Doutrina gay no Jardim de Infância

bebe_macho

Nas redes sociais, tem sido muito compartilhado o vídeo de uma matéria da Rede Record (perdoem o palavrão, foi inevitável) sobre a distribuição de uma cartilha altamente pornográfica para os estudantes do IFRJ – Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (que não viu, confira aqui o vídeo).

A capa do material, voltado para os gays, traz essa chamada meiga:

cartilha_pornografica_gay

Muita gente ficou chocada com a notícia, afinal, o IFRJ possui alunos de até 13 anos. Mas pros ativistas gays, não há limite de idade para aliciar discípulos. Eles agora estão entendendo suas garras para as crianças da educação infantil.

Que tal obrigar crianças de 10 anos a fazerem uma “pesquisa” na internet sobre somo se faz sexo anal, sexo oral, sexo grupal e outras perguntas mais apropriadas pra candidatos a trabalhar na zona? Foi o que aconteceu no ano passado, em uma escola pública de Minas Gerais.

Achou que não podia ser pior? Errou. Nos Estados Unidos, boa parte das escolas já doutrina as crianças do jardim da infância de acordo com a ideologia gay. O vídeo a seguir é estarrecedor, e nos dá uma clara ideia da dimensão que tomou essa desgraça.

É angustiante ver, a um dado momento do vídeo, um homem dizendo às crianças que o fato dele ser gay lhe dá muito mais energia para ser um professor melhor, um profissional melhor e um amigo melhor. Pergunta que não quer calar: essas qualidades entram pelo rabo? Deixa ver se eu entendi: uma dada criatura é medíocre tanto nos aspectos profissionais quanto afetivos, aí ela enfia uma linguiça no brioco e se torna uma pessoa melhor? Ahnnnnn… tá.

(O vídeo está com legenda em espanhol, dá pra entender legal. Pra ajudar: o termo “kinder” significa jardim de infância)

Do ponto de vista legal, cada um tem o direito de fazer da sua vida sexual o que quiser. Mas ninguém tem o direito moral de impor a sua ideologia sexual às crianças, até mesmo contrariando e passando por cima dos valores da maioria das famílias.

38 comments to Doutrina gay no Jardim de Infância

  • Luis

    E isto vem de “gente” que chama os padres de pedófilos. incrível. A ONU (ou deveria chamar ANUS?) é uma das grandes incentivadoras da homossexualidade e promotoras destes “ensinamentos” entre as crianças.

  • Isso é um absurdo! Onde vamos parar??????
    Sem hipocrisia, sério. Sexualidade é um assunto sim que tem que ser tratado, ainda mais que hoje em dia temos a INFERNET (Internet se torna infernet nesses casos), a TV (que exala sexualidade até mesmo em certas programações infantis…), mas é um assunto que tem que ser tratado em família, com a interferência apenas do Espírito Santo! Eu acho que depois dos dez anos, quanto mais cedo for tratado melhor….Penso que é melhor nossas crianças aprenderem conosco do que por ai afora, e infelizmente a precocidade de nossas crianças nestes assuntos é absurda.

  • Catequista, não vi os vídeos (vou tentar ver em casa). Mas muito bem abordado, temos que falar, temos de nos revoltar e manifestar nossa indignação.

    para ajudar na reflexão, segue um texto muito elucidativo do Paulo Vasconcelos Jacobina, publicado hoje na Zenit

    O casamento e a homoafetividade
    Reflexões de Paulo Vasconcelos Jacobina, procurador regional da república e mestre em direito econômico

    http://www.zenit.org/pt/articles/o-casamento-e-a-homoafetividade

  • Paulo

    Interessante é que o Prof. Olavo de Carvalho vem falando do “gayzismo” há bem uns 20 anos… Quando até o mais beócio dos seres sentir na pele a proporção que isto está tomando, vai pensar: “pô, não é que ele tinha razão…” – mas aí ja será tarde demais.
    Como a “causa gay” faz parte do aparato ideológico do estado comunista-ateu sob o qual vivemos, não é difícil imaginar nosso futuro próximo, já que o Cristianismo (verdadeiro) é especialmente incômodo para eles. Na verdade, desde a escola de Frankfurt se estabeleceu que o passo imprescindível para a implantação do socialismo seria a destruição do Cristianismo.
    É, meus queridos, “winter is coming”…
    Mas não devemos jamais desanimar da Fé, pois temos a promessa da perenidade da Igreja, da salvação de seus filhos e do fim da iniquidade. Para nós que vivemos nestes tristes tempos, ainda mais que para os primeiros apóstolos, o Livro do Apocalipse é verdadeiramente um livro de esperança!

    • Daniel Pires

      A guarda da noite deste mundo é infalível.

    • Carlos

      Em um mundo onde tudo muda aceleradamente e cada mudança parece ser um fato isolado e desconectado de um todo coerente, é preciso buscar uma perspectiva conjuntural e histórica para perceber as conexões e as linhas de força e poder que determinam o rumo dos acontecimentos. Caso contrário fica muito difícil interpretar as mudanças e, sobretudo as suas finalidades em longo prazo.

      E interpretar o porquê das mudanças, percebendo quais ideias, visões de mundo e, sobretudo, quais poderes estão por detrás delas, é essencial para que a pessoa humana não seja mera peça de xadrez movida por “mãos invisíveis e anônimas”, sem autonomia e consciência própria. Ainda que movimentos de cima para baixo me condicionem contra minha vontade, o fato de saber quem está me batendo, pode ser o começo da minha autodeterminação.

      Quando o papa Francisco se esforça por alertar o mundo acerca de uma feroz “colonização ideológica” em curso, a mídia só vê a ponta do iceberg na superfície das águas e não percebe – ou finge não perceber já que ela é parte ativa na manipulação – o que ele diz.

      Mas autores cheios de lucidez como Aldous Huxley, previram boa parte das coisas que ocorrem e ainda ocorrerão, neste nosso mundo ideologicamente determinado de cima para baixo e desde bastidores ocultos.

      Por isso, sugiro sempre a leitura do seu clarividente e profético livro “Admirável Mundo Novo” que mostrou com 80 anos de antecipação, muito do que a gente presencia hoje.

      O filme abaixo é baseado naquela obra prima de Huxley. Destaco dois momentos fortes do filme:

      1:36:36: A simples menção da palavra “pai” provoca o escárnio geral.

      2:52:29 : Esses que ainda chamam pai de pai, no “admirável mundo novo” previsto por Huxley são tratados como aberrações zoológicas.

      Quando esses condicionamentos comportamentais se tornarem comuns, talvez poucos se lembrarão dos pretextos outrora alegados, na origem disso tudo: “defesa de minorias “sexuais” contra a discriminação”.

      Ocorre que elas tem que ser mesmo defendidas e ajudadas a se defenderem , inclusive contra quem as usa como massa de manobra, cobaia e pretexto para objetivos de longo prazo, de cuja intenção real elas nem sequer desconfiam.

      https://www.youtube.com/watch?v=4_xV

      Talvez valesse à pena vocês comentarem sobre ambos (livro e filme) nas vossas sessões do catelivros e catefilmes.

  • Marcos

    TÁ TUDO DOMINADO!!!
    A coisa tá feia, vou colocar um vídeo, desculpe se for impróprio(pois mostra a ação dos gayzistas) favor remover, é do BOLSONARO, mas dá bem uma noção do que anda acontecendo no Brasiuuuu sob os mansos e inertes olhos da CNBabaca.
    abs
    http://www.youtube.com/watch?v=X6PRRVQhyOo

  • Marta Borges

    Vergonhoso!!!!!

  • Karen Medeiros

    Olá Catequista! Antes de tratar do tema da postagem, gostaria de dizer que estou amando o site. Sempre fui católica, e de três anos para cá enfrentei situações muito adversas na vida. No meio da turbulência, Deus permitiu que eu renascesse como católica. Passei a estudar muito, das coisas mais maravilhosas às ovelhinhas quase desgarradas da nossa Igreja.

    O padre da minha paróquia me chamou à missão que eu já sentia no coração: ser catequista! Foi uma emoção! Não pude assumir ainda, pois a tempestade ainda não passou de todo, mas sinto que Deus tem agido demais na minha vida para que a vontade Dele se cumpra! Enfim, estou sempre me preparando, estudando com mestres como o Pe. Paulo Ricardo (nem preciso dizer mais, né?). Mas faltava um site de catequistas para catequistas, aonde a TL fosse de fato colocada no seu lugar, onde não houvesse nem a ortodoxia radical e crítica e nem a relativização corrosiva, onde não se ficasse em cima do muro em questão de aborto e homossexualismo. Só o que tenho para dizer é que estou muito feliz em encontrá-los, minhas orações diárias incluirão os administradores deste site. Acabei de chegar, e ainda não tive tempo de ler todas as postagens, mas percebo que esse equilíbrio católico, que faz tanta falta e que vocês tem para passar aos jovens, é uma graça do Espírito Santo. Tenho certeza que foi Deus que colocou vocês no meu “caminho virtual”!

    Perdoem-me o prolongamento (e o assunto destoante). Fiquem na Paz de Cristo, e que Deus os abençoe nesta missão! Sua irmã em Cristo,
    Karen

  • Ester

    Gostei do artigo, embora infelizmente essa seja a realidade do país. No cenário atual, vivemos a “ditadura dos oprimidos” onde subdivide as pessoas em dois grupos no qual ou você compactua com essa ideologia e a pratica, ou é perseguido.

  • Tudo isso é mais uma prova da perseguição e do ódio à verdade já profetizado pelos Apóstolos e que repousa no Depósito da Fé.

  • E não existe ditatura gay?
    #ahamclaudiasentalá

  • Rafael

    Cara, gosto muito das matérias desse site, como aborda alguns assuntos, mas acho que quem cria o texto, esta colocando muito a sua opinião dos fatos, o seu parecer sobre o assunto.
    A matéria é séria e preocupante, mas a forma como foi escrita, com o linguajar, parece mais pessoal do que informativo.
    Se eu estiver errado me desculpe, mas como um blog bem famoso, católico e com nome de O Catequista, acho que fica meio estranho esses textos pessoais.

    • Oi, Rafael!
      Bem, você não é o primeiro que acha o nosso linguajar “meio estranho”. Entretanto, lhe pergunto: dissemos alguma coisa errada? Falamos alguma mentira?
      Nunca nos propomos a ser um blog jornalístico, com uma abordagem formal. Somos amigos comentando as coisas da fé, da história da Igreja e do mundo, como quem está em um papo de boteco.

      Se não pecamos contra a verdade, porque nos bates? rs
      Sim, esse blog é muito, muito pessoal. Se fosse só para informar e deixar de lado a nossa impressão, bastava colocar os vídeos aí, sem escrever nada. Isso outros blogs fazem muito bem. Mas nossa proposta é outra. Agora, cabe a cada um avaliar se se indentifica com o nosso jeito de falar as coisas, ou não. Nosso único compromisso é com a Tradição da Igreja e com a verdade.

    • Janes

      O testemunho de fé que não é pessoal, não é testemunho. A catequese informa mas também comunica a experiencia de Deus vivida e a nova mentalidade da vida em Cristo.

      Uma catequese analítica que aplica a doutrina revelada aos casos concretos, mostra que a fé não pode estar separada da vida. E o estilo pessoal ao comentar os fatos da fé, mostra claramente como a pessoa de fato incorporou, tornou a fé carne de sua carne, a ponto de ser capaz de uma síntese pessoal.

      Eu também diria quase todas as coisas ditas pela equipe de O CATEQUISTA de um modo totalmente diferente e certo número de pessoas se identificaria com esse modo. Mas isso não implica qualquer juízo de valor quanto ao modo como essa equipe diz as coisas.

      Na igreja de Deus há espaços – na única fidelidade ao mesmo Senhor e sua igreja – para vários estilos de evangelização.

  • […] escandalizado? Então assista aos vídeos compartilhados pelo pessoal d’O Catequista, mostrando como a doutrinação gayzista já está chegando às escolas brasileiras – as mesmas, […]

  • Felipe

    Seguinte: A tempos tenho duvidas sobre isso, já discuti com o meu pároco sobre isso e não cheguei a uma conclusão, então já que veio a oportunidade (com os videos ai) hehhe…

    Parece que a Igreja considera furto (pecado) o uso de propriedade intelectual (musica, filmes, fotos, livros) meio que pirata, ou seja sua utilização sem autorização do autor. Ultimamente tenho me questionado acerca de até onde vai isso. Tipo, às fotos e vides que vocês(e todos os blogs seja qual for o assunto), e aquelas que todo mundo usa em face, twitter e tumblr por exemplo creio que não tenham a autorização do autor para tal (por exemplo o ultimo video daqui). Então surge a duvida estariam pecando ao fazer isso?

  • Luis

    Olha, o termo “doutrinação”, segundo Olavo de Carvalho, já não é o correto. Doutrinação é coisa do passado.
    Vou ver se encontro o aúdio em que ele fala isso, mas de fato a explicação dada por ele me pareceu bem convincente.

  • Thiago Ventura

    Boa tarde, equipe do “O Catequista”.
    Mais uma vez dou-vos o meu parabéns, vocês arrebentam. E a respeito da matéria, está corretíssima. Estudo pedagogia e tenho uma notícia que contribui com tudo que foi falado: somos “ditados” a falar que tudo é normal,que tudo é aceitável, que isso é o certo e etc… Os professores já saem da universidade com um aspecto, uma forma toda moldada pela mesma para que suas ideologias possam ir “além fronteiras”, no caso, até as escolas. É deprimente isso, vergonhoso!
    A nós, professores ou não, cabe lutar bastante para que essa ideologia não se espalhar mais do que já se espalhou.

  • Weslei

    Olá equipe do site! Quero parabenizá-los pelo excelente trabalho que fazem! Sirvo à amada Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo há cerca de 20 anos, e fico muito feliz com esta iniciativa: a riqueza dos temas, o discernimento das respostas, o design do site (limpo, criativo e jovem), e principalmente a fidelidade e obediência que percebo em cada questão levantada, seja polêmica ou elucidativa, fazem deste site uma referência. Diante de tantos blogs e sites católicos, vocês se destacam nestes aspectos e com certeza, isto é um grande diferencial nestes “novos tempos em que se faz urgente novas iniciativas na evangelização!”Rogo Ao Senhor bençãos e graças sem fim para a continuação deste trabalho e também a poderosa intercessão da Virgem Maria, pois muitas perseguições e desafios virão…mas com certeza estarão preparados!

    Podemos sugerir temas? Estou divulgando aqui em nosso meio o site e quando vou sugerir algo…pronto…: vejo que já foi publicado! Ahhh…uma sugestão: poderia existir além das Tags uma lista de assuntos em ordem alfabética por tema, mais discriminada (se a idéia for tola desconsiderem..rsrrs…). Como participo da RCC e tb de outros movimentos em minha paróquia divulgo bastante o site, e estão nascendo grupos de estudo do CIC e da Palavra e com certeza muitos buscarão por curiosidade, informação ou formação por temas específicos!!! Mais uma vez: parabéns! Nota 10! Em breve vou sugerir temas…por enquanto somente saboreando os anteriores..hehheee!!

    Paz e fogo….!!!

    • Oi, Weslei!
      Os membros da RCC foram os primeiros que me acolheram dentro da Igreja. Me fizeram me sentir importante e amada, e por isso tenho grande afeição pelo movimento, e muita gratidão.

      Nos sentimos abraçados pela sua mensagem, obrigada demais. Sim, pode sugerir temas, é claro! Que o Espírito Santo te ilumine sempre.

  • Céli

    Alguém foi punido pela cartilha?

  • Cleverton Ramos

    Esses grupos são pequenos, são minoria, mas são organizados, fazem muito barulho e têm uma agenda bem definida contra a família.
    NÃO PODEMOS SILENCIAR! NÃO PODEMOS NOS OMITIR!
    Sejam diárias nossas preces e caridade aos pecadores; e também nossa luta contra o pecado.

  • Marcos Mendes

    O governo tem um discurso de “Os seus pais são ultrapassados, vem aqui que eu vou te ensinar a sexualidade corretamente”, bem o tipo de coisa falada por aquele estranho que os pais proíbem os filhos de aceitar balas na rua.

  • Jotacê

    ATENÇÃO, QUEM ESTIVER ONLINE:
    Neste exato momento, na RÁDIO VOX, um programa que relata o testemunho de uma mãe, com duas filhas pequenas matriculadas em um colégio Católico, onde as aulas de educação sexual são dadas a crianças de 10 anos, e a doutrinação é claramente relativista.
    Link: http://radiovox.org/player/player2.html

  • Lynne

    Sou enfermeira e ministra de música, acho que a sexualidade deve sim ser tratada, mas não dessa maneira.

    O grande problema da sociedade atual é a banalização do sexo, onde crianças estão expostas à cenas pornográficas em especial pela TV, mas a internet também é um veículo que estimula, mas pelo menos tem algumas ferramentas que ajudam os pais a controlarem o que os filhos veem, mas infelizmente na rua, na escola eles estão expostos.

    Esse desenvolvimento precoce, em relação á sexualidade é um problema. Não é incomum ver meninas grávidas, quando falo meninas, são crianças mesmo de 10 anos!!! Isso porque não tem uma informação da maneira adequada em casa.

    A intenção do ministério em orientar não seria uma coisa ruim se não fosse essa forma horrorosa que eles tratam.
    Na educação sexual não se deve incentivar a prática sexual e sim orientar sobre os riscos tanto de gravidez, como doença sexualmente transmissível e tem a maneira certa de abordar o tema. Eu mesma quando trato o tema, enfatizo que a castidade é o melhor método de prevenção, já que é o único 100% eficaz. O problema é que nós que pregamos a castidade nos esbarramos com o que a mídia prega…
    Quando falo sobre o tema castidade, várias vezes me falam: “Ahhh mas a castidade é ruim…”, logo exponho minha opinião a respeito e nem sempre concordam, porque muitos já praticam.

    Entendo a posição do papa em ser contra liberar o uso de preservativo, porque se ele der o “sim” aí sim a banalização será maior…

    Quanto ao homossexualidade, penso que deve-se ter respeito com quem decide por essa vida, assim como deve-se ter respeito com qualquer pessoa, mas não incentivar a prática.

    Penso, que nós Católicos devemos sair de nosso estado de comodismo e fazer o que Cristo pede: o anunciar a boa nova e não deixar que as coisas que vão contra o que é da vontade de Deus sejam feitas. O inimigo está atingindo nas famílias e essa é uma das formas que ele está utilizando. Por que só os evangélicos se mostram contrários a essa sexualização das crianças e nós Católicos não fazemos nada? Vamos acordar e proteger as famílias gente… Acorda, o mundo está tomando seus filhos e você tá ficando de mãos atadas…

    • “Entendo a posição do papa em ser contra liberar o uso de preservativo, porque se ele der o “sim” aí sim a banalização será maior…”

      É importante enfatizar que a questão da Igreja rejeitar o preservativo vai muito mais além das consequências do seu uso, se banalizará o sexo ou não. O uso do preservativo vai contra a natureza do ato sexual criado por Deus, que deve ser sempre aberto à vida e à união do casal. Ou seja, o caráter procriativo e unitivo do sexo são as condições para que o ato seja pleno, seja conforme a vontade de Deus. Estes fins não podem ser desassociados.

      • Sidnei

        Que a camisinha é um método anti concepcional artificial e por isto não aprovado pela Igreja, porém, sempre surgem algumas questões que poderão ser debatidas, por exemplo: uma mulher que sabe que seu marido é infiel e ele quer ter relações sexuais com ela, ela poderá pedir ao seu marido que use camisinha ou não para ela proteger de algum possível contágio?. Um casal que um é soropositivo e outro não, ao praticar alguma relação sexual poderá usar camisinha ou não?. Bem, nem precisamos dizer que usar camisinha é como entrar em uma roleta russa, o qual nem todas as camisinhas são seguras e algumas falham durante o seu uso com o rompimento da mesma, por isto fica difícil alguém ir para cama com alguém que se sabe que realmente esta pessoa é soropositiva, como no caso do casal que um é e outro não é, aí a pessoa que não é assumira todos os risco no caso de a camisinha se romper, mas com relação a outro caso, o qual a pessoal também assume tal risco, mas não esta consciente se o marido é ou não é soropositivo, nesta caso o que deverá haver aqui é dialogo e compreensão, pois se o marido pulou a cerca deverá confessar isto a esposa, pedindo perdão por tal ato e a esposa se for cristã, e exercendo a caridade cristã e se realmente ama seu esposo (ou o esposo a esposa caso esta o traiu) perdoara, mas exigirá que se faça todos os testes para saber sé esta ou não com o vírus do HIV, antes disto, nada de sexo, pois mesmo com a tal camisinha, ela algumas vezes falha e somente quem é louco para entrar em uma roleta russa. Há muitas questões neste sentido, respostas fáceis não haverá, principalmente daqueles que querem que se libere geral o uso da camisinha, mas para que camisinha aos solteiros que guardam a castidade e para casais que guardam a fidelidade conjugal?. E para os soropositivos seria melhor guardar a castidade do que confiar em uma proteção de látex que sabe DEUS se irá romper ou não.

  • Tem uma piadinha assim: a uns 30 anos atrás fumar era bonito e elegante, mas dar o rabo era feio, hoje em dia fumar é feio, mas dar o rabo é bonito e elegante. Bom, vou continuar fumando.

  • breno

    É estarrecedor e nojento ! Se alguém puder dublar ou, pelo menos, legendar para o português o vídeo dos EUA, esta postagem com este vídeo pode ter um alcance bem maior. Fica aí a sugestão ! Vamos agir enquanto ainda é tempo…

  • […] Cada vez mais cedo, nossas crianças estão sendo expostas à ideologia do gênero (saiba aqui o que é isso). Se não nos mobilizarmos contra isso, em poucos anos estarão doutrinando as crianças no Jardim da Infância, tal como já ocorre nos Estados Unidos (saiba mais aqui). […]

  • Gisele

    Equipe do site gostaria que me ajudassem sobre o material que o MEC (não tenho certeza) lançou para as crianças do maternal sobre ideologia de Gênero. Gostaria do link, se possível. Obrigada.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>