviveram por conta da RCC, e os membros da RCC são minoria em todos eles. Essa realidade da minha paróquia é também a realidade da minha Diocese. A RCC é bem forte aqui em Brasília, mas a maioria das paróquias não depende da RCC. Não digo isso para fazer pouco caso da RCC, mas para lhe mostrar que a RCC não é o único movimento realmente forte na Igreja, ou você ignora o Regnum Christi, por exemplo? Ou o Segue-me, que nasceu em Brasília e hoje está criando um Conselho Nacional? Ou o ECC, as Equipes de Nossa Senhora, o Encontro Matrimonial Mundial, o terço dos homens (que cresceu muito nos últimos anos)... A nossa Igreja é muito grande e tem carismas diversos. Não é razoável creditar a vitalidade da Igreja a um único movimento, porque quem anima a vida da Igreja é o Espírito Santo, o vento que sopra onde quer.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 01-09-2014 13:59
Excelente, Fabão! Mas eu só queria mesmo saber como negritar o texto aqui... :D #soucaradepau
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Fabão 02-09-2014 10:09
Então... Eu coloquei espaços entre os caracteres mas o código funcionou mesmo assim... E ainda digitei coisa errada. Faz parte. Mas espero que você tenha entendido. Quando você comenta, tem um link entre a caixa de texto (onde você escreve) e o botão "Publicar comentário", que indica quais as tags (comandos do código) você pode usar.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Fabão 02-09-2014 10:03
É código HTML, Christiane. Funciona assim: antes da palavra ou trecho que você quer negritar, você digita um "". Ao final da palavra ou trecho, você faz a mesma coisa, mas com uma "/" antes do "b". Por exemplo: Christiane com negrito agora sem os espaços... Christiane com negrito Sacou? pode usar o "em" ou "i" no lugar do "b" para o itálico também. ;-) Paz et Bonum
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Gabriel Sam Alves Ferreira 26-07-2014 12:24
É importante também ter atenção ao Documento 53 da CNBB, que dá importantes diretrizes para a RCC no Brasil, bem como para suas práticas. É interessante notar que, já na época da redação de tal documento, não se aconselhava, por exemplo, o uso de termos como "Batismo no Espírito Santo", "por sugerir uma espécie de sacramento" (54). Também pede-se que haja "muito discernimento na identificação de carismas e dos extraordinários" (57). Mais impactante é, todavia, saber que o documento instrui que "não se incentive a chamada oração em línguas, nem se fale em línguas sem que haja um intérprete" (62) e que "se evite a prática do assim chamado 'repouso no Espírito'" (65). O abraçamento das normas proferidas no referido documento (que, em tese, deveriam ser adotadas em todas as dioceses brasileiras) evitaria essa "semelhança" com o pentecostalismo protestante, e tornaria mais sóbria e reverente a RCC, que, como já bem citado no texto, possui excelentes e abençoados frutos.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # José Rodrigues 30-06-2014 11:48
Vejo três pontos negativos na Rcc, pelo menos na minha cidade. A burocracia espiritual:orar à Deus antes de realizar algo,por mais simples que seja, não que seja errado,mas acho um pouco exagerado.Devemos pedir que Deus nos ilumine mas querer que ele se responsabilize por tudo aí já é d mais. Nunca achei legal essa idéia de "consagrado".Enquanto vários jovens embarcam nessa onda de se consagrar e fazer votos,as paróquias e seminários vivem vazios à espera deles. É como se a Rcc fosse uma igreja à parte dentro da Igreja. E por ultimo o dom de línguas, uma vez me censuraram por que questionei qual a relevância do dom de línguas pra salvação humana? Sem desmerecer mas acho que esse dom virou marca registrada do carismático. E é isso.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Andreia 02-06-2014 13:08
Ola, ontem assisti o 37• encontro da RCC com o Papa Francisco... Para ser sincera, nao entendi muito as colocaçoes do Papa... Se alguem puder partilhar o entendimento eu agradeço...Paz e bem
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Mariano 20-05-2014 18:07
A RCC deveria ser pelo menos assim www.youtube.com/watch?v=Lcs8xvUdgfo
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Mariano 21-05-2014 21:04
Piada,é claro.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Mariano 21-05-2014 21:03
Piada é claro.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Danilo Bezerra 25-04-2014 10:45
Não é para forçar um convencimento a vocês, mas só para lhes fornecer um elemento a mais. Recomendo ainda o livro "Un Dios misterioso - normas, pautas y consejos para la RCC". A paz!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Danilo Bezerra 25-04-2014 10:39
Olá, catequistas! Sou membro da RCC, vi que vocês não acreditam no dom de línguas como a RCC prega. Creio que na RCC se cometm abusos, erros, etc. Como em qualquer movimento ou carisma da Igreja, diga-se de passagem. Pois bem, aqui vai um vídeo do Pe. Fortea, autor da Summa Daemmoniaca, padre bastante conservador e fiel à doutrina da Igreja, expressa na Bíblia, Tradição e Magistério. https://www.youtube.com/watch?v=nhPRGLysLbM Não é para forçar um convencimento a vocês, mas só para lhes fornecer um elemento a mais. Recomendo ainda o livro “Un Dios misterioso – normas, pautas y consejos para la RCC”. A paz!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 23-04-2014 11:07
Gente, agora que eu achei o curso do padre Paulo Ricardo sobre dons carismáticos. É de 2012, mas aborda sobre tudo o que está sendo discutido aqui. Estou na segunda aula. Muito bom, vale a pena assistir a estas aulas!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Mariano 15-04-2014 06:24
Meu medo é a RCC do Brasil se tornar igual a uma do México e outra da Colômbia.Procurem no Youtube:3 Noches 100% De Alabanza y Adoracion Catolica- Roberto Ramirez(parece um Silas Malafaia,só que um pouco mais solene) e o outro é do Mario Montoya(parece realmente um pastor protestante),Predicador Mario Montoya.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Pina Junior 03-04-2014 12:34
Prezados. Fui da RCC e hoje graças a Deus estou bem longe. Penso que um movimento que exista dentro da Igreja Católica hoje que não ensine doutrina, não deva existir. O grande problema da RCC esta justamente ai. Com seu subjetivismo ela tem tornado a Igreja Católica uma igreja protestante, onde cada um puxa pro lado que quer. No mais, assim como todo católico, a leitura da sagradas escritura só pode se dar com ajuda de alguém que tem o conhecimento. Mas na RCC e as igrejas protestantes se equivalem nisso, cada um pega o texto da bíblia e interpreta a gosto do cliente. Dai toda a loucura, para não dizer toda a heresia de movimento funesto dentro da Igreja. In Cor Iesu et Maria semper.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # cinthia 17-07-2016 02:29
Eu faço parte da RCC, acredito que você Pina não teve uma boa experiência no grupo que fez parte. Eu mesma, a depender de algumas pessoas também não ficava, devido a exageros de alguns. Mas discordo em relação "a interpretar ao gosto do cliente", pois é um movimento muito coerente com a doutrina e dogma da igreja católica, além de anos de formação para integrar algum ministério.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Adirlei 01-09-2014 12:09
Acho que vc não está bem informada, pois a RCC tem um programa de formação enorme, que só para começar a servir na RCC, a pessoa passa por mais de 2 anos de formação, onde se fala sobre Doutrina, documentos da igreja, Concílios, sinodos, cartas enciclicas, liturgia, e muiiiiiiiiiiiiito mais...Não sei se existe na igreja outro movimento que tanto foco na formação como hoje a RCC tem...
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 03-04-2014 13:01
Pina, a questão é que existem diferentes grupos de RCC. Alguns oferecem uma sólida formação doutrinária a seus membros, outros não. Conheço muitos amigos carismáticos que entendem perfeitamente que a interpretação da Bíblia está atrelada ao Magistério e à Tradição, e são muito instruídos na doutrina.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Francine 05-09-2014 23:42
Verdade, Vivi. Já ouvi falar de várias pessoas que não tiveram experiências muito positivas com a RCC. Porém, faço parte de um grupo carismático e simplesmente AMO. Pelo menos aqui na diocese de Caxias do Sul (RS) e na Arquidiocese de Porto Alegre, a RCC é bem coerente e super equilibrada entre música/dança e pregação.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Auxiliadora 05-03-2014 23:23
Conheci a RCC no início da década de 90. Desde então não me desliguei mais do movimento e hoje sou Consagrada da Comunidade Shalom. Todas as observações feitas acima são válidas e quero me dirigir ao testemunho da Natália. Tenho observado, em todos esses anos de RCC, que a "efusão" do Espírito é o momento mais especial para todas as pessoas que se abrem a essa experiência com o amor de Deus. Realmente algumas pessoas menos formadas acham que as expressões exteriores (repouso no espírito ou pulos e palmas) são manifestações da presença no Espírito, mas a maior revolução é interior. Quando se tem a experiência da Efusão do Espírito, muita coisa se transforma. O amor pela Igreja é a mais evidente transformação. Por isso nós somos convidados a fazer a experiência da efusão constantemente, diariamente, na nossa Oração Pessoal. A Palavra de Deus nos diz que é pelos frutos que se conhece a árvore. Os frutos da RCC são abundantes e têm feito um bem enorme à Igreja. Como muito bem disse a Christiane, não é à toa que os últimos Papas abençoaram o movimento.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Natália Oliveira 04-03-2014 22:21
Participei do Reviver na UERJ, e hoje rolou o momento de "Efusão". Eu não conseguia me concentrar nas minhas orações porque uma das integrantes da equipe praticamente me empurrava para repousar. Tive que começar a rezar para a guria NÃO me derrubar. Nos momentos de louvor, eu TINHA que bater palma. Não conseguia louvar sem que alguém me cutucasse e fizesse um comentário "ordenando" que eu cantasse, pulasse, enlouquecesse, etc. Acho que a forçação de barra é mais notória entre os novatos do movimento. Não fui abordada por nenhum integrante da Shalom veterano, apenas jovens integrantes. Talvez o problema seja na formação destes. Mas fora isso, o evento foi muito, muito bom.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Gilmar 06-11-2015 16:26
Oi Natália. Eu faço parte da RCC uns 5 anos, e foi através deste movimento que passei amar cada vez mais a igreja católica, seus dogmas, suas doutrinas e seus sacramentos.Eu como Coordenador de Grupo de oração que hoje eu sou, eu reconheço que a muitos servos despreparados atuando dentro do movimento. Todo servo da RCC que passa pelas escolas de formação e põe em pratica que é explicado lá, sai um bom servo. Está experiencia que aconteceu contigo, foi por causa de um servo despreparado, sem discernimento. O que é ensinado nas formações da RCC, é que só quem faz parte do ministério de Cura e Libertação pode colocar as mãos nas pessoas para orarem, e por elas suavemente, sem forçar a barra como aconteceu contigo, pode se que algumas pessoas repousem e outras não, isto não significa que a pessoa não foi tocado por Deus, se o servo põe sua suas mãos com simplicidade e humildade, com certeza a cura interior na vida da pessoa que esta recebendo a oração vai acontecer. Concordo plenamente com o post da catequista, a falhas na RCC sim, como qualquer outro movimento da igreja católica. Por isto é sempre importante a pessoa que faz parte da RCC está atentamente participando das formações do movimento, para que não possa está cometendo erros, em especial nos erros que que contradizem a fé católica. A RCC no inicio não era aceita na igreja católica, hoje só é aceito pelo fato dela estudar mais os documentos da igreja, para que o mesmo não possa ser desrespeitados, se á falhas, é por culpa de servo preguiçoso que acha o dono da verdade e não quer ficar acompanhando as formações que o próprio movimento oferece. Cabe a cada coordenador verificar o seu rebanho e corrigilos e incentivar estudar mais,sobre a igreja e sobre o verdadeiro sentido da RCC
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Harun Salman 05-03-2014 07:38
Olá, Natália! Desculpe ser redundante, mas eu tenho que fazer eco às palavras da Viviane e te agradecer pelas suas observações tão equilibradas. Algumas pessoas ainda acham que apoiar a RCC é fingir que não há nada de errado na forma como ela vem sendo praticada. As pessoas perderam a noção de correção fraterna. Ficam fazendo o jogo do "me elogia que eu te elogio", como se isso não fosse o contrário do que Nosso Senhor ensinou! O seu relato, tão objetivo, "sem ira, nem favor", é um meio de ajudar a ver a situação como ela realmente é. E, assim, ajuda a aperfeiçoar a RCC, esse movimento tão amado! Muito obrigado pelo seu relato! Um grande abraço!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 04-03-2014 23:46
Oi, Natália! Obrigada por partilhar aqui a sua experiência. Alexandre e eu temos muita simpatia pela comunidade Shalom, por isso divulgamos o "Reviver" na nossa fanpage. Temos muitos amigos de lá, e todos são muito bem formados na doutrina, muito devotados à oração e politicamente muito conscientes. Seu testemunho confirma o que dissemos: especialmente as pessoas menos maduras na fé ficam mais apegadas à agitação, à demonstração espalhafatosa de "dons" (???), e forçam a barra pra todos entrarem nesse mesmo clima de exaltação forçada. Sim, é um problema de FORMAÇÃO. Creio que os principais líderes da Renovação Carismática estão atentos a isso, e estão buscando aperfeiçoar esses pontos.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Paulo 03-03-2014 20:54
Galera, só abrindo um parêntese histórico, o movimento pentecostal (dom de línguas, dom de cura, batismo no espírito, etc) somente ganhou a forma atual com o conhecido "Reavivamento da da Rua Azusa", em 1906, durante os cultos ministrados pelo Pastro William Joseph Seymour... Esse movimento acabou gerando a organização, em 1907, da Church Of God In Christ (Igreja de Deus em Cristo) pelo pastor "bispo" Charles Harrison Mason (nada a ver com o outro Charles Mason) que congregava negros, brancos e hispânicos...Porém, em 1914, cerca de 300 pastores brancos, por questões puramente preconceituosas (não queriam se submeter à liderança de Mason que era afroamericano) se segregaram da Igreja de Deus em Cristo, num verdadeiro apartheid religioso, e fundaram a Assembly of God (Assembleia de Deus), a mesma que Gunnar Vingren semeou no Brasil, e que se tornou a igreja pentecostal para brancos nos Estados Unidos... O cisma racista somente se cicatrizou APENAS em 1994 com o chamado "Milagre de Memphis", quando pastores brancos da Assembleia de Deus lavaram os pés de pastores afrodescendentes da Igreja de Deus em Cristo naquela cidade, realizando uma reconciliação histórica... O que acho "engraçado" é que esses fatos históricos que se constituem em nódoas do movimento evangélico americano (segregação racial) nunca são estudados ou mencionados na mídia em geral ou pelos irmãos protestantes. Por outro lado, em se tratando de Igreja Católica, há um esforço hercúleo em mostrar/repisar suas deficiências/mazelas vistas na História praticadas por homens que nunca deveriam ter usado batina/mitra ou sentados na Cadeira de São Pedro. Apesar de não ser membro da da RCC, resumo em uma única passagem do Evangelho de São Marcos: "Quem não é contra nós, está a nosso favor." (Mc 9,40), então o que dizer de quem sempre esteve na linha de frente em defesa da fé católica como a RCC? A eles meus aplausos pelo trabalho abençoado!!! Paz e bem a todos.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # cinthia 17-07-2016 01:52
Eu já participei como expectadora de alguns grupos. hoje eu sou serva e gostei do que disse.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 06-03-2014 09:13
Caramba, eu não sabia desses fatos históricos!!! É chocante saber que fatos podres originaram algumas seitas...
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Lucas Nunes 01-03-2014 21:14
Por favor Senhores, o que acontece com a RCC e as "pastorais" é o que acontece com toda a Igreja!!! Existem muitos mas nem todos são formados!!! A RCC tem estatutos e formações, encontros de "unidade" com a sede diocesana, porém nem todos os membros foram formados ou se deixam formar!!! Isso não quer dizer que o movimento não seja legítimo da Igreja e que não haja de acordo com o que a mesma prega, ou que se cometa heresias!!! Afinal, se existe um povo na Igreja que busca viver o que diz a Igreja de nosso Senhor é a renovação!!! É a renovação que combate as heresias e sincretismos presentes na Igreja (em relação fiel vs fiel, ou fiel vs protestante ou ateu), chegando a ser chamados de "loucos" e "Fanáticos"!!! Exageros existem?! SIM!!!! E muitos!!! Mas não é o que prega a RCC nem a Igreja!!! É o joio que quando a plantação é boa o inimigo vem e lança no meio!!! Então não julguem um ou outro pro um todo!!!
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # JORGE LUIZ VIDAL SOARES 27-02-2014 09:58
Caros, Não vamos confundir as coisas... apesar da Igreja Católica Apostólica Romana admitir o RCC, ainda existe muito o que se normatizar. As "autoridades" na oração estão extrapolando o conveniente. Diante do Cristo Eucarístico se faz necessário o silêncio. Não desejo ver a Igreja de Cristo se transformar em um culto neo-pentecostal.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # João Nunes 27-02-2014 09:35
"Se os prodígios não aconteceram entre os protestantes, é possível que o pentecostalismo, trazido para o meio católico, possa os ter gerado." Minha opinião sobre isso é o seguinte: a Fé Católica é feita de certezas que devemos crer pra que sejamos salvos. O que o movimento RCC tem de certeza é o que toda a Igreja tem de certeza, é a Fé autêntica da Igreja. No que realmente se diferenciam pairam dúvidas e eu prefiro as certezas.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Raphaella 26-02-2014 20:59
Então a oração em línguas não é verdadeira e o repouso no Espírito Santo é hipinose?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Moacir Shepper 12-12-2015 13:34
Raphaella, o "repouso no espírito" consiste na pessoa desmaiar, dormir, ficar simplesmente em repouso... Ora essa? onde na Bíblia, na igreja primitiva a pessoa não faz nada? Em lugar algum. Alguns santos tinham exstasse,viam Jesus, Nsa. Senhora, ouviam ou falava-lhes... e na RCC tem arrepio, histeria,sono. O que tem de divino nisso? Nada! o que tem enganoso e danoso? TUDO! O mesmo se dar para o "marchar para jesus" da mesma forma que o "repouso no espírito" não possui referência bíblica, tradição, santos... NADA! O que possuem em comum é transformam as pessoas em alienadas, fanáticas. Resumindo é heresia pura! O falar em línguas existe! PORÉM, NÂO É O QUE VEMOS NA RCC NEM NAS IGREJOLAS PENTENCOSTAIS (Se eles chama a Igreja Católica de ICAR, posso chama-los de IGREJOLAS). Em atos os Apóstolos falam sua língua materna e as pessoas na festa de Pentecostes OUVEM EM SUA PRÓPRIA LÍNGUA! Um exemplo: Eu falo em Português e meu amigo Ubaldo que é Americano entende em Inglês. E o que ele fala em Inglês, eu ouço em português. Isso é o que chamamos FALAR EM LÍNGUA! O que acontece na RCC e o meio Protestante, é REPETIÇÃO DE SILABAS DESCONEXAS. Na RCC é mais ou menos assim: Sherialabababaá eleiaa, sheriabalaiabá... no Protestanismo SHABACTARIA BAM LABADA! na RCC é mais afrescalhado e lento, quase que um mantra gay. Nas seitas Petencostais é gritando, tem que chamar a atenção senão Deus não ouve. Então, sua pergunta foi respondida acredito que bem explicativa. Busque a Deus, aquele Padre chato, que o povo dorme na Missa, coitada da Missa, vai quase ninguém. Pronto, procura esse Padre e tire suas duvidas com ele! Os Padres que querem atenção da mídia, querem fazer showns, etc. esquece...
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 26-02-2014 22:15
Raphaela, sobre a oração em línguas, o Magistério da Igreja jamais se pronunciou. Então, cada um tem sua opinião. Quanto ao repouso no Espírito, ainda chegaremos neste tema. De qualquer forma, já adianto que mesmo muitos líderes carismáticos questionam se a reação de certas pessoas ao desmaiar é mesmo ação do Espírito Santo ou fenômeno meramente psicológico. O Padre Paulo Ricardo, que declara que a oração em línguas é um fenômeno autêntico (eu tenho lá minhas dúvidas), diz também que muita gente que diz estar orando em línguas não o está fazendo de fato. Em seu curso sobre dons carismáticos, ele diz: "olha eu não leio corações, mas tudo me leva a suspeitar que existe uma inflação de oração em línguas". E, sobre a questão da indução de histeria coletiva em certos grupos da RCC, ele disse (transcrição minha sobre o áudio): "Existem algumas pessoas sem discernimento dentro da Renovação Carismática que querem provocar a emoção pela emoção. Ficam numa apelação emocional onde, se eu senti arrepios, então a coisa funcionou. Aqui é que está o problema do emocionalismo. Então nós devemos distinguir esse dom inicial de conversão de um emocionalismo decorrente até mesmo de manipulação de massa, onde a pessoa – vamos usar a linguagem popular – apela, é uma apelação, ela pega pesado com as pessoas, porque tem que produzir emoção. Então existem exageros de uma certa expressão histérica, de uma histeria coletiva que não é boa, porque quando eu crio uma histeria coletiva, você vê claramente que Deus não está no centro, mas o ser humano subrepticiamente entra no centro da coisa." Nos próximos posts, falaremos desse assunto de forma mais detalhada.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Tiago 27-05-2015 17:40
Na carta aos efesios, capitulo 6, versículo 10 em diante fala da armadura do cristão correto? No versículo 18 diz: "intensificai as vossas invocações e súplicas. Orai em toda circunstância, pelo Espírito, no qual perseverai em intensa vigília de súplica por todos os cristãos. Orai pelo Espírito. A palavra, em atos capitulo 1, também se refere a oração em línguas. Não é porque não conhecemos, ou não se teve tal experiência, que tal fato não existe. É claro que dentro dos grupos de orações há quem não esteja, de fato, tendo manifestações reais do Espirito Santo, mas quem somos nós para julgar e apontar aquilo que só Deus sabe. Sugiro que participem e busquem conhecer bons grupos da RCC, pois pelo que vejo, leva sempre a uma busca maior pela santidade, pois existe a influência direta da ação divina em cada ser.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # João Nunes 27-02-2014 09:23
Apologistas católicos, combatendo a oração em línguas que ocorre no meio protestante, com bastante coerência e de acordo com as Sagradas Escrituras, por tabela também combatem o que ocorre na RCC. Isso é fato e estou com eles: não intérprete, não há ordem, São Paulo fala de outros dons deveras muito mais importantes, aparentemente não eram todos incentivados a fazer tal oração, e uma gama de outros indícios que tornam desconfiáveis este tipo de manifestação.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 27-02-2014 17:22
Muita calma nessa hora! São Paulo nunca falou que não se deve orar em línguas! Se deve sim, mas que não se ore e cante apenas no espírito, mas com a mente e com o espírito. Ele pede para que quem fala em línguas ore pedindo também pelo dom da interpretação! E "aparentemente" não é "certamente"!!! Orar em línguas é diferente de falar em línguas e de cantar em línguas. Um grupo de oração que se preze tem, entre outros, estes dois momentos: o de oração de louvor, de clamor; da oração fervorosa em línguas E também na língua vernácula. Depois, faz-se um grande silêncio de escuta do Senhor, onde são proferidas as palavras de ciência, de Sabedoria, as chamadas moções proféticas. Aí é que entra o falar em línguas. Apenas uma pessoa fala. Pode acontecer de ela mesma interpretar ou outra pessoa. Isto está plenamente de acordo com as Escrituras. E edifica enormemente a comunidade ali reunida. Orar em línguas num grupo de oração carismático é correto, pois ali se está num meio onde quase todos o fazem. o incorreto é fazer isso numa Missa ou num evento católico de essência não-carismática, por exemplo, onde muitos não são do movimento, não entendem e podem se deixar levar pelos sentidos, porque realmente impressiona. É importante estudar antes de sair falando que tudo é errado. Afinal se TRÊS PAPAS, de estilos absolutamente diversos e um mais conservador que o outro, apoiaram e declararam abertamente que é uma bênção para a Igreja... Bento XVI, uma sumidade em Teologia e em estudo das Escrituras, que com certeza nem os mais tradicionalistas rejeitam suas palavras, seja ex-catedra ou não, já falou a nós: http://www.vatican.va/holy_father/benedict_xvi/speeches/2008/october/documents/hf_ben-xvi_spe_20081031_carismatici_po.html E, por fim; "Assim também vós: já que aspirais aos dons espirituais, procurai possuí-los em abundância para a edificação da Igreja" ICor 14,12 "Em suma, irmãos, aspirai o dom da profecia e não impeçai que se fale em línguas. Mas que tudo se faça como convém e em boa ordem." ICor 14,39-40
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 27-02-2014 09:20
Pe. Paulo Ricardo, sempre coerente! O grande problema é que essas "algumas pessoas" geralmente são as que fazem maiores estragos, geram muita repercussão e, pior, fazem escola... Pode ver, são as que mais distorcem a real ação do Espírito Santo, mais cometem abusos na Santa Missa, na adoração ao Ssmo. (lembrei daquele vídeo sacrílego do Cerco de Jericó)... e não falo só de leigos, mas de sacerdotes também. Os que dizem que obedecem ao Espírito Santo, não ao padre... Triste.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 26-02-2014 18:17
Eita que o post tá bombando, de uma forma muito legal! Tô gostando!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Templário das Cruzadas 26-02-2014 14:19
só para constar a RCC nasceu dentro de uma escola católica , uma Universidade chamada de "Notre Dame" - Nossa Dama , que é um dos títulos de Maria, Nossa Senhora
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alexandre Eymard de Souza 24-07-2015 13:31
As Heresias também nasceram no seio da Igreja. O fato de nascer dentro de uma escola católica não quer dizer absolutamente nada. O que está no foco é o discernimento do que ensinado na R.C.C em paralelo com o doutrina da Igreja. Há de se lembrar que a RCC bebeu da literatura protestante e a maioria dos estudantes que deram origem a RCC viraram protestantes. Fica a pergunta: Qual a solidez da experiência do Espírito Santo sem a base no ensinamento? É verdade que muitos voltaram para a Igreja como também não se deve omitir que muitos sairam ou formaram comunidades paralelas. Ex. Repouso no Espírito Att. Alexandre
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 06-03-2014 09:27
Nos documentos da RCC se fala que tanto católicos como protestantes tradicionais que experimentaram a manifestação dos carismas naquela época foram rejeitados pelas lideranças religiosas locais que condenavam esse tipo de espiritualidade, daí eles procuravam as seitas neopentecostais, onde eram aceitos e então se desligavam de suas antigas denominações. Os acontecimentos de Duquesne mudaram isso de uma maneira radical, pois os católicos ali possuíam instrução: estavam tendo formação em filosofia e teologia, queriam ser pentecostais e continuar católicos, pois sabiam que não estavam em desacordo com a doutrina católica, visto que a Igreja se iniciou com o Pentecostes. Perseveraram na Igreja e... o resto já sabemos.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 26-02-2014 14:25
Templário, eu já indiquei em alguns comentários aqui os links de sites de grupos da RCC contando a história da origem do movimento. Antes das reuniões em Duquesne e Notre Dame, os professores tiveram a orientação de protestantes.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # João Nunes 26-02-2014 13:28
"outros se enfurecem e se fecham completamente, rebatendo que a RCC é aprovada pela Igreja. Entretanto, nos Estatutos da RCC aprovados pelo Vaticano não constam os pontos controversos desse movimento." Pra mim isso mata a charada: quantos carismáticos sabem o conteúdo que é aprovado pela Igreja e quantos seguem apenas o que é aprovado pela Igreja? Aliás, seria oportuno até mesmo saber como funciona esse processo de análise e aprovação de determinado movimento: quem redige, qual o caminho faz, quem analisa, etc. De início, sem querer fazer julgamento temerário, já me dou o direito de desconfiar da honestidade burocrática da coisa: temos um movimento em praticamente toda a Igreja Católica do Brasil e nos Estatutos analisados para a aprovação não constaram todas as facetas e multiplicidades do movimento, sobretudo as mais controversas.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # David A. Conceição 26-02-2014 13:06
Já está na hora da RCC brasileira jogar no lixo a Apostila Paulo Apóstolo. É nela que contém a formação dos ensinamentos contrários ao catolicismo.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 26-02-2014 15:49
Já ouvi falar muito, mas acho que ainda não li, só sei que alguns de formação foram totalmente reformulados pela RCC final do ano passado e estão sendo republicados e distribuídos este ano, com a orientação de substituirmos o mais depressa possível. Tenho muita dificuldade de ler aqueles livros de formação, aqueles módulos básicos 1,2,3 e afins, a linguagem textual usada é muuuuuuito chata, faltou unção pros autores, kkkkkkkkkkkkk!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Harun Salman 26-02-2014 14:43
Tomara que a Viviane explique, num próximo post, o que é essa apostila. Estou boiando nessa discussão desde que o Jotacê falou em Kraken.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Gêneto eugenio 26-02-2014 15:33
O curso que se chamava Escola Paulo Apóstolo e para tal acontecer tinha um compilado de apostilas só isso, dai a ligação do nome.Hoje em dia se chama Escola de Formação.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Jotacê 26-02-2014 15:25
Huahuahua! Harun, amigão, vou explicar, ou melhor, mostrar o que é o tal Kraken. É o monstrengo devorador de donzelas, notadamente célebre pela aparição no filme "Fúria de Titãs". Taí uma foto do charmoso: http://1.bp.blogspot.com/-rwpmUloiBEQ/UmwFy2WhwCI/AAAAAAAAHj0/RmJQfr_JD9w/s1600/clashofthetitans1981720.jpg Aliás, "Fúria de Titãs" bão é o primeiro, dos anos 1980, de quando eu era molequinho. A refilmagem é ruim de doer! Um grande abraço!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Harun Salman 26-02-2014 16:00
Eu lembro desse filme! Era com Laurence Olivier e Maggie Smith! Hoje é dia de "Sessão Nostalgia"! Tanquerey e Kraken! Obrigado, Jotacê! Um abraço daqueles de quebrar os ossos para todos!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 26-02-2014 15:42
O Kraken também apareceu no Filme "Piratas do Caribe... não me lembro qual dos 4, quando o Jack Sparrow se jogou dentro dele!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 26-02-2014 15:29
Quando eu era criança, vi esse filme e traumatizei com o Kraken.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Luciana Dias 26-02-2014 14:25
Nossa!! Ainda existe a Paulo Apóstolo?? Isso já tem mais de 25 anos. kkkkk
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Jotacê 26-02-2014 11:51
Sobre a RCC, vou ser absolutamente sincero: sempre desconfiei dessa vertente do Catolicismo, simplesmente devido ao fato de, segundo as aparências, me parecer protestantizado demais. Mas como tenho como décimo-terceiro mandamento (os outros dois "extras" eu digo quais são em outro dia, hehehe) um conselho do Olavão: "o seu direito de dar uma opinião é diretamente proporcional ao conhecimento que tem do assunto". Como meu conhecimento sobre RCC é apenas muitíssimo superficial, procurei ficar quieto no meu canto (embora possa ter dado duas ou três escorregadas nos comentários deste site mesmo. Peço que desconsiderem...), e só observar e estudar. E se o Papado se pronuncia favorável ao movimento, minha primeira atitude é, como filho obediente, abrir os ouvidos e escutar - claro que com o direito (esse sim bem fundamentado) de condenar particularmente heresias e desvios, caso os testemunhasse. É como quando a gente é criança, e os pais nos mandam comer legumes e verduras: você pode até não apreciar, mas deve confiar, entender que é salutar e obedecer. Agradeço DEMAIS aos Catequistas por criarem uma série de artigos sobre o assunto, pois irão, com toda a certeza, dirimir as minhas dúvidas! E “by the way”, sem puxa-saquismos (juro): se uma pessoa inteligente e equilibrada como a amiga Christiane faz parte do movimento, só pode ser devido ao fato dele ser católicamente bem-fundamentado. Ponto!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 26-02-2014 12:35
Amado, agradeço! E se defendo e faço parte deste movimento, é pela fé de que ele traz maravilhosos frutos para a Igreja quando bem presidido, assistido espiritualmente e executado, pois bons fundamentos ele tem. Que tudo seja para a honra e glória do Senhor!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # André Lira 26-02-2014 11:15
Muito bom o texto! Faço parte de uma Comunidade Nova oriunda da RCC, cansei de ver posts condenando o movimento, fiquei até com receio de ler esse. Pela primeira vez vi um texto sem deboche, com caridade, verdade e clareza. Deus os abençoe!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Robson Paz 26-02-2014 08:52
Nossa, não consegui ler todos os comentários. São muitos! Mas Vivi, queria tirar uma dúvida que tenho a tanto tempo: Os nossos 3 últimos papas já falaram que apoiam esta espiritualidade, e já faz um bucadinho de tempo que que a RCC está na ativa, então por que ainda o magistério não se pronunciou sobre isso? Tipo, se o papa falasse de maneira definitiva sobre oração em linguas, repouso e os outros dons, aí então tudo estaria encerrado. Alguns falam, mas a igreja está esperando ver os frutos, mas na minha pobre mentalidade já dava pra igreja tomar uma decisão. Por exemplo , em relação a TL, no inicio a igreja aprovou, e logo depois condenou. Shalom!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Harun Salman 26-02-2014 11:22
Robson, a Igreja, na verdade, não condenou a TL, apenas a sua vertente socialista. O nome "teologia da libertação" está com uma fama péssima, concordo. Mas é um fenômeno muito complexo para que se possa por no mesmo saco gente tão diferente quanto Leonardo Boff e Dom Gehard Müller, ambos "teólogos da libertação", condenando-os ou exaltando-os. Em relação à RCC, a situação é a mesma. E a Igreja prima sempre pela cautela, para não cometer nenhuma injustiça. Até porque a Igreja sabe que, mesmo entre os seguidores de uma heresia (não estou dizendo que nem TL nem RCC são heresias, ok?) há os que o são de boa fé, por ignorância. E, nesse caso, podem até ser santos! São Vicente Ferrer apoiou um anti-papa por ignorância! No contato com o que sabemos ser errado, devemos denunciá-lo. Mas nunca presumir, na ausência de provas, que a nossa experiência é igual a dos nossos irmãos. Oremos pelos nossos irmão que ingenuamente acreditam nas boas promessas do socialismo, como também pelos que acham que o Espírito Santo nos fala por meios mais indiscretos do que os "gemidos inefáveis". Um grande abraço!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # valdo 26-02-2014 00:48
melhor que pj né.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Flavia Lima 25-02-2014 23:50
Eu sempre quis conhecer melhor este movimento da RCC,que sempre se fez presente na Arquidiocese,inclusive nos dias de Adoração e Encontros de Carnaval.Nunca encontrei abusos na maioria destes lugares,e várias foram as vezes em que as pessoas foram tocadas pela graça,voltaram para a Igreja Católica ou passaram a se empenhar melhor nesta caminhada de fé. Quando o Santissimo passa,todos nós ficamos de pé,e estendemos as mãos para Ele passar,e cantamos as musicas apropriadas para o momento de adoração (Nada de muralhas de isopor ou outras doidices como no post que vcs escreveram do cerco de jericos,ok?). Acredito que o Espirito Santo pode mexer com a nossa vida a ponto de nos fazer repousar, tanto que isto já me aconteceu sem que fosse empurrada ou "obrigada a repousar",o que eu acho isso terrivel demais.Meu Jesus passava,o Espirito Santo se fazia presente,e eu só podia entregar tudo em suas mãos,as graças,pedidos,arrependimentos...Tive certa tristezaa de ter ido a um lugar onde meu pai ficou com certo medo quando um padre benzeu-lhe a testa e um povo atrás dele começou a tentar empurrá-lo e via aquelas pessoas tendo convulsões,parecia mais ato gospel,depois de uma celebração (Pelo menos não era missa,ufa!)...Não é necessário que a pessoa caia enquanto ora para que Deus lhe toque o coração,pois isto depende de cada um,é o seu próprio momento de fé e amor com o Pai. Agora só fico encucada quando falam desse "Batismo no Espirito Santo" que muitos afirmam ter experimentado.E o Batismo quando somos pequenos e a Crisma,como ficam?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 26-02-2014 00:01
Flávia, o "Batismo no Espírito Santo" ao qual os carismáticos se referem não é um sacramento. O nome causa confusão, por isso muitos preferem chamar de outra forma, como "efusão no Espírito", por exemplo. Explicaremos isso melhor em um dos demais posts dessa série sobre a RCC.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Betto 25-02-2014 23:28
Gostei muito do texto, mais pelo que sei o grupo de jovens não rezavam com anglicanos episcopalianos,mais sim com os padre espiritanos(que é a congregação do espirito santo) pq a universidade de Duquesne era de responsabilidade deles, então eles(alunos) fizeram um retiro direcionado/estudado pelo livro de atos, então quando eles viram a narração de pentecostes eles sentiram um ardor de vivenciar o mesmo que os apóstolos viveram, e foi quando eles clamaram o espirito santo e ele se manifestou com seus carismas na vida dos jovens.. :D A paz de Cristo Salve Maria
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Jefferson Teixeira 25-02-2014 22:43
Bom! Acho que posso contribuir. Entrei na Igreja através da RCC + Grupo de Jovens (+/- 20 anos atrás), conheci Jesus e sua Igreja, dom de linguas, repouso e tudo mais, vi coisas muito bonitas e santas. infelizmente em meu GO houve infiltração protestante, onde os líderes buscaram formação entre pastores, houve negligência do pároco e houve por um breve período em que os líderes eram protestantes pregando dentro da ICAR, graças a Deus foram desmascarados em uma reunião onde o Padre responsável da comarca, questionou os procedimentos, negaram, mas foram desmentidos publicamente por um membro fiel a Igreja, foram proibidos de usar o microfone, no próximo encontro do GO aproveitaram um momento de bobeira do pregador e pegaram o microfone, daí convidaram ao povo para os seguissem, saíram igreja a fora, que escândalo!! Passei um período difícil, minha fé tremeu, mas já amava a Igreja e permaneci, depois daquilo não participei mais da RCC, mas sei que é um caso isolado e vejo a RCC amadurecendo e de modo geral sendo fiel a Igreja, só não gosto quando querem fazer a Missa um GO, mas sei que tem muita boa vontade. Resumindo, é uma arvore no Jardim da Igreja e produz muito fruto, só não pode se enxergar como a mais bela ou a única. Parabéns pelo post, morro de inveja de vocês!! Vocês são 10!!!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Maria Amélia Alves Pereira 25-02-2014 22:24
Gostei de ler o Blog O Catequista, pela primeira vez. Pude perceber que todos tem opiniões diferentes com relação ao movimento RCC. Mas isso é Democracia, temos o direito de aceitar o discordar de coisas que não julgamos correto segundo a nossa visão. Adoro o RCC e foi através dele que veio a conversão maior de minha família. Abraços, a Paz de Cristo a todos
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Junior 25-02-2014 21:01
"Os católicos tradicionais deveriam experimentar a imposição de mãos e o batismo no Espírito para ver se daí fazem alguma coisa pela Santa Igreja". Uepa! Quer dizer que os católicos "tradicionais" (via de regra, todo católico deve ser "tradicional", pois cremos na Sagrada Tradição da Igreja), não receberam o Espírito Santo no Sacramento do Batismo? Por quantos "batismos" precisamos passar? O Batismo instituído por Nosso Senhor não é suficiente? E mais: um católico depende da RCC para ser um católico fervoroso? Quem opta por outro carisma é "menos católico"? Me desculpe, Templário, mas os maiores santos da história da Igreja jamais precisaram da RCC para renovar a Santa Igreja... leia a vida de São Francisco de Assis, São Domingos de Gusmão, São João da Cruz, Santa Catarina de Sena, Santa Teresa de Jesus; homens e mulheres cujo zelo nada tem em comum com as práticas pentecostais da Renovação Carismática. Como disse, respeito a RCC. Não pretendo fazer parte dela apenas por uma questão de espiritualidade pessoal. Entretanto, é bom deixar claro que com ou sem a RCC, a Igreja sempre será assistida pelo Espírito Santo... é a RCC que precisa da Igreja, e não o contrário. E não só a RCC, mas o Caminho Neocatecumenal, o Focolares, as ordens religiosas, enfim todos os carismas nada são sem a depositária dos bens celestes. Precisamos, urgentemente, exaltar menos os movimentos e perceber que eles estão a serviço da Igreja, e não a Igreja a serviço deles. Não sou carismático nem tradicionalista: sou católico e ponto final. E isso basta. Paz a todos.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 26-02-2014 09:12
Concordo plenamente! Templário pisou na bola feio! E com esse fundamentalismo prejudica demaaaais o movimento!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Luciene 25-02-2014 20:49
Faço parte da RCC, e como alguns irmãos citaram existem formações para todos os ministérios, e precisamos também avaliar se o grupo de oração pertencem a rcc ou se foi formado a nível paroquial, pois já vi algumas pessoas montarem um Go por conta própria, sem obedecer as normas da RCC. É necessário que seja feito um seminário de vida sendo autorizado pelo coordenador vicarial. Respeito as pessoas que não se identificam com a rcc e pedimos também o mesmo. A paz de Jesus irmãos!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 27-02-2014 09:27
Esse é o ponto chave, Luciene! Uma grande parcela dos grupos de oração são formados sem a orientação da RCC! Aí já viu o estrago... A RCC tem corrido atrás do prejuízo, indo atrás destes grupos para dar a devida orientação, mas são "poucos os operários", além de alguns se rebelarem achando que isso não é necessário, pois não se pode "cercear o Espírito Santo com estatutos", affffffff...
Responder | Responder com citação | Citar
0 # francisco italo 25-02-2014 19:48
Senti falta da Beata Elena Guerra e do Papa Leão XIII. Os próprios protestantes, no centenário do movimento pentecostal surgido no século passado, reconheceram a importância da beata e da oração do Papa Leão feita na virada do século.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 25-02-2014 19:50
Francisco, falaremos sobre isso no próximo post. O assunto é complexo, portanto precisamos dividir em vários posts.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Felipe Ribeiro 25-02-2014 19:08
É loucura falar que a Igreja precisa de um novo derramamento do Espírito, ou que houve um novo derramamento, isso é contrário q o Papa Leão XIII disse em seu documento dogmático. “Posto isso, não é, absolutamente, admissível excogitar-se ou guardar uma segunda, mais ampla e fecunda ‘aparição ou revelação do Espírito Divino’; a que atualmente se efetua na Igreja é deveras perfeita, e nela permanecerá incessantemente até que a Igreja militante, após o percurso do seu período de lutas, seja transplantada para as alegrias da Igreja triunfante no céu” Papa Leao XIII, Enciclica Divinun Illud Múnus, n.10 As pessoas de aproximam de Deus por meio da Igreja e não a Igreja que precisa se atualizar para os fiés se aproximarem de Deus. "Eis que ficarei convosco até o fim do mundo" e não "A cada tempo eu irei me atualizar" O Batismo e a Confirmação da fé, são perfeitos, não é necessário efusão de espírito, para que o Es aja de forma X ou Y, isso é pura invenção, não há base biblica, oq há na Biblia quando há batismo no fogo é a diferenciação do Batismo de São João Batista com o instituido pela a Igreja. Quanto as demais práticas, fico com a posição sublime, dos santos doutores, pois eles interpretaram muito bem a Biblia, aconselho a todos a tecer uma leitura nos comentários ao ICorintios do Santo Tomás de Aquino ou a propria Suma Teologica em forma de catecismo, e vai ver que os eventos, são mais auto sugestão do que manifestação do ES, pois nem os doutores espirituais da Igreja, tiveram comportamentos, e eles foram santos, tinham uma intimidade com Deus que jamais teremos. Sobre encontros intimos com Deus, deixo o documento do Papa São Pio X, sobre os modernistas crentes: "Eis como eles o declaram: no sentimento religioso deve reconhecer-se uma espécie de intuição do coração, que pôs o homem em contato imediato com a própria realidade de Deus e lhe infunde tal persuasão da existência dele e da sua ação, tanto dentro como fora do homem, que excede a força de qualquer persuasão, que a ciência possa adquirir. Afirmam, portanto, uma verdadeira experiência, capaz de vencer qualquer experiência racional; e se esta for negada por alguém, como pelos racionalistas, dizem que isto sucede porque estes não querem pôr-se nas condições morais que são necessárias para consegui-la. "
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 26-02-2014 11:33
Muito convenientemente não foi citado aqui o P.8 do mesmo documento:O Espírito Santo e a Igreja: "Nas almas 8. Nada confirma tão claramente a divindade da Igreja como o glorioso esplendor de carismas que por todas as partes a circundam, coroa magnífica que ela recebe do Espírito Santo. Baste, por último, saber que se Cristo é a cabeça da Igreja, o Espírito Santo é sua alma: “O que a alma é em nosso corpo, o Espírito Santo é no corpo de Cristo, que é a Igreja” (30). Se é assim, não cabe imaginar nem esperar ainda outra maior e mais abundante manifestação e aparição do Divino Espírito, pois a Igreja tem já o máximo, que há de durar até que, desde o estado da milícia terrena, seja elevada triunfante ao coro feliz da sociedade celestial. Não menos admirável, ainda que em verdade seja mais difícil de entender, é a ação do Espírito Santo nas almas, que se oculta a todo olhar sensível. E esta efusão do Espírito é de abundância tanta que o mesmo Cristo, seu doador, a assemelhou a um rio abundantíssimo, como afirma São João: “Quem crê em mim, como diz a Escritura: Do seu interior manarão rios de água viva”; testemunho que glosou o mesmo evangelista dizendo: “Dizia isso, referindo-se ao Espírito que haviam de receber os que cressem nele”. (31)". Não clamamos nada além dessa ação máxima do Espírito Santo que a Igreja já tem, mas que nós memboros esquecemos que tem. O Espírito Santo já está em nós sim, mas nós em nossa dureza de corações muitas vezes não permitimos que Ele se manifeste, ou podemos afirmar que o Espírito santo está agindo plenamente em todos os batizados e confirmados da Igreja? É nesse sentido que falamos de reavivamento, de derramamento, de efusão. Aliás isso também é mencionado neste mesmo documento, no parágrafo 13 - Exortações. Importante ler também. E, encerrando: Quando cantamos o Veni Creator Spiritus, estamos fazendo o que, afinal? De acordo com as suas ponderações, não teria o menor sentido cantarmos, já que Ele já está em nós, não?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alex 26-02-2014 07:55
Assino embaixo!!! Ótimo comentário!!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Renato 25-02-2014 19:04
Eu não disse que é dito ser um sacramento, e sim que a nomenclatura confunde. Acho meio desconfortável quando nos grupos de oração do qual já fui tratavam com este nome, além de outros exageros. Como a christiane falou, quem ouve num primeiro momento pode confundir, e em casos mais extremos a pessoa achar que se trata de uma heresia, como se existisse vários batismos, principalmente se for um rad-trad, o que sabemos objetivamente que não é. Sabe como é esse povo que condena tudo, inclusive que a influência protestante pode ser positiva, mas não entende que só é positiva por causa do poder que a verdadeira igreja de Cristo tem para com as coisas.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Renato 25-02-2014 16:45
Eu só sou critico com relação a nomenclatura do "batismo no Espirito", causa uma confusão com algo que nós temos como sacramento e professamos um só, quando que os protestas não. Já tenho buscado há tempos uma bibliografia europeia sobre a questão. Ouvi que dois bons autores são o padre Raniero Cantalamessa e o Padre Daniel Ange, ambos tem uma espiritualidade muito forte formada especialmente na patrologia. Então dá pra ver que ali não se foge da tradição. Espero que possamos trazer essa riqueza pra nossa RCC. E outra, acho que a RCC bem municiada e calibrada com a tradição pode servir muito bem de arma contra a TL, nosso verdadeiro inimigo dentro da igreja
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Marcio Urquiza 25-02-2014 18:11
oi Renato, nós da RCC nunca dissemos que o batismo no Espirito Santo é um sacramento ou coisa do tipo. Efusão, derramamento ou batismo no Espirito Santo é quando pessoa resolve mudar de vida, se converter, movimentar o que está parado, isso acontece através de uma pregação, um momento de oração, uma musica ou até mesmo numa homilia de um padre que nem seja carismático, vai do momento, o Espirito sopra onde quer e como quer
Responder | Responder com citação | Citar
0 # valeria 26-02-2014 09:08
Concordo com vc Mauricio, tem que ter formação, mas tem um problema que já foi falado aqui neste blog: muitos brasileiros não gostam de ler, estudar, não se instruem, mas querem fazer da sua forma ai aparece o sabe tudo ...os "mestres". UM dia presenciei o coordenador do grupo de oração irritado chamar alguns irmão de jumentos por não ter organizado a sala de reunião. Agora cadê a espiritualidade? O respeito para com os irmãos, isso que desanima. Evangelização é tudo, disse o Santo Papa.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 25-02-2014 17:52
na verdade, a orientação é não falarmos em "batismo", mas sim em "efusão, derramamento", justamente para não confundir a cabeça dos fiéis que têm um primeiro contato.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Guilherme 25-02-2014 16:36
Gostei muito do texto. Sou membro compromissado de uma comunidade de Renovação Carismática da Arquidiocese de Pouso Alegre-MG "Comunidade Javé Nissi", e sou testemunho vivo do quanto nós nos empenhamos em buscar a formação pela biblia, livros, doutrina e CIC. A comunidade que participo possui uma escola de doutrina e fé e de formação muito intensa. Acho que assim poderemos combater alguns deslizes que alguns grupos tem dado por aí! Lembremo-nos que "Pentecostes" é o grande impulso que faz a Igreja permanecer, e a RCC se preocupa primeiro em proporcionar um derramamento do Espirito Santo pela oração. E é justamente isso que o Papa, os documentos da Igreja, Conc Vaticano II e inclusive o Documento de Aparecida tem pedido aos cristãos: Um novo Pentecostes!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Templário das Cruzadas 25-02-2014 16:24
os católicos tradicionais deveriam experimentar a imposição de mãos e o batismo no Espírito para ver se daí fazem alguma coisa pela Santa Igreja
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sdnei 26-02-2014 09:26
Talvez o templário não quis generalizar, mas, deve-se ter dirigido a grupos como o pessoal do Frates in Unum que adoram atacar o Papa Francisco, o CVII e todos os papas desde o Papa João XXIII, passando por Paulo VI, João Paulo I, João Paulo II; Bento XVI e atualmente o Papa Francisco, se bem que aquele pessoal nem se pode dizer que são tradicionalistas mas sedevacantistas. Gosto de ir no blog deles e ler alguma matéria ou outra, mas que eles pegam pesado com o Papa Francisco e o CVII eles pegam.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Jotacê 26-02-2014 10:59
Sidnei, concordo plenamente com você, em gênero, número e "degrau"! O site que você citou é simplesmente deprimente: todos lá se consideram mais católicos do que o Papa! São comuns e constantes as ironias dirigidas ao Papa Francisco. A área de comentários, é enojante. Certa vez postei lá um comentário bem irônico, mais ou menos assim: "Ainda bem que a Igreja conta com a vigilância de vocês. Jesus disse que 'as Portas do Inferno não prevalecerão', mas vai que o Espírito Santo saia para tomar um cafezinho e deixe a guarita desguarnecida? Parabéns pela humildade e fidelidade ao Papa Francisco!" O comentário não foi publicado.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Jotacê 26-02-2014 11:05
Na verdade, se existem dois opostos que se merecem, que deveriam dividir o mesmo caldeirão na cozinha do capeta, são os tradicionalistas radicais e os modernistas radicais. Os primeiros se acham mais católicos do que todos, mas coam não um mosquito, mas uma bactéria, e engolem não um camelo, mas um "Kraken"; e os segundos se dividem em duas frentes: ou se acham os "unxidos do Senhô", protestantes que não se assumiram, ou querem fazer da Igreja a Catedral de São Marx. Que Deus repreenda tanto a uns, quanto a outros.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sdnei 26-02-2014 12:09
Isto aí Jotacê, nós temos que ser os moderados (não confundir com os mornos, os que ficam em cima do muro), aqueles que seguindo o conselho de São Paulo: "Examinai tudo e ficai com o que é bom".
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alex 26-02-2014 07:50
Na visão do Templário: "Pobre dos santos que não passaram pelo 'batismo no Espírito Santo', não fizeram nada pela Santa Igreja!" Vou até usar uma palavra que não uso desde pequenininho aqui nas terras alagoanas (e que eu acho que ninguém aqui vai conhecer!!!): Você é muito "abigobau"! rsrsrs Mas, falando sério, não podemos ter esta atitude, meu amigo... Negar 2.000 anos de tradição, e dizer que só faz algo pela Santa Igreja que se "batiza no Espírito Santo" é forçar a barra!!! #ficaadica
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 25-02-2014 17:50
Bola fora, meu caro Templário! Pecou feio no quesito "diferenças que se completam".
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 25-02-2014 16:55
Templário, menos, bem menos. Grandes santos e servos de Deus jamais passaram pelo "Batismo no Espírito Santo" pregado pela RCC. Nem por isso deixaram de gerar grande bem à Igreja.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Jotacê 25-02-2014 16:52
Declaração completamente desnecessária, essa. Quer dizer que os adeptos de vertentes mais tradicionais e não carismáticas são inúteis, Templário? Parabéns, foi a maior besteira que li nesta semana. E ainda é terça.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Mariana 25-02-2014 15:56
Ótimo! Faço parte da RCC e claro que tem defeitos, gosto muito e comecei a participar aos 13 e vou fazer 23 anos, me atraiu bastante o modo da missa. Não sabia dessas coisas de prosperidade que algumas fazem e isso é bem triste. Fico triste também quando leio que existem pessoas que dizem que odeiam a RCC e até mesmo afirmam que é coisa do demônio. Mas se a Igreja aprova por que não respeitar? A Igreja vem lapidando a RCC para ficar do jeito que deve ser.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Gêneto eugenio 26-02-2014 11:02
Gostei muito do seu ponto de vista.Creio sobre a RCC que é um Diamante bruto que vem sendo lapidado, aqui em minha diocese, TL de cima a baixo, o movimento veio me salvar em um momento de aridez espiritual tremenda, um sufoco sem saída, sem esperança.Posso dizer que meu início de conversão, Graças a Deus, foi na RCC. O que me chama a atenção até hoje é a obediência ao Bispo;como foi duro tantos encontros serem desmarcados por ordem do Bispo, muita dor e mesmo assim obedientes, quantas palavras duras de vários outros grupos/movimentos e o sorriso marca registrada do verdadeiro cristão nos rostos, o coração contrito mais nada de disse me disse sempre rezando, rezando. Hoje o Movimento consolidou e os Grupos apesar de pequenos em comparação à febre que ocorreu devido ao apogeu causado pelo Pe Marcelo Rossi em 1998 está firme e numa linha bem coesa com a RCC nacional sem grandes exageros. Ocorrerá no carnaval o XXIV Rebanhão e ao menos me confessar e participar de alguns dias eu vou com meus filhos.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # André 25-02-2014 15:20
Não tem problema ter origem protestante? Acho que isso é uma questão de princípios mesmo, de fé e coerência, e que valeria mais um post - não só para a origem da RCC, mas para falar sobre a ação de Deus fora da Igreja Católica. Crer que Deus pode agir fora dos limites visíveis da Igreja é uma coisa; crer que Ele usa de outras religiões para ensinar aos católicos já seria um salto, pelo menos a meu ver. Mais grave ainda, não é um simples ensinamento (por exemplo, poderíamos aprender práticas culturais com outros grupos religiosos e isso nunca foi problema incontornável), mas uma ação milagrosa. Mais importante ainda, não é um milagre pontual, mas uma suposta ação extraordinária do Espírito Santo gerando um movimento em toda a Igreja. Se a Igreja aprovou a RCC, não cabe muita discussão, ok; mas precisamos entender como certas coisas são possíveis. Eu ainda não entendi.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 25-02-2014 16:50
André, vamos explicar isso melhor no post que vem. Na verdade, o papa, na época, já estava desejando que a Igreja vivesse um Novo Pentecostes. Os católicos podem ter encontrado esse caminho por meios meio tortos, mas Deus soube tirar dali algo bom. A influência protestante inicial não invalida o carisma, o que é problema é que essa influencia continue pulsante dentro de certos grupos da RCC, protestantizando muitos católicos. Não é problema a Igreja se apropriar de aspectos de outras religiões, desde que eles sejam devidamente purificados. Se você estudar sobre o trabalho missionário do beato José de Anchieta, verá que ele se apropriava de certos elementos da religião indígena. Dava a eles a devida dignidade católica, e assim catequizava de forma mais eficaz. Sinceramente: Anchieta foi disparado o maior e melhor catequista do Brasil. Um herói! Sobre a ação da graça de Deus fora da Igreja, já escrevemos um post, citando especialmente a Declaração Dominus Iesus, escrita pelo então Cardeal Ratzinger.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Renato 25-02-2014 16:29
É como a vivi falou, não devemos ignorar que possa haver manifestações da graça de Deus entre os protestantes, mesmo que elas sejam deficitárias. E olha, o fato de isso acontecer cada vez mais nos aproxima da questão de só a católica ser a igreja de Cristo, o fato de haver manifestações pobres dentro das igrejas pentecostais, mas quando se dá na nossa elas se tornam muito mais plenas, é claro se os fiéis estiverem em sintonia com a igreja de dois mil anos. Se o cara quiser começar a ler a bíblia de qualquer forma alegando ter tido uma experiência pessoal que o levou a isso ignorando toda tradição e o magistério, é óbvio que tem que rever seus conceitos. Isso é uma das influências e que pode ser "podada", para que a arvore de frutos verdadeiros Ou seja, creio eu que os protestantes podem tomar posse da graça de Deus, mas não estando em comunhão perfeita com a igreja de Cristo torna-se algo absolutamente incompleto cheio de histerias, autossugestões e charlatanismo, tendo raras manifestações de fato verdadeiras. É o que pode acontecer com o movimento se não se mantiver em sintonia total com a igreja. Como o padre paulo fala no seu curso sobre os dons: "Não subestime o poder da igreja de catolicizar as coisas." O fato de algumas igrejas protestantes tratarem a experiência com Deus uma experiência meramente individual traz uma tendência que os movimentos definhem, os fieis mudem de igreja como mudam de cueca e se valham de promessas totalmente longe do evangelho de Nosso Senhor pra se manterem de pé. Quanto a nós, já temos uma noção de experiência com Deus muito mais Eclesial e é isso que dá força ao movimento (e não o contrário), os dons existem e se manifestam e é óbvio que aqui as manifestações passam a vir da maneira mais natural possível (desde que os membros não se deixem levar por aquela tendência protestante de necessidade urgente de milagres, falar em línguas para necessariamente haver a efusão, é um postulado da assembleia de Deus por exemplo, essa coisa de forçar o repouso, entre outros) VERDADEIRAMENTE NA IGREJA CATÓLICA.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Sara Almeida 25-02-2014 15:03
Ao mesmo tempo em que admiro a RCC, sempre me senti "incomodada" com certas coisas que acontecem nos encontros... confesso que algumas coisas não me convencem. Mas, até então, eu achava que isso era um sinal de falta de fé. Meu irmão e meu namorado só conseguem sentir aversão... e eu fico pelo meio, sem saber ao certo o que é obra do Espírito Santo e o que não é e no que eu devo acreditar. Então, quer dizer que o Espírito Santo não faz as pessoas desmaiarem? Já fui em um show com esse tipo de coisa... Me ajudem, catequistas, pois isso não ficou muito claro para mim. Espero ansiosamente os próximos posts.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 25-02-2014 17:44
Vamos aguardar o artigo sobre os carismas em si. Já aconteceu comigo o chamado repouso no Espírito e posso te garantir que não é desmaio, não perdemos a consciência em nenhum momento. Deus nunca faz absolutamente nada que nos faça perder nossa razão, sempre ficamos no absoluto controle de nossas faculdades mentais. Quem diz que perdeu a consciência ou que se machucou quando caiu, então desmaiou mesmo. Mas acho que só vivenciando para entender. Concordo com o Harun, nada que não seja dogma de fé é isento de questionamentos e estudos aprofundados. Também não é obrigatório que todos participem, vai de cada um.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Harun Salman 25-02-2014 16:22
Perguntar-se sobre a legitimidade de uma prática religiosa não-dogmática não é falta de fé, Sara. É apenas o exercício da inteligência. Mesmo que uma determinada forma de devoção seja legítima, você não é obrigada a adotá-la. Exemplo: a sugestão do Papa João Paulo II de meditar os "mistérios luminosos", na oração do terço, é perfeitamente legítima. Ele podia até mesmo desaconselhar a oração do terço, se achasse melhor. Não obstante, eu rezo o terço todos os dias e nunca tentei incluir os "mistérios luminosos" na minha meditação. Não vi necessidade. E isso não diminui meu carinho nem meu respeito por João Paulo II. Assim, também a RCC, mesmo em suas versões mais sóbrias, nunca me atraiu. Mas isso não impede que eu a respeite como um movimento da Igreja. Só não é a minha praia.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Renan 25-02-2014 18:22
Vivendo e aprendendo, Harun... nunca havia pensado desta forma sobre o terço, como uma sugestão do Papa, mas está lá escrito mesmo: "embora deixada à livre valorização de cada pessoa e comunidades" (19, Rosarium Virginis Mariae), sobre a inserção dos mistérios luminosos. Obrigado, irmão!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Harun Salman 26-02-2014 11:42
Por nada, Renan! Estamos aqui para nos ajudarmos mutuamente. João Paulo II foi um homem admirável. Mas não perfeito. Essa sugestão dele, de acrescentar os "mistérios luminosos" ao terço, eu acho inoportuna. Mas ele já estava muito velhinho e doente. E, de todo modo, não é uma obrigação do fiel rezar os "mistérios luminosos" junto com o terço. De vez em quando, eu medito nesses mistérios, também. Apenas não os incluo na oração tradicional do terço. Mas também não censuro quem o faz. Um grande abraço, meu querido!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # élita espindola 25-02-2014 14:44
oi sou uma jovem de 17 anos.. e frequento sim a rcc sou muito grata a este movimento pois se não fosse por meio dele meus pais não estariam mais juntos.. eu canto na Igreja com meu pai e minha irmã.. participo de retiros enfim..amo este movimento.. muito importante estes post's a respeito da rcc.. abrigada :)
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Bruno Portugal 25-02-2014 14:43
Parabéns pelo post! Participo da RCC e amo esse movimento, aprendi a amar Cristo e a Igreja através dele e de sua espiritualidade. Se hoje busco viver em Cristo, essa graça me foi concedida por Deus através da RCC. Estou ansioso pelos próximos posts! ;)
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alberto 25-02-2014 14:17
Amados de Deus Gostei pra Caramba deste post... já tinha lido um sobre à RCC feito pela À Catequista o qual achei mais ofensivo do que aprendizado. Creio que como membros do mesmo corpo temos que olhar os outros membros com amor para embeleza-lo pois arrumando o membro o corpo ficará belo: Assim como meu olho vê que minhas unhas estão grandes eu vou com o cortador de unha e corto, assim devemos ser. Amo de mais vocês e assim unidos chegaremos ao prêmio Blog
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Marcio Urquiza 25-02-2014 14:17
Parabéns pelo post galera!!! Sou da RCC a algum tempo, e foi nesse movimento que se deu meu processo de conversão. Hoje sou secretário do meu grupo de oração, e digo que muitos dos erros que acontecem são por causa de pessoas despreparadas, SEM FORMAÇÃO. Hoje dentro da RCC pra tudo existe formação, vc quer pregar tem formação, vc quer cantar tem formação, quer arrumar as cadeiras tem formação tbm (esse é zueira neah). Temos uma hierarquia que é respeitada, tem o coord. do grupo de oração, coord. paroquial, coord. diocesano, estadual, nacional e tem o ICCRS que é de onde vem a orientação do mundial. A respeito do páraco, a palavra dele tem peso para nós e o que ele fala é ordem e cumprimos, e olha que ele não é carismático, mas em nossa paróquia todas as comunidades tem um GO. Eu não sei vivi se alguém do blog participa de grupo de Oração, isso iria ajudar muito nos próximos posts. e vou estar acompanhando Parabéns mais uma vez, vcs são 10 *-*
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 25-02-2014 16:38
Márcio, eu já participe de GOs no início da minha conversão, e estou contando com a ajuda da nossa leitora Christiane, que é carismática. Abraço!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Marcio Urquiza 25-02-2014 17:54
ai que bom vivi, obrigado pela resposta
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Junior 25-02-2014 13:58
"Roma locuta est, causa finita est" (Santo Agostinho). Eu, particularmente, sou um dos maiores críticos da RCC. Entretanto, ciente da autoridade da qual somente o Papa e nossos legítimos pastores - os bispos - gozam, não creio que seja uma atitude prudente condená-la até que a Igreja dê a palavra final. Aliás, não me lembro de críticas ao movimento, mas somente correções. Respeito a RCC (embora não concorde com suas práticas), mas acho que este movimento não pode interferir no desejo de uma parcela da Igreja que deseja praticar a religião de um modo, digamos, mais "tradicional" (tradicional SIM, tradicionalista NÃO). Creio que sendo ou não carismático, continuo sendo católico, assim como não sou "mais católico" do que os carismáticos. Todavia, esta diversidade dentro da unidade da Igreja deve ser respeitada: mas isso, infelizmente, não ocorre. Acredito que os nossos bispos deveriam fornecer mais oportunidades para os católicos que desejam participar da Missa no rito tridentino, ou ao menos a Missa de Paulo VI em sua forma mais solene. Se existisse tal preocupação, creio que esta briga boba entre carismáticos e tradicionalistas não ocorreria; ou seria menos frequente, pelo menos. Opinião pessoal apenas.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Julio Guerra 25-02-2014 13:20
Sério que a RCC tem por grande virtude a obediência? Me desculpem equipe do catequista, mas isso não procede. O documento 53 da CNBB feito especialmente para orientar a RCC não é considerado, muito pelo contrário, é desprezado. Acho que seria fundamental divulgar esse documento, visto que a página é bastante conhecida.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 25-02-2014 14:35
Eu acho engraçado que quando se fala de Teologia da Libertação, tradução do Missal pela CNBB, Campanha da Fraternidade e "otras cositas más", todo mundo chama a CNBB de CNBBosta, que a CNBB não tem autoridade nenhuma na Igreja, etc, etc... mas o Documento 53 emitido por esta mesma CNBB parece sacrossanto! Será que não tem erros ali também? D. Alberto Taveira, recentemente nomeado pelo papa Francisco como Consultor do Pontifício Conselho para os Leigos é o Assistente Espiritual do Conselho Nacional da Renovação Carismática Católica e já fez diversos esclarecimentos à CNBB sobre os carismas, mas não custa nada refrescar a memória: http://cleofas.com.br/esclarecimentos-sobre-alguns-pontos-da-rcc-a-cnbb/ #vamosrefletir!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 25-02-2014 16:39
Christiane, cortei o texto e substituí por um link que dá acesso ao texto, para que o seu comentário não fique gigante. Abraço!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 25-02-2014 17:24
Obrigada, Viviane! Abraço!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Thiago Vinícius 25-02-2014 13:48
Aqui na paróquia também, Julio. Aqui eles se diziam mais ungidos que o pároco (validamente ordenado por imposição das mãos,oração consecratória e unção do arcebispo) além de outras barbaridades contra o próprio arcebispo. Os daqui tinham um "teologia própria". Tal teologia era tão perfeita que o grupo só durou alguns anos. Houve uma briga (terrível, com xingamentos e gestos obscenos - coisa típica de pagãos), o grupo desmanchou-se e até hoje não foi reunido.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Matheus Cajaíba 25-02-2014 13:11
Fé não é experimentar; fé é saber. E o dia que o Espírito Santo "soprar" entre hereges protestantes, eu abandono a Igreja Católica - pra quê ser católico, então? Tô fora. PS: falo assim, porque sei que isso NUNCA vai acontecer, mesmo... PS 2: a GRAÇA DE DEUS sim, está em todos os lugares, mas sinais e prodígios verdadeiros, miraculosos, somente na verdadeira Igreja de Cristo, a que ele fundou, a católica!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 26-02-2014 08:58
Meu irmão, o evangelho de hoje fala justamente sobre isso... leia e reflita! Quem não é contra nós é por nós - Mc 9,38-40 João disse a Jesus: “Mestre, vimos alguém expulsar demônios em teu nome. Mas nós o proibimos, porque ele não andava conosco”. Jesus, porém, disse: “Não o proibais, pois ninguém que faz milagres em meu nome poderá logo depois falar mal de mim. Quem não é contra nós, está a nosso favor”.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Gêneto eugenio 26-02-2014 09:57
Evangelho de hoje...
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 26-02-2014 12:26
Desculpe, pressa de escrever...
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 25-02-2014 13:15
Matheus, lembre-se de que a Igreja ensina que a graça salvífica de Deus é oferecida, ainda que de FORMA GRAVEMENTE DEFICITÁRIA, aos irmãos separados. E a graça de Deus só pode chegar por meio... do Espírito Santo! Na Igreja Anglicana Episcopal, de fato, o pentecostalismo parece não ter impulsionado o espírito de caridade, já que a tal igreja só vai de mal a pior. Porém, o pentecostalismo absorvido pelos católicos, ao contrário, tem produzido bons frutos para a Igreja. Se os prodígios não aconteceram entre os protestantes, é possível que o pentecostalismo, trazido para o meio católico, possa os ter gerado. Uma grande amiga minha, que não é carismática, me testemunhou que, quando participou de um retiro da RCC, descobriu algo muito revelador de sua própria história de vida. Uma moça, que provavelmente tinha o dom de discernimento dos espíritos, se aproximou e disse que muitas das inseguranças e medos que a minha amiga sofria (inclusive medo do escuro) tiveram origem na sua gestação: sua mãe foi muitas vezes agredida pelo marido quando estava grávida. Minha amiga, depois, foi perguntar para a mãe se esta história era verdadeira, e a mãe confirmou. A partir de então, ela se libertou gradualmente de muitos desses medos. Eu acredito neste testemunho.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Daniel 25-02-2014 13:05
Post de RCC bombando pra variar ^^ Para mim, a RCC faz coisas maravilhosas, mas ela vai ser PERFEITA (dentro do possível pra algo feito por pecadores né? :P) quando a liturgia for bem celebrada. Resolvendo isso cara, teremos muitos santos e santas de lá.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Harun Salman 25-02-2014 12:55
Eu cheguei a pensar que o movimento carismático era algo que só havia prosperado na América do Sul, tamanha a diferença na forma desse movimento na Europa! Eu nunca participei, mas nas igrejas européias onde eu vi algo desse movimento, este primava pela sobriedade. Não vi nenhuma diferença em relação aos grupos de oração "tradicionalistas", dos quais eu também nunca participei, mas que sempre contaram com a minha simpatia. Esses desvios de que tantos falam parece algo, assim como a versão marxista da TL, característico da América do Sul. Presente em outros países, mas com muito menos força. No Brasil, principalmente, o movimento carismático se caracteriza pelo exibicionismo, pelo estardalhaço e pelo menosprezo às outras tradições espirituais da Igreja. Eu vi, ninguém me contou, uma líder carismática dizer, em alto e bom som, em plena TV Canção Nova, que "antigamente os cristãos não se abriam para o Espírito Santo, mas aí chegou a Renovação Carismática e tudo mudou, os cristãos amadureceram na Fé!" O que essa mulher fez, ao dizer esse absurdo, é que a espiritualidade de gigantes que viveram antes da RCC e de todos que não participam dela é desprezível. Esse tipo de falsificação da História da Igreja é o que me parece mais grave!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Thiago Vinícius 25-02-2014 13:41
Há uma diferença entre as "Renovações Carismáticas" europeia e americana. A americana tem origem no protestantismo como o post cita. Já a Renovação Carismática Europeia, praticamente desconhecida na América, tem origem num grupo de jovens católicos que, em meio ao clima teológico liberalista que alguns queriam implantar "em nome do Concílio", se reuniu para encontrar o verdadeiro carisma da Igreja Católica pelo estudo dos seus ensinamentos e de sua história.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Harun Salman 25-02-2014 14:54
Muito obrigado pelo esclarecimento, Thiago! Eu ficava confuso com a diferença entre as formas de RCC. Na Europa, esse movimento trouxe um renascimento de movimentos como "Legião de Maria", "Terciários Carmelitanos"... Nas Américas, a RCC parece querer suplantar esses e todos os outros movimentos. Triste. Mesmo sem "participar" regularmente de nenhum desses movimentos, defendo suas existências e creio que uma das forças da Igreja é exatamente a diversidade de modos de viver a espiritualidade. "Na Casa do Pai há muitas moradas." Tradicionalmente, em Sua Igreja também! Um abraço!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 25-02-2014 15:04
Isso aí, Harun! :)
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Diogo 25-02-2014 12:50
Um bom livro que relata o surgimento da RCC é o Como um Novo Pentencostes - Patti Mansfield
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Jecilene 25-02-2014 12:47
As "palhaçadas" que o catequista falou só são entendidas e aceitas quando se experimenta. Muitas pessoas são livres do mal a partir do repouso no Espírito Santo, e muitos tipos de mal gostam de se manisfestar abertamente pois o mal tem raiva de Deus e na presença dEle treme. É normal que se tenha convulsões quando o mal tomou conta e agora está incomodado na presença de Deus. Entendam pra depois não xingar abertamente. Isso é imoral e infantil. Experimentem melhor o carisma do Espirito Santo e renovem esse post. É meu conselho, ou mesmo um pedido que faço pois a RCC vem resgatando muitas vidas, são SOMENTE,800 comunidades renovadas só no Brasil, e eu faço parte da Comunidade católica Boa Nova. Minha vida é de total comunhão com Deus através dessa Comunidade renovada. Tem muito mais a se descobrir sobre a RCC, busque fontes que saibam falar sobre o assunto, que experimentaram Deus através da RCC. Pois Deus suscita chamados e vocações através da RCC, falar mal dela só afasta as pessoas da Igreja, como aconteceu co muitos que eu conheço. CUIDADO, para não fazerem uma evangelização ao avesso.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Luciana Dias 26-02-2014 10:00
Minina!!!!!!!! Eu li certo? - "É normal que se tenha convulsões quando o mal tomou conta e agora está incomodado na presença de Deus." Tá parecendo um culto protestante mesmo! Cuidado amiga!!!!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # valeria 25-02-2014 16:54
Por causa de um comentário esse da jecilene que eu não participo de grupo de oração, pois é um disparate quando o grupo não tem discernimento de Deus. Para haver uma libertação de uma pessoa 1°a pessoa tem que aceitar o Senhorio de Jesus pois quando a pessoa aceita Jesus de coração o mal tem que sair,a pessoa tem que largar a vida de pecado viver os sacramentos com fidelidade e Largar a vida de mundanos. Se não fizer uma boa evangelização não tem repouso que resolva ai vem os descontroles dos grupos que quer resolver as coisas à força aff
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 25-02-2014 12:54
Jecilene, não se precipite. Não falamos ainda do repouso no Espírito Santo, isso ficará para um outro post. Falamos, isso sim, das reações histéricas que as pessoas têm, quando suscetíveis a técnicas de hipnose e autossugestão. E isso muitas vezes é confundido com o repouso.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Natércia Maciel 25-02-2014 12:41
Muito bom o post A Catequista, um texto claro, sensato e respeitoso. Sou carismática e concordo com o seu ponto de vista, uma das coisas que o fundador da minha Comunidade prega é que antes de servirmos à comunidade, servimos à Igreja. Eu particularmente sou totalmente contra exageros que de fato existem na RCC, e sempre que tenho oportunidade de pregar no grupo de oração chamo atenção para que nós não transformemos o grupo em um culto protestante. Que Deus abençoe vcs!!!!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Diogo 25-02-2014 12:31
Parabéns pelo post! Sou servo da RCC, amo o movimento qual faço parte, mas certamente há excessos de alguns que não buscam a formação. E a coordenação nacional tem insistido muito nessa tecla: Obediência, formação, discernimento e unidade. No livro que relata o surgimento da RCC, Paty Mansfield coloca uma de suas orações que era + ou- assim: "Senhor se isso(surgimento da RCC) for algo que vá contra os dogmas da sua Igreja, prefiro que não se inicie" E graças a Deus, aqui em Cabo Frio-RJ os jovens que estão no movimento tem um zelo especial pela liturgia e gostam da formação, até pq só podemos amar o que conhecemos. Mais uma vez parabéns pelo post e desde já peço que rezem pelo menos uma ave maria pelo Retiro de Carnaval da Paróquia Nossa Senhora da Assunção - Cabo Frio - RJ Paz de Cristo!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Jair Victor 25-02-2014 12:26
VcS estao de parabens! vcs nao merecem palmas merecem o Tocantins inteiro!!!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Maria Helena 25-02-2014 12:16
Particularmente não sou carismática, eu simpatizo mais com o carisma Franciscano da minha paróquia. Mesmo assim, quando tem algum evento gosto de participar até pq também revejo os amigos que fiz na JMJ. No carnaval eu vou pro renascer pra participar da adoração ao santíssimo e assistir às palestras. No último carnaval foi que eu fiquei chateada porque uma mulher do shalom queria me "obrigar" a desmaiar e me ordenava pra falar em línguas, até fiquei com medo de apanhar. Mas depois veio outra senhora e orou na minha cabeça.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 25-02-2014 12:45
É, tem esse tipo de abuso também... Quando há a oração com imposição de mãos, alguns começam a nos empurrar para que caiamos... ridículo isso! O repouso, quando acontece e não é sempre, é naturalmente, não precisa ninguém ficar empurrando, não!Inclusive a orientação da RCC é que nem sequer toquemos nos irmãos, no máximo dos máximos um toque de leve no ombro ou na cabeça, isso quando temos intimidade com a pessoa. De leve! E a oração em línguas também é assim! Eu mesma levei anos para começar a orar dessa maneira e quando aconteceu foi natural! Isso é carisma dado por Deus, o máximo que podemos fazer é clamar para que o dom se manifeste, jamais obrigar a pessoa a orar desse jeito! Absurdo! Por essas e outras que a renovação leva essa pecha de herética...
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Laércio de Sousa 25-02-2014 11:54
Olá! Hoje o maior problema que eu vejo com alguns grupos ligados à RCC é que eles parecem querer trazer o grupo de oração para dentro da Santa Missa. Eu vejo isso principalmente em paróquias pequenas como a minha. A impressão que eu tenho é que, nesses lugares, a Missa é a única ocasião em que é possível juntar um grande número de fieis, muitos aproveitam para tentar "enfiar tudo o que é coisa" dentro dela. Tudo tem o seu lugar: Missa é Missa, grupo de oração é grupo de oração, catequese é catequese, encontro de jovens é encontro de jovens, etc.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Luciana Dias 25-02-2014 16:18
Oi Laércio. Isso é uma verdade. Acredita que na cidade onde moro, a RCC tem uma Missa que intitulam "Missa da Graça"! Como se as outras missas a fossem. É tão forte essa coisa de "sugestão" que quando o nosso padre "favo de mel" lançou um CD de músicas, digamos assim, seculares, as pessoas choravam (a libertação era muito forte) escutando a música:" Ali passava boi, passava boiada. Tinha uma palmeira na beira da estrada..." rs Sobre o postt... Vivi foi demais. Deus nos guarde!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Marcelo José dos Anjos 25-02-2014 12:42
Concordo com vocês. Dias atrás houve celebração na comunidade perto de casa, e na hora da Adoração, o ministro engrenou numa oração muito longa. Eu estava vendo a hora de começarem a 'oração em línguas'. É uma comunidade onde tem várias pessoas idosas que não conseguem ficar muito tempo ajoelhadas e um momento que deveria ser belo acaba se tornando cansativo.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 25-02-2014 12:31
É o que eu sempre falo aqui, com os grupos de música na minha paróquia! Graças a Deus, as formações de músicos da RCC aqui têm batido nessa tecla: Liturgia bem feita é seguindo a Introdução ao Missal Romano. Ponto Final.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 25-02-2014 11:43
Só uma correção ortográfica no 4º parágrafo: "...Por isso, o fato de a RCC ser aprovada pro Roma..." O correto é "por" Roma, não? Abraço!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Edilson 25-02-2014 11:30
Olá! Gostei de saber que teremos uma série de posts sobre a RCC, aguardando ansiosamente a parte que vai falar sobre os "Repousos no Espírito". Deus abençoe esse apostolado.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # JORGE LUIZ VIDAL SOARES 27-02-2014 10:06
Caros, Não vamos confundir as coisas… apesar da Igreja Católica Apostólica Romana admitir o RCC, ainda existe muito o que se normatizar. As “autoridades” na oração estão extrapolando o conveniente. Diante do Cristo Eucarístico se faz necessário o silêncio. Não desejo ver a Igreja de Cristo se transformar em um culto neo-pentecostal. - See more at: http://ocatequista.com.br/archives/12312/comment-page-2#comment-123184
Responder | Responder com citação | Citar
0 # José Luis 25-02-2014 11:28
Gostei da abordagem. Atuo na RCC e tenho consciência dos poréns que de vez em quando precisamos enfrentar. Convivo com alegria e satisfação com todos os movimentos e pastorais da nossa Igreja. Há quase 20 anos vivencio mais intensamente a minha fé através desse movimento eclesial. A submissão ao Papa e ao Catecismo sempre foi marca nessa vivência.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Leticia Vieira 25-02-2014 11:25
Amém! Participo da RCC desde pequena e concordo inteiramente com este artigo! Parabéns O Catequista <3
Responder | Responder com citação | Citar
0 # João Paulo 25-02-2014 11:23
Pedido para o autor do artigo. Por favor explique melhor e se possivel com fontes a afirmação de que a RCC teria nascido em meio protestante.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 25-02-2014 12:13
João, há vários livros de autores carismáticos que contam detalhadamente essa história. Os professores e estudantes católicos que participaram do retiro na universidade de Duquesne estavam sob influência não só de livros protestantes, como também buscaram a orientação de um sacerdote da igreja episcopaliana. Você pode conhecer essa história também em diversos sites da RCC, como estes: http://missaonsramedianeira.wix.com/medianeira#!rcc http://www.rccmogidascruzes.com.br/cal-anual/
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Daniel 25-02-2014 11:18
Excelente Texto, e é nosso dever corrigir e formar os irmãos que exageram da espiritualidade. Só fiquei na duvida sobre a oração com os anglicanos, em fonte e formação alguma li ou vi sobre isso, mas pelo o que sei a única influencia protestante que a RCC teve foi com o filme "A Cruz e o Punhal" e os jovens que tiveram a primeira experiencia estavam reunidos na Capela da Faculdade de Duquesne EUA somente entre católicos. Mas de fato é um otimo texto, estarei acompanhando todos os outros. Paz e bem :)
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 25-02-2014 18:11
Daniel, os professores que participaram do retiro na universidade de Duquesne estavam sob influência não só de livros protestantes, como também, antes do retiro buscaram a orientação de um sacerdote da igreja episcopaliana. Esse sacerdote os apresentou a uma de suas paroquianas, que realizou com eles experiências de oração. Essa história pode ser encontrada em sites da RCC.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Luciana Dias 27-04-2014 15:22
A RCC nada mais é do que um fruto amargo derivado de uma interpretação bastante liberal do Concílio Vaticano II.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Marcelo 25-02-2014 11:14
bom dia ! "Olha, não gostei.... Como carismático não gostei ! PORQUE NA TORCIDA DO BOTAFOGO ? SÓ PORQUE TEM FOGO ? RS No hino do meu time tem o nome de Jesus. Isso basta...rsrsrs" Brincadeiras a parte, o texto está muito equilibrado. Não esqueçam da falar da Beata Helena Guerra. Sem ela, a conexão com o magistério ficará incompleto. abs MR
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 25-02-2014 15:19
kkkkkkkkkkkkkkkkkkk! faltou no desenho o cordão com crucifixo grande, de preferência o de São Bento, marca registrada do carismático!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # O Catequista 25-02-2014 12:58
Marcelo, estou inteiramente de acordo com você. Também não entendi esse negócio de Botafogo... afinal, se a pessoa se converteu de fato, tem que ser Flamengo! rs...
g">
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Dáltoni 26-02-2014 11:29
Meus irmãos, temos que parar de interpretar a bíblia a nossa maneira! São Pedro é muito claro em sua 1ªcarta, quando diz SEDE SANTOS!(IPe 1,6a; cf. Lv 11, 44b). E sabemos que Jesus é o Santo dos SANTOS! Então, convertei-vos, pois o reino dos céus está próximo!!rs E olha que os sinais estão por aí... Curintia campeão da liberta... Túlio "fez" o gol 1.000... Ricardo Teixeira saiu da CBF... Daqui a pouco o flu paga da dívida da segundona e o Rogério Ceni pendura as chuteiras....rs aí já viu... \o/ OU SANTOS OU NADA! =D
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Harun Salman 25-02-2014 13:27
Flamenguistas parecem bactérias! Pode-se não vê-los, mas estão presentes em todo o mundo e se multiplicam velozmente! Sabiam que o Santuário de Kibeho tem uma imensa torcida pelo Flamengo? A culpa é minha. Há anos, levei camisas de vários times, de presente para a garotada e a que fez mais sucesso foi a camisa do Flamengo! E eu não sei quase nada sobre o Flamengo! Minha última referência é o Zico...
Responder | Responder com citação | Citar
0 # valeria 25-02-2014 15:46
Acho que vc nao levou a do corinthias colega pois iria fazer muito sucesso kkkk
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Gêneto eugenio 25-02-2014 15:04
Harun o pouco que sabe é o que ficou, no Flamengo até hoje Zico e suas viúvas que sonham em um dia ver outro passando por lá kkkkkkkkkkkk......#Nuncaserao. "A benção João de Deus"!!!!!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Gêneto eugenio 25-02-2014 15:40
uashuaushaushaushaushausha...
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Harun Salman 25-02-2014 15:34
Cuidado com a zoação em cima do Flamengo! A Viviane pode te bloquear! Esse lance de manto sagrado... Catequista pode excomungar também...?
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Gêneto eugenio 25-02-2014 15:29
Cricket aqui na terrinha vinha adaptado com nome de TACO e que modéstia parte rsrsrsrsrs eu era fera. Sobre o Flamengo teve sim,...Acho que não...espere, acho que sim, só não lembro os nomes kkkkkkkkkkkk
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Harun Salman 25-02-2014 15:15
Mas o Flamengo teve outros bons jogadores, depois do Zico, não teve? Eu é que não conheço! Já joguei cricket, no colégio! Mas parece que, fora da Inglaterra, ninguém gosta!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 25-02-2014 13:31
AHUAHAUHAUHAUAH! Mas gente, aquele manto rubro-negro é tão sagrado que as criancinhas de Jesus o reconhecem e o preferem, em qualquer parte do mundo!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Harun Salman 25-02-2014 15:09
Deve ser verdade... As crianças que receberam as camisas do Flamengo costumavam se exibir com as camisas dizendo que eram "do time de Jesus"! A camisa praticamente virou uniforme para ir à Missa, a ponto do Padre Peters, responsável pelo Santuário, na época, ter que explicar numa homilia que todos os times são de Jesus. As crianças não acreditaram muito, não. Fiquei com sentimento de culpa e tive que pedir ajuda a alguns pequenos empresários do Brasil para comprar mais camisas do Flamengo para a criançada!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Airton Lino 25-02-2014 14:11
kkkk Gostei Vivi!!! =)
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 25-02-2014 11:25
Sim, temos que citar a Beata Helena Guerra num próximo post. Abraço!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # NILCELY MARIANO DA SILVEIRA FERNANDES 25-02-2014 11:05
Agradeço ao ESPÍRITO SANTO por esta corrente de graça derramada na Igreja nos tempos em que vivemos, pois, necessitávamos mesmo de um novo fervor, de uma nova unção para corresponder melhor à nossa identidade de católicos apostólicos romano. Gostaria de deixar aqui o meu louvor e agradecimento à DEUS que nos presenteou com esta grande graça! Quanto aos exageros deixo aos cuidados dos Bispos que são aqueles constituídos para pastorear cada qual o rebanho à eles confiados. DEUS SEJA LOUVADO!!!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Mauro 25-02-2014 11:03
Agradeço generosamente o texto referente a RCC pelo blog "O Catequista"; sou um Católico conservador,porém faço parte da RCC, sirvo a Santa e amada Igreja com imenso amor e participo de muitas eventos da RCC, são raros os eventos onde vejo erros de condução por parte de pregadores ou Ministérios de Músicas; mais esses erros acontecem e sei que esses erros são pessoais e não erros vindo da Coordenação Nacional da RCC, por isso vejo esses erros com um olhar digno de pena.A humildade e benevolência é um ato Cristão, que possamos amar e respeitar aqueles que nos criticam.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Cadu Sindona 25-02-2014 10:56
Texto equilibrado como sempre Vivi. Parabéns.
Responder | Responder com citação | Citar
+1 # Felipe Ribeiro 25-02-2014 10:42
Vamos ver quando começar a falar das bizarisses neopentecostais que acontecem mais frequentes do que isoladas, se vai estar esse amor nos comentários. Catequista, quando for falar dos dons carismáticos, aconselho a leitura da obra do Pe. Adolf Tanquerey, Compendio de Teologia Mística e Ascética, pq ele trata muito bem sobre os autenticos carismas católicos e não as práticas herdadas do protestantismo. Eusebio de Cesareia, já falavam das loucuras pentecostais em sua epoca. “[...] um dos novos crentes, chamado Montano, quando Grato era procônsul da Ásia, deu acesso ao inimigo, levado pela ambição imoderada de ocupar os primeiros lugares. Como um possesso, em falso êxtase, pôs-se a falar em seus excessos, a proferir palavras estranhas e a profetizar de forma inteiramente oposta ao uso tradicional conservado pela antiga tradição da Igreja[...]” Eusebio, Bispo de Cesaréia (Séc IV) Historia Eclesiastica 5,16,6
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Harun Salman 25-02-2014 15:30
Tanquerey! Há anos não ouço ninguém falar dele! Foi um dos primeiros autores que eu li! Fez uma diferença enorme na minha vida! A visão global da espiritualidade cristã que ele oferece é precisamente um antídoto para o sectarismo identificado em alguns movimentos recentes na Igreja! Grande Tanquerey!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 25-02-2014 16:51
O David, do blog Tradição em Foco com Roma, sempre cita Tanquerey.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Harun Salman 25-02-2014 17:08
Tanquerey, entre outros méritos, tem o de apresentar um resumo das várias correntes espirituais do Catolicismo. Ajuda muito a diferençar, por exemplo, o franciscanismo da espiritualidade carmelitana. E, por extensão, ajuda cada um a identificar, na Igreja, o que lhe é mais adequado. Um gigante, o Tanquerey!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Harun Salman 26-02-2014 15:52
Vocês são incríveis! Caramba! Tanquerey! Eu descobri que existe uma edição brasileira recente, à venda pelo site da livraria/editora Ecclesiae. Mas o Alex conseguiu descobrir a minha velha edição! É uma jóia! Claro, não dá pra ler o livro todo no carnaval. Digo, ler bem! Mas o que vocês lerem, vai fazer diferença, acreditem! Um imenso abraço! Tanquerey! Uau!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 26-02-2014 15:36
Vou ler também! :)
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alex 26-02-2014 15:14
Meu caríssimo Harun, por incrível que pareça, eu achei o tal livro... Já baixei e vai ser meu programa de Carnaval!!! Baixei no link http://www.obrascatolicas.com/livros/Teologia/compendio%20de%20teologia%20tanquerey.pdf Valeu pela dica!!! Fica com Deus!!!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Harun Salman 26-02-2014 10:55
Mas será que esse livro ainda está no prelo? É muito antigo! E nunca foi lá muito popular! O "Compêndio de Teologia Ascética e Mística" é ótimo, se alguém encontrar em algum sebo, compre! Metade das discussões sobre visões, aparições, a importância das devoções... não aconteceriam se essas pessoas lessem o "Compêndio". Livrão!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Alex 26-02-2014 07:32
Primeiramente, saudações!!! Vocês poderiam indicar algum livro dele? Cutucaram a minha curiosidade!!! rsrsrs
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 26-02-2014 10:43
Oi, Alex! Uma obra famosa do Adolph Tanquerey é a Teologia Ascética e Mística.
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Douglas Pereira 25-02-2014 10:36
Muito bom mesmo!! Também sou carismático, mas não sabia desses grupos de oração que pregam a teoria da prosperidade; essa teoria não é um pouco herege? Com certeza vou acompanhar essa série, pois sei que vai me ajudar muito na caminhada pela santidade e a salvação, com certeza, vai edificar muito minha fé!! Louvado seja Nosso Senhor Jesus Cristo \o/
Responder | Responder com citação | Citar
0 # A Catequista 25-02-2014 10:54
Douglas, sim, a Teologia da Prosperidade é totalmente herética. Faz as pessoas buscarem a Deus pelo motivo errado, esperando acima de tudo bênçãos materiais. Tem padres por aí que realizam em suas paróquias a "Semana da Prosperidade". O povo prospera mesmo? Não sei. Mas os padres... ganham muito dinheiro, ah ganham!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Rafael Fuzisawa 25-02-2014 11:33
Que coisa triste! Porque, quando ingressei ao movimento carismática, uma das primeiras coisas que aprendi é o quanto essa teologia da prosperidade é balelinha =\\ rezemos por eles!
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Fernanda Silva Rieger 25-02-2014 10:23
Parabéns equipe do O catequista, estávamos precisando desses post sobre o RCC. Como vcs sabem esse assunto por vezes fervilha no EDD, e em quase todas as paróquias existe esse movimento. Fiquem com Deus, aguardando os próximos 'capítulos' ;)
Responder | Responder com citação | Citar
0 # Christiane 25-02-2014 09:03
Muito bom! Sou da Renovação Carismática, amo esse movimento, mas não sou cega aos seus defeitos, muitos deles oriundos das zé-lesices de alguns membros que não se preocupam em ter uma formação, um mínimo de estudo e muito menos querem ter submissão aos estatutos aprovados pela Igreja. Estes poucos fazem muito barulho e acabam passando uma imagem negativa e totalmente diferente do que a Renovação Carismática realmente o é. É nossa obrigação enquanto membros esclarecidos que façamos este resgate interno para que toda a Igreja tenha o reavivamento do Pentecostes! Aguardando ansiosamente o resto! :)
Responder | Responder com citação | Citar

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Publicidade
Publicidade