Jesus socialista? Conta outra piada!

socialismo_males

Os ideais socialistas de promoção do bem-estar dos pobres, à primeira vista, parecem concordar com alguns princípios cristãos. Um olhar mais atento, porém, deixa evidente que socialismo e cristianismo caminham para pontos completamente divergentes. Sobre isso, o Papa Leão XIII mandou na lata:

“Na verdade, embora os socialistas, abusando do próprio Evangelho para enganar mais facilmente os incautos, tenham o costume de distorcê-lo para atender a seus propósitos, tão grande é a discordância entre suas perversas opiniões e a puríssima doutrina de Cristo, que não se poderia imaginar uma maior: ‘Que união pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunidade entre a luz e as trevas?’ (2 Cor 6,14)”.

– Encíclica Quod Apostolici Muneris. 1878

O socialismo (que, de forma resumida, seria uma etapa para se chegar ao comunismo) não se reduz a uma teoria econômica, como muitos pensam. É uma FILOSOFIA que engloba toda uma cadeia de valores; uma filosofia que pretende dominar todas as instâncias da vida das pessoas, não só as relações econômicas e de trabalho. Do socialismo brota toda uma cultura anticristã!

“Jesus Cristo foi o primeiro comunista”, papagueiam muitos por aí. Mas o Filho de Deus jamais poderia ser comunista/socialista, pois…

…Jesus pregava a solidariedade, não a igualdade.

Jesus pregava o desapego dos bens e a solidariedade voluntária, enquanto o comunismo prevê o confisco da propriedade privada (no caso das ditaduras) ou a redistribuição artificial de renda baseada em altíssimos impostos, sem critérios de mérito (no caso dos países social-democratas).

Para o cristianismo, é natural que haja pessoas com mais bens materiais do que outras. A Doutrina Social da Igreja condena, isso sim, a excessiva acumulação de bens, especialmente quando essa o acumulador nada faz para produzir bens sociais que favoreçam a independência econômica e a dignidade dos mais pobres. Sobre isso, já falamos no post “A Igreja ensina a diferença entre capitalismo e capetalismo“.

A divisão igualitária de bens jamais esteve presente nas pregações de Jesus. Isso fica evidente nesta passagem:

“Disse-lhe então alguém do meio do povo: Mestre, dize a meu irmão que reparta comigo a herança. Jesus respondeu-lhe: Meu amigo, quem me constituiu juiz ou árbitro entre vós?” (Lc 12,13-14)

…Jesus não condenava uma pessoa pelo simples fato de ela ser rica.

Jesus olhava o coração das pessoas, não sua condição social ou material; já o comunismo demoniza os ricos e romantiza a pobreza.

Ao nascer, Jesus receber presentes caros e homenagens de três pessoas ricas: os Reis Magos. E em vários trechos dos Evangelhos vemos Jesus citando respeitosamente Davi, que era um rico e poderoso rei.

É bem verdade que pessoa com muito dinheiro (e poder) tem muito mais facilidade de dar asas a suas maldades e tentações. Também os ricos têm mais possibilidade de se iludir com a aparente segurança e “felicidade” que seus bens lhe dão, e assim muitos podem ter dificuldade para reconhecer sua necessidade de Deus. Foi nesse contexto que Jesus disse: “É mais fácil passar o camelo pelo fundo de uma agulha do que entrar o rico no Reino de Deus” (Mc 10,25).

Tanto isso é verdade que muitas pessoas ricas alcançaram a santidade. É o caso da popularíssima Santa Edwiges, que, depois de ter filhos e em acordo com seu marido, fez voto de castidade, mas não fez voto de pobreza: preferiu se manter à frente da administração de seu amplo patrimônio, com o qual ajudava os endividados, construía hospitais e sustentava conventos.

…Jesus ensinava que as coisas materiais eram secundárias.

Jesus queria que as pessoas a buscassem o Reino dos Céus acima de tudo. O sustento é algo importante, mas não deve ser a prioridade da vida de uma pessoa: a quem busca a Deus, os bens materiais são dados por acréscimo (Mt 6,33). Já o comunismo leva as pessoas ao materialismo, a buscar um paraíso nesta terra.

Já em seu tempo, Jesus frustrou as expectativas materialistas de muitos de seus seguidores. Depois que Ele multiplicou os pães e peixes, a multidão empolgada queria fazê-lo rei. Mas Ele deu um fora em geral:

“Em verdade, em verdade vos digo: buscais-me, não porque vistes os milagres, mas porque comestes dos pães e ficastes fartos. Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela que dura até a vida eterna, que o Filho do Homem vos dará.” (Jo 6, 26-27)

…Jesus ensinava a não cobiçar as coisas alheias.

Jesus pregava a paz e a conciliação, mesmo com aqueles que são injustos conosco. Já o comunismo se baseia na luta de classes, promovendo a inveja e o ódio dos pobres contra os ricos.

… Jesus era a favor da família e da castidade.

Jesus era submisso a seus pais, e condenava o adultério e o divórcio. Enquanto isso, o comunismo visa enfraquecer (até eliminar) a autoridade dos pais sobre os filhos, debocha da fidelidade conjugal e defende a abolição da família monogâmica – que seria nada mais do que uma estrutura alienante burguesa. A monogamia seria mais uma expressão do conceito de “propriedade privada”, nesse caso, de dominação do homem sobre a mulher  (sobre isso, ver o Manifesto Comunista e os escritos de Engels, Gramsci e Lukacs).

No socialismo, portanto, deve-se promover uma cultura de promiscuidade, a começar pelas crianças e jovens. Para isso, é fundamental enfraquecer a influência da religião e da família sobre o indivíduo, para que cada vez mais as pessoas dependam e confiem, acima de tudo, no Estado. É preciso enfraquecer a família para fortalecer o Estado socialista (o livro “1984”, de George Orwell, mostra bem essa realidade).

30 comments to Jesus socialista? Conta outra piada!

  • Segundo os teólogos da libertação, Cristo foi uma espécie de “messias revolucionário”, e não Deus que, assumindo um rosto e um corpo humanos, entra em nossa história de fato, mas apenas um profeta cuja “causa” é o motor primário da fé cristã. Uma “causa” pautada no materialismo e na luta de classes, naturalmente.

    Não por acaso, Leonardo Boff, baseando-se na ideia de Marx do conflito entre proletariado e burguesia, diz que existe uma Igreja do “carisma” e outra do “poder”, ambas em constante conflito. Os marxistas não possuem fé verdadeira: divinizam a libertação material em detrimento dos aspectos espirituais da fé cristã, situando pastores e fiéis em dimensões excludentes, quando são, na verdade, complementares.

    A fé cristã autêntica nos convida à transformação interior mediante a conversão, que se dá através de um contínuo processo que se estende até a morte; todavia, o teólogo da libertação pensa no aqui e no agora, ao passo que o Cristianismo fixa o olhar humano no aqui, no agora e no além – isto é, na vida póstuma – como realidades interdependentes, onde a última é consumação das duas primeiras. Já para os teólogos da libertação, não se deve compreender que o Reino de Deus consiste em uma realidade sobrenatural, mas sim numa ideia utópica de “sociedade fraterna”, uma escatologia materialista, carente de uma dimensão metafísica (espiritual).

    Em suma, mentem para os outros e para si mesmos. Como ensina a Igreja, “Socialismo religioso, socialismo cristão, são termos contraditórios: ninguém pode ao mesmo tempo ser bom católico e socialista verdadeiro” (Quadragesimo Anno, nº 119).

    Que este post sirva de alerta para quem acredita que Cristianismo e Marxismo são, de alguma forma, conciliáveis.

  • Douglas

    Belo artigo parabéns!

    Se muitos passarem a testemunhar o que está em negrito no artigo a ideologia socialista perderia terreno.

    O problema que a sociedade está tão paganizada e o discurso cristão está somente reativo que as pessoas perderam a referencia de Jesus e aos jovens, por desconhecimento e ingenuidade, são seduzidos pela falsa fachada de mundo melhor que os comunas propagam. Nossos jovens são ovelhas sem pastor.

    Infelizmente o discurso cristão católico, majoritariamente, se concentra em negar essas ideologias do que propriamente falar da boa nova de Jesus. As pessoas tem sede de Deus, tem sede do Deus vivo. Não a toa o movimento pentecostal cresceu, pois enquanto a Igreja se concentrava em negar a teologia da libertação, os pentecostais estavam lendo a biblia, do seu jeito, e atraía as ovelhas sedentas por Deus para lá. E não a toa a renovação carismática católica atrai também essas ovelhas anunciando a boa nova de Jesus.

    Chamo atenção o que o papa Francisco disse logo no início do seu pontificado: “… Se nós não professarmos Jesus Cristo, nos converteremos em uma ONG piedosa, não em uma esposa do Senhor…”

    Pouco importaria o que Boff e marxistas tem a dizer se as pessoas soubessem que Jesus está vivo, batendo a porta para cear conosco. Acho impressionante o

    Professemos a Cristo, busquemos primeiramente o reino de Deus e tudo mais virá por acréscimo!!!!

    Grato pelo espaço de comentário!

  • André Luiz

    O artigo maravilhoso e esclarecedor. Realmente temos muita dificuldade para distinguir na prática quais são valores cristãos e quais são valores socialistas/comunistas. Estamos vivendo na verdadeira guerra cultural: o Dragão Vermelho (marxismo cultural) contra a Mulher Vestida de Sol (Igreja). Com certeza, quem decidir ser soldado da Mulher Vestida de Sol será vitorioso, pois acredita na promessa de Jesus Cristo.

  • Esse artigo também é fantástico, Catequistas! Complementa o artigo de vocês.

    Jesus é socialista?
    http://www.midiasemmascara.org/artigos/movimento-revolucionario/12683-jesus-e-socialista.html

  • André

    A interpol deveria prender todos os que fazem parte da internacional comunista. O socialismo está a mais de 200 fazendo ações para socializar o mundo, ONU, UNESCO, Escola de Frankfurt, evidências de pessoas sádicas querendo a destruição do maior número de pessoas apenas pelo prazer de chegar o objetivo da utopia na Terra, que somente irá ser conseguido com a redução populacional. Como os efeitos aparecem em periodos de 20 a 30 anos, as pessoas são facilmente ludibriadas. O mundo deveria seguir a Ucrania e proibir ideias comunistas, como lei. É a filosofia do encardido, fazendo que muitos percam suas almas.

    Parabéns pelo artigo, explica tudo de forma clara e objetiva. Excelente ferramenta para quem não quer viver o erro do socialismo na igreja.

    Abraços

  • Higor Robetti

    Na passagem em que Jesus diz ao jovem (que cumpria todos os mandamentos e etc) que ele deveria vender todos os seus bens, dar aos pobres e o seguir, na qual o jovem ficou triste por ter muitos bens, qual o sentido da Palavra?! Seria uma vocação especifica daquele jovem? Algum sentido a mais nessa ação? Ou então um “mandamento” para que todos os Cristãos façam o mesmo.

    Questiono quanto a esta palavra, porque já ouvi alguns “liberais” dizendo: “mimimi querem seguir o que está na Bíblia, mas daí quando Jesus fala para vender tudo e dar aos pobres ninguém faz, mimimi…”

    Só gostaria de ter uma resposta adequada para isso, por isso recorro a vocês! haha

    Excelente artigo.

    • Higor, boa pergunta. A resposta completa dá um post, mas vamos, bem resumidamente, adiantar algo aqui.
      Lendo todo esse episódio do “jovem rico”, podemos ver que o jovem pergunta a Jesus o que fazer para ser salvo. Jesus simplesmente recita para ele os Mandamentos. Ele responde, com sinceridade: “Senhor, mas tudo isso eu já tenho feito”. Jesus, então, se comoveu, pois viu que o jovem desejava ir além, desejava dar mais de si. Então, Jesus propõe um caminho radical de perfeição: “Se queres ser perfeito, vende todos os teus bens e distribui aos pobres; depois, vem e me segue”.

      Note, então, que para ser salvo não é preciso, necessariamente, seguir essa vocação específica. Basta seguir os Mandamentos, com coração sincero. Porém, há aqueles que são chamados a uma vocação específica (como São Francisco de Assis), que é a do desprendimento total. Esses nem mesmo podem ter mulher e filhos, pois não teriam meios de sustentá-los. São totalmente livres de tudo e de todos, livres para servir ao próximo, vivendo neste mundo como se já estivessem no Céu. No céu, não há patrimônio, nem mulher, nem filhos.

      Então, na Igreja, há essa diversidade de vocações. Alguns dão menos frutos para o reino dos Céus, outros dão mais frutos (em geral, são aqueles que aceitam o caminho mais duro, de maior desprendimento); o fundamental é que todos, por amor a Deus, busquem viver de acordo com os mandamentos. Alguns vivem essa obediência de forma mais radical, e assim se aproximam de modo mais perfeito da imagem de Cristo.

      Por exemplo: obviamente, não é pecado que as crianças gastem seu tempo brincando. Na verdade, isso é muito saudável e desejável! Entretanto, o Anjo de Portugal ordenou aos três pastorinhos que eles não brincassem mais, para dedicar mais tempo à salvação das almas, com oração e penitência. Bem sabemos que esse desprendimento radical não é pedido a todas as crianças cristãs, sendo, portanto, uma vocação específica.

      • Anderson Torres

        Eu penso que, em certo sentido, ele estava também testando o jovem. Afinal, não era incomum naquele tempo ter pessoas que diziam seguir os mandamentos sem entender a mensagem que eles passam.

      • Higor Robetti

        Muito obrigado pela resposta, bem esclarecedora.
        Claro que um post para isso cairia bem também, nem todos leem os comentários haha.

        Deus abençoe!

  • Sara Morais

    Sem brecha para dúvidas. Eu não sei por que esse povo insiste em recorrer a esse argumento falido de que Jesus era socialista!

  • Rodrigo

    Gostei da matéria, mas faltou um ponto crucial da infiltração comunista nas escolas, mídia e palanques que é o a proliferação do hedonismo por toda a parte. Tentam vender a ideia que a vida tem que ser um mar de rosas… ‘maisi uh qui vali… uh qui vali meixxxxxxxxxxxxxxmuhhhh eh u corasssaaaauuummm!!!!’ , criando um bando de adultos mimados que não sabem lidar com a dor e com a perda e que por fim acabam buscando na figura do “führer”, do “comandante” o sujeito que vai livrar ele de todo o sofrimento. O que tem de gente – mesmo entre os católicos – que fala mal das penitências e mesmo do oferecimento dos pequenos sofrimentos diários não tá no gibi. Então eutanásia tudo bem porque o cara tá sofrendo? Por que o cara não oferece corajosamente a sua vida para criar um tratamento novo para a tal doença!!! Obrigado por sua catequese.

  • Thiago

    O feed RSS de vocês parou de funcionar?

  • João Pedro Strabelli

    Jesus Cristo era socialista, São Francisco de Assis não gostava de burguês e São Sabás era contra a propriedade particular. É incrível como se pega um fato isolado da vida de um cara, muda-se ele para outro contexto e sai por aí falando besteiras. Não, incrível não é isso, não; incrível é como tem gente que dá crédito sem sequer verificar a coisa!

    “Uai, mas Cristo não mandou o riquinho lá vender tudo o que tinha e dividir com os pobres? Olha, nem para a Igreja ele mandou o cara dar a bufunfa, foi para os pobres mesmo!”

    Olha, no dia que Jesus mandou dar a César o que era de César ele expressou bem o que pensava dos políticos. E não é lá algo muito elogioso.

    P.S. – Obviamente, claro, que César era um político da época. E uma coisa são os políticos daquela época que só pensavam em poder, dinheiro, farras e bagunças e não estavam nem aí com o povo. Outra coisa são os políticos de hoje que… melhor deixar para lá)

    • …que querem poder eterno, dinheiro sem limites, farras e bagunças sem distinção de idade e sexo, afinal tem que acabar com os tabus do incesto (já que os filhos são do estado e não dos pais), da pedofilia (já que serão ensinados desde a creche a gostar de sexo) e da zoofilia (afinal que mal tem em “casar” com o cachaço ou com a cabrita).
      Mas, os políticos atualmente estão mais filantropos para com o povo, pois dão sacolão, vale gas, vale celular, vale crédito de celular, vale, vale, vale…, garantindo que ninguém vai morrer durante a idade produtiva. Detalhe, até sobrará mais comida pois, tentam a todo custo implementar um “controle de natalidade” para que não precise dar tanto sacolão assim, e depois que o cidadão se aposenta, impõe-lhe a eutanásia por piedade, pois afinal de contas, vai morrer mesmo, melhor que morra logo e não dê tantos gastos com previdência. Pra terminar, põe nas escolas os filhos a estudarem o dia inteiro para aprender tudo o que não precisa e não presta, faz uma doutrinação ideológica laicista socialista, e pronto, eis o mundo melhor pra eles.
      Óbvio que não são todos os políticos, mas todos os políticos de partidos de centro esquerda e da esquerda olham para isto e vislumbram com sendo o paraíso na terra.
      Só quero ver quando morrerem e forem sentar no colinho de satã:
      Satanás: – Upa-la-la, upa-la-la, upa cavalinho, ha ha ha ha, como vai senhor lula, ligeiro puxar esta carroça, e antes que me esqueça, o prazer é todo meu.
      Lula: – Cumpanhero satanás, dá pra para um poquinho porque eu tô com uma dormência no queixo.
      Satanás: – Mas porque parar, tá tão bom, lá em cima você dizia o contrário, não era no seu né. Continuemos, continuemos.
      Lula: – Vou fexar os ólhos, quem sabe isto seja só uma marolinha…cumpanhera dirma, você aqui.
      Dirma: – mmmmmúúúúúúúú.
      Lula: – Cumpanhera, você virô vaca?
      Dirma: – não, é que eu tenho que acompanha o frei bode e o frei bé. Mmmmúúúúú.
      Capeta: – Upa-la-la, upa-la-la…engata o stálin e me dá o relho. Hoje eu vou andar de carroça, fazia tempo.

  • Geraldo

    EIS AÍ A PARANOIA REVOLUCIONARIA COMUNISTA!
    Antes de mais nada, precisamos recordar que os comunistas são psicopatas perigosos, pois aderiram à religião marxista da inveja e da cobiça dos bens alheios – TOMAR DOS OUTROS À FORÇA, DAR PARA O PARTIDO E PARA SI – tangidos pelo ódio a si, ao próximo e principalmente ao Senhor Deus!
    “PRECISAMOS ODIAR; O ODIO É A BASE DO COMUNISMO. AS CRIANÇAS DEVEM ODIAREM SEUS PAIS SE NÃO FOREM COMUNISTAS – Lênin.
    Essa religião politicamente correta e revolucionaria odeia quem se enriqueceu licitamente e ela, que tanto condena os outros capitalistas e burgueses fora do revolucionarismo marxista, são eles os novos burgueses e imperialistas – capitalistas de Estado – e todos que caíram nesse golpistas vendedores de ilusão, depois caem escravos nas malhas dos chantagistas comunistas: totalitaristas e fortemente opressores, das mesmas ideologias básicas dos NAZISTAS E FASCISTAS!
    Cuba, Coreia do Norte e os ex da Cortina de Ferro são os exemplos acabados dessa praga que se chama comunismo: onde se instala temos atraso, miséria, muita violência, destruição e morte; a Venezuela é a mais nova vítima do comunismo castrista, com sua população saindo do ferrolho vermelho para outros países, como a Colombia e Peru.
    Nenhum país progrediu até hoje sob o comunismo; a China no mercado é super capitalista ocidental e aderiu a ele para não deixar seu povo morrer á mingua!

  • Felipe Martins

    Mais um post sensacional. Super esclarecedor!

    Ao falar de socialismo, penso logo em “igualdade” e isso me levava à ter certa dificuldade em ver o mau desse sistema.
    Achei bem relevante citar também a questão do homem rico, pois muitos defendem a ideia de que a Igreja condena como errado buscar crescimento. Realidade distorcida!

    O mundo precisa de mais matérias como esta!

    Paz e Bem

  • Renan

    V sabia que há projeções que o comunismo seria a BESTA FERIDA que depois voltou à vida do Ap 13,11ss?Todos pensavam que acabara com a caída do Muro de Berlim, mas o lobo retornou sedutor, da “liberdade” total, vestido em pele de ovelha, do fraternalismo, igualitarismo, humanismo da “Mãe Terra”, da sedutora TL na “defesa” dos pobres, igualmente dos grupos marginalizados, como gays, glbts, negros etc.?
    Os comunistas usam no momento o MARXISMO CULTURAL, doutrina marxista sob forma de ensino religioso, contando inclusive com diversos sacerdotes e religiosas dentro da Igreja a seu serviço; seriam infiltrados!
    NAS MENTES DOS DESEQUILIBRADOS COMUNISTAS SÓ HÁ ESTRUME E ODIOS RECÍPROCOS…
    “É preciso combater a religião, eis o A B C do Comunismo”. “Deus é uma mentira”. “O homem que se ocupa em louvar a Deus se suja em sua própria saliva”. “Devemos amaldiçoar Deus e afastá-lo da sociedade”. “A tarefa da revolução vitoriosa consiste em fazer o máximo num país para desenvolver e fomentar a revolução nos outros países” – Lenin.
    O comunismo com seus dirigentes com as cabeças cheias de esterco marxista não são nada mais que a boca de um monstro com o cérebro demoníaco que infesta o mundo atual; são os asseclas do dragão vermelho totalitário das esquerdas querendo se imporem à força sobre cristãos, infelizmente frágeis na fé para os dominarem!
    Isso poderia ser o castigo da apostasia à Igreja e apegos a outros ídolos, como aos ARQUIDEMONIOS DO PRAZER, DO DINHEIRO, DA INDEPENDENCIA DA VONTADE E DA RAZÃO, incensados pela maçonaria e subsidiários comunistas!
    Como tresloucados que são, como os comunistas tomariam medidas adequadas para bem gerir o Estado se suas mentes são deturpadas pelo satanismo?
    Para tal, 2 dirigentes de “Partidos dos Trabalhadores”, os stalinistas Lula e Fidel Castro criaram o Foro São Paulo, formado por partidos de esquerda, aliando-se a terroristas e traficantes, como as FARC, e em conluio com falsos religiosos dentro da Igreja, como os da TL e sacerdotes aliados às esquerdas, ajuntando-se a mais desordeiros e anarquistas de todas as espécies!
    O objetivo da sucia do martelo e foice sob a estrela de 5 pontas que é o pentagrama satânico é transformar toda a América, hoje Latrina, na UNASUL, composta apenas de ditaduras comunistas sob a tutela da miserável e escravagista Cuba, como a matriz – melhor seria: como a meretriz!
    Enquanto não conseguem chegar definitivamente ao domínio, os mafiosos comunistas se aliam a todo tipo de bandidos para acuarem os cidadãos e os manterem presos em suas residências para se imporem pelo terrorismo de Estado, ao privilegiarem o caos promovido por esses desordeiros, fingindo que os reprimem e o crime organizado, mas os soltando rapidinho das cadeias para voltarem rápido às ruas e incentivarem mais tumultos!
    “SOMOS A FAVOR DO TERRORISMO ORGANIZADO DE ESTADO E ISSO DEVE SER ADMITIDO FRANCAMENTE” – Stálin.
    Que o mundo atual rebelde ao Senhor Deus está merecendo ser vergastado pelo material-ateísmo da bandeira vermelha do martelo e foice, a peste comunista em muitos países, caso Brasil, sim; seria castigo, além de que os que deveriam duramente o combater, silenciaram-se, como a CNBB e mais, que deveriam estar às turras com os comunistas – salvas as poucas exceções em contrario – fazendo nos lembrar de 3 trechos das previsões de Nossa Senhora das Graças em Quito para sucederem no século XIX adiante, mais acirradamente no XX:
    “Tempos funestos sobrevirão, nos quais, cegando na própria claridade, aqueles que deveriam defender em justiça os direitos da Igreja, sem temor servil nem respeito humano, darão a mão aos inimigos da Igreja, para fazer o que estes quiserem”.
    “Mas ai do erro do sábio — o que governa a Igreja — do Pastor do redil que meu Filho Santíssimo confiou a seus cuidados. Mas quando aparecerem triunfantes e quando a autoridade abusar de seu poder, cometendo injustiças e oprimindo os débeis, próxima está sua ruína. Cairão por terra estatelados”.
    ABAIXO ENTRAM AS PRAGAS DA IDEOLOGIA DO GÊNERO, GAYZISMO, GLBTISMO etc:
    “Quanto ao Sacramento do Matrimônio, que simboliza a união de Cristo com a Igreja, será atacado e profanado em toda a extensão da palavra. …. Impor-se-ão leis iníquas com o objetivo de extinguir esse Sacramento, facilitando a todos viverem mal (5), propagando-se a geração de filhos mal-nascidos, sem a bênção da Igreja. Irá decaindo rapidamente o espírito cristão…
    Já imaginou, sem uma ação coordenada anticomunista da Alta Hierarquia, daí resultando no povo católico sob as patas dos marxistas, caso Brasil, passivo, comportando-se todos, aquela em especial, como se tudo estivesse normal?

  • Miguel

    A melhor definição de socialismo e de seu antagonismo para com Deus:

    “…o socialismo não é apenas a questão operária ou do quarto Estado, mas é sobretudo a questão do ATEÍSMO, de sua encarnação contemporânea, a questão da torre de Babel, que se construiu SEM DEUS, não para atingir os céus da terra, mas para abaixar os céus até a terra.”

    FIÓDOR DOSTOIÉVSKI

  • Silas

    Quem crucificou JESUS foi um país CAPITALISTA ou SOCIALISTA ? Importa saber ou é desnecessário ?

    • Oi???? Não entendi a pergunta. Não existia capitalismo nem socialismo nos tempos do Império Romano.

    • Silas, você fez-me lembrar de umas duas garotas que estavam num curso bíblico (que era parar ser de dois anos), iniciei o curso já no seu segundo encontro. No terceiro que eu participei, a freira já estava quase em transe com o Deus libertador, com o Deus dos fracos, pobres e humilhados, o Deus que fez valer a reforma agrária de verdade para o povo de Israel, José já estava mais para o capiroto que o próprio demo, estava massacrando o próprio povo em favor do faraó, então, entrou Jesus na conversa, e…as duas garotas responderam a freira que Jesus lutava contra o poder opressor e foi morto porque denunciava o capitalismo da época…a freira pegou um voo e teve delírios de um paraíso na terra.

      Resultado, teve gente que me perguntou depois, porque eu não continuei o curso. Pelo que sei, terminou por ali mesmo, principalmente quando começaram a questionar a freira sobre o Céu, o Purgatório, o Inferno, satanás, possessão diabólica, salvação, porque de tantas seitas protestantes e a pobre freira, ou não queria responder, pois se assim o fizesse teria que ser católica, ou não sabia como responder de acordo com a tdl.

  • Alexandre

    Quem fala que Jesus é socialista é porque ou não conhece Jesus ou não conhece o socialismo. Ambos são irreconciliáveis.

    É uma pena a Teologia da Libertação estar com seus tentáculos enraizados nos templos da América do Sul..

  • Isac

    De fato, os 10 últimos papas condenaram ao máximo o comunismo, até ao papa bento XVI.
    “Os comunistas, socialistas e niilistas são uma peste mortal que como a serpente se introduzem por entre as articulações mais íntimas dos membros da sociedade humana, e a coloca num perigo extremo” QAM – Leão XIII.
    Já o saudoso papa Bento XVI na cidade de Erfurt, ex Alemanha Comunista, referindo-se ás ideologias atuais disse:
    Comunismo/Nazismo/Fascismo = Chuvas ácidas.
    Nazismo/Fascismo = Pestes negras
    Comunismo = Peste vermelha!
    Noutra oportunidade, servindo correto para o PT e mais PCs (eleitores, apoiadores):
    “Um governo sem principios ético-morais não passa de uma quadrilha de malfeitores”!

  • Sandro

    Essa afirmação de que Jesus teria sido comunista chega a ser um insulto, não só por todos os princípios econômicos e sociais, como também, e primordialmente, pelo fato de o comunismo ser um movimento eminentemente ateísta. Karl Marx deixou claro que o ateísmo é o primeiro passo para alguém se tornar comunista. Só este fundamento é suficiente para jogar no lixo toda essa teoria ridícula de que Jesus Cristo teria sido um comunista.

  • Concordo com tudo! Parabéns!

  • Suzana

    Excelente artigo, porém com base nele, como explicar a passagem bíblica que diz:

    “Ninguém considerava como próprias as coisas que possuía, mas tudo entre eles era posto em comum(…)
    34Entre eles ninguém passava necessidade, pois aqueles que possuíam terras ou casas, vendiam-nas, levavam o dinheiro, 35e o colocavam aos pés dos apóstolos. Depois, era distribuído conforme a necessidade de cada um.”

    ?

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>