Todo santo tem seu dia de Odete Roitman

odeteroitmanEle tinha grana, poder e muitas mulheres. Mas nem assim aquietou o facho. Conheceu, biblicamente falando, a mulher de um de seus súditos e ainda providenciou a morte do marido traído (II Sam 11). Trata-se, certamente, de um crápula, um homem cujo destino só pode ser queimar no máaaarmore do inferno, certo? Errado! Apesar desta sucessão de graves pecados, o rei Davi viveu e morreu no amor de Deus.

Teve que pagar bem caro, é verdade, pelos seus erros… Em sua família, nunca houve paz: três de seus filhos morreram, sendo que um deles sequestrou e dormiu com todas as suas concubinas. De incesto e assassinato entre irmãos, diversas tragédias abalaram a casa de Davi.

Porém, na sua vida, a graça foi maior do que o pecado. Se o rei muito pecou, também é verdade que muito amou. Dedicou quase toda a vida a fazer cumprir o plano de Deus para Israel, arrependia-se sinceramente e aceitava sem reclamar as punições recebidas; ouvia o conselho dos profetas, tinha reverência pelas coisas santas e procurava ser um rei justo. E, acima de tudo, não era hipócrita: Davi amava ao Senhor de todo o coração e desejava sempre agradá-lo.

Não é à toa que, depois tudo o que aprontou, o homi ainda recebeu de Deus a promessa de que o Messias nasceria da sua descendência.

silvio_santos_armario_amante

Silvio Santos mostrando como o Rei Davi se escondia no armário da mulher de Urias.

“Ah, fala sério… Amava Deus onde? Davi cometeu assassinato, adultério, onde o amor se encaixa aí?”. Sim, é desconcertante. Mas o amor de Davi a Deus era legítimo, da mesma forma que era o amor de Pedro que, mesmo triste e envergonhado por ter negado seu Mestre três vezes, ainda assim, disse: “Senhor, sabes tudo, tu sabes que te amo” (Jo 21:17).

Detivemo-nos aqui sobre o exemplo de Davi, mas pisada de bola na Bíblia é o que não falta – e não estou falando dos “bandidos”, mas sim dos “mocinhos”! Os Apóstolos, em especial, viviam tomando pito de Jesus: um pela falta de fé, outro pela inteligência débil, outro pela vaidade… Entretanto, mais do que manchas na biografia dos santos, esses relatos pouco louváveis nos encorajam em nossa própria caminhada, pois evidenciam que nenhum limite humano pode ser maior do que o poder do Espírito de transformar os corações.

Somos um povo a caminho: avançamos, tropeçamos em algumas pedras, caímos vez por outra… Mas não devemos parar jamais de caminhar. De fato, todo aquele que grita através das trevas de sua alma será iluminado:

Meu sacrifício, ó Senhor, é um espírito contrito, um coração arrependido e humilhado, ó Deus, que não haveis de desprezar. (Sal 50:19)

A misericórdia de Deus é um desafio ao nosso moralismo. Muitas vezes, concebemos o cristianismo como um conjunto de regras, que nos esforçamos para seguir. Entretanto, antes de tudo, ser cristão é reconhecer que Ele está presente, que Ele vive, que Ele nos conduz pela mão. E esse reconhecimento nos faz viver as coisas com uma alegria antes impossível, com uma nova consciência – o trabalho, os estudos, o namoro, as amizades – e, com o tempo, nos liberta cada vez mais do nosso nada.

É bem frisar: ao moralismo, não é razoável contrapor a heresia luterana de que basta ter fé em Cristo para sermos salvos, ainda que não sigamos os Seus ensinamentos (Sola Fide). Como bem disse São Tiago, a fé sem obras é morta, pois até os demônios têm esse tipo de fé (Tg 2:19). E, antes dele, Jesus já afirmava:

Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda, esse é que me ama. (Jo 14:21)

Quem quiser se aprofundar neste tema, pode baixar aqui um estudo bíblico que prova que todo santo (ou quase todo) tem seu dia de Odete Roitman. Mas, por meio da oração, da caridade e da penitência, Jesus sempre vence em nós.

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O ARQUIVO DO ESTUDO BÍBLICO

7 comments to Todo santo tem seu dia de Odete Roitman

  • Grande Davi! Para aqueles que acham que Deus não o ouve, ou não está ao lado, eis aí um grande exemplo!

  • Ramiro

    Meus parabéns! Estou ficando fã de carteirinha! A forma como é narrado o texto é de uma leveza e criatividade que dá vontade que tenha mais a ler. Que Deus te dê inspirção para aprimorar mais esta técnica que de fato , na minha crítica, já é pra lá de boa. Abraço do fã.

  • Maria Lucilene

    Meus parabéns pelo site, pelas postagens sempre bem escritas e que nos levam a conhecer mais a nossa igreja e aprofundar nossa fé.

    Leio tudo e confesso que estou ficando “viciada” nesse site. rsrs

    Obrigada a todos vocês e que Deus abençõe mais e mais.

  • Ana Paula

    Que texto maravilhoso hein!! Muito envolvente porque é escrito com o coração. Essas palavras nos revigoram. Parabéns não só pelo texto, mas também pela ideia do site, que pra mim é um instrumento de aprendizado constante 🙂

  • Jucerli Prestes

    Parabéns! Sou fã deste site! Leio todos os dias, é fruto do nosso grupo de crisma 2011: Ricardo, Paulo Ricardo e Alexandre, parabéns mais uma vez. Gosto muito dos estudos bíblicos, são muito bons.

  • Aline

    Parabéns pelo texto, Catequista!
    Mas confesso que essa questão, pra mim, é um pouco complicada. Porque a sinceridade da fé e do coração de cada um somente Deus conhece, e nós não podemos julgar. Mas, já que não podemos enxergar o coração, a única forma de conhecermos uma pessoa é justamente por suas atitudes. Se ela comete, continuamente ou com uma certa frequência, atos que não condizem com uma postura cristã, ainda que Deus a perdoe e a abençoe, que exemplo ela será em comunidade? Como poderá ser “pescadora de homens”? E é complicado também quando as pessoas usam esse argumento muito bem exposto em seu post para continuarem cometendo os mesmos erros sempre, numa espécie de ciclo vicioso mesmo, e se acomodam.
    Bom, era mais um desabafo mesmo!
    Beijos 🙂

    • Oi, Aline!
      Entendo o que vc está dizendo. Mas veja, por melhor que sejamos, não tem jeito, vira e mexe a gente pisa na bola. O que vai determinar se somos sem-vergonhas ou é o sincero arrependimento, a tomada de atitudes concretas para melhorar, para não mais voltar a pecar.

      Neste sentido, dissemos: “E, acima de tudo, não era hipócrita: Davi amava ao Senhor de todo o coração e desejava sempre agradá-lo”.

      Então, os grandes problemas são a sem-vergonhice – postura de quem não busca mudar, de quem se acomoda no erro – e a hipocrisia. Mas um coração arrependido e sincero, este o Senhor nunca rejeita. Beijos!

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>