Plantão da Jornada – 24/07

Bom diaaaaaaaaa, Povo Católicooooooo!!!! Mais um louco bate-papo no Plantão da Jornada!

Plantão da Jornada

Neste Plantão da Jornada: Alexandre (O Catequista), Viviane (A Catequista), Paulo Ricardo (O Historiador), Diogo Linhares (Captares Battle Site), Cristiano Ramos (Ramos de Cultura) e David Conceição (Apostolado Tradição e Foco com Roma) fazem uma análise do primeiro grande evento da JMJ!

Saiba tudo sobre a Missa de Abertura, entenda qual a relação entre o Pica-pau e a JMJ, veja mais um furo na reportagem da Catequista e confira UMA ENTREVISTA EXCLUSIVA COM DOM ODILO SCHERER!

 

E não esqueça: AMANHÃ TEM MAIS! O Plantão da Jornada sai todos os dias, pela manhã, até o dia 29!

Clique no player abaixo para ouvir ou no link para fazer download.

[display_podcast]

 

FEED PARA iTUNES (e outros leitores de Podcast):

Para assinar o CATECAST no iTunes, utilize o seguinte endereço:

http://ocatequista.com.br/feed/catecast

 

BLOGS PARTICIPANTES:

21 comments to Plantão da Jornada – 24/07

  • Elvis Souza

    Então galeraaa! Olha eu aqui denovo “xaxando!”… Salve, Salve! Mais um Plantão da Jornada e eu estou, literalmente, de plantão à espera destes preciosos Catecasts. Mas vamos lá…

    Tenho muitas considerações a respeito das escolhas dos cantos da Missa de Abertura. A esquisitice começa com um ”grupinho de preto” (vulgo: Coral), no qual pensavam que estavam no musical da Broadway! E sem tanto entrar nos detalhes, mas só pra contar, as partes que mais sofreram ”maculações” foram o Ato Penitencial (com suas fórmulas desconexas nos tropos), o Glória (que vocês bem citaram em seu caráter “Gospel americano”), o Salmo (cantado de forma ininterrupta por parte da salmista), a Apresentação das oferendas (usando o termo “oferecer”), e o “Panis Angelicus” (ops!), este não galera! rsrs…

    Considerações à parte! Senti falta do cearense, ele, o ”homi das dor nas costas!”, Robby Santos, rs.

    Alexandre meu caro, você hoje, realmente estava inspirado. Ta explicado o por que de 1 hora e pouco de gravação! Ahh… você irá gostar muito de ver isto: ((http://imguol.com/c/noticias/2013/07/23/23jul2013—usuarios-do-metro-entre-eles-peregrinos-que-participam-da-jornada-mundial-da-juventude-sao-obrigados-a-andar-pelos-trilhos-entre-as-estacoes-central-do-brasil-e-presidente-vargas-no-centro-1374618262609_615x300.jpg))

    …Vivi, Vivi, o que seria dessa galera sem o seus comentários e seu humor contagiante? Enfim irmãos, Parabéns a todos, mais uma vez, e vamos pra frente que tem muita coisa boa nessa Jornada.

    Abraço!
    Que Nossa Senhora de Copacabana interceda por nós!

    • Elvis, você É O CARA! Obrigada pelo envio do link da foto dos peregrinos na linha do metrô!

    • André

      Só por curiosidade, qual o problema de ter o verbo “oferecer” no canto do ofertório?? Como nao sei muuuuuito de liturgia sempre querendo aprender… \o/ hehe

      • Elvis Souza

        Tranquilãooo amigo! A questão é um pouco complexa, mas irei resumir pra ti.

        Segundo o Manual de Liturgia do CELAM (Conferência Episcopal Latinoamericana), diz que o canto de “Preparação das oferendas”…

        “(…)Trata-se de um canto para acompanhar a procissão com os dons.” Não é um canto para oferecer o sacrifício: a única oferenda é Jesus e nós “por Ele, com Ele e nEle”, em sacrifício vivo e santo. Tirou-se dos textos litúrgicos a expressão “oferecer” o pão ou o vinho, precisamente para evitar esse equívoco doutrinal. Esse critério deve ser levado em conta para descartar alguns textos de canto de “ofertório”.

        Exemplo de ontem, na Missa de Abertura: O canto de “preparação das oferendas” dizia: “…para ofertar a vida”. (que até parece nada obstante!) Vale só lembrar que o “Sacrífico da Igreja”, no qual fala o Catecismo – §1368 -, acontece justamente a partir das “Orações Eucarísticas”.

        Mais uma vez, eu repito, a complexidade é evidente. Visto que, detalhes tão visíveis passem despercebidos.

        Enfim… espero ter ajudado! Abraço!

  • Fala galera do Catequista… Só passando pra dizer que tô gostando muito dos Catecasts. Estão de parabéns!!!

    E Dom Odilo Scherer?! Que moral, hein?!

    Um grande abraço do pessoal de Maceió. Estamos aqui em Alagoas, ligados no Catequista!!

    • Oi, Alex!
      Minha família por parte de mãe é de Alagoas (agreste, Igaci). Grande abraço a todos os alagoanos!

      • Elvis Souza

        Opaa… quer dizer que aos poucos estamos nos encontrando galera? \o/ “Coisas de Jornada!”

        Vivi, eu sou de Alagoas e ainda moro aqui, na cidade de Anadia, e por incrível que pareça, minha mãe é de Igaci, onde atualmente só se encontra meu avô por lá.

        Enfim… Abração meus conterrâneos!!!
        Alagoas está com O Catequista!

      • Will

        Que beleza!
        Também nasci lá. Hoje vivo em SC com esposa e filhos que são catarinenses.

        “Que Alagoas não procria escravos: Vence ou morre!…Mas sempre de pé” (HINO)

  • Sidnei

    Acompanhei a missa de abertura da JMJ pela TV e apesar da missa não ser como aquelas que eu me identifico mais, como as missas tradicionais, porém, estava tudo muito bonito, e gostei de mais, parabéns aos organizadores do evento que fizeram uma missa belíssima a altura do evento. Porém começar agora as contradições numéricas os quais os organizadores disseram ter havido de 500 a 600 mil participantes e a PM 400 mil, não sei qual foi o número de participantes, porém, é sempre bom frisar que sempre que há um evento católico, as cifras são sempre colocadas para baixo mas quando há um outro evento aí eles colocam para cima até aonde puder, e já tem gente enchendo o saco dizendo que foram gastos milhões para uma cifra de pessoas tão baixas, haja paciência, tomar que no domingo, no encerramento, tenha para mais de 1 milhão de jovens no campo de Guaratiba para fechar a boca deste pessoal.

  • Will

    brrrrrrrr, sob os 2,5°C de Joinville, vamos lá ouvir o catecast. =)
    Assistindo e explicando as notícias da JMJ na TV, minha esposa indagou: “tu estás bem ligado não é?”. “Pois é guria, é que eu escuto O Catequista”,hehe
    Alex, bom ver o pessoal da terrinha natal por aqui.

    Bom dia!

  • Gêneto eugenio

    Pindorama, terra de Vera Cruz, terra de Santa Cruz,BRASIL.
    Começou como tinha que começar, CRUZ FINCADA NA PRAIA.
    Um milhão de pessoas(presentes) e bilhões de Cristãos pelo Mundo em sintonia, um só coração uma só FÉ.
    Muito há de ser comentado, esclarecido e iluminado sobre o certo ou o errado mas isso é trabalho pra vocês do O Catequista.Por hora estou maravilhado que em meu pais por algumas horas tantos corações em uma só batida adoraram o Nosso Senhor.
    VIVA A JORNADA, VIVA A SANTA IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA, VIVA NOSSA SENHORA, VIVA!!!VIVA!!!

  • Paula Moreira Sordi

    Estou amando acompanhar a Jornada com vocês!

    Sobre essa história de Nossa Senhora de Copacabana (e de Loreto) querer ficar em determinado lugar, tem ainda outra devoção, da terra de nosso Santo Padre, Nossa Senhora da Luján. A história é nesse sentido também: estavam transportando uma série de itens (se não me engano era um pessoal que estava de mudança, indo de uma estância a outra), entre eles uma imagem de Nossa Senhora, e quando passaram por um determinado local, a carreta/carroça/sei lá que carregava a imagem da Virgem simplesmente “empacou”, ficou tão pesada que não conseguiam fazê-la andar. Sem a carga, ela andava; continuaram testando a questão do peso e das cargas e concluíram que era a imagem de Nossa Senhora que fazia a diferença entre poder andar ou não. Moral da história, hoje tem uma Basílica lindíssima em honra à Virgem Maria lá!

    Um abraço à equipe do Catequista e aos demais blogueiros, que nos fazem sentir como se estivéssemos no Rio!

    (Ah, só pra constar, aqui no RS está frio de verdade, viu? hehehehehehe O pessoal que passou a pré-jornada aqui em Porto Alegre, com as malas feitas para o Rio, se assustou!)

    • Olha aí!!!! Nossa Senhora é mesmo caprichosa! Rs. Ocorreu o mesmo com a imagem original de Nossa Senhora de Copacabana. Tentaram entronizá-la na cidade boliviana de Potosi e ela fez exatamente a mesma coisa que você contou: empacou. Ficou tão pesada que ninguém podia carrega-la e so saiu de lá quando decidiram entronizá-la em Copacbana.

      Abs!

    • Victor Picanço

      Nossa Senhora de Nazaré, padroeira de Belém/PA, também não quis sair do igarapé onde foi encontrada. Ali foi construída então a atual Basílica de Nazaré.

  • Pessoal,
    Pra quem quiser entender melhor o dogma que citamos nesse Plantão (fora da Igreja não há salvação), basta acessar os posts que já publicamos sobe o tema:

    No Céu só haverá católicos?

    http://ocatequista.com.br/archives/9479

    O Papa Francisco e a salvação dos ateus
    http://ocatequista.com.br/archives/9652

  • Valeu a referência amigo Paulo. De fato Santa Cecília foi um dos lugares onde mais nevou em Santa Catarina entre 22 e 23 de Julho. Porém entre ontem 23 e hoje 24, a temperatura chegou a -8 com sensação de -15. Se preparem aí no Rio. Estamos acompanhando euforicamente a JMJ Rio 2013. Show a cobertura de vocês. Parabéns!

  • Airton

    Amigos, sou fã desse blog =). Estou em busca de aprendizado!

    Sobre “Não haver Salvação fora da Igreja”. Para mim não há dúvida nisso. Mas foi proclamado como um dogma? e assim, o que vem a ser Igreja? Eu sei que vcs torcerão o nariz só de ver a fonte, mas o nele existe a Verdade?

    http://blog.cancaonova.com/padrejoaozinho/2009/08/28/fora-da-igreja-nao-ha-salvacao/

  • Airton

    Eu de novo!
    Esse link me parece mais “confiável” rs E bate com o que foi dito no blog /

    http://sadoutrina.wordpress.com/2011/01/07/como-entender-a-frase-fora-da-igreja-nao-ha-salvacao/

  • André

    E o plantão da jornada de hoje, cadê?? 🙁

Leave a Reply

You can use these HTML tags

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>