Irmã Dulce – O Filme: mais um vídeo estreando em O Catequista!

Oi Povo Católicooooo!

Se você ainda não viu o filme da Irmã Dulce, está dando mole. É um filmaço! Nós já vimos e comentamos tudo, se você não leu, clique aqui.

Agora veja abaixo mais um vídeo sobre o filme, com estréia exclusiva aqui em O Catequista! Nele, a produção e os atores contam como foi filmar nas belíssimas locações na Bahia, em especial, nos locais em que Irmã Dulce desenvolveu seu trabalho. Você vai gostar, confere aí!

 

 

7 comments to Irmã Dulce – O Filme: mais um vídeo estreando em O Catequista!

  • Padre Orlando Henriques

    Caríssimo Alexandre
    Há quanto tempo não publicava aqui algo! Já sentíamos a falta de um post seu. Escreva mais, porque, embora estejamos bem (muito bem!) entregues com a Viviane, aqui o pessoal também sente a falta de uma palavra sua e dessas saudações efusivas, tipo “Oi Povo Católicooooo!”, a que já nos habituou.
    Um grande abraço em Cristo!

    Já agora: vocês não fazem, entretanto, mais nenhum episódio da Liga de Blogueiros Católicos?

  • Padre Orlando Henriques

    “Mea culpa, mea maxima culpa”, mas ainda não conhecia a Irmã Dulce até vocês começarem aqui a falar no blogue sobre este filme, agora feito.
    Pelo que me apercebo, foi uma espécie de “Madre Teresa de Calcutá” do Brasil.

    • Sim, Padre Orlando!
      A Irmã Dulce tem muitíssimos aspectos em comum com a Madre Teresa de Calcutá. Assim como a irmã albanesa, Irmã Dulce começou a amar e socorrer os pobres ainda na infância, pois esse era o exemplo dado pela sua família.

      Ambas, nos anos finais de suas vidas, tiveram o imenso sofrimento – penso que foi o maior que tiveram – de ficar reclusas em seus quartos, por causa da doença, e não poder mais servir os pobres com seu trabalho.

      Há alguns documentários breves que resumem bem quem foi o Anjo Bom da Bahia. Recomendo esses três:

      Funeral da Irmã Dulce:
      https://www.youtube.com/watch?v=2qyDQYkqvag

      Irmã Dulce, a maior brasileira de todos os tempos (esse é especialmente emocionante, pois a partir dos 19 minutos mostra o encontro da Irmã com o Papa):
      https://www.youtube.com/watch?v=vShVGuuLkCA

      Vida de Irmã Dulce:
      https://www.youtube.com/watch?v=7OOa8IKJtYg

      • Sidnei

        Uma coisa que não entendo, como nesta disputa apresenta por uma emissora de TV para eleger o maior brasileiro de todos os tempos, os católicos dormiram no ponto e não elegeram a irmã Dulce, e ao invés disto os espiritas que são um numero bem menor de adeptos no Brasil conseguiram eleger Chico Xavier o maior brasileiro de todos os tempos. Poderão dizer que uma eleição, uma disputa tola, de uma TV boba e que isto nada influencia nossa fé, concordo em parte, mas acredito que passou a oportunidade de nós católicos demonstrar que estamos unidos até o ponto de eleger o maior brasileiro de todos os tempos, porém, ao deixar passar batido isto, só demonstrou que nós católicos somos desunidos pra caramba, e se em uma disputa boba desta para eleger o maior brasileiro de todos os tempos fomos passados para trás por um pequeno grupo, imagine o resto, não é por nada que esta sendo implantado no Brasil tudo que é tipo de porcaria, é o casamento gay, a ideologia do gênero, a legalização das drogas, e é breve até mesmo o aborto e a eutanásia, quem duvida?, quem viver verá. E é por meio desta e por outra que estou convencido que o brasileiro é cada vez mais caótico do que católico.

        • Assim como nós católicos, porque me incluo nessa, não sabemos muito de tantos outros brasileiros que estão em processo de canonização, ou que já foram canonizados.
          Um exemplo é a menina Albertina Berkenbrok, assassinada por não aceitar as investidas de um homem contra sua pureza, a menina de 12 anos lutou fisicamente contra este, até que ele, sem sucesso e derrotato moralmente por ela, pois nem a força conseguiu seu intento, a matou degolando-a com um canivete. Nos dizeres dele: vamo pro lepo lepo? Ela: não, não e não. Ele: mas ninguém ta vendo! Ela: ninguém é? Deus tá vendo, Jesus tá vendo, nem tenta.
          Assim, quantas pessoas no Brasil? E nem sei?

          • Sidnei

            Santa Albertina Berkenbrok, (embora, como a irmã Dulce ainda não sendo canonizadas, mas apenas beatificada, mas para mim já é santa) é a nossa Santa Maria Goretti brasileira.

  • Leniéverson

    Olá, Viviane e Alexandre, como você viram e mexem fazem Hangouts, eu achei algo parecido com o que vocês fazem, vindo dos Estados Unidos, que tem a Participação da Irmã Helena Burns, da Congregação das Filhas de São Paulo. Ela e mais dois participantes, em inglês, é claro, falam sobre a comunicação católica, do ponto de vista da cibernética, com direito até citações, dentre outras coisas, do Marshall McLuhan e Padre Jesuíta Walter Ong. Quando tiverem um tempinho…eu tenho certeza que irão gostar. https://www.youtube.com/watch?v=7E-YvYm5jgk

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>