Seguir Jesus é Adrenalina na Veia!

As aventuras radicais de quem confia em Cristo

snow_board_fe

No dicionário, uma das possíveis definições de aventura é “ação ou situação arriscada”. Quem já deu alguns passos – poucos ou muitos – na amizade com Cristo, deve ter notado que o Senhor tem mania de nos colocar em circunstâncias altamente estressantes. Vez por outra, nos vemos como que à beira de um abismo e, lá na outra ponta, Ele nos estende a mão e nos convida a saltar como quem chama pra tomar um sorvete:

– Vem amigo, tenha um namoro casto!

– Não se desespere com o pouco dinheiro. Estou cuidando de tudo!

– Não se corrompa para manter o emprego. É melhor ser desempregado do que ser desonesto.

– Que mérito há em fazer o bem somente a quem é legal contigo? Ajude o cara que te sabotou!

– Te perseguem por ser cristão? Dont worry… Vai piorar! Tá querendo ter mais moleza do que o Mestre aqui?

Diante de cada um dos Seus apelos, nós cristãos podemos dar, basicamente, três respostas diversas:

1) “Só se for agora, ninguém salta como eu!” – Saltamos confiando em nós mesmos, na nossa própria capacidade e… PUF!!! Este é o som que se ouve no fundo do abismo, logo em seguida.

pedro_caminhando_aguas_jesus2) “Ah, tá… Beijo, me liga!” – Retrocedemos e, em vão, buscamos atalhos que nos permitam chegar ao Senhor de forma mais fácil e menos arriscada. No fundo, tememos que, se fizermos a vontade dEle, vamos nos dar mal.

3) “Tô me borrando todo, mas eis-me aqui, Senhor!” – Saltamos o abismo, ainda que nossas pernas estejam trêmulas (devido à noção da nossa incapacidade humana). Dizemos SIM a Cristo em nossa vida concreta, pois cremos que Ele nunca decepciona Seus filhos. Isso é ter fé.

Olhando para a vida de São Pedro, podemos muito apropriadamente encaixá-lo no item três citado acima – afinal, ele era o Apóstolo que amava a Cristo mais do que os outros (Jo 21,15). Entretanto, ao menos em uma ocasião, a sua fé vacilou. Por exemplo, quando viu Jesus caminhando sobre as águas do mar:

Pedro tomou a palavra e falou: Senhor, se és tu, manda-me ir sobre as águas até junto de ti! Ele disse-lhe: Vem! Pedro saiu da barca e caminhava sobre as águas ao encontro de Jesus. Mas, redobrando a violência do vento, teve medo e, começando a afundar, gritou: Senhor, salva-me! No mesmo instante, Jesus estendeu-lhe a mão, segurou-o e lhe disse: Homem de pouca fé, por que duvidaste? (Mt 14,28-31)

Entretanto, anos mais tarde, esse mesmo homem que negou o Mestre três vezes foi capaz de se expor ao martírio, morrendo também na cruz.

A fé é um problema de conhecimento

Algumas pessoas nos inspiram confiança nos primeiros minutos em que as conhecemos. Porém, a esta confiança só crescerá e se consolidará com o tempo; quanto mais conhecemos uma pessoa, mais confiamos nela. Assim também acontece com Jesus: quanto mais nos empenhamos em conhecê-Lo, mais somos capazes de crer nEle. Não com uma devoção que se manifesta quase que clandestinamente, no âmbito restrito das paróquias, mas como uma fé que determina os passos concretos do cotidiano.

RISCOA coragem de dar um “salto de fé no abismo” é um fator relevante, mas não é o ponto central. O problema fundamental é de conhecimento, pois é impossível confiar e amar alguém que não se conhece. Sabemos quem é Cristo? Conhecemos as suas promessas? Cremos que Ele tem poder e amor incomparáveis? Entendemos que Ele é o único capaz de nos realizar realmente? Muitas vezes, uma fé morna ou vacilante se manifesta naqueles que não alcançaram as respostas adequadas a estas perguntas.

A fé é o reconhecimento da Presença do Deus Vivo entre nós, que atrai a nossa afeição para Ele. É essa afeição que nos impulsiona a realizar as obras de fé e que nos motiva a seguir Seus ensinamentos com alegria, por mais que nos dê aquele friozinho na barriga, por mais insano ou inadequado que isso possa parecer aos olhos do mundo.

Que Nossa Senhora nos ajude a dizer “Jesus, eu creio em vós” não só com os lábios, mas também com atitudes.

CLIQUE AQUI PARA BAIXAR O ESTUDO BÍBLICO SOBRE A FÉ

23 comments to Seguir Jesus é Adrenalina na Veia!

  • Jucerli Prestes

    Obrigada mais uma vez pelos estudos bíblicos, é muito bom ter um lugar “seguro” onde podemos recorrer, para nos aprofundarmos no estudo da palavra. Não deixem de publicar estes estudos, um abraço

    • Fazia tempo que a gente não publicava um estudo bíblico, né, Jucerli? É que dá um pouco mais de trabalho pra fazer, e precisamos de mais tempo pra produzir um material consistente. Mas pode deixar, sempre que der publicaremos um estudo bíblico novo. Abraço!

  • M.A.R.A.V.I.L.H.O.S.O esse post!! Veio ao encontro do que justamente ansiava! Foi um soco na minha cara, tipo: “Acorda, meu! Olha aí Jesus, o Nosso Senhor, te estendendo a mão e vc com medo de saltar…”. Obrigada!

  • Oi, Juliana, ficamos muito contentes em saber que o texto foi relevante pra vc. Ah, acabei de visitar o seu blog sobre maquiagem (MAKESUBURBANA), e curti pra caramba. Abraço!

  • Cadu Sindona

    A passagem em que Jesus caminha sobre as águas tem muitos detalhes lindos pra se meditar. No começo da passagem Jesus disse aos discípulos que ia despedir as multidões e que eles deveriam entrar na barca. Mas depois de mandar todos para casa Jesus, subiu ao monte para orar, e ventava descontroladamente fazendo o barco quase virar. Então é lindo quando São Mateus diz que lá pelas 3 horas da manhã (na Palavra o Evangelista usa a linguagem da época, não horas) quando o vento aumentava, o Senhor caminhava tranquilo sobre as águas. Imaginem! Aqueles caras, pescadores, pessoas acostumadas a lidar com a rebeldia do mar, vem um homem caminhar com um sorriso no rosto pelas águas que ameaçavam matá-los! Não é a toa que o autor se apaixonou pelo momento! É como se ele aprendesse ali, que preocupação demais, é muito humano. Com certeza, Pedro, o 1º entre os discípulos, e pescador de profissão, estava comandando os 11 para que a Barca não virasse. Então ele se adianta é diz a figura que se ele era mesmo Jesus, que o mandasse nessa missão impossível! São Pedro decide confiar em seu Mestre e prova de um milagre que desafia as leis da vida. Mas foi só a provação aumentar um pouquinho, que ele temeu. A gente sempre age assim né? Nos lançamos nos braços do Pai, mas quando a coisa aperta, a gente começa a falha. E é por isso que Jesus pergunta: “Homem de pouca fé, por que duvidaste?” Mas o momento mais lindo é quando o Senhor entra na barca e ordena ao vento que parasse, essa foi a prova que muitos ainda precisavam para crer e mudar de vida, já que ao ver isso eles se prostam e dizem que Jesus é o Messias!

  • Quando eu crescer quero ser catequista igual você!

    Só queria pedir uma coisa, colocar as fontes de referência nos estudos bíblicos… não que eu não confie em vocês, mas para que as pessoas deêm mais credibilidade a nossa fala como catequistas.

  • Ontem enviei o link de vocês para uma amiga que é psicóloga e a filha faz catequese de crisma. Olha a opinião que ela me deu sobre o blog de vocês:

    “Adorei a forma desse blog. Sai daquela mesmice e fala do jeito e forma que certamente cativa. Angel, pra buscarmos resultados diferentes, temos que agir de forma diferenciada…senão não chegamos a lugar nenhum. Reparei no blog que o ensinamento não é nada de novo, mas a maneira de colocá-los fez que tivesse todos esses acessos…é pq certamente atingiu de verdade os corações. De nada adianta termos tudo intelectualizado, se não tivermos incorporado no nosso coração e quando isso acontece, as pessoas sentem e nós acabamos não as motivando. E com isso nos desiludimos…isso em todos os aspectos da nossa vida. Agir com mente, alma, coração…reflete nas nossas atitudes.
    E a repercussão do que fizermos será totalmente outra. Parabéns ao casal!!!”

  • Denize Carvalho

    Amei o jeito bem explicado sobre a fé é muito bom e com um humor sensacional;é a primeira vez que leio a publicação de vocês! Agora vou acompanhar Sempre.
    Paz e bem!

  • andressa

    gostei bastante dessa explicação , fica bem clara para nós! 🙂

  • Luan

    Muito legal!!!!!!!!!!!

  • Olá queridos,
    Acabo de traduzir e publicar este post.
    Parabéns pelo vosso trabalho.

  • A propósito, faltou o link (não deixem de nos prezar com a sua visita!):

    http://www.parroquiadostilos.org/2012/05/seguir-jesus-es-pura-adrenalina_30.html

    Abraços!

  • Fernanda Silva Rieger

    Era tudo o que eu precisava pra catequese desse sábado!!!!

  • Jair Bufalo

    Parabéns é o que eu precisava DEUS abençoa.

  • Outro post magnifico.

    E é algo muito contestado pelos protestantes. Sempre digo que o que me levou a Cristo é a Razão e esta Razão aumenta minha fé.

    Quando não temos base racional na fé, quando nos deparamos com oposição racional (mesmo que erratica) vacilamos ná fé e tendemos a cair na confusão. Por isso muitos Católicos (pouco aprofundados no estudo catequético)vão para o Lado Negro da Força.

    Uma vez ouvi algo que achei perfeito.

    Para chegar a Deus precisamos de asas, 2 asas. Uma é a Fé a outra e a Razão.

    Que o Senhor esteja conosco.

  • Ronaldo Ribeiro

    Estou passando por um momento de tribulação, como é dificil, unica coisa que tenho vontade é de me lançar nos braços do Senhor, mas sei que só isto não me basta, não terei como me esconder no colo de Jesus, então peço a Deus Pai que me auxilie me de paz e sabedoria para passar por esta tribulação, E que afaste de mim todo o mal, medo e desespero.

  • Ana Rubens

    Vivi e Varela, muito obrigada por me ajudarem a fazer memória do encontro verdadeiro com Cristo! Saudades de ouvir e ver vocês!
    Xande, agora tah a na rádio Catedral como comentarista de sexta feira! É muito bom ouví-lo!
    Que Deus os abençoe, cada dia mais e mais!

    Vocês já falaram sobre o Método de Estudo?
    Bjs meus amados!!!

  • Isadora de Lima

    PESSOAL, MUITO OBRIGADA MESMO!! Deus é lindo mesmo, eu estava PRECISANDO ler esse post, e eis-me aqui haudksid
    Ando dando uma de São Pedro viu, mas tô aqui :D!
    Obrigada pelo estudo também, vou até anotar esse post em algum lugar pra ler quando eu precisar :V Obrigada, catequistas, vocês são anjinhos :3 <3

  • Rafael

    Bom dia Catequista

    Então, não sei se está no assunto do post, mas vocês puderem tirar essas minhas dúvidas.

    Por exemplo, Eu sempre falo que devemos amar o pecador, e separar o pecado, ou seja, amar a pessoa humana, e ao mesmo tempo rejeitar as práticas ruins da pessoa. E claro, uma forma de amar o próximo é evangelizar, sem interferir no livre arbítrio, claro. E se a pessoa não aceitar a palavra, devemos continuar orando pela pessoa e rezar por sua conversão. Porém sempre separando o pecado do pecador, e evitar atitudes que se voltam contra o pecador, como ofensas, violência, enfim, atitudes que voltam contra a pessoa humana, e fogem do amor ao próximo, etc. O problema que tenho sofrido represálias, ou melhor, críticas de alguns, até católicos, por esse meu pensamento, pois é antibíblico. Vi, inclusive, em vários sites, que esse pensamento como o meu era antibíblico.

    E sempre falo isso e me baseio nisso, então esse meu pensamento vai contra o que a Igreja ensina ? Que eu tenho medo de estar espalhando baboseiras,ou não. Então, dentro da doutrina da Igreja eu estou agindo errado ?

    Obrigado

    Rafael

  • Vinicius

    Depois de todo este tempo, estou lendo esse post pela primeira vez! Mas é incrível como ele é atual, como o é quando falamos de Nosso Senhor! Parabéns pelo site! E que Nosso Senhor continue sempre usando vocês desta maneira tão bonita e frutuosa!

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>