Deputado ex-BBB assume: para aprovar casamento gay, é preciso ignorar a vontade do povo

xingando

Como muitos já sabem, o deputado federal ex-BBB voltou a xingar o nosso amado papitcho no Twitter. Jean Wyllys ofendeu todo o povo católico ao disparar uma série de calúnias infundadas contra a Igreja – que, há séculos, é a maior instituição caritativa do planeta.

Da primeira vez em que o senhor deputado acusou Bento XVI de ser um “genocida em potencial”, nós publicamos uma resposta aqui no blog (“Vai tomar na Cuba”). Agora, o deputado disse que a Igreja apoiou o extermínio de judeus pelos nazistas. Bem, fico em dúvida se dou crédito a ele, ou ao cientista judeu Albert Einstein:

albert_einstein“Somente a Igreja ousou opor-se à campanha de Hitler de suprimir a verdade. Nunca tive um interesse especial pela Igreja antes, mas agora sinto um grande afeto e admiração porque somente a Igreja teve a coragem e a força constante de estar ao lado da verdade intelectual e da liberdade moral”.

Albert Einstein, 23/12/1940 – revista Time

Gente, em quem eu acredito agora? De um lado, a opinião de EINSTEIN; de outro, a versão do Jean ex-BBB. São duas personalidades igualmente tão importantes, duas mentes que certamente podem ser comparadas em brilhantismo… Decisão difícil.

E Jean prossegue acusando a Igreja de silenciar sobre a pedofilia dos padres (e as numerosas declarações de Bento XVI? E os encontros do Papa com diversas vítimas?) e de apoiar a escravidão dos negros africanos (já explicamos isso aqui). As suas demais acusações são igualmente furadas e merecem o mesmo nível de crédito: ZERO.

Aliás, o mínimo que se exige para que uma pessoa tenha credibilidade é expressar COERÊNCIA. E isso, pelo visto, parece faltar um pouco – só um pouco, sabe – ao deputado. Afinal, ele se diz fã de Che Guevara, que odiava gays. Além disso, Wyllys é membro do PSOL, que declara em seu Programa defender o “socialismo com democracia”; entretanto, certas posturas políticas do deputado parecem não ser lá muito democráticas…

É isso que indica um vídeo de 2011, divulgado pelo Reinaldo Azevedo. Na breve entrevista, Wyllys diz que um plebiscito sobre o casamento gay “seria uma tragédia”, e que esse é o tipo de decisão que não pode ficar na mão da sociedade brasileira. Segundo ele, que quem é contra o casamento gay (ou seja, a grande maioria da nossa população) é preconceituoso e ignorante.

Magoei!

Sim pessoal, é isso mesmo: os defensores da causa LGBT estão dispostos a passar por cima da vontade do povo brasileiro, que a eles não interessa em nada. Nóis é uma gente burra, que só serve colocar esse pessoal no poder; depois, a nossa opinião é solenemente descartada. Legal, deputado! Valeu pela consideração.

Olha os socialistas “democráticos” saindo do armário aí, gente!

*****

Duas mensagem finais:

  • Pela milésima vez: católicos, tomem vergonha na cara e PAREM DE VOTAR EM CANDIDATOS DE PARTIDOS SOCIALISTAS.  Eu sei, muitas vezes não há opção, e só nos resta socialistas para votar. Mas evitem ao máximo! É bom lembrar que o deputado Jean teve pouquíssimos votos, mas foi eleito graças à grande votação recebida pelo seu colega de partido, Chico Alencar.
  • Repito aqui o que foi dito do blog Deus lo Vult: “Quem quiser fazer uma reclamação oficial à Câmara dos Deputados contra esta (mais uma!) quebra de decoro do deputado Jean Wyllys, não hesite em usar o site da Câmara“.

Pois é… no caso de certos politicos e partidos, a charge abaixo faz muito sentido.

democracia_ditadores

14 comments to Deputado ex-BBB assume: para aprovar casamento gay, é preciso ignorar a vontade do povo

  • Raphael

    É isso aê meu povo. Todo mundo fala, e twitta, o que quiser, e contra quem quiser. Mesmo sendo uma autoridade respeitada, citada e reverenciada mundialmente e chefe de Estado(Vaticano), e nada acontece…
    Vamos cornetar esse deputado que nada de bom e verdadeiro tem a dizer, e ainda por cima milita por uma causa falida que não gera qualquer tipo de fruto e benefício pra sociedade! Respeito sim, a dignidade e escolha das pessoas agora, dizer que isso é certo e fazer “propaganda” pra atrair novos e mais adeptos pra esse tipo de “prática” e estilo de vida, fala sério, né?!
    Deus abençoe.

  • Como levar a sério qualquer coisa que o Jean Wyllys diga? Ainda mais quando ele fala sobre a Igreja Católica, sobre o cristianismo no geral ou sobre o – nas palavras dele! – “doce bárbaro Jesus”?

    Aqui (de onde saiu o apelido ridículo que o gayzista atribuiu a Nosso Senhor), mais um registro da afinidade do gayzista Wyllys com o cristianismo: http://oandarilho01.wordpress.com/2012/03/20/o-dia-em-que-jean-wyllys-me-chamou-de-mentiroso/

    Eu ainda avisei pro indecoroso Jean que a acusação dele sobre a escravidão pode ser desmistificada e bem compreendida com a leitura, por exemplo, de “A Igreja Católica em face da escravidão”, de Jaime Balmes. Em resposta, ele disse:

    “@oandarilho01 Recomendar proselitismo em livro não vale. Quero ciência, História… E a História diz o contrário desse proselitismo.”

  • Ah! Pouco depois dessa resposta ele bloqueou sua conta no twitter. Patético.

  • Leo Moreira

    Pior é que em certo ponto ele tem razão, esse povo desinformado é que votou em Lula, Dilma e nele. Só não consigo entender como , por exemplo, nas questões citadas por ele como sendo aprovadas pela população em plebiscito, ele “representante” do povo ainda assim seja contra. Outra coisa; os acima citados são contra a vontade do povo, todo mundo sabe e, ainda assim, eles são eleitos? Xiii, não dá pra entender mesmo. rs
    Queima a rosca e o filme de uma só vez esse cara.
    Alguém que teve como vitrine o que de pior existe no cenário televisivo mundial, pelo menos para as tvs abertas, criticar o mesmo povo que o elegeu por dar credibilidade ao Papa? Ah, tenha dó! Vou ser bem sincero, se não lutarmos e não nos posicionarmos veementemente contra essa ditadura da bunda e “democracia” dos peitos, ou seja lá o que venha a prevalecer como característica dominante dessa nova ordem social,seremos qualquer coisa, menos livres para sermos cristãos.

  • Victor Picanço

    Gente, ninguém aqui (leitores/blogueiros) tem contato com algum congressista católico que possa, no Congresso, rebater essas mentiras e colocar o ex-BBB em seu devido lugar?

  • André

    O deputado federal eleito sem votos pelo PSOL, Jean Wyllys (eleito apenas pelo coeficiente eleitoral de Chico Alencar), também disse, via Twitter, que a Igreja Católica apoiou o extermínio de judeus pelos nazistas. O referido deputado simpático à causa socialista só se esqueceu de dizer que a II Guerra Mundial apenas teve início quando o socialismo soviético e o nazismo alemão, concomitantemente e de forma criminosa, invadiram a católica Polônia em agosto de 1939 e a partiram ao meio, e que nessa brincadeira morreram mais católicos perseguidos por essas duas ideologias totalitárias do que o holocausto judeu?

  • Não temos algum grupo de advogados católicos que possa entrar contra ele? Afinal ele esta desrespeitando um chefe de estado (acusando-o de hipocrisia e genocídio, foras as demais calunias levantadas….)

    Acredito que nesse caso temos que usar as ferramentas que a lei nos dá.

    • Eu também penso exatamente isso Philipe.
      Com esse pessoal, o mais sensato é não perder tempo com lenga lenga, e ir direto movendo um processo por difamação.

      Faze-los sentir que as acusões e calúnias à Igreja não saem tão de graça assim.

      PROCESSO NELE!

  • Essa daí é um daqueles pilantras bem fuleiras. Saca afirmações de todo tipo mas é incapaz se sustentar uma se quer com alguma base honesta e séria.

    Pilantragem, esse é o nome que designa esse pessoal. A honradez e a honestidade intelectual não faz parte de suas agendas.

  • Leo Moreira

    Verdade, eu havia me esquecido que foi eleito com o voto do povo e não pelo povo via voto. rs

  • João Guimarães

    Irmãos católicos, entrem em contato com a ouvidoria do congresso pelo seguinte link, http://www2.camara.leg.br/participe/fale-conosco/ouvidoria e façamos a denúncia contra um deputado que difama um líder religioso e chefe de estado, lembrando que o Vaticano mantém relações políticas com o governo brasileiro.

    Não fiquemos mais parados, vamos tentar fazer esse deputado arcar com as consequências dos seus atos. Vamos nos mobilizar denunciando ele, porque assim veremos se ele se retrata.

  • Vandeci

    Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos.
    Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos,
    Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons,
    Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus,
    Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te.
    2 Timóteo 3:1-5

  • jaspion

    engraçado como o Jean acredita mesmo que o Socialismo permite a “liberdade aos homossexuais”. Pois até onde a história mostrou, o socialismo foi o regime totalitário que mais perseguiu homossexuais:
    -Fidel admite que perseguiu gays em Cuba
    http://internacional.estadao.com.br/noticias/geral,fidel-admite-que-governo-perseguiu-gays-em-cuba,603155
    .
    -60 Anos de comunismo e discriminação a homossexuais na China:
    http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL1323352-5602,00.html

    quanto à Hitler…é evidente que alguns clérigos alemães apoiaram Hitler, mas oficialmente a Igreja condenou o Nazismo na carta Mit brennender Sorge do Papa Pio XI. Historiadores renomados comprovam o ódio com que Hitler atacou a igreja.

    Hitler não era cristão e nem teve apoio da ICAR:
    http://diganaoaoesquerdismo.blogspot.com.br/2014/02/hitler-nao-era-cristao.html

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>