Governo paga R$ 443,30 para assassinar bebês pelo SUS

ze_gotinha

Desde o dia 21 de maio, o assassinato de bebês em gestação está plenamente liberado no Brasil. Toda mulher que chegar a um hospital conveniado com o SUS dizendo que a sua gravidez se deu por meio de uma relação não consentida terá direito de abortar, ainda que esteja contando uma mentira. Explico: basta a palavra da mulher, sem que seja necessário B.O. ou qualquer exame de corpo de delito.

Muita gente não está acreditando que isso seja verdade. Realmente, gostaríamos imensamente de estar enganados, mas não estamos. Basta clicar aqui para ver com seus próprios olhos a Portaria nº 415, de 21 de maio de 2014, que inclui o procedimento “interrupção da gestação/antecipação terapêutica do parto” – esse é o nome bonito para aborto – na Tabela de Procedimentos do SUS. O Governo pagará aos matadour… ops, aos hospitais R$ 443,30  por cada criança morta (saiba mais aqui).

Agora, como o procedimento oficialmente faz parte da tabela do SUS, Hospitais católicos e evangélicos filiados ao SUS também estão obrigados a virar matadouro de crianças e realizar o aborto. Antes dessa Portaria nº 415, o aborto era realizado somente em alguns hospitais de referência. Os médicos, individualmente, podem se recusar a fazer o aborto alegando “objeção de consciência”, conforme a Norma Técnica de 1998, assinada por José Serra. Porém, esse direito passa a não existir se, na instituição, não houver outro carrasco disponível parar realizar o “serviço”.

Em teoria, só serão assassinados legalmente os bebês cuja gestação ofereça riscos para a saúde da mãe, anencéfalos ou que sejam fruto de estupro. Porém, na prática, a lei permite que a mulher aborte pelo SUS por QUALQUER MOTIVO, bastando que ela diga que a relação não foi consentida. Afinal, uma Norma Técnica de 2005 dispensa apresentação de Boletim de Ocorrência para a realização do aborto.  Basta a declaração da vítima. E é justamente esta brecha que os abortistas estão aproveitando para legalizar o assassinato de bebês sem nenhum tipo de discussão democrática. Confira esse trecho da Norma:

O Código Penal não exige qualquer documento para a prática do abortamento nesses casos e a mulher violentada sexualmente não tem o dever legal de noticiar o fato à polícia. Deve-se orientá-la a tomar as providências policiais e judiciais cabíveis, mas, caso ela não o faça, não lhe pode ser negado o abortamento.

O(a) médico(a) e demais profissionais de saúde não devem temer possíveis consequências jurídicas, caso revele-se posteriormente que a gravidez não foi resultado de violência sexual…

E você sabe qual o conceito de relação sexual não consentida no Brasil? Bem, numa interpretação bem ampla, pode ser até mesmo uma relação entre marido e mulher, em que o marido insistiu muito, mas a mulher não queria por estar com dor de cabeça… e acabou cedendo. Por meio de um artifício muito inteligente – e maligno – o governo conseguiu expandir o conceito de estupro, por meio da Lei nº 12.845, de 1º de agosto de 2013. Veja o que diz o artigo segundo:

Art. 2o  Considera-se violência sexual, para os efeitos desta Lei, qualquer forma de atividade sexual não consentida.

Mais uma vez fica provado que a presidente Dilma Roussef descumpriu a sua palavra dada aos eleitores cristãos. Em carta, ela divulgou durante sua campanha que não pretendia “promover nenhuma iniciativa que afronte a família” e que não iria alterar a legislação sobre o aborto. Agora ela nos dá essa facada nas costas! De fato, a norma técnica não altera a legislação, mas é uma malandragem, uma manobra usada com eficácia para regularizar o aborto a despeito da legislação.

E agora, o que devemos fazer? Vamos aos passos…

  • Rezar o terço;
  • Não perder as esperanças. Ser cristão é crer e saber que Cristo sempre vence;
  • Pressionar nossos governantes para que essa Portaria seja revogada;
  • Fazer incessantemente o nosso trabalho de formiguinha, informando parentes, amigos, colegas de trabalho e de estudo sobre o que está acontecendo no país, um verdadeiro atentado aos valores da maioria esmagadora das famílias brasileiras.

aborto_vazio

Essa discussão não para por aqui.  Vamos aprofundá-la em outros posts.  É preciso entender como o aborto foi legalizado no Brasil sem nenhum tipo de discussão democrática, exatamente como foi feito nos EUA e em outros países, onde o procedimento já é amplamente permitido.  Fizeram tudo isso através de normas técnicas e reinterpretações de leis, justamente para que você não tivesse voz e nada pudesse fazer.

Estamos em guerra e precisamos parar de apanhar.

47 comments to Governo paga R$ 443,30 para assassinar bebês pelo SUS

  • Sidnei

    É gente, a coisa tá feia, vejam que isto tudo começou com o José Serra e o PSDB com a Norma Técnica do Ministério da Saúde que dispensava o BO para se fazer o aborto em caso de estupro, e agora com a Dilma e o PT esta norma técnica se tornou lei, ou seja, José Serra e PSDB, Dilma e PT são todos farinhas do mesmo saco.

    Em 2010 quando houve as eleições para presidente, no segundo turno, o qual eu não querendo votar na Dilma, quando cheguei em frente a urna eletrônica, tive que fechar os olhos, tapar o nariz e votar no José Serra, justamente este que começou tudo isto, que foi o mentor desta portaria que se tornou lei. Mas mesmo assim a Dilma ganhou a eleição e tem tudo para ela ganhar novamente este ano, o que demonstra que o povo não estar nem aí se há aborto legalizado ou não no Brasil, o povo quer mesmo pão e circo, festa e bolsa família, o resto que se lasque.

    Mesmo eu sendo cristão, católico, que vou a missa todos os domingos, mas não tem nada haver eu ser católico, e votar na Dilma e ser a favor do aborto e casamento gay, já que os padres e bispos não falam mais nada mesmo, e até apoiam, então para que que eu vou me preocupar com estas coisas?, no final tanto santos quanto pecadores, gays com suas praticas homossexuais e heterossexuais, abortistas e apor aí afora iremos todos para o céu, sem distinção alguma, não é mesmo, senhores padres e bispos?. Há!, e se preparem, a lei da eutanásia vem aí também, e só esperar mais um pouco, aguardem.

    • Primeiramente, você interpretou muito mal o texto referênte ao que se refere ao Serra. Não foi ele que iniciou esse processo, o texto fala o seguinte dele: “Os médicos, individualmente, podem se recusar a fazer o aborto alegando “objeção de consciência”, conforme a Norma Técnica de 1998, assinada por José Serra”.
      Segundo, não é necessário que teu bispo ou teu padre fale de aborto ou homossexualismo, para que você saiba que isso é errado! Está no catecismo e pela internet você pode ver vídeos e sites de excelente qualidade como esse blog para se instruir. Jesus disse:”não se pode servir a dois senhores”. Você não pode se dizer católico, mas não seguir tudo porque você pensa diferente. Não to dizendo q deve engolir tudo que a igreja diz, mas sim corrigir seu pensamento com os ensinamentos milenares é mais sábios que você. Não se ama aquilo que não se conhece! Conheça, entenda e saberá que escreveu absurdos aqui. Sobre esses clérigos q disseste, se realmente falaram isso que você disse, de duas uma, ou entendeste incorretamente ou eles cometeram heresias! Se foi a última, devem ser denunciados, e os mesmos se retratarem.
      Sobre candidatos… Não temos opção mesmo… Mas não votem no PT, porque pra escolher entre corruptos, que não seja aquele que quer destruir a moral, as famílias e ofender a Igreja.
      Paz e bem.

      • Sidnei

        João Paulo, eu não preciso que padres e bispos venham me dizer que o homossexualismo, as práticas homossexuais sejam erradas, eu sei disso querido, agora o povo sabe?, não é missão dos Bispos e dos padres ensinarem o povo que isto é errado?, e aonde nas missas eles falam isto?, e você tem acompanhado as ultima notícias destes dias atrás?, Não!, então vá a blogs e sites católicos e veja o que esta acontecendo ao redor do mundo para ver como andam soltinhos padres e bispos dizendo asneiras a favor dos gays, queres um exemplo, vejam estes: “Secretário geral da CNBB diz que uniões entre pessoas do mesmo sexo precisam de amparo legal.” (http://fratresinunum.com/2014/05/23/secretario-geral-da-cnbb-diz-que-unioes-entre-pessoas-do-mesmo-sexo-precisam-de-amparo-legal/); “De quem o Papa beija a mão. ” (http://fratresinunum.com/2014/05/15/de-quem-o-papa-beija-a-mao/);”TV Aparecida e sua apologia a uma nova pastoral gayzista.” (http://fratresinunum.com/2014/05/14/tv-aparecida-e-sua-apologia-a-uma-nova-pastoral-gayzista/); “Efeito “Quem sou eu para julgar?”: Arcebispo de Montevidéu pede perdão a gays por ações da Igreja.” (http://fratresinunum.com/2014/05/04/efeito-quem-sou-eu-para-julgar-arcebispo-de-montevideu-pede-perdao-a-gays-por-acoes-da-igreja/); “Comissão da Arquidiocese de SP defende dignidade dos gays.” (http://fratresinunum.com/2014/05/01/comissao-da-arquidiocese-de-sp-defende-dignidade-dos-gays/), é pouco ou queres mais?. E depois você em para cima com este tom ríspido dizendo que eu não preciso de padres e bispo para saber que práticas homossexuais sejam pecados, mas e se eu não soubesse?, sabias que a maioria do povo não sabe e por isto ficam apoiando casamento gay e até beijinhos gays e novelas?. Estas coisas o povo tem que começar a saber pela Igreja, se os padres e bispo não fazem, aí sim entramos nós, mas em primeiro lugar é dever deles ensinar isto ao povo, então na me venha com luvas de pelica para bater em mim como se eu não soubesse de nada, porque eu sei muito bem das coisas, agora quem parece que não sabe de nada, inocente, é você, porque se não sabias destas notícias acimas que citei, qual tirei todas de um blog que não nutro muita simpatia, mas no que toca a trazer notícias aterradoras como estas aí eles se saem bem, se você não sabia destas notícias, agora fica sabendo. Esta havendo um forte loby gay dentro da Igreja para liberar geral, se os Bispos e padres se fazem de cegos, surdos e mudos cabe nós acordá-los nem que seja por perguntas ingenuas como eu fiz em meu ultimo comentário. Denunciar isto tudo?, par quem?, para os Bispos?, se muitos deles estão encantados pela música da sereia e estão quase dando o braço a torcer para tudo, para o Vaticano?, lá parece que o loby gay esta mais forte do que nunca. Não meu amigo, rezar só não basta, tem que meter a boca no trombone, se eles não nos escutam por meio de petições e denuncias, um dia eles vão escutar por meio das indignações que ocorrem pelas blogs católicos e até por perguntinhas bem capciosas como a que fiz, e se forem inteligente o bastante, saberão que se tratara de perguntinhas irônicas, mas que tem um fundo de indignação e protesto, e sabe DEUS se assim eles não param de fazer e falar besteira, e passam a falar verdadeiramente o que a Igreja sempre ensinou ao povo em geral e não ficar com este guti, guti, que estamos vendo nestes últimos dias, coisas estas que não víamos nos papados de São João Paulo II e Bento XVI.

      • Sidnei

        “Primeiramente, você interpretou muito mal o texto referênte ao que se refere ao Serra. Não foi ele que iniciou esse processo, o texto fala o seguinte dele: “Os médicos, individualmente, podem se recusar a fazer o aborto alegando “objeção de consciência”, conforme a Norma Técnica de 1998, assinada por José Serra”.

        Ótimo Sr. João Paulo, mas o X da questão aqui não esta na objeção de consciência, mas no fato de não precisar de um BO para realizar o aborto, e na Norma Técnica emitida pelo Ministério da Saúde cujo ministro era o José Serra em 1998, no número 10 desta já contemplava isto. É só linkar aqui http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/prevencao_agravo_violencia_sexual_mulheres_3ed.pdf, para você mesmo verificar que isto já vinha sendo implantado a anos, e agora foi legalizado de vez.

    • célia rodrigues ferreira

      Sidney,se acalme,por favor.Não é por aí,vc é um seguidor de Cristo. Grite,brigue, faça o que for preciso para defender a Igreja,cuja cabeça é Jesus. É o que importa,que se todos os candidatos são a favor dessa cultura de morte e há padres e bispos calados,gritemos nós!Façamos barulho a favor da vida! Se todos são a favor da morte,votemos nulo! Consciência em paz é refrigério pra nossa alma. A paz de Jesus!

  • Adriano Matos

    Não é defendendo, pois não sou nem um pouco a favor da Dilma, mas ela disse na Carta que
    “pessoalmente” é contra o aborto. E o problema é que não são os interesses pessoais que ela vai ou não fazer, mas sim do partido.
    No plano de governo do PT de 2012 está explicitamente informada a intenção de legalizar o aborto no Brasil na Página 57, Saúde da mulher.

    • Camilla

      Adriano, omissão é consentimento.

      • Adriano Matos

        Que seja. Por isso que eu disse que não estava defendendo ela. Mas os interesses são partidários, mesmo que ela quisesse contra, creio que para um presidente as coisas não são bem assim.

    • Adriano, a Dima não disse na carta que era somente “pessoalmente” contra o aborto. Ela disse também: “Eleita presidente da República, não tomarei a iniciativa de propor alterações de pontos que tratem da legislação do aborto e de outros temas concernentes à família e à livre expressão de qualquer religião no país.”

      • Leniéverson

        A Dilma é a favor do aborto, ela disse numa entrevista a Folha de São Paulo ou Marie Claire, não sei ao certo. Pesquisem no Google ou no You Tube. Tem vários vídeos dessa entrevista. E muitos católicos e protestantes acreditaram na fala eleitoreira. Isso prova que muita gente é vulnerável a pegadinhas populistas. Chega a dar pena.

      • Adriano Matos

        Sim, a catequista, entendi.
        Usei apenas o manifestado na carta para chegar ao ponto de que não é a vontade da Dilma que define o que aprovar ou não. Quis apenas salientar que é uma vontade do PT e que, salvo engano, as opiniões pessoais de um presidente não prevalecem ao que é definido pelo Partido.
        Falo isso porque vejo muitas pessoas gritando “Volta Lula”.
        Eu não sou a favor da Dilma

        • Lenieverson

          É aí que está a questão, Adriano, o País não pertence ao PT ou a Dilma, o país pertence ao povo Brasileiro. Desde que o PT governa o país aboliu-se a figura dos programas de governo, e se vive o programa de partido e de ideologias marxista.

  • Há tempos temos procurado meios de reversão desta maldita lei que foi infelizmente foi aprovada de uma maneira bem estranha. Inclusive, no blog Citizengo existe uma petição dirigida ao Deputado Rosinha do PT (que na época presidia a Comissão da Família e Seguridade Social), para que a citada lei seja reavaliada. Sabe-se que tal lei foi na verdade um golpe, visto que muitos deputados pró-vida foram enganados entre eles o Deputado Eduardo Cunha (PMDB/RJ) que depois de analisar as entrelinhas desta lei pediu a revisão. Digo para todos que esta não é único projeto de Lei que afronta os valores da vida, segundo alguns especialistas, existem cerca de 900 projetos neste sentido. Temos de nos manifestar principalmente neste ano, nas urnas e nas ruas para pedir apoio de Deputados que sejam à favor da família e da vida, já chega deste bando que Comunistas, a Igreja precisa acordar e se levantar antes que seja tarde…

  • Erika

    É muito triste ver o rumo que o nosso país está tomando. Não basta a educação e a saúde que são um caos, agora querem tirar o primeiro direito do ser humano, que é Nascer…
    Se as pessoas pensassem só um pouco no próximo isso com certeza não aconteceria. É inegável a ação do inimigo nisso tudo, e o pior, a abertura que se está dando a ele.
    Como cristã católica, vou continuar a rezar por esses pequeninos e por essas “mães”, além de não desistir de esperar por pessoas mais ‘gente’, que olhem para o outro e vejam o que ele realmente é: filho de Deus, a face de um Cristo frágil, que só quer o direito de Viver…
    Que o Senhor possa nos dar a perseverança e a força para não desistir nessa luta!
    Que Deus nos abençoe!

  • É um absurdo maior que o outro! Abortar pode, mas dar palmada não?! O chinelo da minha mãe já ‘lambeu’ muito minha bunda e hoje sou uma boa pessoa! Nunca fui espancado, só corrigido. A palmada funciona SIM! Mas o aborto legalizado é um crime hediondo! Mas não tem problema. É ‘pela saúde da mulher’. Cortar uma árvore e matar um animal silvestre não pode (concordo, não pode mesmo fazer essas coisas), e quem faz isso é preso por anos. Mas que mata uma pessoa por motivo fútil é liberado rapidamente (quando chega a ser preso, né?). Que Deus tenha piedade nós…

  • lucas ferreira

    Tenho nojo de dizer ao meus amigos “gringos” que sou brasileiro. Um país corrupto, um país abortivo, onde 242 pessoas morrem e a história apenas se tornou uma página no “wikipédia” com refrão Boate Kiss. E se já não bastasse a tríplice argumentação, estamos todos envolvidos num contexto “the world cup”. Não é um desabafo e nem um relato. Apenas uma abertura que todos nós deveríamos ter. Onde estão colocando nossos jovens? Afundando-os num copo de whisky. Acendendo um isqueiro de cânceres de pulmão, fígado, pele, tireóide, gástrico… a pergunta somente que ressoa: Onde puseste-os? Onde?
    Andrieli, andrise, ariel, bernardo, bruna, camila, daniel…. e tantos outros que hoje se encontram numa lista de mortos. Que vergonha Brasil.

  • Rosa

    Oi gente,
    sobre a parte de não haver nada na portaria sobre comprovar que foi violentada, na lei eles falam sobre isso, como:
    III – facilitação do registro da ocorrência e encaminhamento ao órgão de medicina legal e às delegacias especializadas com informações que possam ser úteis à identificação do agressor e à comprovação da violência sexual;
    e
    3o Cabe ao órgão de medicina legal o exame de DNA para identificação do agressor.

    estou falando isso, pq já vi em vários sites essa mesma afirmação que vocês fizeram, e quando estava conversando com meu namorado sobre isso, ele abriu a lei e me alertou que há sim a necessidade de fazer exames.
    bem, me corrijam se eu estiver errada.
    a lei está aqui: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2013/lei/l12845.htm

    • Oi, Rosa!
      Seu namorado está equivocado na interpretação da questão. Este item III apenas diz que o médico atendente deve facilitar o registro da ocorrência, e não que ele deve buscar a comprovação do estupro como condição para a realização do procedimento. Antes, de acordo com a Norma Técnica de 1998, era realmente necessária essa comprovação, depois não mais. Repare que no texto da Portaria de 21 de maio de 2014 é citada a Portaria de 2005 (nós a linkamos no post), que dispensa a comprovação do estupro e o registro da ocorrência (B.O.).

      Então, que fique claro: NÃO, NÃO HÁ NECESSIDADE DE FAZER EXAMES PARA COMPROVAR QUE FOI ESTUPRADA E REALIZAR O ABORTO PELO SUS. Isso está muito bem explicado nesse post do uol:
      http://colunaesplanada.blogosfera.uol.com.br/2014/05/23/governo-oficializa-aborto-e-paga-r-443-pelo-sus/

      Eu sei, a coisa toda parece incrível e absurda. Mas infelizmente é do jeito que estamos explicando. 🙁

  • Sueli Isabel Kuhl

    O Governo pode até aprovar o aborto, mas, nós mulheres, temos que fazer valer nossa vontade e a vontade de Deus. Maria a Mãe de Jesus deu a nòs mulheres o maior exemplo. Agora está nas mãos de mulheres cristãs.

    • Antônio Prado

      Alguém já está preparando as pedras de moinho? Se bem que eu acho que vai faltar mar pra tanto parlamentar…

      Muito me preocupa essa situação toda, porque a Igreja, enquanto instituição, fica refém disso, porque imaginem as Santas Casas de Misericórdia, subvencionadas o maior par das vezes com recursos do SUS. Elas terão que realizar tal procedimento? Que tipo de igualdade o governo quer promover, que tipo de liberdade religiosa ele quer promover se obriga um hospital católico a realizar um aborto? É triste pensar que esse tipo de situação poderá ocorrer, já que a “objeção de consciência” foi restringida!

      E mais: essa “manobra” do governo é inconstitucional! Primeiro porque fere flagrantemente o princípio mais caro da própria Constituição Federal, que é o direito à vida. Depois que o assunto deveria ser tratado pelo Congresso Nacional, depois de discussões reiteradas sobre o assunto, e não por portaria do Ministério da Saúde que, tecnicamente, facilita e encobrirá muitos casos de aborto ilegal. Falta critério, para começo de história. E, de resto, falta humanidade por parte desses açougueiros. É rezar, pedir que a Virgem Santíssima abençoe aqueles que lutarão contra esta escabrosidade e que Deus prevaleça sobre todo o mal. E é hora também de catequizar, minha gente! É hora de catequizar!

  • Sendo a portaria um ato de origem política, vale a dica: voltemos nossa atenção para os políticos pró-vida. Apoiemos, através do voto, para que as ameaças sejam mais efetivamente combatidas.

    http://www.psc.org.br/comunicacao-psc/todas-as-noticias/3140-psc-anuncia-acao-judicial-contra-governo-por-oficializar-o-aborto-no-brasil

  • Daniel

    Pessoal, parabéns mais uma vez. Gostaria de saber se vocês poderiam escrever algo, ou me orientar sobre aborto e estupro. Hoje tive uma discussão no trabalho e, obviamente, todos ficaram contra mim. Procurei mostrar que a criança não tem culpa de como ela foi gerada, e que o aborto não irá curar a ferida sofrida pela violência humana. Além disso, expliquei que a vida começa na concepção e que é uma vida diferente da mãe, embora dependente dela. Pior é que do outro lado tinha católico de ECC, acreditem!
    Obrigado.

    • Daniel, me parece que você apresentou a devida argumentação. Há também o fato de que, para a mulher violentada, é muito mais digno parir a criança e dá-la em adoção do que matá-la. A saúde mental dessa mulher ficará bem menos ameaçada dessa forma. Isso a livrará de, além do imenso trauma do estupro, ter que carregar nas costas a culpa por ter matado um inocente.

      Há muitas pessoas na fila de adoção no Brasil esperando para adotar um bebê.

  • Jefferson Teixeira

    Esta difícil, penso que a solução logicamente começa pelo “Espiritual”, então vamos rezar.
    Mas passa também pelo político e vejo que os principais candidatos (Dilma, Aécio, Eduardo) não tem opção pela vida e não acredito que no fundo tenham, apesar de controverso o Bolsonaro se colocou a disposição do partido e seria muito legal ver um debate com eles + Bolsonaro, enfim acredito que ele seria algo mais próximo da verdade e de “direita” de verdade, com valores cristãos. Oremos!!!

  • Adriano Matos

    Estarei tratando do assunto com meu grupo de catequista. Como foi falado acima, ainda é só um direito e, enquanto não virar dever, poderemos tentar ao máximo instruir melhor nossas comunidades, começando pelos que estão sendo catequizados, para que parta de nós a repulsa desse ato iníquo ao qual estamos diante.
    Força Catequistas!

  • Igor

    Vou mandar um link de um livro de um padre que fala sobre o aborto. Dá pra estudar bastante.

    http://www.ipco.org.br/home/wp-content/uploads/2010/06/catecismo_contra_o_aborto.pdf

    Façam bom proveito!

  • Rafael

    Esse é o nosso Brasil… não já basta o q acontece e agora essa??? Pq o q vai ter de VAGABUNDA mentindo pra abortar não vai ser brincadeira, tantas coisas pra esse corruptos votarem como a Redução da maior idade penal e aprovaram o genocídio de inocentes. Fala Serio e ainda tem gente a favor.

  • Teoria eugenica nojenta! Direito desumano! Obra do tinhoso uma mulher cometer um assassinato hediondo com o dinheiro dos impostos de cristãos!!!
    Maldita ONU, malditas fundações filhas do inferno!
    De fato oremos, e lutemos, paremos de ser ingênuos, não podemos permitir esse nojo acontecer! E o pior fizeram tudo por trás da lei da palmada, olha que horrível, duas porcarias feitas de uma vez só, estrategicamente para instalar a morte no Brasil e sermos de “1º mundo”.
    Apavorado e com medo: é aborto, é justiceiro, é lei palmada…
    E o pior: uma eleição em que temos de um lado Dilmacubanaaçougueira e do outro Aécioaspiradordepó!
    Sei que é pecado votar nulo, mas não vejo saída ¬¬’

  • Marlene

    Mãe, ao engravidar você carrega uma vida, que Deus deu ao seu filho e permitiu que fosse gerado para Ele! não para você e o importante é que sua criança já tem um nome recebido por Deus,foi confirmada por Deus, e Deus quer que esta criança nasça e seja cuidada por você e o que acontecer com ela sera responsabilidade sua. então você que já abortou, aguarde a sua consciência pesar até o fim de sua vida, arque com as consequência do remorso! por esse crime hediondo! assim como quem aprovou a Lei maldita e ou quem lhe aconselhou, aguarde o inferno na sua vida, jamais você sera feliz, vai carregar este peso para sempre. PENSE BEM NISSO.

  • Jefferson Teixeira

    Parem para ver algum video do Bolsonaro, acho que é o único com coragem para falar a verdade… Não é santo, mas perto das opções que temos é um “anjo”…

    Percebam que essa NT que libera o aborto sequer foi citada na mídia, acho que nem na mídia católica…
    O Olavo está certo, como sempre…

  • Tenho orgulho de ser brasileiro, mas sinto vergonha daqueles que, infelizmente, me representam… é incrível como em um país de maioria cristã ainda vemos tantas aberrações.

    De uma coisa tenho certeza: quando o meu dedo apertar o “confirma” na urna eletrônica, certamente a foto que aparecerá não será a da sra. Dilma… as canalhices do PT já me cansaram. Sinto muito se alguém simpatiza com esse partido, mas já está bem claro que é hostil aos valores cristãos.

    Não simpatizava com esse partido muito antes de me converter ao Catolicismo. Que dizer agora…

    Será que agora o clero irá se manifestar? Sei que devemos fazer também a nossa parte, mas já passou da hora da CNBB se esquecer um pouquinho da terra e se lembrar das coisas do Céu de vez em quando.

    Na minha opinião, quem não denuncia o pecado – sobretudo quando se revestiu de Cristo através do Sacramento da Ordem – é omisso; se é omisso é conivente; e se é conivente, tem tanta responsabilidade quanto quem comete o pecado.

    Mas fica a dúvida: que tipo de formação os sacerdotes têm recebido nos seminários? E os fiéis leigos? O que estão aprendendo na catequese?

    Não querendo fazer terrorismo religioso, mas me veio à mente as palavras de Nossa Senhora em La Salette:

    “Sim, os sacerdotes atraem a vingança e a vingança paira sobre suas cabeças. Ai dos sacerdotes e das pessoas consagradas a Deus, que pela sua infidelidade e má vida crucificam de novo meu Filho!”.

    Rezemos para que nenhum católico, clérigo ou leigo, crucifique Jesus Cristo novamente; e também jamais se esqueça de que, acima de qualquer ideologia ou interesses políticos, está a nossa fé, que só chegou até nós à custa do sangue dos mártires.

    Paz a todos.

  • Mayara Affonso

    Apenas regularizaram algo que já acontece nos hospitais. Quando uma mulher chega dizendo que foi vitima de violência sexual, ela primeiro é medicada no setor chamado “acolhimento”, que na verdade é uma triagem com enfermeiros: são diversos remédios contra doenças sexualmente transmissíveis, e a pílula do dia seguinte, e só depois é que ela será avaliada pelo ginecologista para saber se foi ou não violência sexual.

    Mas como há poucos ginecologistas mesmo nos hospitais de referencia, depois de medicadas, as mulheres são orientadas a volta pra casa e tentar ir ao hospital outro dia, ou então ir ao IML para o exame de corpo de delito. Não há nenhuma política de proteção, uma mulher agredida não tem opção, ninguém lhe oferece ajuda, ninguém lhe oferece opção, ninguém lhe pergunta o que ela deseja, como aconteceu ou que ela está sentido … apenas mandam a de volta pra casa, sem ajuda, sem apoio. Isso não é atendimento é marginalização da mulher e genocídio de crianças pobres.

  • Antônio Prado

    Estou no último ano de direito e, de fato, quando estudamos o aborto na norma penal, já somos informados da desnecessidade do B. O. com a edição daquela “Norma” anterior. Mas o que mais me chama atenção é o seguinte: “O(a) médico(a) e demais profissionais de saúde não devem temer possíveis consequências jurídicas, caso revele-se posteriormente que a gravidez não foi resultado de violência sexual”. Gente, até que ponto vai chegar a inconsequência desse povo? Meu Deus, que absurdo, humano e jurídico!

  • Alexandrus

    Enquanto isso, a CNBB…

  • Hoje, Padre Paulo Ricardo publicou em seu site um texto afirmando exatamente o que dissemos aqui sobre essa Portaria nº 415:
    https://padrepauloricardo.org/blog/urgente-a-todos-os-que-compreendem-o-valor-da-vida-humana#02

  • jaspion

    caro Catequista,
    é preciso deixar claro que o governo atual é ESQUERDISTA e mais de 99% dos políticos esquerdistas são ateus e anti-cristãos. Precisamos deixar isso claro para que a população cristã identifique os inimigos da sua fé e sejam responsabilizados por isso e derrotados nas urnas nas próximas eleições!

    A Dilma sempre foi a favor do aborto e esse vídeo dela aqui comprova isso:
    http://diganaoaoesquerdismo.blogspot.com.br/2013/03/dilma-apoia-o-aborto.html

    enquanto a Direita defende os valores judaico-cristãos que moldaram a sociedade ocidental;
    a Esquerda “revolucionária” quer acabar com a família e o Cristianismo.

    Por isso é de fundamental importância a consciência política dos cristãos sobre as diferenças entre Esquerda e Direita. Leiam a biografia de João Paulo II e vejam como ele deixou bem claro que a Direita é o único caminho político aceitável aos cristãos.

    http://www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?nitem=22675505

    ___

  • Marjory

    Gente tenho sentido muito medo com os rumos que o nosso país vem tomando. E como já foi citado anteriormente, tudo isso é fruto de uma orientação de esquerda.
    É só acessar qualquer meio de comunicação para ver as estratégias de Gramsci pipocando por todo lado convencendo a população de que a maneira certa de viver renegar todo e qualquer valor cristão.
    Isso é uma obra sem tamanho do maligno!
    Precisamos nos preparar e rezar por nossas famílias, pois dias difíceis estão chegando!
    Deus nos abençoe e nos guarde!
    Paz e bem!

  • Marjory

    Trecho de artigo do Prof. Olavo de Carvalho:

    “Para contornar a dificuldade, Gramsci concebeu uma dessas idéias engenhosas, que só ocorrem aos homens de ação quando a impossibilidade de agir os compele a meditações profundas: amestrar o povo para o socialismo antes de fazer a revolução. Fazer com que todos pensassem, sentissem e agissem como membros de um Estado comunista enquanto ainda vivendo num quadro externo capitalista. Assim, quando viesse o comunismo, as resistências possíveis já estariam neutralizadas de antemão e todo mundo aceitaria o novo regime com a maior naturalidade.”

    http://www.olavodecarvalho.org/livros/negramsci.htm

  • Fernando Zibora Santos

    Este ano vai ser difícil votar para presidente… A única opção de confiança é o Pastor Everaldo, mas este dificilmente irá para o segundo turno que provavelmente será formando pela Dilma e Aécio… O que vamos fazer???

    • Fernando, eu ainda não sei em quem vou votar. Mas uma coisa é certa: não vou votar no PT.

    • Leniéverson

      Fernando, o PSDB é um partido de esquerda não-radical ou moderada como queiram, mas ainda assim é a melhor opção em relação a Dilma. O Eduardo Campos com a Marina Silva não renderão nada.

    • Considerando que não há direita política organizada no Brasil, resta-nos votar no menos ruim.

      Claro que não nos é lícito votar na esquerda, mas se não temos opção boa, temos a obrigação de votar na opção menos ruim, que no nosso caso é o PSDB. É claro que, sendo de esquerda, a oposição PT-PSDB não é óbvia e após as eleições pode ser que se tornem aliados. Já há aliança PT-PSDB no estado de Goiás, e acho que se o PSDB ganhar e o PT não tiver o Congresso, vai tentar se tornar base aliada, como um segundo PMDB.

      Ao fim e ao cabo, mudar a presidência não adianta se não mudarmos o Legislativo. O PT conseguiu aparelhar todo o Executivo e esse desaparelhamento levará tempo, mas é importante que o Legislativo seja mudado, porque hoje o PT tem maioria no Congresso e por isso faz o que quer.

      E é importante conscientizar as pessoas de que votar em branco ou anular o voto é a mesma coisa que dar voto para o primeiro lugar, então o que precisamos é votar mesmo que não tenhamos bons nomes. De minha parte, se não tiver um bom candidato, voto no partido. O importante é fortalecer a oposição neste momento.

  • Notícia boa: http://www.portaleduardocunha.com.br/ministro-da-saude-revoga-portaria-que-institucionalizaria-o-aborto-no-brasil/11/1443.html

    A luta não acabou, certamente os abortistas estão recuando neste momento para se reagrupar e atacar novamente. Estejamos preparados! Oremos e vigiemos!

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>