Cristãos devem guardar o Domingo, não o Sábado (desenhado)

inacio_martir

A vida de grande parte das pessoas, em geral, é uma correria. Estamos sempre ocupados demais com estudos, trabalho e tantas outras tarefas e compromissos. E assim, muitos se justificam: “Rezo pouco e não vou à igreja porque não tenho tempo”. Ora, para isso Deus consagrou um dia da semana para o descanso e para o culto divino.

“Lembra-te de santificar o dia de sábado” (Ex 20,8), é o que lemos entre os mandamentos recebidos por Moisés. Havia dois motivos para isso:

  1. No sábado, Deus terminou o Seu trabalho da criação e “descansou” (Ex 20,11);
  2. No sábado, o povo deveria se lembrar que Deus os libertou da escravidão no Egito (Dt 5,15).

Ué, então porque a grande maioria dos cristãos – sejam católicos ou protestantes – guardam o domingo, não o sábado? Pelo simples motivo de que a Igreja primitiva recebeu dos santos Apóstolos o mandamento de guardar o Domingo, não o sábado. E esta Sagrada Tradição se manteve até os dias de hoje.

A substituição do sábado pelo domingo como o dia de guarda tem ampla fundamentação na Bíblia e também nos escritos dos Padres da igreja primitiva.

São Paulo, como muita gente sabe, vivia dando esporro nos cristãos (ex-judeus) que insistiam em cumprir as leis religiosas judaicas. Esse pessoal não se mancava que o Antigo Testamento havia ficado para trás, e insistia em acusar de pecado quem não se circuncidava, quem comia carne de porco etc. A estes, foi dito:

“Se Deus fala de uma aliança nova é que ele declara antiquada a precedente. Ora, o que é antiquado e envelhecido está certamente fadado a desaparecer.” (Hebreus 8,13)

Bem diferente das normas religiosas da lei mosaica, os Dez Mandamentos permaneceram como lei eterna, e foram confirmados e aperfeiçoados na Nova Aliança. Sendo levados por Cristo à plenitude, ganharam um significado novo e mais profundo.

O Antigo Testamento tinha uma função provisória, e suas revelações preparavam o povo para a Revelação do Novo Testamento. Assim, a libertação dos judeus da escravidão foi uma graça imensa, porém, muito inferior à grande e definitiva libertação que Deus viria trazer ao Seu Povo: a libertação do pecado, por meio da Ressurreição de Cristo.

Qual foi o dia em que Deus terminou a obra da criação? Sábado. Mas o pecado entrou no mundo, e esculhambou a criação toda. Entraram no mundo o pecado e a morte. Era preciso iniciar uma nova história, resgatar a criação. Deus saiu de seu “descanso” sabático e veio nos libertar do mal.

Qual foi o dia em que Jesus ressuscitou? Domingo. Qual passou a ser o dia da libertação, a partir da Nova Aliança? Domingo. Portanto, considerando não a letra, mas o SENTIDO espiritual dos Dez Mandamentos – ou seja, adorar a Deus Criador e fazer memória do dia da libertação -, qual o dia mais apropriado para ser consagrado ao culto divino?

Pra não restar dúvidas, vamos desenhar:

libertacao_domingo

Apesar de todas essas evidências, sempre aparecem umas maletas que insistem em criticar quem guarda o domingo; agarram-se como bons fariseus à letra, ignorando o SENTIDO da lei divina. Sobre esse tipo de gente, São Paulo manda a real:

“Que ninguém vos critique por questões de comida ou bebida, pelas festas, luas novas ou sábados. Tudo isso nada mais é que uma sombra do que haveria de vir, pois a realidade é Cristo” (Cl 2,16-17)

Como está dito nos Atos dos Apóstolos, os cristãos passaram a se reunir no primeiro dia da semana (domingo), e não mais o sétimo (sábado):

“No primeiro dia da semana, estando nós reunidos para a fração do pão…” (Atos 20,7)

Essa Tradição continuou a ser cumprida fielmente pelos cristãos primitivos. Eis a prova em seus escritos:

“Aqueles que viviam segundo a ordem antiga das coisas voltaram-se para a nova esperança, não mais observando o Sábado, mas sim o dia do Senhor, no qual a nossa vida foi abençoada, por Ele e por sua morte.(…) É absurdo falar de Jesus Cristo e, ao mesmo tempo judaizar. Não foi o cristianismo que acreditou no judaísmo, e sim o judaísmo no cristianismo, pois nele se reuniu toda língua que acredita em Deus.”

– Santo Inácio de Antioquia (101 d.C.), Carta aos Magnésios. 9,1

Reunimo-nos todos no dia do sol, porque é o primeiro dia após o Sábado dos judeus, mas também o primeiro dia em que Deus, extraindo a matéria das trevas, criou o mundo e, neste mesmo dia, Jesus Cristo, nosso Salvador, ressuscitou dentre os mortos”.

– São Justino (†165), Apologia 1,67

No domingo pela manhã, o bispo distribuirá a comunhão, se puder, a todo o povo com as próprias mãos, cabendo aos diáconos o partir do pão…”

– Hipólito de Roma 220 d.C, Tradição Apostólica, part III

“Não ceda de forma alguma ao partido dos Samaritanos, ou aos Judaizantes: por Jesus Cristo de agora em diante foste resgatado. Mantenha-se afastado de toda observância de Sábados, sobre o que comer ou como se purificar. Mas abonime especialmente todas as assembléias dos perversos heréticos”

– São Cirilo de Jerusalém (†386. Carta 4, 37)

Apenas algumas poucas seitas ditas evangélicas afirmam que os cristãos que guardam o domingo, em vez do sábado, vão pro inferno. A principal delas é a dos Adventistas do Sétimo Dia – aqueles que vivem dizendo que a Igreja Católica é a “Besta do Apocalipse”.

E eu que pensava que besta do Apocalipse era quem afirmava coisas imbecis, tais como dizer que brancos não deveriam casar com negros… Era isso que pregava a pastora Ellen White, a quem os adventistas seguem como a uma verdadeira profetiza. Tal como os cristãos judaizantes, tão combatidos por São Paulo, ela também era contra o consumo de carne de porco. Ô bença! Eita mulé ungida! #SQN…

Quem quiser saber mais, acesse o site Veritatis Splendor.

48 comments to Cristãos devem guardar o Domingo, não o Sábado (desenhado)

  • Maria Clara

    Muito obrigado pela explicação. Eu estava precisando de uma explicação perfeita como esta.
    Muito bom o final do post, sorri muito lendo o final!!!

  • Eduardo Mateus Braga Lopes

    Excelente, muito bom mesmo! Esclarecedor.

  • Lucas Raphael

    Queria muito que meu “colega” de escritório, que é Adventista do Sétimo Dia, desse uma lida neste artigo hehehe mas ainda assim não vai resolver, pois ele só acredita na Bíblia, mais precisamente apenas no Antigo Testamento :/

    • De fato, os Adventistas têm esse perfil judaizante, que foi tão duramente combatido por São Paulo e pelos primeiros bispos da Igreja. E não é verdade que eles só acreditam na Bíblia, pois eles creem piamente nas “revelações” proféticas da Ellen White.

      • Lucas Raphael

        Na verdade, esse meu “colega” em especial acredita somente – e de forma radical – na Bíblia. Inclusive já chegou a dizer que se um dia a igreja Adventista parar de seguir somente a Bíblia, ele sai da mesma. Caso raro, este homem.

        • James Nascimento

          Rapaz, meus parentes da família do meu pai, são todos adventistas, inclusive o mesmo e ficam criticando a Igreja e eu sempre defendendo. No Facebook de vez em quando tem umas tretas com eles. Daí ficam dizendo que só creem na bíblia, depois usam a desculpa que não se deve ouvir o que o padre ou o pastor fala, mas só o que diz na bíblia, então pra que eles vão pra igreja? Outra vez foi minha tia perguntando porque eu não trabalho no sábado, estou guardando. Deu vontade de dizer a mesma coisa: Engraçado, da mesma forma vocês guardam o sábado e o domingo também, já que não trabalham no domingo. Só observo… ¬¬

  • Gnt que vontade de compartilhar, alguém me segura, quero #treta

  • Luciana Gomes

    Olá galera do O catequista!!!
    Sou nova por aqui e na fé católica, pois quando pequena fui batizada na Igreja Católica mas NUNCA frequentei a Igreja…
    Andei pelo meio protestante e me tornei espírita…mas Deus chegou em minha vida pela dor e acabei conhecendo essa BELEZA que é a Igreja Católica…
    Vcs estão me ajudando muito na caminhada, pois sempre tive muitos preconceitos com a igreja e agora estão ficando extremamente claros na minha mente, inclusive este, pois certa vez, um malão quase me convenceu em guardar o sábado e a não comer carne de porco…Oh Lord!
    Estou indicando para todos que como eu, estão “frescos” ou para os “carnes-de-pescoço” que não conhecem NADA da doutrina!
    Valeu e Viva o BACON!
    Valeu!!!

  • Sidnei

    Só os adventistas é que são judaizantes?, e quem constroem templo salomônicos são o que?.

  • Juliano

    Eu tive o desprazer de estudar, na faculdade, com um adventista; era um anti-católico fervoroso, inclusive debochou muito de nós, católicos, quando o São João Paulo II faleceu, com ironias típicas. O cara não tinha uma língua, mas uma jararaca na boca. Pra mim, a Adventista e a Universal são as piores, as mais corrosivas e perversas de todas as seitas evangélicas, pois pregam um ódio doentio à Igreja Católica.

  • Pedro

    O que não falta é seita judaizada! Aqui no bairro têm 3 “igrejolas” desse tipo: fazem ceia, tem menorás no espaço do “culto”(falso, pois o único culto cristão é a Missa), bandeira de Israel, falam em hebraico, comemoram as mesmas festas judaicas… Um absurdo. Ainda dizem que são “salvos”…

  • Sara Morais

    Perfeito, gente!
    Deus os abençoe!

  • Cali

    Só é filho de Deus e salvo aquele que aceita Jesus como seu único suficiente Senhor e Salvador e anda em Seus preceitos. Jesus disse -Eu Sou O Caminho,A Verdade é A Vida. Ninguém vem ao Pai senão por Mim.

    • Padre Orlando Henriques

      Não, «todos os que se deixam guiar pelo Espírito, esses é que são filhos de Deus» (Rm 8, 14).
      Além disso, «quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus» (Jo 3, 5), portanto é pelo Sacramento do Baptismo que nos tornamos filhos de Deus e começamos a viver segundo o Espírito, e é assim que somos salvos, pois «quem acreditar e for baptizado será salvo» (Mc 16, 16).

      • Sidnei

        Isto de dizer que Jesus é o único e suficiente salvador, dar a entender que é só crer em Jesus que esta salvo, não precisando fazer mais nada para se salvar a não ser crer em Jesus e ponto final. Isto é típico pensamento protestante, porém, para nós católicos como o Padre Orlando colocou muito bem, crer em Jesus não é somente crer que Ele é nosso Salvador, crer em Jesus é crer que ele é nosso Salvador e obedecer a tudo que Ele nos ensinou e mandou praticar e entre eles estão os sacramentos a começar pelo Batismo. Se para se salvar é só crer em Jesus seria a coisa mais fácil do mundo, mas a coisa não é tão simples quanto parece, pois se fosse somente isto, Jesus não teria ordenado para que todo fossem batizados, que comungassem de seu corpo e sangue, que nos confessássemos a aqueles que foram dado o poder de perdoar ou não os pecados, de estar sempre dispostos a perdoar a quem nos ofendeu, de praticar toda sorte de boas obras, de obedecer aos mandamentos, de ouvir a Igreja, de renegar a si mesmo e tomar a cruz (os sofrimentos) de cada dia e O seguir, sem reclamar e nem murmurar, de entrar pela porta estreia, enfim, a coisa é bem mais difícil do que o simples crer em Jesus como único e suficiente salvador e todos estão salvos, antes fosse, pois se assim fosse, então Jesus nem precisaria ter dito que era necessário o Batismo e tudo que descrevi acima.

  • Eu estou com 76 anos de idade sou catolica ja ha 40anos passado, ja fui catequista ha varios anos ,fiz 4 anos de Teologia ,depois um curso medio de dois anos ,mais o que o site de catequista esta me ensinando,eu estou impressionada com tudo que estou aprendendo. ( Abraços)

  • Fabiana Feitosa

    Obrigada pela explicação, me foi de grande utilidade. Tenho um vizinho adventista que está tentando me convencer a fazer um curso bíblico com ele para me provar que não devo amar Maria. Podem me auxiliar?

    • Fabiana, Maria é aquela que foi louvada na Bíblia, tanto pela boca de um anjo (Gabriel lhe chamou de “cheia de graça”), quanto pela boca de uma mulher santa, a quem Deus fazia revelações (Isabel a saudou dizendo “bendita és tu entre as mulheres”). Se Jesus nos ensina a amar até mesmo os que nos fazem mal, como poderia desejar que não amássemos uma criatura que a própria Escritura louva? Como não amar aquela que foi escolhida para trazer dentro do seu ventre o Filho de Deus, tal como a Nova Arca da Aliança?

      Na Bíblia, no Evangelho de Lucas, está escrito que Maria profetizou que todas as gerações a chamariam de BENDITA. Se seu amigo não faz parte dessa geração, então ele está contra a revelação bíblica, e a palavra que sai da boca dele é do demônio, não vem de Deus. Por que Deus ensina a honrar pai e mãe, e Ele é o primeiro a dar o exemplo, amando e honrando Sua mãe santíssima.

      Em vez de perder tempo com os “estudos” heréticos propostos por esse amigo – um sujeito tão perdido e equivocado na fé, coitado – dedique-se a conhecer mais as razões da sua fé católica. Recomendo muitíssimo que você leia o livro de São Luis Maria Grignion de Montfort, sobre a devoção mariana. É um livro de linguagem simples e agradável leitura. Pode baixar aqui:
      http://consagrate.com/material-de-apoio/

      E da próxima vez que ele te fizer essa proposta indecente, diga que não está interessada. Se ele foi inconveniente e insistir, diga a ele que não está interessada em um curso herético que ensina que Deus descumpre e desonra Seus próprios mandamentos – entre eles, honrar pai e mãe. Não tenha medo de dar um fora nele!

    • Mare

      Desculpe, mas agora fiquei confusa, você fala que os 10 mandamentos são antigos e antiquados, mas fala pra Fabiana Feitosa desprezar um estudo bíblico citando um dos mandamentos, e dizendo que o adventista desonrra os mandamentos, sendo que ele os segue os 10. Pode me explicar?

      • Mare, você não entendeu nada do nosso texto. Leia de novo, com mais atenção. Eu jamais poderia dizer que os 10 Mandamentos são antiquados, isso seria uma grave heresia! Os 10 Mandamentos continuam em pleno vigor, conforme está explícito no Catecismo da Igreja. Eles são nossa base eterna de fé e moral.

        O que eu disse – ou melhor, o que a própria Bíblia diz – é que a Antiga Aliança foi declarada antiquada, sendo substituída pela Nova Aliança. Jesus não alterou nenhum til dos Dez Mandamentos, mas certamente os levou à sua plena compreensão, dando-lhes um sentido mais profundo e definitivo. Sobre os Mandamentos (essa parte eu acho que você não leu), dissemos:

        “Bem diferente das normas religiosas da lei mosaica, os Dez Mandamentos permaneceram como lei eterna, e foram confirmados e aperfeiçoados na Nova Aliança. Sendo levados por Cristo à plenitude, ganharam um significado novo e mais profundo.”

        Os adventistas são infiéis às Escrituras, sim, a começar pela difamação nojenta que promovem contra a Igreja fundada por Jesus sobre Pedro. Dizem que ela se corrompeu sob a influência de Constantino. Se é assim, é como se chamassem Jesus de mentiroso, pois Ele mesmo prometeu:

        “E eu te declaro: tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja; as portas do inferno não prevalecerão contra ela.” (Mateus 16,18)

        Ora, dizer que a Igreja de Roma se perverteu é o mesmo que dizer que Jesus não cumpriu Sua promessa, permitindo que a Igreja fundada por Ele sobre Pedro fosse vencida pelas forças do inferno. Como está evidente, tal crença é anti-evangélica.

        E outra: em nenhum momento eu falei pra Fabiana “desprezar um estudo bíblico citando um dos mandamentos”, porque não há nenhum mandamento dizendo que não podemos amar a Mãe de Deus Santíssima. Pelo contrário, na bíblia, no Evangelho de Lucas, vemos a profecia de que todas as gerações hão de chamar Nossa Senhora de “bendita”. Ora, como não amar a Nova Arca da Aliança, aquela que foi digna de portar dentro de Sei o Deus feito Homem? E você, Mare… Faz parte da geração citada na Bíblia, daqueles que chama Maria de bendita? Se não faz, então está em desacordo grave com o Evangelho de Lucas.

  • Sidnei

    O que mais me chama a atenção nesta história toda é que estes grupos como os adventistas, vem com estórias extra bíblicas como aquela de o Imperador Constantino ter fundado a Igreja Católica, e ter mudado o dia de guarda do sábado para o domingo, e no entanto, desprezam os testemunhos do padres da Igreja que foram muito anteriores a Constantino, e como mostrou nesta matéria, trazem em seus escritos que os primeiros cristãos já guardavam o domingo desde os tempos apostólicos. Isto eles não enxergam, não ouvem e nem falam, mas para abrir a boca e dizer que o Papa é a besta do apocalipse, que o Papa ou o Imperador Constantino que mudaram as leis de DEUS, e mais um monte de besteira, aí eles são bem rápidos no gatilho. Só espero que eles não deem um tiro no próprio pé.

  • Jussi

    Bom dia, não quero ofender ninguém, contudo defender em que acredito (Bíblia).
    Na verdade considero-me apenas uma cristã que segue o que a Bíblia diz, ao invés de seguir apenas tradições estabelecidas por homens.
    Obedeço a guarda do sábado por um único motivo: É UM MANDAMENTO DE DEUS, não possuo conhecimentos profundos da bíblia, pois é recente o meu hábito de lê-la, no entanto ainda não encontrei nenhum texto na BÍBLIA que relate sobre o dia de descanso ser aos domingos.
    Que Deus os abençoe!

    • Jussi, até hoje ainda não encontrei nenhum texto na BÍBLIA que diga que devemos seguir somente a Bíblia. Muito pelo contrário, a Bíblia diz que devemos seguir as Escrituras e a Tradição: uma deve andar junto com a outra.

      Se você é uma cristã que segue a Bíblia – Deus te ilumine nesse estudo e seguimento – é muito importante você saber como esse livro sagrado surgiu: da Tradição oral dos primeiros cristãos, ou seja, da boca de cristãos pecadores como você e eu. A Palavra de Deus infalível, portanto, foi primeiramente transmitida de FORMA ORAL, e não escrita. Foi a Igreja, portanto, que gerou a Bíblia, e não a Bíblia que gerou a Igreja. Já explicamos isso em dois posts, leia com atenção:

      Um dia na vida da Igreja Primitiva
      http://ocatequista.com.br/archives/10672

      Novo Testamento: saiba como foi compilado o texto mais influente do mundo
      http://ocatequista.com.br/archives/15118

      Por isso, os cristãos, conforme a própria Bíblia manda, devem seguir não só a Palavra escrita, mas também a SAGRADA TRADIÇÃO. A Sagrada Tradição nada tem a ver com “tradições estabelecidas por homens”, mas sim com a Palavra infalível de Deus transmitida por Seus ministros eleitos, de forma oral. Já explicamos essa diferenciação (que pouquíssimos evangélicos entendem) neste post:

      “A” Tradição e as tradições da Igreja – entenda a diferença
      http://ocatequista.com.br/archives/15194

      “Obedeço a guarda do sábado por um único motivo: É UM MANDAMENTO DE DEUS”. Sim! E também era mandamento expresso de Deus que os homens fossem circuncidados (Moisés quase foi morto por Deus, por não querer se circuncidar), que não comessem carne de porco (entre outros alimentos “impuros”) etc. Também é mandamento de Deus que não seja feita imagem de coisa alguma que há nos Céus, entretanto, esse mesmo Deus mandou esculpir as imagens dos querubins da Arca. Então, Jussi, é preciso compreender o SENTIDO dos Mandamentos de Deus, não ficar presos somente à letra. Quem ficar preso à letra, vai cair em confusão.

      Como bem disse São Paulo, a letra mata, mas o Espírito vivifica. Neste post, apresentamos o SENTIDO do mandamento de guardar o sábado, e os acontecimentos bíblicos que fundamentam a passagem do dia de culto do sábado para o domingo. Também é MANDAMENTO de Deus que obedeçamos às lideranças da Sua Igreja – “Quem vos escuta, a mim escuta; quem vos rejeita, a mim rejeita” – e está claro, pelos escritos dos Padres da igreja primitiva, que os cristãos aprenderam dos Apóstolos que o dia de guarda deveria ser domingo, não mais sábado.

      Para enriquecer o nosso diálogo, recomendo que você leia também:

      “Onde está escrito na Bíblia…?” – Eis uma pergunta essencialmente anti-bíblica
      http://ocatequista.com.br/archives/15168

      “A Igreja somos nós”. Sim, desde que unidos à hierarquia
      http://ocatequista.com.br/archives/15359

      Deus te abençoe também!

  • Graciele Castro

    Boa tarde. Sempre acompanho o blog e gosto muit. Sei que o que eu vou perguntar aqui não tem nada a ver com o post, mas gostaria muito de saber o que vocês acham do movimento neocatecumenato, pois onde moro é um movimento muito forte. Mas sempre fico intrigada com ele e gostaria muito de alguns esclarecimentos. Se puderem me ajudar ficaria muito agradecida

    • Graciele, desculpe não poder ajudá-la! Não conhecemos esse movimento o suficiente para fornecer opiniões ou informações sobre ele. Abraço!

    • João Paulo dos Santos

      Graciele, sei que a pergunta não foi dirigida a mim, mas espero ajudar um pouco a esclarecer sobre o Catecumenato ou Caminho Neocatecumenal. Ele é basicamente um itinerário de formação cristão, uma espécie de catecumenato ou catequese pós-batismal. Alguns catequistas, que já “caminham” à alguns anos fazem uma catequeses iniciais às pessoas interessadas, e que são excelente e impactantes para alguns. Digamos que o Caminho fala o que deve ser falado sem muitos rodeios, e isso acaba escandalizando algumas pessoas. é meio difícil exemplificar escrito, mas por exemplo, vc verá muitos catecúmenos aceitando os filhos que Deus lhes dá e usando o método Billings (?) de controle de natalidade, o que de fato pede a Igreja. Enfim, depois das catequeses iniciais, os catecúmenos, como são chamados, formam uma comunidades de caminhará junta, seguindo alguns recursos liturgicos da Igreja, O Caminho remete muito à Igreja Primitiva, inclusive em sua missa ou Eucaristia, como chamam. Se tiver a oportunidade, conheça. Só um adendo, Bento XVI, conhecido pela sua fidelidade à Verdade, gosta bastante do Caminho 😉 .

  • Graciele Castro

    Tudo bem um dia eu descubro kkkkk abraço paz e bem

  • Alexandre Fernandes

    Para quem quer mais, tem aqui:

    http://excerptos.blogspot.com.br/2013/08/domingo-ou-sabado.html

    Forte abraço!

  • Augusto Paiva

    S. Mateus 5,21-48
    S. Mateus 15,11
    S. Marcos 2,27
    S. Marcos 7,5-16
    ——-> S. Lucas 14,1-6 1ª Coríntios 10,25-32 <——-
    1ª Coríntios 16,2

    Paz e Bem!

  • Matheus

    Olá pessoal do O Catequista, a missa dominical aq na minha cidade é no sábado (a noite). E eu como fico? Guardo o sábado ou o domingo???

    • Sidnei

      Matheus, eu costume ir a missa aos sábados a noite, e a missa do sábado a noite é a mesma da do domingo, portanto, não tem nada haver se a missa que ocorre em sua cidade e a missa que vou sábado a noite, é a mesma missa do domingo, agora fica com dúvida entre guardar o sábado ou o domingo. O bom seria guardar os dois, porque teríamos dois dias de folga por semana, como eu tenho, em que trabalho de segunda a sexta e fico no sábado e domingo em casa, mas o sábado eu tiro para fazer faxina, ir ao
      supermercado, pagar minhas contas, etc, e o domingo, tiro para descansar mesmo, mas o preceito religioso eu cumpro ou sábado a noite ou domingo de manhã, mas o dia de preceito religioso, para nós católicos, é, sempre foi e sempre será o domingo.

  • Daniel Medeiros

    Fiquei com uma dúvida agora: Seria pecado então se eu trabalhasse no domingo?

  • Carla

    Poderiam me explicar o que quer dizer este trecho de Mateus?
    Eu afirmo a vocês que isto é verdade: enquanto o céu e a terra durarem, nada será tirado da Lei — nem a menor letra, nem qualquer acento. E assim será até o fim de todas as coisas. 19Portanto, qualquer um que desobedecer ao menor mandamento e ensinar os outros a fazerem o mesmo será considerado o menor no Reino do Céu. Por outro lado, quem obedecer à Lei e ensinar os outros a fazerem o mesmo será considerado grande no Reino do Céu.
    Mateus 5:18,19

    Pois se Jesus diz isso então devemos seguir exatamente o que a lei de Deus diz certo? Por que a igreja católica quis mudar as ordens de Deus que o próprio Jesus afirmou?

    • Carla, a Igreja Católica não quis mudar lei nenhuma de Deus, e não mudou nada. A Igreja é esposa e serva de Deus, e não tem poder de mudar o que Ele estabeleceu eternamente. Trata-se de uma calúnia protestante afirmar que a Igreja mudou a lei de Deus.

      Os mandamentos ensinados pelo Catecismo da Igreja Católica são exatamente os mesmos que Moisés recebeu da mão de Deus. Nada mudou, em substância. Houve algumas alterações na interpretação e na letra. Porque Cristo não veio abolir os mandamentos, mas sim levá-los à sua plenitude. E ao levá-los à sua plenitude, lhes deu um sentido mais profundo e definitivo. Isso inclui a mudança do sábado para o domingo, que, conforme provamos aqui, foi feita pelos próprios Apóstolos.

      Veja, Carla, quando Moisés recebeu a lei, divórcio não era visto como coisa má. Aí veio Jesus, e deu sentido mais pleno ao mandamento “não adulterarás”: quem se divorciar e se casar de novo, comente adultério. Então, veja, Carla, que Jesus não mudou o mandamento, apenas lhe deu um significado mais pleno. O mesmo aconteceu com o sábado. O sábado era o dia do Senhor na Antiga Aliança, e o domingo passou a se o Dia do Senhor na Nova a Aliança. Mas, em essência: o mandamento permanece o mesmo: guardar o dia santo do Senhor.

    • CARLA

      A Igreja Católica é a continuação do próprio Cristo na terra. Ele mesmo veio não para abolir a Lei de Moisés, mas para dar seu sentido completo. Enquanto a Lei permitia o divórcio, a guarda do sábado a todo custo e o apedrejamento de adúlteros, Jesus demonstrou que a Lei e os Profetas consistem simplesmente em amar a Deus sobre todas as coisas, e ao próximo como a ti mesmo (Mateus 22,36-40).

      Leia o Evangelho novamente. Em várias ocasiões Jesus foi confrontado por aparentemente violar a Lei, e então Ele tinha que explicar por que, na verdade, Ele a estava cumprindo de forma mais perfeita. Veja o caso de quando seus discípulos debulham espigas no Sábado, ou quando Jesus cura num sábado, ou quando ele perdoa a adúltera.

      E por fim, vc não deve ter lido o Catecismo da Igreja, pois é óbvio que a Igreja não mudaria os Mandamentos de Deus. Mostre-nos um exemplo, citando do Catecismo.

      Se você se refere ao Sábado, a Igreja não mudou o mandamento. O mandamento diz para guardarmos o Dia do Senhor, que na época era estabelecido no Sábado. Depois que Jesus Cristo ressuscitou e inaugurou a nova criação, os primeiros cristãos (coisa de duas gerações depois de Jesus) adotaram o Domingo como dia de guarda. Só olhar as cartas de S. Justino, que são do ano 170.

      Se os primeiros cristãos, que estavam próximos de Cristo e dos apóstolos, fizeram isso, quem somos nós para duvidar deles? Quem tem mais chance de errar: vc ou os primeiros cristãos?

  • Salve Maria!

    Os adventistas agora dizem muito sobre o Decreto Dominical. Não estou com dúvida na questão sábado/domingo, mas gostaria de saber o que é este Decreto Dominical que tanto falam.

    Sempre arranjam uma profecia, facilmente corroborada, porém, sobre este Decreto (http://www.criacionismo.com.br/2014/10/papa-nao-pressionou-obama-assinar.html), não consigo responder à um amigo qual a intenção do Papa neste Decreto e a razão do nosso Querido Papa estar sempre ao lado do abortista Obama.

    Ele tanto fala numa profecia daquela mulher à respeito deste Decreto.

    Também falam muito da nova religião: Salvação Ambiental do Planeta que o Nosso Papa tanto divulga. Muito falam da liberdade religiosa que agora está nas mãos de um Jesuíta (http://www.criacionismo.com.br/2014/08/obama-nomeia-jesuita-para-comissao-de.html).

    Obrigado, aguardo ajuda.

    Parabéns pelo site, sempre me ajudando a fortalecer a fé e seguir o caminho da Igreja.

    Abraço!
    Fiquem com Deus!

    • João Pedro Strabelli

      Rodrigo

      Sabe aquela coisa do “quando não tem, inventa”? É isso. Tem gente que precisa de uma teoria da conspiração de vez em sempre, pega três ou quatro palavras todos fora de contexto, acrescenta mais umas por conta própria e aí aparece com uma barbaridade dessas. Pode reparar que são só sites deles replicando sites deles. É aquele tipo de coisa que você nunca acha um documento para provar o contrário porque simplesmente não existe nada. Uma pesquisada em coisas passadas mostra o quanto de teorias absurdas desse tipo já existiram. E nunca aconteceu nenhuma.

    • Sidnei

      Decreto dominical?, sei!. Cada vez mais o sistema econômico empurrando as pessoas a trabalhar nos domingos (comércio aberto de segunda a segunda) e vem gente dizendo que haverá uma decreto dominical mundial em que todos terão que guardar o domingo?. Fala sério!. Estes advenchatos não tem o que mais o que inventar?.

  • henrique

    Olá. Esse artigo foi muito importante para mim, pois sou ex-adventista e consegui me libertar dessa seita através do estudo dos escritos de Santo Agostinho, da história de Santa Terezinha do Menino Jesus, da leitura do catecismo e do santo terço – foi nessa parte que consegui compreender os dogmas marianos e alcançar o amor de Maria- esse site me ajudar a desmitificar a minha antiga visão de mundo. Muito obrigado!!!
    Salve a Virgem Maria a Mãe de Todos os Pecadores !!!!

  • Rhaylanne

    Olá boa tarde, tudo bem?
    Poderiam me esclarecer sobre as missas dos sábado que cumprem o preceito do domingo? Perguntei para um Padre que me informou que aqueles que vão a missa sábado depois das 18h estam cumprindo o mandamento, pois a liturgia é a mesma do domingo! Mas gostaria muito de um documento que embasasse essa informação ! Sou fã de vocês!

    • Oi, Rhaylanne! É porque a tarde da véspera dos domingos e dias santos segue a liturgia do domingo e do dia santo. Na verdade, a partir de meio dia a missa de sábado já é dominical.

      Essa informação tem no Catecismo da Igreja:

      A OBRIGAÇÃO DO DOMINGO

      2180. O mandamento da Igreja determina e precisa a lei do Senhor: «No domingo e nos outros dias festivos de preceito, os fiéis têm obrigação de participar na missa» (102). «Cumpre o preceito de participar na missa quem a ela assiste onde quer que se celebre em rito católico, quer no próprio dia festivo quer na tarde do antecedente» (103).

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>