Pornografia: quem vê bunda não vê coração

caco_pornografia_muppets

No post de ontem, falamos do silêncio que reina nas comunidades cristãs sobre a pornografia. Permanecer ignorando o problema é como querer tapar a bunda da Mulher Melancia com a peneira! Os evangelizadores devem ser capazes de mostrar aos fiéis, de forma objetiva e pragmática, quais são as consequências que a pornografia traz para as suas vidas, agora e na eternidade. É preciso dar razões, falar ao coração das pessoas e provocar uma reflexão mais profunda.

Há uns 15 ou 20 anos, uma pessoa que tivesse o hábito de ver filmes ou revistas de sacanagem tinha a clara noção de que estava sendo degenerada. Hoje, porém, a hipocrisia reina… Para tentar justificar sua prática perversa, alguns arrumam até motivos “nobres” para consumir pornografia; ela agora é vista como uma aliada dos maridos e esposas, e – pasmem! –, como um instrumento de educação sexual para os jovens.

A PORNOGRAFIA NOS ENSINA A FAZER SEXO?

Um peixe fácil que é fisgado aos montes pela pornografia são os jovens, ansiosos para “aprender como se faz”. Porém, eles precisam saber que as imagens obscenas não nos ensinam a fazer sexo: elas o deturpam, o esvaziam da sua beleza, do seu sentido. O sexo pornográfico é despido de sua original bondade, com a qual Deus o criou; é mecânico, doentio e desumano.

Pessoas que consomem pornografia correm o sério risco de desenvolverem uma sexualidade pervertida. O efeito da pornografia sobre o cérebro é como o da droga: quem começa vendo uma sacanagenzinha “leve”, logo não obterá mais satisfação com isso, e começará a buscar estímulos mais “pesados”, mais intensos. E assim, muitos começam a chafurdar na lama das imagens de sexo bizarro, de estupro, de sadomasoquismo, de homossexualismo, de zoofilia e de pedofilia.

A exposição intensa à pornografia leva a pessoa a ser sexualmente frustrada; ela obtém uma excitação temporária, mas que satisfaz cada vez menos. A razão disto é bem simples: no caso das pessoas casadas, o cérebro hiperestimulado pelo mundo do erotismo artificial já não é capaz de se contentar com o sexo natural, não ilusório; e para os celibatários, a castidade perde o sabor e o sentido. É neste ponto que muitos dão o trágico passo de transformar o sexo fantasioso em realidade; assim nascem muitos adúlteros, pedófilos, estupradores etc.

A PORNOGRAFIA PODE “ESQUENTAR” O CASAMENTO?
cha_brochante_propaganda_antiga

Em programas de TV e revistas femininas, vez ou outra aparece alguma fulana na maior cara dura dizendo que vê filmes eróticos com o marido para “esquentar a relação”. Que bonito! A observação da prostituição de outros seres humanos é a mais nova estratégia de promoção da felicidade conjugal. E desde quando é possível obter algo de bom por meio da degradação alheia?

Os casais que aderem a esse esquema, sem perceber, entram numa prisão: dificilmente conseguirão se sentir atraídos pelo outro de forma natural, sem o estímulo artificial dos filminhos de sacanagem. É o fim da afeição, da ternura, é a morte da sexualidade unitiva; não se veem mais como uma só carne, mas como duas carnes que se atracam. Só resta espaço para o sexo egoísta, humilhante, insatisfatório e desesperado.

A princípio, a pornografia pode até fornecer a ilusão de “apimentar a relação”, mas, em pouco tempo, terá o mesmo efeito que um chá brochante: acabará jogando um balde de água fria sobre o amor e a sexualidade. É o que afirmam muitos estudiosos do assunto:

“Laydon e outros psicólogos clínicos relataram que, ironicamente, a disfunção erétil é comumente associada ao constante uso da pornografia entre os homens. Um dos motivos para isso é que a constante busca de imagens sexuais e masturbação que muitas vezes acompanha isso levam à insatisfação com o próprio cônjuge. Afinal, a esposa de um homem não consegue manter uma imagem que compita com as mulheres no mundo de fantasia dos vídeos e imagens pornográficos. O consumidor normal de pornografia se prepara para desapontamentos e desintegração quase certa de seu casamento.”

(retirado do site Mídia Sem Máscara)

A PORNOGRAFIA É UM PECADINHO INOFENSIVO?

Muitos veem o hábito de consumir pornografia como uma forma de “aliviar as tensões”, como uma sacanagenzinha que não faz mal a ninguém. Porém, o efeito de suas “espiadinhas” é devastador para a alma os atores prostituídos: cada vez que alguém vê seus vídeos ou fotos obscenas, aumenta a carga de seus pecados, e na mesma medida, é ampliada a pena que o ator ou atriz pornô terá que pagar (nesta ou na outra vida).

Uma pessoa que observa com malícia a nudez de outra – ainda que seja uma foto ou filmagem realizada há anos – está efetivamente pecando contra a castidade junto com ela. Por isso, quem consome pornografia peca gravemente contra a castidade, e não deve participar da Santa Comunhão até que tenha feito uma boa Confissão.

Ouvistes que foi dito aos antigos: Não cometerás adultério. Eu, porém, vos digo: todo aquele que lançar um olhar de cobiça para uma mulher, já adulterou com ela em seu coração. (Mt, 5:27-28)

Cristo foi muito duro ao dizer estas coisas? De modo algum! Ele nos ama e nos conhece como ninguém. Ele sabe que todos os pensamentos que alimentamos se refletem no nosso modo de agir, de nos relacionar com Deus e com as pessoas. Quem polui o cérebro com pornografia e se compraz com a desgraça de outra pessoa – no caso, a prostituição dos atores pornôs – torna-se incapaz de viver a sua sexualidade de forma sadia e alegre, seja por meio do celibato, do namoro casto ou do matrimônio.

COMO SE LIVRAR DESSE VÍCIO?

Você já viu algum drogado ou alcoólatra se livrar do vício exclusivamente por meio do Sacramento da Confissão? Pode até existir um ou mais casos desses, mas devem ser raros. Para quem é viciado em imagens obscenas, a contrição e a Confissão são essenciais, é claro, mas é preciso tomar outras medidas.

Resumimos aqui as orientações dadas por alguns sites especializados no assunto (todos em inglês, não conheço nenhum em português, infelizmente).

1. “Arranque o olho”

Se teu olho direito é para ti causa de queda, arranca-o e lança-o longe de ti, porque te é preferível perder-se um só dos teus membros, a que o teu corpo todo seja lançado na geena. (Mt 5:29)

Livre-se de tudo o que possa levá-lo a uma recaída. Sem concessões, cancele os canais da sua TV a cabo ou satélite que exibem programas eróticos e limpe o seu computador de todos os materiais pornográficos. Ative o filtro “moderado” ou “estrito” do Google.

SAO_PEDRO_CEU_JULGAMENTO

2. Quebre o silêncio e saia das sombras

Se uma pessoa está abusando do consumido de comida, de bebida, do cigarro, ou está fazendo uso de drogas, é quase impossível que seu problema fique oculto. É muito provável que amigos e parentes se mobilizem para reabilitá-lo, cercando-o de conselhos e cuidados. No caso do viciado em pornografia, o mesmo não ocorre, pois, em geral, ele consegue manter o seu vício em segredo.

Então, para quem está decidido a se libertar da pornografia, uma das primeiras medidas é eleger um amigo católico, namorado(a), esposo(a) ou diretor espiritual para expor o seu problema. Essa pessoa deverá ser bem próxima, e ter a liberdade de perguntar com certa frequência como vão as coisas, se o hábito persiste, se houve recaídas. É preciso ter alguém a quem dar satisfações. Com isso, você pensará duas vezes antes de fazer “m” de novo. Além de criar vergonha na cara, de quebra ainda contará com as orações e o incentivo do seu confidente.

E lembre-se: o demônio age na mentira. Quanto mais você traz as coisas à luz, quanto mais você é verdadeiro (ainda que seja com uma única pessoa), menos ele tem poder de lhe dominar.

3. Redobre a oração e as práticas de misericórdia

Quem dedica o seu tempo às coisas de Deus deixa pouco espaço em seu coração para as coisas vãs. A oração constante e fervorosa, aliada à prática da caridade, são as principais armas para libertar o homem de qualquer mal.

Estabeleça uma rotina de oração e seja rígido com o seu cumprimento. Além disso, procure servir aos mais necessitados por meio de uma ação regular (uma ou duas vezes por semana, por exemplo), que realmente faça diferença na sua rotina.

*****

Ok, o assunto é meio pesado, mas vocês sabem que a gente não resiste em dar uma zoada. A charge animada abaixo, do cartunista Maurício Ricardo, lembra a divulgação, há alguns meses, de um vídeo do Ronaldinho Gaúcho acessando pornografia e tocando… err… tocando clarineta.

42 comments to Pornografia: quem vê bunda não vê coração

  • Karina

    Apenas uma palavra: E-X-C-E-L-E-N-T-E!

  • Tato Diego

    As pessoas me parecem que são cegas ou não percebem o quanto isso faz mal a elas (sem olhar o lado religioso) usemos a Razão nesse caso, sem esquecer do nosso Senhor!
    Perdi a conta de quantos amigos meus tinham esses vícios e acabaram ou traindo suas namoradas ou sempre vinham aquela famosa frase = “eu nao consigo mais olhar para ela(e) da mesma forma”.
    Pq será msm?
    Eu eu respondia:
    – É pq vc procurava nela(namorada) a msm atriz que vc vê no filme sua (anta).
    Isso é generalizado qualquer lugar que vou (incluindo a igreja, claro que não sao todos) escuto o “pega pega mas nao se apega” como coro de fundo quando o assunto é relacionamento.
    Muito triste ver q levam esse tipo de pensamento para um namoro, com certeza não sabem q isso aumentara muito as chances de se separarem simplesmente porque não amam essa pessoa e quererem apenas a “satisfação pessoal”. Tem os casos de pessoas que conhecem muito cedo a pornografia e acabam se desisnteressando por parceiros de sexo oposto e tantos outros casos que dariam vários post.

    O que vejo é que NÃO conheco ninguém que tenha visto,olhado, espiado, alugado, PORNOGRAFIA que tenha tirado algum proveito bom disso.

    Isso mostra também o quanto a DESCRISTIANIZAÇÃO da sociedade está ai para quem quiser ver, uma vida sem DEUS não tem porque nos preucuparmos com sexo,familia,namoro,respeito pq não existe nada acima de nós.

    Em contrapartida DEUS é inacreditável e quer através desses episodios trazer e um renascimento da santidade para escrever um novo “ato dos apostolos do seculo XXI” – Pe. Roger J. Landry, e quer que nos assumimos a causa e fiquemos firme. Estamos nos tempo dos novos Santos e precisamos responder.

    Que a força do Senhor seja a nossa”

    Ps: viviane, desculpa me empolguei escrevendo.

    A paz contigo!

  • Perfeito, Viviane!

    Sobretudo os trechos: “(…) não se veem mais como uma só carne, mas como duas carnes que se atracam” e “Cristo foi muito duro ao dizer estas coisas? De modo algum! Ele nos ama e nos conhece como ninguém. Ele sabe que todos os pensamentos que alimentamos se refletem no nosso modo de agir, de nos relacionar com Deus e com as pessoas (…)” e a continuação.

    Parabéns por não se calar. O testemunho de vocês edifica; é necessário que levantemos a voz para apontar onde está o mal, os abismos, e que também apontemos o bem, a vida verdadeira, como vocês fizeram.

    Lembro muito da frase de São Josemaria Escrivá, que aponta algo muito evidente: “É precisamente entre os castos que se contam os homens mais íntegros, sob todos os aspectos. E entre os luxuriosos predominam os tímidos, os egoístas, os falsários e os cruéis, que são características de pouca virilidade.”

    Um abraço!

  • Vera Marques

    Que maravilha!!Entendi tudo e não tenho nem uma dúvida com relação a esse artigo.Fiquei satisfeitíssima!!!

  • […] por Everth Queiroz Oliveira Eu quero aproveitar que o blog O Catequista está abordando o assunto para oferecer também uma humilde contribuição sobre este tema delicado que é a pornografia. É […]

  • Fabricio Pedro

    Viviane, muito bom texto!

    Gostaria de colocar como acréscimo um texto de um blog até conhecido entre vocês sobre o mesmo tema, com riqueza de detalhes:

    http://www.tradicaoemfococomroma.com/2012/01/pornografia.html

    Grande abraço!

  • Priscilla

    Não podia ficar sem comentar, o post está excelente. Não parem, precisamos do trabalho de vocês. Contem sempre com as nossas orações e sigamos juntos nos esforçando humildemente pelo caminho de Deus, com o coração aberto a acolher a Verdade, para que não nos falte o Amor. O amor que vocês dedicam a Cristo e aos irmãos, obrigada por isto.

    Deus nos guarde!

  • Fantástico Vivi! Perfeito! Eu oro a Deus pra que Ele possa derramar a sua graça em tantos coraçoes que precisam tanto para combater esse vicio terrivel.

    O fato é que muitos que fazem isso terão inumeros problemas no casamento e tambem pretensoes em ter muitos outros vicios terriveis. O pior mal que faz a pornografia e a masturbação é o para a alma. Um pecado gravíssimo que nos tira da graça e que se não confessado nos levara ao abismo eterno.

    É impossivel vencer? Nunca! É dificil? Muito, mas isso prova que o céu é pra quem tá afim de lutar, quem tem garra e quer a santidade! Vamos com tudo! Vencendo as trevas com a santidade e a pureza da alma que muda nossa vida!

  • Uma boa fonte sobre este assunto da pornografia é a revista americana Salvo. Alguns exemplos:

    1. Porn is Not Free.

    2. The Naked Truth.

    3. Porn in the USA.

  • Rodrigo

    No meu caso , admito a minha fraqueza , por isso assumi como defesa a comunhão diária na santa missa , jejum e oraÇão .

  • […] pornografia desenfreada que tenta nos consumir nas nossas casas, nos nossos descansos, o portal O Catequista colocou a disposição esta semana uma matéria bem completa sobre o assunto que me inspirou a […]

  • Isayas

    O INSTIGADO PANSESSEXUALISMO ATUAL E SUAS NEFASTAS CONSEQUÊNCIAS

    Fizeram-se exaustivos testes com hamsters famintos: de um lado alimentos e doutro fêmeas em cio; os animais sempre preferiram o alimento que é necessário à vida biológica.
    Quanto ao sexo, quantos há que nem são sacerdotes mas por causa da profissão tornam-se celibatários: pesquisadores, músicos, cientistas, etc., e vejam não se tratar normalmente por amor a Deus como religiosos, mas para desenvolverem-se no que julgam prioritário. Sublimaram-no em favor de algo considerado superior para si.
    O mundo atual explora, exacerba o sexo como se fosse algo necessário, com intuitos diversos e perversos, os comerciais e outros, como: para destruirem a Igreja, a fé cristã, alienando as pessoas por meio da desfamiliarização, transformando-as fáceis de serem dominadas por regimes socialistas – piores os que possuem militância ativa – por permitirem a pornografia generalizada na mídia, abordando-o de forma excitante, apenas com intuitos maléficos, criando pseudo necessidade do mesmo; de fato é um sentimento humano forte, mas controlável.
    Porém, quem se expuser às ocasiões dos pan-sexualismos dos BBBs da vida, concentrações de rock de bandas doidonas, de axés, etc., onde rola de tudo, assim como vídeos pornôs e novelas-sexo e a locais onde facilite tal sobreexcitação criando pseudo dependência, arrisca-se a se tornar refém desse vício infernal.
    O remédio eficaz é mesmo a participação constante e na vida eclesial, sacramental e firme devoção à Virgem Maria.
    Aliás, quem frequenta e ainda participa de desvios da fé cristã nesses empreendimentos como pagante de alguma forma, terá ainda que responder oportunamente por ter colaborado ainda mais na implantação do reino da injustiça.

    Aos arraigados nesse vício degradante e incidentes no VI Mandamento, além de a saúde e estabilidade de vida se arruinarem, a parceria com satanás para a eternidade desde já pode se formalizar.

  • Rayana

    Apenas contribuindo com a indicação do blog Vida e Castidade que trata muito bem deste tema e de outros relacionados e é em português!
    http://vidaecastidade.blogspot.com.br/

  • Tiago Noronha

    Fantástico, Obrigado Catequista!

  • Gostei muito do blog 😀 descobri a três dias atrás e pensei que seria só mais um blog formal e tal mas, continuando a leitura das postagens percebi que o estilo de vocês é muito dinâmico e bem popular… Parabéns! Agora serei um leitor assíduo deste blog.

  • Bemmer

    Olá amigos, conheci o site faz alguns dias, já estou no facebook de vcs e já recomendei este site para vários amigos.
    O que mais gosto é o modelo de linguagem: direta, objetiva e contemporânea.
    Deus contigo amigos.

  • Gustavo Boldrini

    Sem palavras pra descrever não só esse post mas como o blog. Temas atuais, numa linguagem simples e direta, sem blá blá blá. Todos posts me ajudam muito na minha caminhada e busca pela santidade!

    Parabéns catequistas, que Deus abençoe vocês e Nossa Mãe Santíssima interceda por suas vidas e pelo maravilhoso trabalho de evangelização na internet!

  • Rafael Vicari

    Este blog é demais! Mais um bom refugio para meu tempo livre 🙂

  • Gabriel

    Gosto muito do Blog, mas queria aqui, deixar meu testemunho.
    Descobri a pornografia e a masturbação muito cedo (12 anos) através do meu irmão. Desde então, isso vinha sendo um fardo muito grande na minha vida. As vezes passavas noites acordado visitando sites pornográficos, e cada vez menos saciado eu ia mais profundo no buraco da saciedade corporal.
    Mas, como potente jovem que sou dentro da igreja, sempre fui convidado a dar palestras, participo dos movimentos jovens na minha paróquia, e sempre fui visto com um ”rapaz santo” ou ”aquele que não peca”, e vivendo nessa situação dava testemunho de castidade, de vida cristã e tudo mais. Minha vida afetiva e sexual então, vix… nem vou falar procês não ficarem assustados.
    Ou seja, uma grande mentira. Cheguei ao extremo de comungar no natal passado (mesmo estando em pecado) só pela vergonha de ficar do banco e não ir para a fila.
    A um mês atrás me propus a fazer um retiro aqui na arquidiocese, e tomei o firme propósito de extinguir isso da minha vida. Pois bem, todas as dicas dadas acima são ótimas, e passei por todas elas. Limpar a lista de telefone, ser sincero com as pessoas que me fazem pecar, pedindo que não voltassem a me procurar, colocando filtros no computador, mas tem outras coisas que eu gostaria de sugerir, e que me fazem muito bem.

    1) Evitar as situações: Normalmente, tomar banhos demorados, ficar com a porta do quarto fechada, levar no notebook para o banheiro, ficar sozinho(a) em casa, ficar acordado até tarde… são situações que são favoráveis ao pecado, por isso praticamente aboli isso da minha vida. Banhos rápidos, a porta do meu quarto fica sempre aberta, evito ficar sozinho em casa (quando isso acontece eu ligo prum amigo ou amiga e corro pra casa dele)

    2) Mortificação da carne: Essa, eu acho a mais fantástica de todas. Oferecer mortificações corporais como penitência a tudo que eu já fiz/vi. Calma! Nada de trágico ou pesado. Exemplos.
    Abster-se de uma refeição no dia, dormir no chão, deixar de ligar o ar-condicionado, usar um sapato mais duro. Isso são coisas, que me fazem lembrar todo o dia, que a partir da dor que jesus alcançou a salvação do mundo.

    Estou a exatos um mês sem nada disso. Estou namorando e meu namoro é 100% casto. Vale a pena e é possível.

    • Gabriel, agradeço demais seu testemunho. É uma história de humildade, de fé, de perseverança e de esperança, que pode ajudar a muitos na mesma situação. Que Nossa Senhora e São José abençoem seu namoro!

    • Christiane

      Uau, que virada! Só Deus para nos dar essa força de vencer as tentações!
      Que Jesus te fortaleça cada vez mais, rumo à santidade!
      Grande abraço, meu irmão! seu testemunho muito nos edifica!

  • Vinícius de Aguiar

    Pornografia também inclui fotos de pessoas vestindo trajes de banho ou roupa íntima mas sem pegação nem revelação de partes íntimas?

    • Vinícius de Aguiar, as imagens pornográficas são aquelas de nudez e/ou sexo produzidas com intuito de provocar excitação sexual.

      As pessoas vestidas em trajes de banho ou roupa íntima não estão efetivamente nuas, mas somente semi-nuas. Então, não é pornografia propriamente dita. Porém, se uma pessoa sabe que não consegue ver esse tipo de imagem sem ser levado a pecar, então deve evitá-las também.

  • Atos

    Excelente o post! Adorei!

    Tenho lutado contra isso há um bom tempo e vou te falar: eita vício difícil de parar. Principalmente pra quem está acostumado (viciado) há muito tempo. Mas nada é impossível para aquele que crê em Cristo. Também quando comecei achava que era algo inofensivo e isso no mundo muitas vezes é visto como algo normal, mas hoje, depois de tantos anos neste vício tenho sofrido algumas conseqüências péssimas: primeiro na mente, todas aquelas imagens ficam gravadas em mim e quando fico muito tempo sem cair, aqueles pensamentos nojentos voltam e é muito difícil lidar com isso. Realmente e literalmente é uma droga! Valeu mesmo pelo post A Catequista! É muito importante abordar esse assunto, muitas vezes pecamos por omitir isso ou porque não tem ninguém maduro pra conversar. Estou há algumas semanas sem cair nisto, mas pela graça de Jesus eu estou lutando e eu sei que vou conseguir exterminar esse vício da minha vida. Por favor, orem por mim! Outra coisa que acho que ajuda muito a parar é pra onde olhamos, hoje tem pornografia em quase tudo, mas se controlarmos o nosso olhar não ficaremos pensando muito nisso, além disso orar e pedir a ajuda de Deus.

  • Estou como anônimo, pois sou um viciado em sexo, pornografia e tudo a respeito. Isso é verdade, quando estamos satisfeitos em vê pornografia, a vontade de sempre querer mais! Sou cristão católico, casado, tenho filho com a minha esposa, sou praticante do catolicismo, mas não atuo mais como catequista.

    Eu há uns 10 anos atrás comecei a me envolver muito com a pornografia, no início por causa da falta do que fazer mesmo e aos poucos essa prática maldita entrou em minha vida a ponto de chegar a praticar, namorava na época com outra mulher e eu vivia propondo “brincadeirinhas” a dois, a três, a quatro e grupal, até que surgiu o fato de querer conhecer casas de suingue no Rio de Janeiro e em São Paulo, não sei porque mas costumo dizer que Deus agiu por mim e eu nunca fui em lugares como esse e nem sequer cheguei a concretizar os meus desejos sexuais, o máximo que aconteceu foi eu transar com uma namorada enquanto outro casal transava no mesmo ambiente, sem trocas de casais, apenas pelo simples prazer de estar fazendo aquilo.

    Eu, casado com a minha esposa que é também cristã católica praticante, inúmeras vezes propus realizar sexo com outras pessoas, aí que entra o que o texto diz, minha vontade era outra, seria de ver a minha mulher transando com outro e/ou outros enquanto eu observava no estilo Voyeur mesmo. Lógico que isso nunca ocorreu e como a minha esposa foi paciente comigo, diz ela que vivia orando, pedindo a Deus que me livrasse deste mal, aos poucos eu estou conseguindo me livrar das pornografia. Lógico que as vezes me dá uma doideira e resgato tudo de novo, mas acabo deletando da minha vida aos poucos e cada vez mais com intensidade.

    Tenho algo em mim que não consigo mudar de jeito nenhum, que é praticar o exibicionismo. O que vem a ser isso? Eu gosto de comprar roupas pra minha esposa, na medida do possível e com senso do ridículo, para “expor” ela pros outros e pra outras, alimentando a minha vontade de ter um mulherão do meu lado, tipo paniquete e outras dançarinas do funk, mas acho que isso de uma certa forma me deixa conectado a ela, sou extremamente ciumento e estou conseguindo dominar esse meu lado já que eu partia pra briga quando alguém mexiam com ela na rua. Namorei a um tempo atrás com uma garota que gostava de realizar loucuras comigo a ponto de transar numa esquina movimentada, quase fazer ménage feminino com uma amiga dela e outras coisas mais. A masturbação também é um problema na minha vida, pois com ela segue o desejo de ver pornografia e diferente de alguns, eu preciso criar situações na minha cabeça para conseguir chegar ao êxtase total, muitas vezes envolvendo a minha mulher. Hoje montei o meu próprio negócio e confesso que a Pornografia está acabando com os meus negócios, se eu não me cuidar, posso acabar jogando todo o meu sonho pro ar!

    Peço a Deus todos os domingos na missa para me ajudar com esse problema, muitas coisas que viviam dando errado pra mim, eu posso dizer que foi Deus que consertou graças a minha esposa que sempre acreditou em mim. Cada dia que passa eu acho que estou vencendo uma etapa, graças a Deus muita coisa eu melhorei, mas ainda acho que tem uma longa caminhada pela frente e só o tempo dirá.

    Espero que me compreendam o fato de não querer divulgar o meu nome, mas tô tentando fazer as coisas darem certo pra mim e sobreviver a cada dia, antigamente eu não era agraciado pela fé, não conseguia ter fé…Hoje eu digo e afirmo, a fé move sim montanhas e acredite, estou vivenciando isso.
    Obrigado a todos e até a próxima.

    • Olá, Irmão!
      Agradeço por dedicar seu tempo a deixar aqui o seu testemunho. Em primeiro lugar, glórias sejam dadas a Deus pela sua esposa, que é uma mulher de fé e oração. Fico também contente pelo fato de você estar dando alguns passos positivos para se libertar, com a graça de Nosso Senhor Jesus Cristo.

      Sobre essa frase sua é que eu desejaria que todos refletissem: “…eu preciso criar situações na minha cabeça para conseguir chegar ao êxtase total”. É exatamente o que dissemos: a pornografia tira da pessoa da capacidade natural que Deus deu a ela de se “encantar” com a sensualidade do parceiro real que está à sua frente. A realidade já não basta: a mente “mecanizada” pela pornografia precisa de estímulos fantasiosos, ou de buscar situações gradativamente mais bizarras. O sexo vira uma caricatura podre. Ou seja: o capeta promete prazer, mas no fim só entrega frustração.

      Siga firme, Irmão. Jesus morreu na cruz pela sua felicidade e libertação. Ele sabe o teu nome e te ama. Confie n’Ele e siga firme no caminho da purificação, por amor a você mesmo, por amor à sua esposa e por amor ao seu filho.

      Abraço!

  • Bender

    Gente, alguem ai sabe como baixar esse filtro moderador?

    • Não precisa baixar. Basta abrir o Google, clicar na busca de imagens. Depois, vc verá no canto direito da tela, na parte de cima, um botão chamado “safe search”. Clique em “filtrar resultados explícitos”, caso o safe search já não esteja ativado. Pronto!

  • Vini

    Oi Vivi, mais uma dúvida. Eu estou lendo um livro que vai cair no vestibular no final do ano. O nome é O Cortiço, do Aluisio Azevedo. O livro descreve cenas de sexo, até mesmo lésbico. Eu não consenti totalmente com as imagens que vieram na minha cabeça, mas e aí? Eu.pequei só de ler esse livro? O que fazer?

    • Se vc não consentiu, não pecou. Se ainda assim estiver na dúvida de ter pecado, resolver o problema é fácil: confesse-se e fique em paz. Sempre pedindo a Nossa Senhora que guarde o seu coração na pureza.

  • Paulo

    Eu sempre tive uma curiosidade muito grande nessa questão sexual. Na adolescência eu tive meu primeiro contato com a pornografia e com a masturbação. No começo era vez ou outra mas com o passar do tempo as coisas foram se intensificando cada vez mais e hoje em dia não consigo ficar sem me masturbar vendo pornografia. Como sabiamente vocês disseram no post, com o passar do tempo não nos saciamos apenas com a pornografia “normal”. Passamos a buscar coisa pesadas, que em sã consciência jamais faríamos. Já vi em vários sites que a masturbação faz bem para a saúde mas devo admitir que não acredito muito nisso. Sempre que me masturbo fico mal, com a consciência pesada e me sentindo o ser mais sujo e pecador do mundo. Sou virgem e sonho com a castidade porém esse ato me coloca cada vez mais longe da santidade. Ano passado me confessei e consegui ficar um tempo sem me masturbar mas no fim foi inútil, iniciei com essa prática novamente. Estou lutando para combater esse vício para depois de curado eu possa me confessar pois sei que se me confessar agora poderei pecar novamente e me sentir muito mal. Além de tudo me sinto muito desconfortável e sem jeito de confessar isso ao padre. Como devo fazer? Que palavras usar para descrever esse pecado ao sacerdote? Gostaria que me ajudassem nessa questão e que me colocasse nas orações de vocês. Desde já agradeço!

  • Alexsander

    A muito tempo tinha dúvidas sobre isso mas nunca perguntei a ninguém. Tá tudo bem explicado. Parabéns.

  • Vitor

    Legal mas e quando retiro os canais, arquivos pornográficos do computador mas no dia a dia nas ruas, shoppings, academias etc, as moças se vestem de calças coladas, mini-saias, decotes e afins realmente fica muito difícil.

    • Eu cheguei a uma simples conclusão, olhemos para o chão e pomos algodões nos ouvidos, pois do contrário, iremos deparar a cada passo com uma situação pior que a outra. E o negócio não é só por causa de uma boa parte de mulheres que, na ânsia de querer estar vestida de acordo com a moda para se sentirem mais bonitas, acabam se perdendo numa ilusão atroz que as despem. O algodão nos ouvidos é para não escutar o que da parte de muitos homens vem; comentários que chegam a níveis tão chulos que, filme pornográfico ou a conversa deles é idêntica.

  • Anônima.

    Oi! Preciso de um conselho urgente, estou realmente DESESPERADA!
    Sou católica, virgem, nunca namorei e gostaria de viver um namoro casto. Porém, conheci um menino no trabalho, que hoje é meu amigo. Ele já me mandou umas indiretas, me chamou pra sair, e EU GOSTO DELE DE VERDADE. Parece ser gente boa, bebe pouco, me trata bem, sempre foi respeitoso comigo, diz que quer conhecer meus pais… Mas, olhando a lista de pessoas que ele segue numa rede social, encontrei, pasmem: o Papa Francisco, um padre… e uns 4 ou 5 perfis dessas mulheres que postam fotos… vcs entenderam, né?

    Não sei o que fazer, pois isso me faz presumir que:
    a) ele é um “católico” de IGBE;
    B) um possível namoro com ele facilmente me levaria a pecar – será que um sujeito que segue esse tipo de coisa preza pela castidade? A resposta é óbvia…

    Ao mesmo tempo, penso que ele pode estar seguindo esses perfis apenas para se afirmar quanto à “masculinidade” diante dos amigos, porque, sinceramente, não acredito que um menino possa achar bonita uma mulher com músculos quase de homem… Também penso que ele pode ser um viciado em pornografia, e que pode estar precisando de ajuda. Mas não sei nem por onde começar, não sou uma boa evangelizadora (não tenho, digamos, “didática”). Nunca falei com ele sobre questões de fé e religião, até porque faz poucos meses que nos conhecemos. Estou confusa! Alguém já passou por algo parecido? Seria melhor eu me afastar dele de uma vez por todas, usar a razão e tentar esquecer que sou apaixonada por ele?

    • Olha, é preciso que você CONHEÇA e conviva com ele para chegar a qualquer conclusão. Procure aprofundar a amizade com ele para ter mais segurança de quem de fato ele é. Será possível marcar programas em grupo, com amigos em comum? Essa seria uma opção mais adequada, em que você poderia ter a oportunidade de perguntar sobre as crenças dele, falar de você também, da sua fé…

      Se acaso tiver alguma festa ou reunião na sua família, quem sabe você poderia convidá-lo. Seria um ambiente respeitoso, mas que favoreceria vocês conversarem e se aproximarem de modo mais tranquilo.

      Acima de tudo, reze muito (sugiro o terço diariamente) e entregue tudo nas mãos de Deus. Peça, de coração, que se for não conforme o plano de Deus, que o Senhor não permita que você se deixe levar por esse sentimento. Mas se for conforme o plano de Deus, que o Senhor te conduza nesse sentido.

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>