Bento XVI renuncia ao trono de Pedro « O Catequista

Bento XVI renuncia ao trono de Pedro

Papa_BentoQuase não acreditei quando vi esta nótícia e, na verdade, ainda estou com um estranho sentimento de incredulidade, de quem aguarda uma notícia desmentindo a qualquer momento. Mas a verdade é mesmo esta: o Papa Bento XVI anunciou a sua renúncia ao papado.

A perplexidade é geral. O nosso amado pontífice alega falta de vitalidade e velhice, mas todos lembram que João XXIII e João Paulo II permaneceram no cargo até o fim, mesmo diante da doença. Que grandes obstáculos se colocaram diante do nosso pastor, para que ele nos deixasse assim?

Bem, seja qual for a verdade, que o Senhor continue conduzindo a barca de Pedro, para que ela jamais afunde.

Eis a notícia publicada na Rádio Vaticano:

Bento XVI anuncia a decisão de deixar o cargo. Sede vacante a partir de 28 de fevereiro. Eleição do novo Papa em março

Eis as palavras com que Bento XVI anunciou a sua decisão:

Caríssimos Irmãos,

convoquei-vos para este Consistório não só por causa das três canonizações, mas também para vos comunicar uma decisão de grande importância para a vida da Igreja. Depois de ter examinado repetidamente a minha consciência diante de Deus, cheguei à certeza de que as minhas forças, devido à idade avançada, já não são idóneas para exercer adequadamente o ministério petrino. Estou bem consciente de que este ministério, pela sua essência espiritual, deve ser cumprido não só com as obras e com as palavras, mas também e igualmente sofrendo e rezando. Todavia, no mundo de hoje, sujeito a rápidas mudanças e agitado por questões de grande relevância para a vida da fé, para governar a barca de São Pedro e anunciar o Evangelho, é necessário também o vigor quer do corpo quer do espírito; vigor este, que, nos últimos meses, foi diminuindo de tal modo em mim que tenho de reconhecer a minha incapacidade para administrar bem o ministério que me foi confiado. Por isso, bem consciente da gravidade deste acto, com plena liberdade, declaro que renuncio ao ministério de Bispo de Roma, Sucessor de São Pedro, que me foi confiado pela mão dos Cardeais em 19 de Abril de 2005, pelo que, a partir de 28 de Fevereiro de 2013, às 20,00 horas, a sede de Roma, a sede de São Pedro, ficará vacante e deverá ser convocado, por aqueles a quem tal compete, o Conclave para a eleição do novo Sumo Pontífice.

Caríssimos Irmãos, verdadeiramente de coração vos agradeço por todo o amor e a fadiga com que carregastes comigo o peso do meu ministério, e peço perdão por todos os meus defeitos. Agora confiemos a Santa Igreja à solicitude do seu Pastor Supremo, Nosso Senhor Jesus Cristo, e peçamos a Maria, sua Mãe Santíssima, que assista, com a sua bondade materna, os Padres Cardeais na eleição do novo Sumo Pontífice. Pelo que me diz respeito, nomeadamente no futuro, quero servir de todo o coração, com uma vida consagrada à oração, a Santa Igreja de Deus.

67 comments to Bento XVI renuncia ao trono de Pedro

  • Rose

    Obrigada Paulo e Cadu!!
    Oremos.

  • Rose

    Então pessoal, o que podemos esperar de Francisco I?

    • Na minha opinião, muita coisa boa!

      Bergoglio é um conservador fortíssimo e provavelmente o maior expoente vivo da Doutrina Social da Igreja, extremamente inteligente/humilde, nosso novo Papa tem um lindo caminho à frente da Santa Nau!

    • André

      Fiquei com um certo receio de ele ser adepto da tese de descentralização administrativa da Igreja, de jogar a confiança nas trágicas conferências episcopais… Talvez ele tenha usado mal as palavras, ou foi um gesto exagerado de humildade, mas o modo como ele se resumiu a Roma (o papa ser bispo de Roma não é justificativa… ‘-‘) diversas vezes no discurso chegou a ser bizarro. Teve uma hora que eu pensei: oi, meu filho, o mundo todo tá aclamando o senhor, não é só a Diocese de Roma!!? Não sei, o que vcs acharam acerca disso? O.o http://papa.cancaonova.com/primeiras-palavras-do-novo-papa/

      • André

        Mas adicionando, o que achei mais fantástico nele foi ser ultra-conservador e ultra-simples, modesto, caridoso… Tipo um Dom Eugênio Sales, só que de “fama” mundial! Espero que essa imagem santa dele sirva para quebrar o estereótipo de que conservadores são anti-sociedade, e que para amar os pobres tem que ter o manifesto comunista na cabeça e a camisa de che vestida… Se apresentar como conservador e zelador dos valores morais hoje em dia é sinônimo de auto-apresentar como preconceituoso ignorante, nada a ver, lastimável!!! Enfim, Vivi e Alê, ouvi falar que ele é, assim como Scola, mto próximo do Comunhão e Libertação de vocês, parabéns, deve ser uma alegria em dobro ter um papa do movimento! O do qual eu faço parte, os Focolares, só o tinha como representante o famigerado D. Braz, que eu rezava pra que não fosse eleito de jeito nenhum (por ser progressista, não por fazer parte do meu movimento querido :))kkkkkkkk

      • Eu penso que não há assim tanto desdobramento vindo só da Urbi et Orbi, eu fiquei muito feliz por ser um cara extremamente simples e extremamente caridoso: Dom Bergoglio é sem dúvida um dos maiores expoentes da DSI vivo, sem contar que é ortodoxo na fé e na moral.

        A única ressalva que faço é na liturgia: sobre isso eu pouquíssimo sei.

        • Rose

          Pois é Cadu, tbm compartilho da sua opinião. Gostei do Papa Francisco. Já falei com meu noivo que dp que nos casarmos – que será em breve- vou encarar os estudos. Já ouvi e li tanta baboseira com respeito ao Papa Francisco que fico estarrecida. Estão o criticando por ser conservador, que assim, a Igreja Católica “vai perder ainda mais os fiéis para os crentes”…e por aí vai as asneiras. Infelizmente, não tenho tanto conhecimento para refurtar…snif.
          Que Deus, com intercessão de Nossa Senhora ilumine nosso Papa.

        • André

          Cadu, nos comentários de um dos últimos posts do Frates in Unum vi muuuuitos comentários demonstrando a mesma apreensão que a minha (aliás, muitos pareciam demonstrar um pré-julgamento acerca dele exagerado; eu continuo radiante de alegria e exultando a Deus por ter um novo pastor que me guie, como também rezando muito e depositando confiança em seu pontificado). Porém, nada nos impede de analisar alguns fatos… Nesses comentários, muitos estavam falando que ele é anti-missa tridentina e tentou impedir a implantação do Summorum Pontificum em sua arquidiocese. Bem, meu encanto e admiração por ele não não desapareceu por essas “denúncias”, mas um pouco de precaução e racionalidade não faz mal nem denigre a Fé e a Confiança em Deus de ninguém. O Paulo Ricardo, que já disse uma vez aqui que prefere assistir missa no rito extraordinário e mudou de paróquia por causa disso, poderia nos informar melhor, se souber de algo. http://fratresinunum.com/2013/03/13/francisco-papa-multidao-atonita-em-sao-pedro/

          • Eu li André que na verdade o Cardeal Bergoglio até construiu uma capela só para que os padres pudessem, se desejassem, celebrar a Missa no Rito Extraordinário, e acho que ele não anulará a Summorum Pontificum pelo simples fato de haver algumas congregações (como a Adm. Apostólica São João Maria Vianney, em plena comunhão com a Santa Sé) que só celebram na forma extraordinária, e não acho que ele arriscaria que eles se separassem de novo.

            O problema mesmo, é que ele já descumpriu o Missal em algumas ocasiões [ ;( ] e elas foram televisionadas [ ;( ;( ;( ].

          • Andre

            Eu vi :'( foram descumprimentos “bestas” de certas rubricas, perto dos abusos gravissimos que presencio constantemente nas duas paroquias q eu mais frequento… porem, esse despojamento liturgico vindo logo do Papa pode servir como justificativa dos avacalhadores de Missa para continuarem celebrando indignamente os santos misterios, aquilo que NSra da Sallete tanto temia… :/ Mas nesse inicio de pontificado prefiro orar a julgar; esperar a preocupar-me.

  • Lucas

    E agora, gente? O papa era visto como conservador pelo que dizem os comentários acima, mas hoje é tachado até de comunista. O que houve? O que fazer? O que pensar disso tudo?

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>