Catecast 14 – Vocação: Hey, Ho! Let’s go!

Hey, Ho! Let’s go, Povo Católicoooooo!!!!!

Agora é hora de alegria, vamos sorrir e… ouvir! Porque o Catecast vem aí, laia laia laia! E desta vez vamos conversar sobre vocação com três seminaristas e uma postulante à vida religiosa. Informe-se e divirta-se!!!

Catecast14

 

Neste Catecast: Alexandre (O Catequista), Viviane (A Catequista), Douglas, Fabio Luiz, Zé Alixandre e Mayara Affonso se reúnem para falar sobre a vida dos vocacionados ao sacerdócio e vida religiosa! Saiba como é a descoberta da vocação, descubra o que as congregações e as escolas de samba tem em comum, entenda como é a vida no seminário e em um convento, enrole-se com os nomes de cada uma das fases até a profissão dos votos, veja como os Ramones podem te ajudar e não se esqueça: Silvio Santos vem aí!

 

CLIQUE NO PLAYER PARA OUVIR!

[display_podcast]

 

CITAÇÕES E AGRADECIMENTOS:

 

34 comments to Catecast 14 – Vocação: Hey, Ho! Let’s go!

  • Mateus Nóbrega

    Uma pequena dúvida que eu tenho.
    A grade do curso de filosofia do seminarista é a mesma dos demais estudantes de filosofia da faculdade? Já ouvi falar que é diferente.

    • Sem. Douglas Navarro

      Sim, Mateus, a grade é a mesma, com a exceção que nós estudamos, além dos filósofos gregos, modernos e contemporâneos, que são o foco das universidades seculares, a filosofia medieval (de matiz cristã católica) bem como os pensadores católicos da modernidade e contemporaneidade. Eu avalio o nosso curso como sendo até bem mais completo do que os das outras faculdades…

      • Sem. Fábio Luiz

        Porque nas universidades laicas por detrás da grade e do conteúdo tem também muita ideologia a ser “sustentada”. Difícil ver por aí um estudo sério sobre a filosofia cristã. Coisa que temos aqui no Seminário do Rio.
        Muitos também pensam que só estudamos a filosofia cristã, mas na verdade conseguimos fazer um belo panorama dos pré-socráticos até a filosofia mais contemporânea possível. Já que estamos neste mundo tão controverso.

    • Sem.

      Os seminaristas do Mato Grosso,na Filosofia,fazem aulas de Latim. além do que já foi citado pelos irmãos Fábio e Douglas

  • Amanda Furtado

    Seria legal se tivesse uma irmã contemplativa também… Não sei como aconteceria já que são enclausuradas, mas as vezes por telefone, não sei… Muitas pessoas nem sabem que a vida contemplativa existe 😀

    🙂

    Muito bom o catequest!

    • Náila Anjos

      verdade, seria bem legal, sou vocacionada das monjas clarissas 🙂 , e de vez em quando elas conversam comigo pela webcam.
      Acho que seria bom também, porque as pessoas têm muitos tabus sobre a vida contemplativa, às vezes chega até a ser engraçado o que muitas pessoas pensam sobre as enclausuradas…

      • Padre Orlando Henriques

        Uma vez (creio que em 2006), quando eu andava no Seminário, a nossa Associação de Estudantes organizou umas jornadas teológicas (era habitual todos os anos) em Coimbra, em que houve uma “mesa redonda” com vários oradores convidados, entre eles uma Irmã do Carmelo de Coimbra (de clausura, portanto), que não esteve lá fisicamente mas participou por vídeo-conferência!

        Mas, penso que, para um catecast como este poderiam até encontrar-se todos no locutório do mosteiro.

  • -Giovanny

    muito bom ! muito bom , mesmo voces são muito engraçados , e tem como falar a musica do começo ? kk

  • .

    Mas tem alguma vocação para mulher na vida religiosa em que ela possa se casar como o diácono permanente para homens ?

    • Sem. Fábio Luiz

      Atualmente existem as novas comunidades e na verdade a vocação ao matrimônio é uma das formas que se tem de se chegar a santidade. Sem família não tem freira, padre, diacono, bispo…

  • Leonardo

    Não tem nada a ver com o catecast…. Mas a Igreja considera o protestantismo uma heresia ?

  • carlos

    Ou a CNBB retira a nota politico-partidária sobre o impeachment do seu site, ou ela fica desmoralizada para sempre como filial do PT.

    Agora que a coisa se oficializou – o processo do impeachment – ela não deveria se imiscuir na esfera autônoma da politica.

    Vários jornalistas (como este abaixo) já estão denunciando E PROVANDO com fatos, o dedo sujo do partido nessa nota dita “da cnbb” :

    http://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/cultura/juristas-catolicos-evangelicos-veja-como-o-pt-usa-militantes-para-fazer-propaganda-contra-o-impeachment/

  • Oi!

    Este foi o primeiro catecast que ouvi. Muito bom mesmo. Achava que só a minha namorada tinha vocação para gastar meu cartão de crédito.

    Fiquem com Deus.

  • Ah, esqueci!

    E a formação de um religioso de uma Ordem (jesuíta, beneditino, agostiniano)? Ela segue o mesmo padrão de Filosofia e depois Teologia?

    • Mayara Affonso

      Isso pode variar de ordem para ordem, mas normalmente a formação do religioso alem da filosofia e da teologia contempla os escritos do seu fundador e a espiritualidade da congregação assim com o Carisma.
      E ainda os documentos da Igreja a respeito da Vida Religiosa.

      Paz e Bem

  • Boa noite,

    Gostaria de saber se não existe um Feed para cadastrar o Catecast em aplicativos de Podcast e assim acompanhar pelo meu smartphone. Obrigado

  • oi meu nome e rafael

    gostei muito Catecast sobre vocação estava precisando de algumas orientações ajudou um pouco
    meu paraco da minha paroquia não me da muito apoio e não me orienta
    então devo procura outro ???

    • Sem. Fábio Luiz

      Se ele não te apoia não vejo problema em procurar outro. Mas mesmo assim fale com seu pároco que você vai buscar orientação com outro sacerdote.

  • Lorrane Thamires

    Gente, minha descoberta vocacional é muito parecida com a da Mayara! Ri muito, por tantas coincidências! Tenho 20 anos, fiz 6 meses de discernimento vocacional e já tenho data marcada para entrada no postulantado do Mosteiro Cisterciense!

  • Edilson

    Poxa vida.

    Avacalharam Santa Cruz no PodCast…

    Mas a maior parte das vocações sacerdotais e religiosas da cidade do Rio de Janeiro, vêm do Vicariato Oeste/ Santa Cruz!

    • Sem. Fábio Luiz

      Sim! Só da minha paróquia de origem (São Benedito em Santa Cruz) são 6 padres (4 religiosos e 2 diocesanos), 1 diacono transitório(ordenado hoje), 3 seminaristas e 1 canditado ao diaconato permanente.

      Isso só em uma paróquia da Zona Oeste.

  • Chrystiane

    Gostaria de saber : Padre pode receber herança de seus pai que morreram? Tenho um tio Padre e ele irá participar da herança de meus avós paterno ! Isso é correto ? E sei que esse padre tem um filho que tem homem mesmo assim ainda tem sua Igreja que é em Santo Amaro em Sāo Paulo ! Vcs podem me ajudar?

  • Claudio

    Tenho uma sugestão de tópico: Falar sobre a criação. Acho este tópico muito importante, pois foi a partir de discuti-lo na escola pela primeira vez (Aula de Biologia – No 1º Colegial) que comecei a questionar algo na minha fé (Criacionismo, Evolucionismo, Big Bang, etc).

    Após um tempo, ouvi em uma homília do padre de minha paróquia, que o objetivo da bíblia não é contar histórias. Então, ele disse que Adão e Eva não necessariamente existiram, foram uma metáfora. Ouvi isso em outras discussões bíblicas também.

    Alguns amigos católicos concordam com essa ideia, outros não. Vi em uma reportagem recentemente que o Papa disse que Deus não criou o mundo com uma varinha mágica.

    Seria um tópico muito interessante para esclarecer essas dúvidas.

    Grato,

  • luiz

    Mas Adão e Eva foram criados a milhôes de anos ? A criação bíblica da a entender que forma criados instantaneamente.

    Adão e Eva foram hominidios ? Pensar que Adão e Eva forma hominidios e tiveram Caim e Abel e depois se passaram milhoes de anos e só depois os seres humanos viraram homo sapiens acho que isso entra em conflito com o relato biblico. Entendo que até entre os cristãs evangélicos católicos não há um consenso nesse assunto.

    Não seria mais harmoniso com a Bíblia o Criacionismo da Terra Jovem ?

    Luiz

  • Solange

    Não está aparecendo o Player!

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>