Um padre e sua santa loucura – reflexão sobre a beleza

Faltavam somente dois meses para o Natal, quando ele começou a quebrar igreja. Ele sabia bem que aquela é uma paróquia pobre, e ainda assim não se deteve: pôs “na chón” todo o presbitério. E digo mais: o autor do bota-abaixo não fez isso sozinho, mas contou com o suporte moral e material dos paroquianos!

Dois meses depois – dois meses! – na Noite de Natal, o Menino Deus foi acolhido em um novo presbitério…

obra_igreja

O resultado ficou digníssimo e encantador. Bem diferente do presbitério de antes, que parecia improvisado e era despido de graciosidade e de harmonia estética. São exemplares o empenho de todos os fiéis que colaboraram com essa obra e a santa loucura do Padre Demério Gomes, da Arquidiocese de Niterói – RJ. Em sua página no Facebook, o padre escreveu:

“Há três meses assumi o pastoreio de minha primeira paróquia. Naquela ocasião dissemos que o centro de nosso ministério seria a Santíssima Eucaristia. Não poderia ser distinto, pois dEla vive a Igreja.

No primeiro mês já tínhamos conseguido restaurar e adquirir todos os objetos litúrgicos, e lançamos uma proposta de um novo presbitério para acolher o Senhor em Seu Natal. Coisas de padre jovem e louco…

Nossa paróquia é pobre e não conta com muitos recursos, mas a fé dos fiéis superou as limitações materiais.”

Deus Pai quis que Seu Filho fosse recebido neste mundo em um berço de palha. E muita gente usa isso como desculpa para justificar a falta de adorno artístico em certos templos católicos e o desleixo com as coisas sagradas, “afinal, Jesus gosta é de simplicidade”. Acorda, sem noção: você não é Deus Pai, você é um servo!

Caso São José e Nossa Senhora – esta prestes a dar à luz – batessem na sua porta pedindo um lugar, você os colocaria no melhor quarto da casa, ou os mandaria pro quartinho dos entulhos? Quem sabe seria uma boa opção colocar a Virgem num colchonete furado no canto da sala… Que tal?

O povo esquece que o mesmo Jesus que nasceu na pobreza apreciou muitíssimo a homenagem da mulher que derramou um vaso inteiro de perfume de nardo sobre Sua cabeça (o valor equivaleria, hoje, a milhares de reais). Alguns dos presentes acharam que aquilo era “desperdício”, pois o perfume poderia ser vendido para ajudar os pobres; mas Jesus disse que a mulher fez bem, e por isso sua boa obra seria lembrada para sempre (Mc 14,3-9).

Influenciados por podres ideologias, alguns católicos não se incomodam com a penúria estética de suas igrejas. Já falamos sobre isso no post sobre as igrejas feias (veja aqui) e sobre o objetivo da arte sacra (veja aqui). Esse é o mesmo tipo de gente que, quando realiza uma obra para os pobres, faz sempre algo de gosto duvidoso, bem fuleira. Quanta diferença do pensamento de Padre Pio de Pietralcina!

padre_pio_hospital

Em 1956, Padre Pio inaugurou a Casa de Alívio do Sofrimento (foto acima), um complexo hospitalar para atender aos doentes pobres. Além da grandiosidade, a obra se destacava pela beleza; os ambientes eram cuidadosamente decorados, inclusive com obras de arte. Em vez de dar glória a Deus e se alegrar pelos pobres, muita gente achou o luxo excessivo. E assim o santo respondeu:

“Muito luxuosa? Se possível, eu teria feito a Casa do Alívio de ouro, porque o doente é Jesus, e tudo é pouco quando é feito para o Senhor! Certamente que é luxuosa!”

Sim, tudo é pouco quando é feito para Jesus. Graças a Deus, não é só Padre Pio que acha isso. Além da comunidade do Padre Demétrio, há muitos mais casos positivos, como o da Paróquia dos Sagrados Corações, em Londrina-PR. A foto abaixo mostra o “antes”.

igreja_londrina

Reparem na bola que irradia uma luz vermelha: é o sacrário (local em que se guardam as Santas Hóstias Consagradas), em forma de grobo frutuântchy! Pra dar um toque especial, ainda penduraram um banner pedindo pro povo dar o dízimo, bem no presbitério. Mas que coisinha ispilicute! SQN…

Calma, gente! Aquilo é passado. Alguma boa alma convocou o artista Sérgio Ceron, e o presbitério ficou assim…

novo_presbiterio_londrina

Que a beleza dos nossos templos nos inspire a odiar tudo o que temos de feio em nossa alma, e a deixar que Jesus faça a sua obra de restauração em nossos corações.

*****

Na elaboração desse post, contei com a ajuda do amigo Rafael Cresci.

86 comments to Um padre e sua santa loucura – reflexão sobre a beleza

  • Roberta

    Que maravilha! Tava achando que todas as igrejas atuais estavam viradas em templos protestantes, com o Santíssimo escanteado em um canto – quase que em uma caixa de sapatos, o horror! – e crucifixos “estilizados”,”modernos”, blergh! Fiquei feliz ao ver o “depois” destas paróquias!

  • Thiago

    Poderiam dizer-me se há algum texto sobre padrinhos de batizado, sobre as condições e porque de amigados não poderem assumir este compromisso e esta responsabilidade?

  • Rodrigo Silva

    Thiago, espero que o ajude. Vai aí com um “pequeno delay”, mas vai.

    Deus te abençoe.

    http://www.veritatis.com.br/direito-canonico/dir-sacramental/1147-instrucoes-do-codigo-canonico-sobre-o-batismo

  • Zé Caetano

    Até que eu gostei do Presbitério Cósmico que havia antes em Londrina (hahahaha), algo que remete ao futuro antigo dos anos 80, ou a algum templo New Age pós 70. Sem esquecer o Sacrário planetóide, tem Jesus chegando dos ares, como que trazido por um raio de anti-gravidade saído da nave-mãe. Alguém deve ter usado, sem querer talvez, algumas daquelas substâncias que eram comuns em Woodstock e ainda desenhou a Igreja ouvindo Uriah Heep ou algo do gênero, talvez King Crimson.

  • Daniel Medeiros

    Vivenciei essa situação na prática, acompanhei toda uma reforma da paroquia que eu frequento.
    Em 2005, as missas era feitas onde hoje é o salão paroquial da igreja. Onde hoje tem os eventos, jantares, reunião do encontro de casais e encontro de jovens. Lembro do esforço do Padre Divino ( que hoje é pároco de uma igreja na Vila Cruzeiro do Rio de Janeiro). Lembro que ele não pedia dinheiro para construção, ele fazia rifas, sorteios, e quando precisava muito pedia o próprio material que seria usado. Lembro que a construção durou 6 meses , e hoje é uma das paroquias mais lindas da cidade. Tanto é verdade que hoje é uma das mais procuradas para casamento.

    Antes o Sacrário ficava atrás do altar, em um ornamento parecido com globo mostrado em uma das figuras. Hoje fica uma capelinha, Bem construída, climatizada, com luz ambiente apropriada para oração e adoração… em determinados momentos do dia, o sol entra por uma claraboia iluminando justamente o santíssimo, ficou lindo.

    O nome de todas as pessoas que ajudaram de alguma forma na construção está enterrado embaixo do altar da igreja, quem ajudou nos bancos tem o nome em uma tag…. como forma de homenagem e agradecimento.

    de certa forma me sinto honrado, e orgulhoso ( não sei se posso me sentir assim ), de ter ajudado a construir a nova igreja.

  • mateus

    ótimo tudo de melhor para o cristo que sofre ainda hoje nos irmãos mais pobres , mas o santíssimo tem que ficar no centro da igreja,para quando o fiel ao entrar na igreja ,ele veja o santíssimo, igual esta escrito no catecismo [ o santíssimo seja colocado em lugar de destaque ]. qual o rei que recebe seus convidados em salas do lado.

  • Maria Cristina

    Concordo com algumas pessoas que deram suas opiniões ,acho que o sacrário deve estar no centro de uma igreja e não em capelas construídas ao lado ,me agrada quando ao entrar em uma igreja já o veja e O reverencio ja na chegada.
    Tenho visto varias igrejas fazendo essa mudança infelizmente!

  • Daniel Medeiros

    Mas não é porque está em uma capela que não seja um lugar de destaque.
    eu particularmente, quando estou aos pés do santíssimo prefiro um lugar reservado, silencioso, e tranquilo, e a capela proporciona isso.
    no salão onde ocorre as missas, tem muita oração, mas tem louvores, e querendo ou não tem pessoas conversando e desviando atenção… desa forma , um ambiente reservado porem destacado não torna a lugar do santíssimo anti-litúrgico

  • Orlando Mascarenhas de Oliveira

    É ÓTIMO A RENOVAR, VEJO QUE ATÉ AS ÁRVORES SE RENOVA, DEVEMOS NOS RENOVAR TAMBÉM, RENOVAR SIM,MAIS DESTRUIR NÃO, UMA RENOVAÇÃO, NOS PREENCHE DE ALEGRIA, E NOS DEIXA DE FACE NOVA, AS ÁRVORES FICAM LIDAS, E RESPLANDECE A CARA DE JARDIM E TODOS FICAM ENCANTADOS, PORQUE NÃO A NOSSA CASA DE ORAÇÃO TAMBÉM NÃO SE RENOVAR. VALEU PADRE, DEUS QUE LHE ABENÇOE!!!

  • Orlando Mascarenhas de Oliveira

    SOBRE O SANTÍSSIMO, TEMOS NATUREZAS DIFERENTES, PORQUE NÃO DEIXAR UMA LUZ NO ALTAR E OUTRA OCULTADA, QUE NÃO SE SENTE BEM EM UM LUGAR VAI PRA O OUTRO, AI TODOS SE CONTENTAM, ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA!!!!!

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>