Receita dos não-católicos para salvar o mundo: bota na conta do Papa!

esmola_dinheiro_outros

Oi Povo Católicoooooooo!!!

Já aborreceram você com essa história de que a Igreja Católica é trilhardária, de que o Vaticano deveria ser vendido pra acabar com a fome no mundo etc.? Então esse post é pra você! Hoje vamos acabar de uma vez com esse mimimi dos anticatólicos recalcados!

A primeira coisa a entender é que a Igreja Católica não é uma ONG, nem uma empresa, nem um clubinho. Somos um POVO! E como tal, gostamos de cuidar bem das nossas coisas. Por isso, as nossas igrejas são sempre alvo do olho-gordo alheio, principalmente aquelas que são mais ricamente ornamentadas (só pra constar: eu não acredito em olho-gordo. “Esso non ecsiste!”).

A maioria das paróquias que frequentamos hoje foi construída no século XIX pela nobreza ou por ricos fazendeiros. Então, é natural que esses caras tenham gastado o dinheiro que tinham em abundância para fazer coisas muito bonitas, até porque, estamos falando da Casa de Deus! Você não faria? Se você pudesse construir uma capela dentro do seu apartamento você ia fazê-la feia? Sem ornamentos? Ou gastaria dentro das suas possibilidades para fazer o melhor possível?

Pois é… fazer uma igreja revestida de ouro estava dentro das possibilidades de D. Pedro, da Princesa Isabel e de toda a nobreza daquele tempo.  Agora, tente achar uma igreja do século XX toda cheia de ouro… Melhor, observe como são simples as paróquias e capelas feitas nas últimas décadas!

Pronto, 1×0 pra você. Agora você já sabe o que dizer quando lhe vierem com o blablablá de que igrejas em ouro não combinam com a simplicidade de Cristo. Até combinam, porque ele é o Rei do Universo.  Além disso, a Igreja apenas aceitou toda essa pompa.  Não foi ela que mandou fazer assim. Dê um presente caro a uma pessoa pobre e veja se ela rejeita “porque não combina” com ela.

mendigo-laptop

Ele também não combina com o laptop… e daí?

Mas e o Vaticano? Ah… Aí é outra história.  Você sabia que o Vaticano é um país? Sabia que é a capital do nosso Povo Católico? O que deveríamos ter feito? Uma tapera? Brasília é feita de taperas? Aí você vai me perguntar sobre todas aquelas obras de arte.  “Bem, todas elas foram registradas na ONU como valendo um euro cada. Se vender diferente disso estaremos violando um tratado internacional.  Ou seja, se torrar tudo, não dá pra comprar um iPad. Mas porque fizeram isso? Porque tudo o que tem lá foi dado por um povo a Deus, ao longo de 2000 anos. É justo vender presentes que não são seus e que sabe-se lá com que esforço foram obtidos? Pois é… 2×0 pra você.

obras igrejaMas vamos lá… A causa é nobre: acabar com a fome no mundo! Não vale o esforço? Não.  Porque não vai dar certo.  Não é essa a maneira de fazer isso.  Quantos milhões de dólares já foram enviados à África ou ao Nordeste do Brasil, sem sucesso algum? Muitos, não é? A corrupção não deixou que nada fosse feito.

Porém, instituições bancadas pela Igreja Católica conseguem chegar nesses lugares e fazer muito mais do que o dinheiro consegue.  Quer exemplos? A Pastoral da Criança da Zilda Arns, que reduz dramaticamente a mortalidade infantil por onde passa.  Que tal a Cruz Vermelha e as Santas Casas de Misericórdia, que estão espalhadas pelo mundo ajudando a quem sofre? Se vendêssemos tudo, não haveria mais como sustentar estas obras, e o dinheiro acabaria no bolso de algum político. Até porque, nós aqui no Brasil já vendemos a Telebrás, as hidrelétricas, as telefônicas, a rede ferroviária, A VALE!!! E não resolveu nada… o dinheiro foi parar onde mesmo?

Por fim. Porque os ateus e crentes querem fazer caridade com o dinheiro da Igreja Católica? Porque os ateus não propõem vender as lindas obras do Niemeyer espalhadas por todo país, especialmente em Brasília? Certamente irão alegar que não podem ser vendidas porque pertencem ao povo!

Porque os crentes não vendem a Rede Record? Tenho certeza de dirão algo parecido…  Então porque exigem que o nosso povo, o povo católico, se deixe depenar e se sacrifique sozinho? Aliás, o que todas essas pessoas já venderam ou renunciaram em nome de acabar com a fome no mundo? Quer saber mesmo? Nada.  Enquanto os anticatólicos fazem bravata por aqui, a nossa Igreja promove a dignidade humana e salva milhões de vidas nos lugares realmente necessitados.

Então, da próxima vez que seu amigo lhe aborrecer com esse assunto, mande ele dar o iPhone dele pro mendigo e parar de fazer discurso com o patrimônio alheio!

Abraços!

44 comments to Receita dos não-católicos para salvar o mundo: bota na conta do Papa!

  • crislaine

    Geralmente, quem fala isso não doa nem um minuto do seu tempo pra alguém que precisa, quem dirá um ipad… ou 1 real…

  • Cadu Sindona

    Isso mesmo! A Cidade do Vaticano, não é um parque de Roma, mas um país totalmente independente, governado pelo Doce Cristo na Terra, que tem a graça de existir por obra do Espírito Santo. A Colina Vaicana (lugar onde a Basílica, os Museus e os Jardins do Vaticano, foram construídos) foi escolhida como local sagrado, devido aos restos mortais de São Pedro, que os primeiros cristãos ali enterraram há quase 2000. E desde então o Povo de Deus tem confiado a Igreja ajuda material para que a Esposa de Cristo se levante junto ao mundo. Por que isso seria errado? Por acaso algum de nossos irmãos protestantes acham ruim, quando o pastor bufa lá na frente falando de sabe-se-lá de qual Jesus (porque o Emanuel, o Deus Conosco da Palavra, eles não anunciam), e depois ele faz 3 horas de propaganda pedindo dízimo!! DÍZIMO!! Ai sério, é pra gargalhar.

  • Elaine Maria

    NOSSA AMEI ISSO,E ASSINO EMBAIXO CADU!RSRS

  • Silvana Teodoro

    Isso mesmo gente, agora teremos resposta certeira, é só decorar, e tem mais, seremos a favor de vender tudo se N U N C A mais ninguém passar fome até o fim dos tempos, isso vai acontecer se vender alguma coisa, seja lá o que for? Adorei saber disso, vou repassar a todos que conheço. Obrigada!!

  • mais ninguem ve realmente o tanto que as pessoas e a igreja catolica como um todo se doam por amor ao proximo. existe por acaso algum protestante que deu a vida em favor de uma causa, como temos tantos santos e tantas pessoas que morreram pela ganancia dos poderosos. nossa igreja não vive em função de dinheiro, e também não prega um Jesus de milagres mirabolantes… nossa igreja vive por Jesus e para servir ao proximo, porque nosso Jesus veio para salvar e reconstruir e o Jesus deles veio para cumular bens e carros e casas… existe céu sem tribulação????? pra eles existe… se eles tivessem a menos uma Zilda… (pra não dizer tantos outros),não precisariam vender o país pra matar a fome de ng

  • Eu amei este blog, amei “O catequista”… e também “A catequista”… e quem mais estiver aí! rsrrs…Vocês fazem catequese de um jeito jovem e irreverente, dá até uma “invejinha santa”. Já recomendei vces no facebook, no blog e até na reunião de familia do domingo… E queria, queria muito que vces entrassem em contato comigo pelo e-mail, pra eu poder falar de vces no Blog de catequese da CNBB… Beijos!!

  • Parabéns! Sempre pensei assim e agora tenho certeza de que realmente estou certa na minha maneira de pensar. Deus merece o melhor de todos nós, e porque não fazer da casa dele um lugar lindo aos olhos humanos e repleto de Amor?

  • Suely Cerqueira

    Muito bom, dirimiu as dúvidas de muitas pessoas. E eu já me tornei uma agente multiplicadora dessa notícia….

  • Nossa! Muito obrigado por todos os comentários e elogios! Pela quantidade, é notório o quanto todos sofremos com a perseguição que nos é imposta pela sociedade como um todo.

    Ficamos sempre muito felizes em compartilhar essas coisas e ler o que vocês pensam sobre estes assuntos.

    Aproveito para lembrar que vocês podem (e devem) sugerir todos os temas que quiserem! Prometo que vamos nos esforçar ao máximo para atender a todos!

    Um abraço a todos e muito obrigado!

  • ricardo

    HAHAHA Muito bom!
    Estou rindo muito! Ótimo senso de humor! Inteligente e com bom ponto de vista!
    Parabéns! Um abraço

  • Isso mesmo, Catequista! As obras de arte do Vaticano pertencem a toda a humanidade, sua beleza eleva a alma e nos ajuda a louvar a Deus. Se fossem vendidas, seriam admiradas por meia dúzia de milionários e seus amigos felizardos. A Igreja Católica é a instituição que mais faz caridade no mundo. Isso não basta?

    Amei o blog!

  • Amei sua colocação e queria enviá-la para os meus amigos, vou tentar fazer isto.
    Visite o meu blog

  • Muito bom… Amei! Só fazem isso por que sabem que a Igreja Catolica é infalivel! Somos um povo pecador, mas a nossa Santa Igreja é Santa, pois é a UNICA fundada por Jesus Cristo e a unica que ele garantio a INFALIBILIDADE!

    BJoS,
    SOMOS CATOLICOS APOSTOLICOS ROMANOS! AMO A MINHA IGREJA, E ELA É A UNICA QUE NOS LEVA A SALVAÇÃO!

  • Cadu Sindona

    Jaiane assino embaixo!

  • Fabiana

    Como é que alguém pode querer vender aquela maravilha que é a Capela Sistina, ou as obras do museu vaticano? Quando eu fui lá fiquei igual uma boba, de boca aberta e enquanto meu marido me puxava pela mão igual a criança, pois eu não conseguia tirar o olho das obras e admirá-las.
    Quando eu olhava aquelas obras só pensava no cuidado com cada detalhe. Tudo tem significado, tudo faz sentido…
    Deus abençoe a todos de O Catequista!!!

    • Fabiana, muito obrigada pelas suas palavras de incentivo ao nosso trabalho. Deus te abençoe tb!

    • O problema não seria só vender. Quem iria comprar? Não há dinheiro que pague isso. Ademais é patrimônio da humanidade, a Igreja é guardiã mas se tentasse vender, imediatamente o governo italiano encamparia, “para preserver tesouros do povo italiano”. Não pensem que eles não estão doidos para fazer isso.

      • Eduardo Araújo

        Uma vez li (não me lembro onde) que todas essas obras de arte, inclusive as do Museu do Vaticano, foram passadas pelo governo italiano à Igreja em regime de comodato, no Tratado de Latrão. Ou seja, a Igreja Católica, de fato, não pode dispor delas para qualquer tipo de negociação que afete a posse delas pela República Italiana.

        E de todo modo, ainda que fossem propriedade da Igreja, que as vendesse para atender a fins caritativos, isso – como toda queima de patrimônio – simplesmente significaria o empobrecimento da instituição sem solucionar em definitivo problemas como a fome de países africanos. Serviria para um momento, de modo similar às campanhas para arrecadação de donativos, mas depois o problema continuaria, pois em muitos dos casos não existe vontade política nos próprios países afetados para debelá-lo.

        Aliás, para citar um exemplo – um surto de fome na Etiópia, há alguns anos atrás: houve uma dessas campanhas, arrecadando dinheiro e juntando carradas de mantimentos e víveres no mundo todo. Posteriormente, ficou-se sabendo que boa parte dessa carga foi simplesmente desviada para outros fins, por etíopes nada comprometidos com a causa.

        Imaginem, então, a venda de um Laocoonte ou de paínéis extraídos da Capela Sistina! O que asseguraria a correta aplicação dos recursos? E, admitindo essa aplicação dentro da finalidade, o que aconteceria depois que passasse o momento e o problema voltasse? Deixe-me ver: iam, talvez, exigir que a Igreja vendesse as peças litúrgicas, será?

        Meus caros, escrevi isso, mas sabemos que no frigir dos ovos paira uma grande hipocrisia nessas pretensões alegadamente humanitárias. Quem o faz, não tem, realmente e eu tenho convicção disso, o menor interesses em resolver problemas da humanidade e, sim, aproveitar o ensejo de exercitar o azedume contra a Igreja. Por que essa gente, por exemplo, não volta suas baterias para patrimônios bem gordinhas de artistas e desportistas multimilionários ou, mesmo, de governos que gastam mundos e fundos em paradas gays, gel para gays, ajudinha financeira para recperação de Faixa de Gaza e copas do mundo mais olimpíadas?

  • Thammys .

    Nooossa! Arrasou! ~aplaudindo em pé~

  • Anny

    Vocês citaram a Cruz Vermelha, aí eu fiquei curiosa e fui pesquisar. E pelo o que eu li, a Cruz Vermelha foi criada por um calvinista!! O que tem haver a Igreja Católica com isso?

    Obs: Sou católica (graças a Deus)!!

  • Italo Carvalho .'.

    Achei MASSA d+ o fim do texto que diz:
    “Da próxima vez que seu amigo lhe aborrecer com esse assunto, mande ele dar o iPhone dele pro mendigo e parar de fazer discurso com o patrimônio alheio!”

    HAHAHAHAHAHAHHAHAHAHA

    Por conta disso essa página está nos meus favoritos 😉

  • Cynthia

    Muito obrigada pelo post, eu já ouvi muitas vezes isso de vender o Vaticano e suas obras de arte e eu ñ sabia o que dizer. Agora posso complementar o seu post com um vídeo do P. Paulo Ricardo… uma coisa muito boa que ele diz é quem vai a comprar e que fariam com o Vaticano? Um mall?… é ridículo que as pessoas pensem assim.

    Aqui deixo o link para aprofundar um pouco mais sobre o assunto:

    http://padrepauloricardo.org/episodios/as-riquezas-do-vaticano

    P.D. Desculpe pelo meu Português, sou estrangeira.

  • Karina

    Porque os ateus do tipo “ativistas de cachorro” não pegaram esse dinheiro aqui e mandaram para a África: http://www.ionline.pt/artigos/mundo/diamante-laranja-vendido-leilao-264-milhoes-euros ?

    Enfim, aprendam uma coisa: a Igreja Católica está errada, sempre!

  • chari

    Cara, ameeeeei! hahahhahahhaa bom demais!

    Esse blog é bom demais!!

    Deus abençõe!

  • Aluã Rosa

    Nossa… Esse texto vai me ajudar muito daqui pra frente… Muito obrigado!

  • vilson bloedow

    É lamentável que estas coisas aconteçam, mas existe sim uma explicação. o demônio está sempre próximo e está vendo o enfraquecimento dos homens, a falta de ensino religioso nas escolas públicas, o incentivo dado pelo governo aos presidiários com um auxilio reclusão bem maior que o salário de quem trabalha, o mau exemplo dos governantes e políticos em geral e mais a contribuição da mídia que apoia esta pouca vergonha dos dias atuais, a desvalorização da família como instituição, imposta pelos nossos governantes. A igreja Católica tem seus princípios como todas as outras, e devemos respeitar e exigir que católicos e cristão sejam respeitados, vê se estes que ficam falando tem coragem de falar mal dos muçulmanos ou de alguma seita ou religião dos países árabes, e por não pedem aos milionários do petróleo que disponha de dinheiro para ajudar diminuir a fome no mundo, eles tem tanto, peça a eles e veja qual a resposta que eles tem pra dar.

  • Tariza Campos

    Pra mim basta o simples, não podemos vender o que não é nosso. É de Deus, se Ele quisesse já teria colocado tudo abaixo como fez com outros templos, outros povos e outros monumentos. Só gostaria de acrescentar o seguinte, o Vaticano é pra mim apenas uma representação de território, lá é centro de controle do líder do povo que faço parte, um povo que segue para o céu, nossa verdadeira pátria.

  • Claudia

    Muito boa essa explicação! Que pena que eu só vi agora. A perseguição continua…Meses atrás, postaram no meu Facebook a suposta hipocrisia da Igreja Católica (e do papa) por manter as riquezas do Vaticano enquanto deveria vender tudo e ajudar os pobres do mundo. Obviamente, a mensagem vinha de um não-católico. Naquele momento, eu respondi enfatizando o fato de que a Igreja era a maior instituicao de caridade do mundo e que nao existe outra que a supere em termos de ajuda humanitaria em todo o planeta.
    Agradeço o autor do post pela dedicação em esclarecer os pontos.
    Parabéns!

  • Amanda

    É muita hipocrisia mesmo, a suposta riqueza da Igreja é um meio de manter suas obras, não tem como viver na nossa sociedade sem o “dinheiro”, infelizmente ele é um meio, e assim é com a Igreja, ela usa sim o dinheiro para os ritos e tudo, isso é normal na minha concepção. sou contra luxo desnecessário dos padres ou coisa do tipo.
    Outra coisa, nao se pode vender as coisas assim, se for assim porque nao se vende todas as obras do Louvre e dos museus do mundo todo, fecham as bibliotecas, queimam teatros e da tudo pros pobres? será que é assim mesmo que funciona?
    Varios artistas doam fortunas para a África e sabe porque a coisa nao muda por lá? porque muitas vezes o dinheiro nem chega a quem precisa, mas é desviado por políticos corruptos, e é o mesmo que vai acontecer se fosse realmente vendido todo o “ouro” do Vaticano. Além do mais, nao se vive so de comida (TUDO ISSO JA FOI DITO NOS POSTS, SRSRS), mas precisamos da beleza, cultura, arte, para encher a alma, esse povo nao pensa mesmo, ou nao quer pensar!

    Abraços!

  • Laryssa

    Muito bom o texto!!!
    Amei esse blog; É o blog do Cristão Católico!

  • pe enéas

    DEUS ABENÇOE O TRABALHO DE VOCÊS…PARABÉNS…

    PE ENÉAS

  • Renan

    Muito bom. Mas acho que poderiam ser fornecidas algumas fontes.. Por exemplo, tem alguma fonte sobre esse tratado internacional?

  • Fabricio

    Igreja Católica é a maior instituição de caridade do planeta, e não precisou vender o Vaticano.

  • Heitor

    “Bem, todas elas foram registradas na ONU como valendo U$1,00 cada.” Preciso urgentemente dessa fonte!

    • Trecho de um texto de John L. Allen, Jr. (jornalista americano, vaticanista. É correspondente senior do National Catholic Reporter e vaticanista da CNN e da NPR):

      “But is the Vatican sitting on a pile of wealth—such as real estate or artwork—that doesn’t show up in its annual budget? Michelangelo’s Pieta statue, the Sistine Chapel, or Raphael’s famous frescoes are all listed on the Vatican books at a value of 1 euro each. From the Vatican’s point of view, they are part of the artistic heritage of the world and may never be sold or borrowed against.”

      http://www.holynameofmaryparish.com/documents/Church%20wealth%20Vatican%20riches.pdf

  • Ana Caroline

    Parabéns pelo blog, é ótimo!

  • Rodrigo Ferreira

    Gostaria de ver um post de vocês com o número, localização, etc de todas as instituições de caridade lideradas pela igreja católica. Sempre ouço (e também sei) que a igreja católica é a maior instituição de caridade do mundo, mas faltam números e fontes para provar isso. É algo dificil de mensurar, eu sei. Mas fica a dica. Parabéns pelo trabalho!

  • Luiz Antônio Pereira

    … e o tesouro da Igreja é o Cristo vivo e ressuscitado.

  • A Igreja católica é a “pedrinha” no sapato deles ….

  • Eliane

    Fiquei muito feliz com esse post, me sinto muito orgulhosa em saber que faço parte desse “povo”, aliás muito mais que isso: o povo de Deus. somos felizes sim e se eu fosse rica ou uma famosa artista plástica, doaria sim o meu melhor, materialmente falando, mas como pobre sou, dou a minha vida, meus pensamentos, e atos, sei que sou falha, mas Ele me capacita e sei que fará com que eu me doe melhor sempre.
    Obrigada Senhor Jesus! Nosso Governador e Rei! Obrigada a vcs catequistas por esclarecerem duvidas que as vezes brotam das incredulidades alheias. Que Deus os abençoe.

  • Sabrina

    Nossa, sou cristã protestante e curti essa pagina, porque encontrei muitas coisas interessantes e bem fundamentadas.Me esforço para não julgar sem conhecer. É meio obvio que se tendo conhecimento de cristo escolhi ser “evangélica” é porque existem uma coisa ou outra no catolicismo de que discordo. Mas respeito e tento não sair falando já que não conheço verdadeiramente a doutrina. Li muitos comentários de criticas sem conhecimento a minha doutrina, costumo ignorar porque geralmente vem justamente da falta de conhecimento. Mas me incomodei com a pergunta de algumas pessoas sobre quantos “evangélicos” deram a vida por alguém e por ai vai. Muitos, incontáveis deram e dão todos os dias, inclusive literalmente, dão as vidas em amor para levar Cristo a lugares onde não é permitido. Infelizmente sei que é verdade que não se pode falar mais em um povo evangélico, porque são tantas denominações e algumas infelizmente mancham o verdadeiro cristianismo. Mas quando alguém fala de forma generalizada, coloca a todos nós no mesmo pacote. Então venho em defesa dizer que sou cristã e isso significa que sigo a Cristo, assim como minha comunidade, portanto cumpro o Ide e quando não posso fazer diretamente sustento financeira e espiritualmente os missionários que se dispuseram a Ir, oferecer alimento e ajuda aos necessitados, mas o mais importante, mostrar o caminho, a salvação que é Cristo Jesus. Achei interessante o post, pois reconheço que já questionei sobre a riqueza da igreja católica. Mas, quando se tem resposta, defesa, não é necessário ofender para se justificar como alguns fizeram nos comentários. Espero não estar sendo importuna, já que o publico alvo da pagina certamente não sou eu e sim católicos. Mas é isso, da mesma forma que incomodam questionamentos como o que foi tratado no post, questionamentos sem conhecimento. Pensem e conheçam antes de questionar os outros.

  • Sebastiana de Paula Xavier

    Desde a minha infância vejo a igreja católica fazer um serviço voltado aos pobres !

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>